Tarefa para os Matusaléns

SÃO PAULO (das loucuras que já fizeram por aqui) – Voltemos a tirar o pó. Descobri nesta enorme fototeca que é meu disco-rígido dois retrados de automóveis que nossos Matusaléns hão de saber quais são. Aproveitem, então, para contar um pouco de história.

Esse primeiro aí embaixo a maioria esperta vai sacar pelo menos o piloto, pelo número. Notem a espessura do santantônio. Parece um fio de cabelo… E a altura? Se capotasse, babau.

Esse aí embaixo tem história mais, digamos, excêntrica. Um conhecido do sul me jurou, uns dois anos atrás, que estava com ele e que seria restaurado. Não tive mais notícias.

Saciem vosso apetite por velharias e bons papos.

Comentários

  • Grande Caíque,

    EM CIMA DE UMA TÁBUA !!!!!! putz tinha falado que o Norman era da pá virada, o cara era é maluco mesmo !!!!!
    Bons tempos, em que o que valia mesmo, era acelerar não importa como.
    Bons tempos !!!!!

  • Flávio,

    Quando eu enviei esta foto, também pensava que era o Norman, mas o Bob me enviou um e-mail dizendo que naquela foto o piloto era ele, que deu uma “testada” nas barata, que inclusive nâo tinha bancos e o Norman correu em cima de uma Tábua, escorregando muito, já que cinto quase não se usaVA – ESTA INFORMAÇÃO QUEM ME PSSOU FOI O NOSSO AMIGO NEUDY

  • Oi Caíque,

    sacanagem, esse negócio dos “novos” donos do Geraldes Special, estarem de birra, o carro acabando, eles não fazem nada, e não deixam ninguem fazer, putz, não dá para entender, e assim nossa memória vai para o buraco, por causa de uma birra pra lá de infantil.

  • Tive a oportunidade de presenciar uma prova no autódromo de Curitiba onde tentou andar este protótipo do Muffato. No sábado fundiu o motor DKW e no domingo o VW. Foi muito engraçado. Ora funcionava um motor , ora os dois, ora o outro…..bizarro………mas valeu a experiência…..o acelerador, embreagem e cambio era bem próximos de maneira que le pudesse acionar ambos simultâneamente……

  • Gente, esse treco do Norman não se chamava Mirage? Caíque, já passei seu e-mail para o Dinho, mas entre em contato direto com ele, nos comentários do Lorena ele deixou seu e-mail.

  • Caros Amigos,
    O Geraldes Special da foto está sendo pilotado pelo Bob Sharp e foi nesta corrida que o Casari correu mesmo. Este carro foi construído par receber Mecânica Simca, mas a Simca virou Crhysler e o sonho do meu amigo Neudu foi-se, depois ele teve motor VW e foi de mais dois pilotos (vou enviar ao Flávio as fotos dele com Patrocínio da Ducauto de Duque de Caxias e o Luis Moraes sentado no Sto. Antonio. Tem também uma reportagem da Auto Esporte que mostra o Geraldes atrás do Bino Mark II com o L. P. Bueno. Eu sei onde este carro está, mas o s donos (herança) não querem papo. O carro está acabando.
    O Joaquim, tÔ ESPERANDO UM CONTATO VIA E-MAIL E fLÁVIO, PODE PASSAR MEU E-MAIL PRO dINHO.

  • caramba!!!
    eu nunca imaginei que alguém, algum dia, resolveu construir um carro com 2 motores, 2 cambios, 2 aceleradores e tudo mais… e pior, um só volante e um só cérebro pra controlar tudo!!! e ainda apostar corrida com isso!!!!!!!!!!! e eu achava q dirigia bem…

  • Agradecimentos feitos, vamos ao “trabalho”:
    Paulo Aidar, tá de gozação (claro, o Aidar manja muito…), vou desconsiderar…
    Flávio Chinini, não é o AC, o protótipo do Norman era o Casari A-1, que usava a plataforam que foi do Carcará, motor Ford V-8 e a frente do AC.
    Marcos, olhando bem você tem razão, lembra bastante o Chaparral. Se colocar uma capota e aquele aerofólio, tipo prateleira, então…
    Filipe W, só fez essa prova aí, regional do Campeonato carioca, com o mestre Norman Casari e terminou mal (não lembro a colocação).

  • Ao Veloz, Ceregatti, Filipe W, Askjaoe o resto do pessoal,
    Agradeço penhorado as referências elogiosas ao meu nome aqui no blog mas, sem falsa modéstia, o que faço é só repartir com o pessoal aqui velhas lembranças, ao mesmo tempo que aprendo muito com todos vocês. Já disse ao Flávio, esse blog é meu botequim virtual, meu boteco eletrônico e é realmente um privilégio dividir esse espaço cibernético com todos vocês, incluindo todos aqueles os quais não citei os nomes. Eu é que agradeço a todos. Abs.

  • Não falei que a turma da enxada ia matar a pau… o Joaquim não vale… ele é café com leite pra gente… o cara saca muito… e foi ele quem me ajudou a descobrir o meu bólido classic!!!!! Abraço ao Joaquim

  • Olá amigos, creio que esse protótipo pilotado pelo Norman é o AC-01 construído e projetado pelo “monumento histórico brasileiro” Anísio Campos. Não tenho certeza absoluta, mas acho que é.

