MENU

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 - 15:26#69, Classic Cup

CLASSIC CUP

SÃO PAULO (quem sabe dá certo…) – Bem, vou passar apenas o que recebi de informação, porque não estive presente na reunião — no mesmo horário, estava no ar na rádio. Terça-feira à noite, a pedido do Bastos, vice-presidente da FASP e dono de não sei bem qual clube, vários pilotos da Superclassic foram à federação para discutir o que aconteceu sábado em Interlagos (para quem não sabe ainda, é só clicar aqui).

Nenhum — repito, nenhum — dos quatro gênios da comissão de Antigomobilismo nomeada no ano passado para estragar nosso campeonato apareceu. O que levou todos à conclusão de que ela não mais existe. Ou, se existe, não apita mais nada. Ótimo. Livramo-nos desses caras que criaram 20 (20!) categorias num campeonato que tinha só três, com o único objetivo aparente de encaixar um JK com pneus slicks e algumas Alfas da antiga Classic num grid que construímos com muito esforço em cinco anos. É bom dizer aqui que nenhuma Alfa da antiga Classic apareceu para correr, e o JK quebrou.

Parece que a reunião foi positiva. A comissão foi dissolvida (não sei se formalmente, mas ela nunca existiu formalmente, também, então dá na mesma) e o campeonato foi rebatizado e reformatado.

A partir de agora, o que foi Historic Racing Cars (2003), Copa SP de Autos Antigos (2004), Superclassic (2005 a 2007) e Históricos de Competição (2008) passa a se chamar Classic Cup, e já tem até logotipo, feito pelo piloto Tadeu Destro. As 20 categorias foram reduzidas a oito. É um progresso, sem dúvida. Pelo que entendi (o novo regulamento está sendo redigido, e é o que me preocupa, porque sai cada coisa de lá…), teremos três divisões da seguinte forma:

DIVISÃO 1 – Carros com motores e carburadores originais, subdivididos em três categorias: A, para motores até 1.400 cc; B, para motores até 1.600 cc; C, para motores até 2.500 cc (creio que isso abre a possibilidade de Opalas entrarem no campeonato, o que acho bem legal).

DIVISÃO 2 – Carros com motores originais, podendo ser usados carburadores Weber 40 ou semelhantes, subdivididos em três categorias como acima, por cilindrada do motor. Aqui também podem ser usados diferenciais autoblocantes.

DIVISÃO 3 – Réplicas e protótipos. As réplicas são exclusivamente aquelas que usam mecânica VW a ar até 1.600 cc. Os protótipos, pelo que entendi, são todos aqueles que não usam motores originais, como os Pumas, Fuscas, Karmann-Ghias, Chevettes e outros equipados com motores AP, com cilindrada máxima de 2.000 cc.

Não serão permitidos pneus slicks, nem apêndices aerodinâmicos que não sejam originais do carro. O Transformer do Malanga, portanto, terá de arrancar a asa traseira, o spoiler dianteiro e as minissaias laterais. Os carros que podem participar são os mesmos, nacionais ou importados fabricados até 1979 — e as exceções previstas desde 2004, como os Fiat 147, Brasília, Corcel II, Passat, Chevette, todos que foram fabricados além de 1979, mas ou estão descontinuados, ou mantêm os projetos originais sem alterações (caso do Lada, que é um projeto da Fiat década de 60, aprimorado pelos camaradas soviéticos).

Gostei. Espero que seja cumprido e fiscalizado, para acabar essa balbúrdia que a FASP fez e agora tenta desfazer. Ah, e o resultado da primeira etapa será adequado às novas divisões, parece. Mas não tenho certeza sobre isso. Nossa segunda prova está marcada para 7 de março. Até lá!

48 comentários

  1. Victor Higor disse:

    Flavio, nessa competiçao sao permitida motores com injeçao , turbo e aspirado?

