Ainda a Gurgel

SÃO PAULO (só o nome) – Para tirar a curiosidade de alguns blogueiros, pelo que entendi o nome Gurgel foi comercializado pela família para uma empresa de Presidente Prudente, que faz veículos leves de uso agrícola. Não entendi bem a negociação, mas eles de fato fazem pequenos caminhões de três rodas para uso na lavoura. A empresa tem um site oficial, no qual se encontra um pequeno vídeo do que fabricam.

Se alguém tiver interesse em ligar lá e contar para nosotros do que se trata, tem o telefone no site.

Sobre a Gurgel de verdade, este site aqui me parece bem interessante.

Comentários

  • Amigos,

    O que o Askjao escreveu foi exatamente o que saiu publicado em O Globo, Caderno de Automóveis, ano passado. Na reportagem a Família estava indignada com a ação de titar oa Marca Gurgel da família, principalmente pelo fato do Engº Gurgel estar muito doente. Exatamente isso saiu publicado.

  • Aí Guilherme Behmer. Falou Tudo! É isto mesmo!

    O Gurgel sempre foi um visionário, sempre na frente e mais veloz! Sacanearam o cara! Tenho um vizinho que tem um BR 800 toda vez que eu vejo o carro quero comprar… mas não tenho como…

  • Ao oposto do contrário:
    Fui apenas benevolente quando usei a palavra ‘ esqueceu’ . Coisa de dias de copa.
    Obviamente tem coisa por trás. Aliás, o Síndico responde civil e criminalmente pela má administração da massa falida. Será que alguém tomou alguma providência? Abs.

  • Tohme, acreditar que o síndico da massa “esqueceu” de registrar é brincadeira. O picareta deve ter feito um acerto por fora com o interessado e fez de propósito. Já fui atrás de marcas e máquinas de empresas falidas, e o sindico mais bonzinho deu aula de phd para o al capone e o deluvio soares. Se tem algum honesto gostaria de conhecer. Tem gente que a 20 anos vive de explorar bens da mesma massa falida. E muito bem, por sinal.

  • Os políticos brasileiros são tão burros que ao invéz de apoiar a empresa pra poderem roubar mais impostos pelo resto da vida, prefiriram falir a empresa por uns trocadinhos!!!
    Até pra roubar nós somos incompetentes!!!

  • Pessoal que estava acompanhando pelo outro post:

    Os carros que aparecem no site são os pequenos.
    Os grandes que estavam aqui perto traziam em sua caçamba três de cada dos pequenos… E também eram de três rodas…
    Pena eu não ter tirado nenhuma foto. Mas quando eu ver novamente, com certeza eu tiro.

    Até mais pessoal.

  • É conheço bem particularmente falando aqui no sul é os supermercados usarem esses carrinho pra entrega de compras em domicílio… É bem legalzinho, aqui em Criciuma-SC só ví elétrico, no site da empresa diz que pode ser até a dieesel… que coisa. Agora foi sacanagem com a marca.

  • Pelo que ouvi dizer, o curador da massa falida da Gurgel pisou na bola e deixou a marca caducar. E afinal de contas, a marca era também um ativo da empresa e deveria ir à leilão. Aí veio um esperto (no bom sentido) e legitimamente requereu o registro da marca Gurgel.

  • O que eu tinha lido era que o dono da fábrica esperou o registro da marca Gurgel vencer, foi lá e registrou para ele… Ainda tem um lance que se a pessoa que fez o registro anterior reclamar em 30 dias, ai entra um processo, sei lá, tem um rolo desses…

    Mas a família do Gurgel não soube e a marca passou de dono… Inclusive, a familia ficou fula da vida com isso… acho que li isso em algum caderno de automóvel de algum jornal aqui do Rio…