  • oi Marcos,

    è verdade, acho que estavamos mais impressionados com a espessura do santo-antônio que não reparamos direito. hehehe

    alguem ai sabe se a bagaça andava bem ? qual colocação do Norman nesta corrida ?

  • Um dos meus sonhos é poder conhecer esses verdadeiros arquivos vivos, é muito conhecimento sobre a história do automobilismo. Porque não juntar essa turma e fazer um livro? Vai ser o maior sucesso, muito melhor do que algumas publicações que existem por aí. Mas tem tanta estória que um livro só vai ser pouco, vai acabar virando enciclopédia mesmo.
    Outro sonho é poder juntar todo mundo numa grande confraternização em algum kartódromo, aí poderíamos todos dar uma surra no Flávio, automobilisticamente falando, e dar umas dicas pra ele pilotar o DKW 96 melhor.

    Minha admiração e um abraço a todos.

  • Desculpe, Veloz, errei o “arvo”
    Repetindo:
    Veloz-HP , só uma curiosidade : dava para fazer punta-taco na encrenca , ou tinha que ter DNA de polvo ? abz e sucesso em sua carreira .

  • Impressionante a memória e o conhecimento do Joaquim e do Veloz-HP.

    Já disse isso em algum post por aí, mas não posso deixar de falar de novo.

    O Joaquim tive o prazer de conhecer em Interlagos semana passada. Tem uma infinidade de histórias, sabe tudo, verdadeira enciclopédia viva.

    O Veloz HP ainda não conheci – e havia muita expectativa da sua presença no Box 21, inclusive do FG.

    Ele novamente ficou incógnito em sua “arquibancada cativa” – só ele e mais alguns que cabem numa Kombi assistem corridas do melhor lugar: As arquibancadas.

    Essa dupla tem uma memória absurda, inacreditável…

    Eu esqueço até meu telefone… Tô ficando velho e gasto…(mas na Granja Viana ainda dou muito trabalho, cuidado…)

    Esses dois lembram de datas, pessoas, corridas, nomes, endereços, matam qualquer charada em dez minutos.

    Como diz minha filha menor: Tô bege…

    Abraços fraternos a todos.

  • Obrigado Milton.
    Quero apenas acrescentar que esqueci de dizer que a caranga tinha também dois pedais de embreagem, um para cada conjunto motriz.
    E pelo que ví, o Mufato é fisicamente normal, tem “só” duas pernas e “só” dois braços.
    Abraços.

  • Bem amigos do blog do Gomes, boa noite.
    A primeira foto o Joaquim matou a pau, como sempre, a segunda mostra o famoso carro de duas mecânicas do Pedro Mufato.
    Tinha o conjunto dianteiro do DKW e o traseiro do VW num total de 2 aceleradores e 2 câmbios.
    Na largada o Mufato usava o acelerador e o câmbio do VW, após o embalo inicial, usava os dois aceleradores e os dois câmbios.
    Nas reduções usava o conjunto VW, deixando o DKW em roda livre.
    Como ele fazia isso tudo sincronizadamente ?
    Nem imagino, pois tem piloto que mal consegue mudar as marchas e acelerar uma coisa só na F1, imagine 2 conjuntos distintos, diferentes e independentes.
    Só mesmo o Pedrão, que de tão louco foi até prefeito e construiu um autódromo, Cascavel, ao contrário dos outros que destroem os existentes.
    Salve Pedro Mufato, o maluco beleza do Paraná.

  • 2 motores, dianteiro era de dkw, depois de corcel, o traseiro de VW a ar, cada um com sua caixa câmbio e girando os 2 diferenciais com rotações e torque diferentes, devia gatar muito pneu

  • Postei e acabou que quando fui ver o Joaquim matou os dois !

    Finalmente Joaquim o Flávio postou o Geraldes especial, tava na dúvida se era ou não, mas como vc confirmou, taí o bicho, finalmente !!!!

    valeu Flávio, estavamos atrás de uma foto do bicho a algum tempo, procurei, procurei mas até agora não tinha achado nada, agora já posso dormir tranquilo hahaha.

    O debaixo era realmente o bi-motor do pedro Muffato, alem de dois motores, tinha dois tanques de gasolina, dois câmbios, dois aceleradores, era uma trapizonga tão grande que ele foi classificado como Div 6 embora ele não se enquadra-se em divisão alguma.

  • A primeira é fantástica, realmente antigamente os caras eram da pá virada mesmo, o Norman tá sentado numa casquinha de fibra de vidro com um santo antônio de tubo de casa de ferragem, e fino !!!!!!!!!!!
    O carro é que estou em dúvida, seria o Geraldes Especial com motor DKW ? Joaquim me ajuda ai !

    O outro vou declinar pois como mandei pro Flávio a foto não ia ter graça responder, deixo para o pessoal quebrar a cabeça , hehehe.

    abraço a todos

  • Gostaria de uma ajuda de alguem que saiba onde posso encontrar um livro da historia do DKW, ou alguem que venda miniaturas do Vemaguete Pracinha 1965 vermelha.
    Quero dar de presente para um amigo que começou a restaurar uma.

  • Filipe W,… Deus existe…de tanto pedirmos finalmente o Flávio postou. Fácil, garotada: o carro é o Geraldes Special, protótipo DKW com motor traseiro, construido pelo ex-comandante da Varig, Neudy Francisco Geraldes. Nos comandos, claro, ele, Norman Casari. Ou será o Flávio, número 96, sei não…