Bate-bate

SÃO PAULO (da garoa e das rodadas) – Vi pela TV a corrida da Stock ontem em Interlagos. Prova com chuva sempre é legal. Mas o que esse pessoal da Stock se odeia é uma coisa impressionante. Toques e batidas propositais já fazem parte do comportamento-padrão de muitos pilotos.

Muitos, nem todos. Há uma porção de gente do bem. Mas ou a CBA começa a dar cartão amarelo e vermelho com algum vigor, ou esse negócio descamba.

Não há grande senso de companheirismo nessa Stock. Seus 40 pilotos poderiam passar um dia escutando uma palestra com os Matuzas das pistas, esses que ainda frequentam Interlagos, que estarão lá no dia 15, mas que essa pilotada atual não sabe direito quem foram.

Comentários

  • Acho o Caca um bom piloto. A categoria perdeu esse ano um piloto que acho muito gente fina, foi campeão mundial de marcas e só não ganhou indy 500 em 1993 porque foi literalmente roubado, que é o RAUL BOESEL

  • Um cara pode até ser culpado por ter um filho babaca, mas ninguém tem culpa por ter um pai babaca.
    O Cacá é bom, merece o destaque que tem (apesar do pai atrapalhar), e comenta legal a F1 na Band.
    E fala o nome Red Bull o tempo todo.

  • Joaquim:
    Não vi pela TV, portanto não vi replay e outros angulos que não de onde estava…
    Para o pessoal embaixo do Heliponto, o Jorge Neto socou a barata sem dó, foi o que vimos. Dariapra esperar um momento melhor, no mínimo. Mesmo molhado, os caras são profissionais, ou dizem que são e tentam ser…
    Ocorre que a TV com certeza não mostrou (nada como ver ao vivo) uma série de outras pancas, daquelas sem dó nem noção.
    Foi um festival de “erros sem querer querendo” que vou te contar…
    O fato da categoria ser muito competitiva – vide 28 pilotos em 1 segundo – não dá o direito de nenhum animal de macacão de piloto detonar a corrida de outros, e vimos muito disso. Comportaram-se como uma turma de moleques em kart de aluguel, podem acreditar.
    O FG está correto em dizer que a CBA, Carlos Col, Associação de Pilotos e Cia. Limitada tomem alguma atitude drástica, senão vira corrida de demolição mesmo…
    O que é uma pena, pois é a maior categoria do Brasil, com o máximo de profissionalismo sob todos os aspectos, exceto a cabecinha medíocre de parte do pessoal que senta…
    E não combina nada, profissionalismo com carrinho de bate-bate. Tem que reprimir logo, e pilotar com firmeza esse monte de egos inflados.

  • Taí, não achei que foi culpa do Jorge Neto, não. O cara já estava em posição para ultrapassar, o Muffato deixou o carro escorregar (chuva é fogo), tentou voltar e pegou o bico do carro do Jorge neto. Prá mim, coisa de corrida, mas os comissários resolveram ser mais realistas que o rei. O Muffato já tem um histórico de ser reclamão e jogou prá torcida, sabendo que estava na TV. O cara reclama até quando foi campeão em 2003.

  • Também acho sacanagem com o Caca,ele já provou que é piloto de ponta em turismo.Fez belas temporadas no Superturismo sulamericano,corria de Peugeot e deu pau em muitos argentinos,é injustiça o que fizeram com ele.

  • Concordo, Caique…
    Estava no pé do podium e todos foram aplaudidos quando subiram, exceto o Caca Bueno…
    Foi até meio constrangedor, pelo que vi todo o povo mistura pai e filho… Inclusive o pessoal do meio…
    Fiquei muito impressionado com a tocada do cara. Anda muito, mas muito forte e é páreo para qualquer um dali…
    Não acho adequado misturar o DNA do rapaz com seu desempenho.
    É um piloto admirável, sem dúvida. Se é simpático ou antipático, isso é outro departamento… Não tive contato pessoal com ele, não posso dizer nada.

  • Estranhei o porrão do Antonio Jorge Neto, que para mim sempre teve car ade bom moço, e agüentou horrores dos Big Black Bros ( irmãos Negrão). Os comissários tem que pegar pesado e dizer que aquilo é corrida de carro, não é derbi de demolição.

