UM ANO

SÃO PAULO – Hoje faz um ano do acidente com o vôo 3054 da TAM em Congonhas. Há um ano, mais ou menos a esta hora, um pouco mais tarde, talvez, fui até o local, perto da minha casa. Rabisquei alguma coisa naquela madrugada. 

Já limparam tudo.

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pedro
Pedro
13 anos atrás

pois é

parabens ao Flavio Gomes a essa espetacular descriçao do que foi aquele momento para alguns brasileiros, e adimito, foi a minha tb.

aquele 17 de julio, q por sinal é meu aniversario, foi estranho, chuvoso e silencioso, ainda mais quando recebo a noticia q minha namorada, Cristiane, a quem devo grande parte dos meus risos q dei em toda minha vida, estava dentro do aviao.

foi o pior presente q pude receber

mass nao eh por causa disso q me lembro dakele 17 de julho, mas quando me falam dessa data, logo me lembro da musica do legiao urbana – Será, e um trexo condiz muito bem com oq varios brasileiros pensavam naquela epoca pós acidente, q na minha visao, toma parte da revolta em massa (msmo q temporaria) de cada brasileiro

”Será só imaginação?
Será que nada vai acontecer?
Será que é tudo isso em vão?
Será que vamos conseguir vencer?

Brigar pra quê
Se é sem querer
Quem é que vai nos proteger?
Será que vamos ter
Que responder
Pelos erros a mais
Eu e você?”

e é essa pergunta meus caros q eu lhes faço e peço resposta:
”Será que vamos ter
Que responder
Pelos erros a mais
Eu e você?”

muito obrigado, e Flavio, muito sucesso okay

abraços

Carmem
Carmem
13 anos atrás

Esse texto é maravilhoso. Fico emocionada quando leio.
Conheci o blog por causa desse texto.
BEijos!

Victor
Victor
13 anos atrás

O problema nem é o acidente, uma combinação de manutenção pavorosa, pilotos destreinados e infra-estrutura chinfrim. Até que demorou para acontecer.

O problema é o jogo de empurra, a não apuração, a não punição e principalmente a tentativa de tungar os herdeiros.

O governo deveria usar essa empresa lamentável e puní-la exemplarmente, para isso que ele existe, para proteger o cidadão. O aparato legal da Anac permite isso.

O que se vê é a colocação de panos quentes para proteger a empresa et caterva.

Pedro Paiva
Pedro Paiva
13 anos atrás

Quero deixar o registro de um grande abraço para o meu amigo Felipe, que estava no avião.

Fábio Aguilera
Fábio Aguilera
13 anos atrás

Não que todo o resto seja ruim, pois efetivamente não é. Mas este seu texto sobre a queda do avião foi o melhor que já li até hoje.

Acarloz
Acarloz
13 anos atrás

Acidente aéreo é um negócio estranho…

O bicho cai, depois de todo o trauma e meses de “investigação”, vem a explicação de que “uma somatória de fatores causaram o acidente” detalhe: todos os fatores perfeitamente previsíveis, mas que ninguem até ali teria somado, prá ver que daria num acidente tremendo.

Nesse caso da Tam, por exemplo, temos:

1) Manete da direita na posição de Aceleração – Como é que o sistema de um avião supermoderno, cheio de computadores e o escambau, permite que duas alavancas estejam em posições contrárias na hora do pouso ?

2) O reverso estava “pinado” – Alguem disse que é possivel mantê-lo assim por algum tempo, etc mas em quais condições de pouso? em que tipo de pista? Em Guarulhos daria pra parar, em Congonhas não deu…

3) A pista não tinha as tais ranhuras, mas isso não seria essencial, resolveram, somente se tivessemos um avião pousando na chuva, superlotado, com um dos manetes invertidos e com o reverso pinado…

Pois é agora já sabemos de tudo isso…

Não entendo nada de aviões, mas acho que estamos aprendendo do modo errado.

TULYO CRUZ
TULYO CRUZ
13 anos atrás

Caro FG,

Deveriamos infelizmente, jamais ter datas como esta para relembrar. Mas estas coisa acontecem – mas não deveriam acontecer – a todo momento. O pior disso tudo e que nada foi feito, medidas paleativas foram tomadas, buracos tapados e vidas humanas colocadas, mais uma vez na conta das estatisticas. Nos brasileiros, povo lutador na sua enorme maioria, somos por vezes, pacatos demais com o que se passa a nossa volta. Por vezes falamos ” não mexeu comigo, então deixo prá lá”, mas não deveriamos. Que Deus proteja e ilumine as familias das vitimas deste acidente e que a lei dos homens tomem alguma providencia.