MENU

quarta-feira, 9 de julho de 2008 - 10:24Stock Car

INGO, SENSACIONAL

SÃO PAULO (vira livro?) – Mais um texto espetacular de Ingo Hoffmann nos seus Diários de Despedida, a série em que vai relatar, até o fim do ano, seus momentos mais marcantes em três décadas de Stock. A história da corrida de Goiânia que o Alemão relembra é o maior barato. Sim, eu sei que a última desta temporada foi em Campo Grande, mas como o próprio Ingo diz, é um autódromo ainda com pouca história, e por isso ele optou pela proximidade com a outra pista — que está decrépita, como tantas outras.

Ingo também fala sobre seu atual momento na Stock. Um aula de sinceridade e honestidade. Coisa rara, raríssima.

Ah, a série está sendo ilustrada pelo Marcel Marchesi, “descoberta” deste blog.

26 comentários

  1. edu pereira disse:

    o “17” será imortal………….

  2. Zé Maria disse:

    Simplesmente Sensacional!!!
    Tenho andado meio que afastado e ainda não “peguei o jeito” desse novo formato do Blig, não importa, mesmo assim não poderia deixar de dizer que esse “Alemão” é um exemplo de retidão e caráter para todos nós, independentemente da idade e profissão, o cara é um ILUMINADO!! (desculpas pelas maiúsculas FG, mas são pertinentes ao personagem, ok!!).

  3. dado andrade disse:

    Oi Alemao.Que voce e um puta bota todo mundo sabe mas nao sabia que voce e bom de caneta!!!Gostei muito de ter voce dentro da minha casa.Sinto muita falta do meu tempo junto com voce,Campello,Washington,Zeca,Affonso,Jayme,Paulao,AlencarJr e todo aquele bando de loucos.Conte mais e de preferencia as historias antigas.Forte abraco Dado Andrade.

  4. Eric disse:

    Grande Alemão!!!!!

    Sabado na GT3….

  5. thiago marinho da silva disse:

    Flávio,
    Demais os textos do Ingo,
    contando uma realidade triste do automobilismo hoje e como ants as coisas eram melhores !
    Não é nem saudosismo, pois tenho 27 anos, mas tenho certeza absoluta por tudo que leio e vejo que “antes” as corridas eram verdadeiras, hoje é só mais um circo para se vender genéricos !
    Ps.: Flávio, nem sei se você le todos os comentários, mas como você trabalha na ESPN Brasil, poderia dar uma dica de entrevistar o Ingo no Bola da Vez, o que você acha ?
    Abraços !

  6. Lincoln disse:

    Direto e reto, sem bla bla bla e com a maior sinceridade. Uma delícia de ler. Vai fazer uma tremenda falta no grid em 2009.
    Tive a oportunidade de estar ao lado de Ingo uma vez aqui no autódromo de Curitiba, num sábado de treinos da Stock Car em 2006. Sábado não tem quase ninguém no autódromo além do pessoal das equipes. Entrei na área dos boxes de “migué”, pois minha credencial não permitia isso, mas como era sábado o carinha da portaria nem prestou atenção e me deixou passar.
    Andando tranquilamente pela área dos boxes dei de cara com o Ingo falando com um pessoal, talvez amigos, sei lá. Fiquei com a maior vontade de chegar perto e puxar papo, pedir um autógrafo, contudo apenas olhava para aquele “senhor” e pensava: p… m…., o cara tem tanta hisória no lombo que não dá nem coragem de falar com ele…..
    Bem, é isso. O silêncio naquele momento foi a mais pura manifestação de imenso respeito ao eterno “Alemão”.

  7. Viscondi disse:

    Caro Flávio,

    Tenho andado sumido nos comentários, o que não significa que não tenho de acompanhado.

    Desde sempre gostei de ver o Alemão andando. Tem carisma, braço, conhece de motor, de acerto. Sempre torci por ele e seguirei assim, torcendo para que ele seja para sempre feliz quando deixar o cockpit, em qualquer atividade que for exercer.

  8. Edward Botelho Fernandes disse:

    Parabéns Ingo, parabens Flavio, e infelizmente não posso dizer a mesma coisa para os governantes goianos. Gov. Alcides Rodrigues é hora de reformar o nosso autódromo.

    Sds

    Edward

  9. Claudio disse:

    Com tudo que o Ingo fez pelo automobilismo brasileiro em todas as categorias que participou nunca deixa de surpreender e mostra dois lados diferentes e não menos talentosos: o da ajuda ao próximo com um projeto espetacular no Instituto que leva seu nome e com a habilidade de contar histórias. Depois dizem que o automobilismo hoje é mais interessante…

  10. Caio, o de Santos! disse:

    Esse rapaz não pode parar de escrever, nem de correr!
    Ou penduramos ele na Truck, ou lhe devolvemos uma Brasíla!!!