  • Não gosto do Galvão Bueno, é chato prá caramba e atrapalha o Filho. Daí a achar que o Cacá é ruim pilotando não. O cara é muito bom piloto e teve a honestidade de escolher uma categoria que não foi a de Formulas.
    O cacá começou em Turismo e ganhou uma de Stock, no geral, quando era da Stock Light, além disso foi Piloto Peugeot no Sulamericano de Super Turismo e ganhou o Título na Argentina, vencendo a prova final do Próprio Companheiro de Equipe com uma ultrapassagem espetacular… e olhe a equipe era argentina. O Problema do Cacá é o Pai, mas é bom piloto, a maior prova disso é que vence corridas em qualquer equipe. vamos descer a ripa no GB e deixar o cara em paz, ele não tem culpa de ser filho de quem é.

  • Está tão chato e idiota esse RACHA na Stock que não assisto mais tb essa palhaçada….

    O Muffato sempre diz que é perseguido por alguns pilotos, inclusive quando ele foi campeão em interlagos acho que há dois anos atrás.

    Se é verdade ou não é outra história, mas que essas picuinhas entre os 40 pilotos da Stock está uma verdadeira babaquisse…

    WTCC FOI DU CARALEO, MUITO BOM…!!!! E DTM NEM SE FALA.

    Picuinha, panelinhas e tudo AQUI NO BRASIL…

    E teve jogador de futebol %[email protected]$&@#dizendo que a seleção portuguesa é muito vaidosa e cheio de panelinha, por isso que ele saiu do PORTO… OLHA ROGER ( jogadorzinho do Corinthians), VAI TOMAR NO OLHO DO RABO FDP DE %[email protected]$&@#…

  • Está tão chato e idiota esse RACHA na Stock que não assisto mais tb essa palhaçada….

    O Muffato sempre diz que é perseguido por alguns pilotos, inclusive quando ele foi campeão em interlagos acho que há dois anos atrás.

    Se é verdade ou não é outra história, mas que essas picuinhas entre os 40 pilotos da Stock está uma verdadeira babaquisse…

    WTCC FOI DU CARALEO, MUITO BOM…!!!! E DTM NEM SE FALA.

    Picuinha, panelinhas e tudo AQUI NO BRASIL…

    E teve jogador de futebol %[email protected]$&@#dizendo que a seleção portuguesa é muito vaidosa e cheio de panelinha, por isso que ele saiu do PORTO… OLHA ROGER ( jogadorzinho do Corinthians), VAI TOMAR NO OLHO DO RABO FDP DE %[email protected]$&@#…

  • Pois é, FG, enquanto vc assistia pela TV esse espetáculo deprimente que é a Stock Car Brasil, eu estava vendo pela TV a etapa de Curitiba do melhor campeonato de Turismo do mundo, o WTCC. Não tem essas frescuras de chassi de estrutura tubular, são carros de rua adaptados para a pista, e com um regulamento que prevê o máximo possível de igualdade entre as diferentes marcas que dele participam. Pelo jeito vc se arrependeu do programa dominical; eu não! Aliás, de manhã também ví a etapa do DTM em Brands Hatch e depois a vitória da Rossa em Indy.

  • Para o Eduardo,

    não sei se o Cacá Bueno é tão ruim assim, como vc fala.
    Há muito preconceito só pq o cara é filho do Galvão.
    Ganhou três de quatro corridas e está sempre chegando.
    Não pode ser tão ruim assim…

  • FG
    Já a corrida do WTCC foi bem boa, principalmente a 1 bateria. Os caras andam grudados e não deram tanta bordoada. Na primeira volta chegaram 4 Seat lado a lado no fim da reta, com a galera babando.

  • O que se tem que fazer é cumprir o regulamento e punir quem cometer as atrocidades que estão acontecendo na pista. Se eles suspenderem um piloto por uma ou duas provas eles vão pensar duas vezes antes de jogar um outro piloto para fora. Mas não acontece nada e a porrada continua na prova seguinte quando o piloto que se sentiu prejudicado na prova anterior usa a sua arma que é o carro em cima do outro e tudo continua uma maravilha e o clima de vingança continua para a prova seguinte. Para mim, isto não é esporte.

    Jovino

  • ISSO ACONTECE PQ O ESPORTE HÁ MUITO DEIXOU DE SER UMA COMPETIÇÃO LEAL, DAQUI A POUCO O PESSOAL DA STOCK VAI SE IGUALAR COM OS MERCENÁRIOS DO NOSSO FUTEBOL DESSA COPA EM TERMOS DE COMPANHEIRISMO E AMIZADE

  • Flávio, isso no circuito by FIA. Um vêz, no início da stock, sei quem… só embicou por dentro na saída da ferradura, dando um alô!! E o Reinaldo Campello sobrou bem naquele portão que existe do estacionamento interno, onde outrora churras, os verdadeiros hospitally centers, ( que nome escroto esse) eram montados. Dali, a pé todos circulavam e sentávamos na arquibancadinha de cara para o pinheirinho. Imagina esses caras tendo de se concetrar para 7.960 mts. por volta.!!! Por isso que o alemão e cia ltda. estão ai; quem aprende a andar de bicicleta nunca esquece.!

  • Achei a corrida uma bos…ta.
    Até o Chico Serra deu uma de macho e jogou o carro pra cima.
    Tá na hora de fazer a primeira e segunda divisão na V8 e cair de pau em cima dos pilantras, Ontem foi a vez do Netinho ser desclassificado. Jogou o Mufatto pra fora de forma inexplicável.

  • A voce, Johnny’O e a outros que estranharam…
    Não, eu não tenho canal direto com o além-túmulo, nem sou médium ou vejo fantasmas…
    O Ferreirinha a quem me refiro é o Antonio Otávio Ferreira, magro, alto, de barba e sotaque lusitano, ó pá…
    É irmão do falecido Herculano Ferreira, ambos da HEVE.
    PS: Não precede a história do batismo da HEVE, que seriam as iniciais de HErculano FErreira, ditas em portugues de Portugal, pá…
    O certo é HErculano VEículos…
    O Ferreirinha está refazendo aquele clássico… Está ficando perfeito, lindo demais. Merece aparecer na Superclassic.

  • Não vão funcionar as palestras, FG…
    O Luis Garcia da Koni by LG é um velho amigo, fomos sócios no Opala numero 84 na época da Estreantes e Novatos, velhos tempos…
    Faz o chão de boa parte do grid da V8, mais toda a Light e Junior.
    Eu me afastei dos boxes por 25 anos e ele continuou, como profissional.
    Só voltei por causa da Superclassic, saiba…
    Depois de um fim de semana convivendo com a Stock, dá pra dizer umas coisinhas….
    Sabe os matuzas? Tá cheio deles lá…Matuza é o que não falta, e continuam msabendo tudo.
    Mauro Vogel, Jorge Freias, Adreas Matheis, Paulo Gomes, Ingo Hoffman, Chico Serra, Alfredo Guaraná, Antonio Ferreirinha, Meinha, Anésio e mais uma multidão de nomes, rostos e lembranças….
    Sabe as palestras?
    Assisti a mais do que uma, com nomes que prefiro não citar, ENSINANDO pilotinhos a não socar o pé no freio na aproximação, apontar a frente pregada no chão e tracionar suavemente na saída…
    Sabe o que fizeram? Teve neguinho atrasando no freada no molhado, travando roda e tirando companheiro da corrida… São surdos, burros e alucinados… Até aí, nenhuma novidade, quase nada mudou.
    Sabe o senso de companheirismo?
    Talvez haja, mas Não vi… Vi um caso de um da equipe ir muito melhor do que o outro, mas aí a culpa nunca é de quem sentou, é equipe, pessoal, pneu, clima, cama de hotel, qualquer coisa serve…
    Sabe os mecas?
    Estão iguaizinhos. Trabalham muito, ganham pouco, amam tudo aquilo, ouvem com seriedade o que os pilotos dizem, mas na hora da cervejinha atrás dos boxes… O happy hour vira um happy crash test day… Só alegria e historinhas porcas….
    Vi pouquíssimos pilotos com alguma noção dos dados que a telemetria expõe… Tem cara que não sabe nem ler gráfico, e que duvida e faz pouco dos dados….
    Li na ultima edição da revista da CBA declaração de matuza chefe de equipe dizendo exatamente isso… Qua a garotada não sabe o que fazer com os dados….
    Sabe o que ouvi? E para minha felicidade ouvi MUITO?
    “Tenho saudades daquele tempo” – frase dita pelo Jorge Freitas, quando falamos dos Passat no Rio… É só começar a lembrar de alguma prova antiga que o Anésio já despeja uma enxurrada de histórias… Se preguntar pro Ferreirinha da suspensão traseira do Heve, ele já pega um papel, desenha e chama o Paulão pra confirmar…A rodinha cresce, a gente ri, o segurança vem tirar a gente do pit lane… Vira zona, o tempo volta.
    Sabe porque os caras se pegam na pista?
    Vaidade, pressão por resultados, machismo babaca e um pouquinho de tesão. Tesão pouco, tensão muita.
    O que há é uma segunda geração de pilotos, esses que tem berço no automobilismo, filhos de nomes do passado com quem é uma delícia conversar.
    Sabem história, sabem dar valor, sabem o que dizem, pois tem um modelo a seguir… Bons meninos, boas chances de futuro.
    Uma das maiores emoções que tive fou abraçar o Bel Camilo, que começou comigo e com o Luis nos tempos da Estreantes e Novatos, aos prantos debaixo do heliponto. Estava gelado, não conseguia nem andar direito, depois da corridaça que o Thiago fez. Achei que o homem ia ter um troço ali, no pé do podium.
    Chorei com ele, e não podia ser diferente. Ali vi tesão, ali senti emoção… O cara parou para o filho passar a correr… Passou o bastão para o filho, mesmo com todo o amor que tem… Isso é doação, isso é lindo de ver.
    Quanto aos pilotinhos, há muitos daqueles que voce próprio conhece, devido a sua profissão.
    Aqueles que todos os matuzas, de qualquer do mundo, onde quer que haja um autódromo conhecem bem…
    Aqueles voce fala bom dia e nem te olham na cara. Aqueles de cara feia de manhã porque é cedo, ou porque cheveu.
    Esses para quem nada está bom, nada está a seu gosto.
    Esses vão continuar fazendo número mesmo. É disso que parte do automobilismo vive – normalmente são quem paga a conta, mesmo
    Babaquinhas braços-duros que brincam de carrinho, não tem nenhum amor ou comprometimento com a equipe, atrapalham a vida de quem gosta e fazem aquele monte de besteiras que o público adora.
    Disso tá cheio. E não vai faltar nunca.
    Resumo simples: O cenário mudou, as pessoas não.

  • Sól…penultima volta…lá atrás longe de tudo e todos……o #3 (Chico Serra) e o #43 (Pedro Gomes) se acharam…. o acidente poderia ter concequencias graves a encerrou a corrida em bandeira vermelha…..Pelo menos não demos show de bandeiras para o Cacá Bueno..ahahahahahaha…………..

  • Virgo, obrigado pela menção ao meu nome, gentileza sua.
    “Quando olho para a frente, acredito que deveríamos estar completando a última temporada com este chassi atual. Ele já está muito obsoleto. O próprio projeto quando foi colocado em prática, no ano 2000, já era ultrapassado. O carro é muito pesado, as suspensões não funcionam direito, o centro de gravidade é muito alto, o entre eixos é curto em relação à largura. Tem uma série de problemas neste chassi atual…” Palavras textuais de Andrea Matheis, chefe de equipe Bi-campeão de Stock-Car pela Medley, em entrevista à revista Motorsport, órgão oficial da CBA. Acho que por si só se explica a cadeira elétrica que é esse carro. Só sobrevive devido ao tremendo esforço de marketing e interesses econômicos em jogo. Infelizmente, é a categoria mais profissional do Brasil e, sem dúvida, onde estão os melhores pilotos em atividade no Brasil. Junte-se muito dinheiro, promoção, marketing, nivele-se o pacote técnico por baixo (receita americana que a Stock brasileira segue “ipsis leteris”, vide playoffs neste ano) e o resultado é este daí. Nesta prova, até que a direção foi mais rígida, desclassificando logo dois pilotos por condução antidesportiva, antes que a coisa degringolasse em batalha campal.

  • Nem precisam ser os velhos pilotos. Uma palestra com o Ceregatti, Brandão ou o Joaquim, Aficcionados com A maiúsculo já seria proveitosa para esse monte de filhinhos de papai que se acham acima do bem e do mal.