  2. Marcelo M. Genaro disse:

    Flavio, quanto se gasta para correr na classic cup? Digo preparação incial do carro, manuntenção e taxas…sei que essa eh uma pergunta dificil..mas gostaria de saber quanto é a média para se participar da categoria

  3. Filipe disse:

    são permitidos replicas de porsche 550 ou 356?

  4. Junior disse:

    Depois de ler a manchete do Grande Premio, comecei a compreender o motivo da Classic estar se encaminhando para uma boa organização:
    “Gomes assume cargo na nova gestão da CBA”.
    Logo pensei: se está na CBA agora o cara está mandando e desmandando no automobilismo brasileiro!!!
    Tomei um susto, mas depois quando li a noticia inteira vi que era o Paulão Gomes, hehe

  5. disse:

    Isso Ceréga.
    Como falamos. Vai com o 44, que se tudo continuar bem, vou de 11.
    Luizinho falou hj.: Chiii, isso não vai dar certo, e rimos.
    O Barato, que Lada, Valvoline e Hollywood são Branco, Vermelho e Azul……….
    FG, enquanto o Ceréga não tomar um pau e uns totó, ele não sossega a piriquita.
    Ceregatti, mentaliza no 44, faz tomar forma, e bola pra frente, sacou?
    Falando em bola, a cabeça do pistão é ovalizada para entrar as válvulas, e aliviado de leve na saia. Isso para não flutuar nos 3 litros……!

  6. Claudio Ceregatti disse:

    Chiiii….
    Não tinha pensado na efígie do povo soviético…
    Aí o bicho pegou de vez.
    Não é “um cara”, é uma bandeira… Que respeito e admiro, símbolo de uma história milenar riquíssima, lavada em sangue de inocentes desde antes dos mongóis vindos das estepes geladas, passando por atrocidades, fome, miséria, guerras e lutas insanas. Culminando numa revolução sangrenta sem paralelo, baseada numa Filosofia à frente do Tempo e dos Homens.
    Tem razão, FG.
    Não correrei contra a bandeira que representa um povo, jamais.
    Seremos apenas voce e eu.
    Bernd Rosemeyer e Tazio Nuvolari.
    Alemanha e Itália
    Russo e norte-americano.
    Comunismo e democracia.
    O asfalto do Templo vai tremer.

  7. Rogério Magalhães disse:

    Pô, que bom que, ao que parece, as coisas vão se acertar e as carangas vão continuar acelerando sem as contumazes trapalhadas da cartolagem… tomara mesmo que tudo dê certo…

    E Cerega, negócio é o seguinte: carona singela de Celtinha pela pista é café com leite diante dessa proposta… vou entrar lá no fundão da fila, porque não quero atrapalhar o monte de comparsas matuzas que merecem muito mais esse “mimo”, hahahahahaha… e vai que depois eles precisam de ajuda para sair de dentro do Opalão, a “molecada” tem que estar a postos, hahahahahahahaha…

  8. Claudio Ceregatti disse:

    Voce cometeu um erro fatal, FG: Seu Lada Meianov não tem efígie de ninguem, diferente da Deka #96 com o Norman Casari.
    Era o Norman que te carregava no colo, e esse Lada Pornô…
    Meu Opala não: Vai de Ciro Cayres na carroceria, Veloz HP no macacão e Tazio Nuvolari gritando no rádio da minha cabeça.
    Não vai ter pra ninguem, FG.
    Não terei piedade do russinho.

    RESPOSTA DO FG:

    Tem a efígie do povo soviético.

  9. ALEX B. disse:

    Caraca! Eles querem boicotar o MEDIANUEV!!!! Não te entrega Flavinho! Mas era só o que faltava! Palhaçada!

  10. Betaum disse:

    Complementando ao EDU , AP = alegria de pobre!

  11. Claudio Ceregatti disse:

    às 7:48 Hs:
    “… Melhor, que destilo minha raiva com mais temperança.
    Vomitarei o que realmente acho dessa balbúrdia travestida de corrida de carro…”

    Logo depois do almoço, desisti. Já disse o que tinha de dizer e não quero me repetir. Quem quiser saber o que rolou, o que se comentou e o que muitos acharam do regulamento, leiam em:

    Blog do Aroldo Teixeira, Puma 18: http://www.superclassic18.blogspot.com/

    Blog do Renato Giordano, Corcel 14
    http://corcel14.blogspot.com/

    Blog do Adriano Griecco, ex Puma 19 e futuro Porsche:
    http://vidadepiloto.wordpress.com/

    Porque não me repetir?
    Porque quem mastiga coisas amargas fica com mau hálito. Chega (por enquanto) de chutar canelas. Não vou deixar contaminar minha alegria e paixão pelos mesmos motivos de sempre.
    Além do que quero rir um pouco, portanto…

    Tomara, mas tomara mesmo que possam entrar os Opala 2500. Vai ficar duca, pois o carro é pesado, bloco e motor parrudo com comando embaixo e tração traseira. Permite um veneno bem razoável. Acho que vira aí numa faixa de 2min8seg a 2min15seg, pelo peso e potencia que estimo ser possível retirar sem muito chôro, algo como 100 cavalos por litro, que daria algo acima dos 200 pocotós num carro pesadinho…

    Essa “coincidencia feliz” significa que ia andar junto do Lada do FG (meu amigo secreto e inimigo discreto) e com um bando de amigos pilotos que tô lôco pra medir forças, mesmo em categorias diferentes.
    Não tenho a menor preocupação com pódiuns, troféus, fotografias, campeonatos ou estatísticas. Tô ali pra ser feliz, e só.
    Quero sentar, alinhar e me divertir, disputando curvas e freadas, andando no vácuo e dando vácuo, destracionando a barata e cometendo erros infantis, juvenis e senis. Quero rir de mim no capacete, quero ir em busca de mim mesmo, que se perdeu pelos desvãos da vida nos últimos anos.
    Quero exercitar um talento que sei que não tenho, mas penso que tive.
    Quero sair suado, descer no parque fechado, roubar o Gatorade do FG que nunca levo (missão do Cassio Missiroli), zoar a pilotaiada, brincar com a Matuzada velha de guerra e a turma do farnel, tomar a champanhe dos outros, rir desbragadamente até olhar cair minha ficha e chorar. De emoção e alegria.

    Pois o Opala será Branco. Todo originalzinho, número 44, patrocínio da Valvoline e dois bancos de competição com cinto e tudo, sempre.
    Porque do meu lado vai Ciro Cayres, a quem homenagearei com a efígie, exatamente como o FG fez com o Norman Casari.
    No meu macacão verde da Motores Xingu vai ter uma faixa preta com a efígie do Veloz HP.
    E dentro da minha cabeça gritará, num dialeto ininteligível lá de Mantua Tazio Nuvolari.

    No banco ao lado, prontinho pro crime, andarão todos os meus amigos, de um jeito que na hora resolvo, nem que tenha que alugar o autódromo só pra mim….Mas sei que não será necessário.
    Nesse banco, faço questão absoluta de “desvirginar” todos os que amam essa bagaça como eu. Com uma pá de amigos já fiz isso, na calada da noite e de carro original. Pois esperem para ver em carro de corrida o quão mais embaixo é o buraquinho…
    Assumo aqui essa dívida. Se estiver feliz e não partilhar, não tem a menor graça.

    Quanto ao charuto de capacete aberto, aceso no acendedor do painel igualzinho ao Ciro descendo o retão, é só pra mim.
    Prazer egoísta esse meu, melhor assim. Não vai durar muito, apagado pelas minhas lágrimas de emoção, represadas há bem mais de 25 anos.

    Esse é o sonho. Ainda.
    Dizem que esperar pela festa é bem melhor do que a própria.
    Vou inverter esse velho ditado.

    RESPOSTA DO FG:

    Vende logo aquele Celtinha ridículo e faz o Opala. O Meianov está louco para engoli-lo. Só por fora, em todas as curvas. Uma marquinha na carroceria para cada ultrapassagem.

  12. Edu Harmel disse:

    Metendo a colher na pergunta do Bianchini: não é obrigatório o motor AP… pelo fato de não ser o original do veículo já se enquadraria nos protótipos, assim sendo, é possível a utilização dos motores que voce sugeriu. A opção pelo AP decorre do enorme desenvolvimento que este motor teve nas pistas nos últimos 20 anos, o que te possibilita confiabilidade por um custo reduzido… []

  13. AM disse:

    Em tempo, se você colocar o Weber (Alemão) no Meianov (Russo) sugiro mudar o nome para Meianov-Tsyklon

  14. AM disse:

    FG,

    Do jeito que as pessoas estão indivualistas hoje em dia, essa negociação é um tremendo avanço. Parabéns a todos os envolvidos, desta vez andamos para frente sem ficar olhando para trás.

    Minhas observações de torcedor;

    - Particularmente não gosto de colocar AP em carro antigo, classifica-los como “protótipo” foi uma grande saída. Poderiam usar o nome “força-livre” para resgastar um termo antigo (frescura).
    - Acho que os V8, com certas limitações de preparação, devem andar no tempo dos protótipos, então porque não entrar na mesma categoria? (apenas fico com receio um foguete destes junto com a 1A ou 1B, porque a pilotaia apesar de ser muito boa, não são profissionais).

    - Gehre; Tem como explicar melhor esse negocio de “Classic Cup Light”???

  15. Cristiano Azevedo disse:

    E agora Flávio? Vai ter que devolver o troféu?

    RESPOSTA DO FG:

    Se tiver de devolver, devolvo, claro. Mas pelo novo regulamento, eu teria chegado em segundo na minha categoria, e não em quarto…

  16. Marcelo Liberatori disse:

    Se adequarem o resultado da 1ª prova, vai perdr o troféu, rsrsrs!

  17. Claudio Ceregatti disse:

    Já sabia e comentei (ou melhor, vociferei) nos blogs do Adriano Griecco, do Aroldo Teixeira e do Renato Giordano.
    Entupido de trabalho agora, postarei aqui depois.
    Melhor, que destilo minha raiva com mais temperança.
    Vomitarei o que realmente acho dessa balbúrdia travestida de corrida de carro.

  18. Bianchini disse:

    Desculpem a minha ignorância: achei ótimo a brecha do limite de capacidade cúbica em 2500 para permitir algum Opala 4 cilindros. A dúvida vem na (improvável) hipótese de alguém querer buscar algum outro carro do passado. Por exemplo: um Simca Chambord ou Tufão, entraria na 1 ou 2? O Aero-Willys teria vez? Dentre os protótipos, é obrigatório o uso do (odioso) VW AP ou pode aparecer algo como um Chevette com motor de Monza 2.0 carburado? Um Fiat 147 com motor de Tempra?
    Abraços!

  19. Kadu disse:

    Também sou a favor dos Mavericks correrem junto na Classic Cup!!! Seria muito legal ver eles no meio do grid!

  20. Alfredo Gehre disse:

    Acredito que doravante a categoria vai crescer e certamente teremos um grid de 30 carros ou mais nas próximas etapas.
    Continuo firme e forte na criação de nossa categoria “Classic Cup Light” . Pretendemos participar ainda este ano de umas 6 ou 7 etapas como preliminar da “Classic Cup”. Vamos fazer um treino/tomada de tempos de 30 minutos na sexta e correr no sábado em 10 voltas após a corrida principal. Tenho certeza que até o final do ano teremos mais de 20 carros no grid o que vai perfazer entre as duas categoria mais de 50 carros por estapa. Os interessados na Light devem me procurar pela fone : 11 9947-2627 ou pelo e-mail : [email protected]
    Já temos 10 (dez) adeptos confirmados…
    E…vamos esquecer o passado que de nada adianta ficar se corroendo. O Brasil é assim mesmo…
    VAMOS EM FRENTE E NO STRESS !
    Alfredo Gehre

  21. disse:

    Tá ai. Opala 11 Hollywood na Classic!
    Ae Ronaldão, manda pra 3 litros que dá para brincar!

  22. HM disse:

    parece bom, e seria interessante ver opalas 4 cilindros na categoria mesmo!

  23. Ah, finalmente. Fico contente que está tudo voltando ao normal agora..

    Seria sensacional se aparecessem alguns Opalas na Classic…

    FG, aquele NSU Prinz e aquela Alfa Giulia que estão sempre no Autódromo/Sambódromo de terça já correram na SC? Aquela Giulia tá na especificação da FIA e tudo mais, pelo o que eu vi – gaiola de 8 pontos, chave geral etc. Lembro que estavam a venda por 25 e 20 mil no sambódromo, respectivamente.

    E que a categoria volte a ter aquela amizade de antes. Boa sorte a todos!

  24. Junior BH disse:

    Flávio,
    Uma Lancia Delta 87 2.0 toda original poderia correr pelo novo regulamento?

    RESPOSTA DO FG:

    Não, por causa do ano. A não ser que seja um modelo que já existisse em 1979. Muita gente pergunta do Lada, e a explicação está justamente aí. É o mesmo carro de 1966 até hoje.

  25. Peixe disse:

    O esquema ia ser se chamar assim:

    Классический корону

    Aí sim o Meianov ia se sentir em casa…

  26. Carlos disse:

    será que a coca-cola não quer patrocinar, o logotipo ficou bem coca-cola…

    brincadeira e boa sorte!

  27. Léo Engelmann disse:

    …e se VOCÊS criassem uma categoria à parte? É muito difícil segurar o tranco?

    Uma espécie de contra-corrida.

  28. Luiz Sergio de Andrade disse:

    Realmente interessante, pena que o o mar do Rio, afogou o esporte a motor por estas bandas!
    Com relação a nova classificação, onde está sua esportividade? Nõ é você que sempre diz que um campeonato não se ganha na primeira corrida?
    Vida nova, pé na tábua, e boa sorte a todos!!

  29. jorge roberto alves pereira disse:

    Qualquer dúvida, chama o Malanga que ele explica……

  30. Renato S disse:

    BOOOOOA!!!!

    E Flávio, coloca logo os Weber e o blocante que o Soviético vai virar um foguete!

  31. leon disse:

    Parece que vai melhorar… só acho estranha a restrição das “réplicas” àquelas com motor VW boxer 1600 cm3: por exemplo, um Avallone TF não poderia participar apenas por ter sido fabricado com motor de Chevette? Desde que as réplicas mantenham seus motores originais, não vejo problema em admiti-las.

  32. Jonny'O disse:

    Concordo totalmente com o Flávio na questão do Maverick.

    Quando largaram a força livre fiquei observando os tempos dos V8 ,na casa dos dois minutos e doze segundos .Ficaria um show se os grandões corressem na Classic Cup ,que agora parece que vai retornar ao caminho correto .

  33. Eric disse:

    Ok…mas as Pumas a ar,tem motor maior do que 1600….assim como so Passats(2 litros)…ou seja,não são motores originais….no pé da letra.
    Os Fuscas são 1600….não quero discutir,veja bem,só entender….

  34. disse:

    Faço as palavras do RRuiz as minhas. Que estes focos de incêndio restantes não passem de pirotecnia barata.

  35. Marcello Lima disse:

    Não gostei, do jeito que estava eu não ficava morrendo de inveja dos que tem a oportunidade de disputar um campeonato tão bagunçado, agora vou voltar a me remoer por morar tão longe de São Paulo. Brincadeiras à parte, parabéns pela retomada da consciência e do controle do campeonato.

  36. Dinho Amaral disse:

    bem melhor…. principalmente no visual dos carros sem saias e transformers…..até colocaria exigência de farois e lanternas originais….. agora falta definir questões como peso e materiais exótcos como capots e portas de fibra de vidro em carros de lata….mas já é um começo 1

  37. Roberto Martinez disse:

    Surgiu a luz no fim do túnel!!
    Como comentou o nosso amigo Ceregatti em outro post, estavam conseguindo derrubar um grid de 40 carros pela metade e complicando o que já dava certo. Que proeza!!!

  38. Fabio Tust disse:

    Que ótima noticia Flavio Gomes!
    Acho que agora finalmente esta copa vai funcionar e os comentários sobre as corridas serão novamente divertidos e falando sobre as corridas, sem seriedade necessária para comentários sobre as regras confusas do jogo.
    Parabéns aos pilotos que são os únicos que tem vontade de continuar com a copa.

  39. Filipe Figueiredo disse:

    Gostei muito do logo e achei o regulamento mais limpo.

  40. Thiago Azevedo disse:

    20 categorias? Vixe, são 60 ou 100 troféus! Haja mármore!
    Que bom que agora as coisas se acertaram!
    Vida longa à Classic Cup!

  41. Alex Martins disse:

    Acho que a Justiça chegou neste campeonato.

  42. Sípoli disse:

    Só uma pergunta Flávio, mesmo sabendo que os V8 não corriam antes, nesse regulamento não existe meio de maverick V8 ou Dodge participar, existe? É só um questionamento, não uma crítica.

    RESPOSTA DO FG:

    Acho que é mais uma questão de vontade do pessoal dos V8 do que nossa. Mas eles nunca se manifestaram seriamente nesse sentido. Uma pena, porque os tempos de volta que eles viram são absolutamente compatíveis com os nossos carros. Quem sabe no futuro…

  43. Peixe disse:

    E o Meianov se encaixa em qual dessas categorias?
    Legal que arrumaram tudo, espero que dê certo também, afinal, algum dia eu vou correr junto com vocês!

    Outra coisa, porque essa mania de dar nome em Inglês?
    Copa de Carros Antigos seria tão mais charmoso, Campeonato Brasileiro de Carros Antigos, coisas assim…
    É só uma pentelhação mesmo, mas vai dizer que você não concorda?

    RESPOSTA DO FG:

    Quanto ao nome, não ligo por ser em inglês — e não ligaria se fosse em português. O Meianov, hoje, é Divisão 1/B. Mas estou pensando em colocar blocante e Weber. Então voltará à Divisão 2, que era a sua pelo regulamento antigo.

  44. Rodrigo Ruiz disse:

    Bem melhor.. agora tb espero que as brigas acabem e que o clima bom que reinou entre 2006 e 2007 volte….

  45. Tohmé disse:

    Gostei do nome, gostei do logo.
    Quanto às classes, oito ainda é muito. Mas realmente é um progresso.
    Parabéns aos envolvidos.

  46. Pedro Paiva disse:

    Então boa sorte a todos! Considero essa categoria muito interessante e acompanhei algumas vezes em Interlagos. Com um regulamento coerente e de certa maneira fixo, aumentam-se as chances de atrair “novos” carros e pilotos e aumentar o grid.

  47. Eric disse:

    Ou seja, na Classic Cup 80 % são protótipos,correto?

    RESPOSTA DO FG:

    Não. Todos os Pumas com motor a ar (são vários), os Fuscas, o Lada, os Fiats, os Passats, o TL e alguns outros são das divisões 1 e 2, com motores originais.

  48. ANDRE SCHEFFEL disse:

    Flávio!
    Te mandei um e-mail com um link, da matéria do RBS esporte referente a piloto gaúcha Maria Cristina Rosito.
    Gostaria de saber se tu recebeste? Pois não sei teu e-mail correto.

    RESPOSTA DO FG:

    Recebi, muito interessante, valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>