  11. Humberto Corradi disse:

    Sou fã do Ingo e achei ótima essa idéia dele escrever no Grande Prêmio. Quem sabe não surge uma coluna semanal no ano que vem? Está dada a sugestão.
    Parabéns pela ilustração, uma das mais bonitas que já ví aqui no bligblog.

  12. Marcelo de Castro disse:

    Gostei muito da idéia do livro do FG.

  13. Ricardo Reno disse:

    Realmente sensacional Ingo e a iniciativa Grande Premio. Fica a sugestão para o Ingo para colocar todos os relatos num livro.

  14. Thiago Azevedo disse:

    Que legal a sacada para resfriar o motor! Além de guiar muito, tem uma noção tão grande do funcionamento do carro que consegue improvisar e vencer diversas dificuldades!
    Quantos pilotos teriam idéias como essa?

    Agora, o motorzão é forte, é resistente!

  15. disse:

    Nossa, o Ingo lembrar do pedrôbó, assim que carinhosamente o Jacaré chamava o Edmar Ferreira. Num treino, o Jacaré pegou a TZ do Edmar e saiu, o Edgard Soares ficou P. da vida, o Eloi dando bandeira, e o Jacaré vendo a diferença das motos.
    Flavio, tá ai um cara que o BV deveria entrevistar, Edmar Ferreira.
    Andava mais que o Adú, mas não era um Adú Celso.
    Nossa, o Panda que nos ajude!
    Digo que não era um Adú, pelo marketing, e coisas mais, mas como piloto, o Ingo já definiu.
    É de arrepiar a seqüencia de colunas do Ingo.

  16. Arthur Chrispin disse:

    Gomes, sendo o Ingo um excelente conhecedor de bólidos de turismo, e sabendo de sua notória resistência aos Stock, você poderia convidá-lo para fazer uma coluna à feição da do Andre Jung, retratando a Stock Car, a partir de 2009.

    E poderia ter uma seção no Grande Premio referente às corridas históricas, com um relato detalhado, e quem sabe, uns vídeos do Youtube…

    enfim, só sugestões. Parabéns por tudo. Concordando ou discordando, tudo está muito bem-feito e com muita vontade de acertar

  17. reginaldo nat rock disse:

    Esse alemão tem um talento nato pra relatar histórias vivídas , com uma pitada de têmpero que é uma delícia de ler.
    Tá valendo muito a pena acompanhar seus escritos e também sua saga vitoriosa. E já faz muuuuito tempo que acompanho…

  18. Aliandro Miranda disse:

    Desligar o carro, pisar no acelerador para deixar o carburador aberto e fazer a gasolina passar pelo motor… Para resfriar?

    Que criatividade, e bem no meio de uma corrida!

  19. jose carlos disse:

    o ingo nao imagina a quantidade de torcedores que o idolatram com sua tocada forte e honesta
    grande sujeito e vi a ultima etapa do mit l200 onde a sua tocada esta cada vez melhor
    DEUS o ilumine e certamente o iluminara neste restante de jornada
    jc sete lagoas

  20. Roberto Martinez disse:

    Outro dia o Blog mostrou um vídeo do GP Brasil de 1977.
    Como o Ingo estava lá , deixo como sugestão para que ele conte sobre aquele final de semana…
    Do resto, não tem o que falar muito: Ingo multicampeão, experiência em D3, FVW, F2, F1, Stock Car de Opala, Ômega às bolhas.

  21. Cristiano, o ruivo disse:

    Bem que podiam colocar as fotos dos carros que o Ingo pilotou.

  22. Fabiano disse:

    ótema coluna. Sou fã desse cara, andando na frente, no meio ou atrás na Stock ou onde for não precisa provar mais nada.

    Parabéns para o Grande Prêmio que tem um colunista como Ingo.

  23. Marcello disse:

    Muito legal. Lição de vida. Parabéns ao Ingo e ao FG.

  24. Marcos Campos disse:

    Realmente, “sensacional”, parabéns Ingo.

  25. Fernando Carvalho disse:

    Ingo :” Brasilia azulzinha(Creditum….), equipe Fiitipaldi de F1 …..Stock …… Rally …… ” :Bom , lá se vão 30 ou mais de 30 anos , isto não importa , o que tem valor é sua abnegação ao esporte motor , ao prazer em dirigir esportivamente e propiciar bons momenos nas pistas para apreciarmos sua técnica , suas manhas……Valeu Ingo , valeu alemão ….

  26. LBM disse:

    Comentando o estado dos autódromos no Brasil, tenho comparado com a situação dos autódromos da Argentina (via VelocidadeSur – Canal Speed) e lá também a coisa tá preta. O automobilismo é forte mas as pistas estão deterioradas ao extremo. Outro dia teve um acidente monstro no TurismoNacional, o tal autódromo não tinha um guard-rail , carros saian da pista e indo literalmente parar no mato! Um outro num vale (acho que se chama FANGIO) é perigosísimo. O próprio de Buenos AIres só dá dor-de-cabeça para a StockCar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *