MENU

quarta-feira, 15 de abril de 2009 - 11:14F-1

LIBEROU GERAL

SÃO PAULO (ainda bem) – Como se imaginava (eu, pelo menos, imaginava), a FIA declarou legais os difusores de Brawn, Toyota e Williams. Se os comissários acharam que eles estavam nas regras já na Austrália, não haveria motivo, mesmo, para que o Tribunal de Apelações contrariasse decisão já tomada.

Assim, a Gangue dos Difusores segue firme e forte no Mundial, e as outras que corram atrás.

Daqui a pouco eu volto.

95 comentários

  1. Roberto disse:

    Ao Tal do Alexander Silva:

    O meu chapinha, na verdade aqui ninguém entende de formula 1, você tem razão, só que o pior , são os engenheiros de F1 de video game, aqueles que ao invés de dar uma opinião afirmam algo que nem sonha como funciona.
    Agora, já que você se acha o bonzão, posta o seu curriculum aqui no blog, nos sentiriamos honrados e teriamos um imenso prazer poder compartilhar desta sua genialidade, banhe-nos com sua sabedoria ohhhhh mestre.

  2. Alvaro disse:

    Alexander Silva, fala sério, quem não entende, ou pior ainda, não quer entender é vc

  3. Daniel M de Carvalho disse:

    Para Cassius Clay Regazonni e Alexander Silva – From England,

    Então vcs acham mesmo que FIA pretendia beneficiar equipes como: Brawn(q até o último momento nem disputar o campeonato ia), Williams(q estava no ostracismo há pelo menos 3 anos) e Toyota(q não sabe nem contratar pilotos, vide Ralf Shumacher) em detrimento de FERRARI, MCLAREN e RENAULT?

    Me digam, realmente vcs acreditam no conto da caroxinha?

    Se houve um questionamento de tais equipes que se acham agora injustiçadas, sobre desenvolver um carro de certa forma, COM CERTEZA, SEM DÚVIDA ALGUMA, essa pergunta/projeto não foi mostrado de forma coerente com as regras.

    Tomando como exemplo os três carros ditos ilegais, vemos que os difusores NÃO SÃO IGUAIS, mas seguem idéia parecida, ENTÃO, é certo que os projetos/idéias mostrada pelas equipes FERRARI, MCLAREN e outra NÃO eram legais e com certeza diferentes entre si. Não existe isso de mesmo idéia, coisas idênticas em F1. Se fosse assim, TODOS OS CARROS SERIAM IGUAIS. Conseguiu captar ou vou precisar desenhar?

    Os projetistas foram sim inteligentes e as equipes que disputaram(ou tentaram) o mundial até o final do ano passado, COMERAM MOSCA SIM e ponto!

    Para não deixar dúvidas: Alguém aqui é técnico, possui algum conhecimento ou conhecido que seja, para AFIRMAR que isso foi uma decisão política? Alguém tem conhecimento dos projetos apresentados pelas outra equipes e que foram refusados? Acho q não né?!

    Outra, se o projeto foi recusado por uma vírgula que seja, vcs realmente acham que alguém, algum técnico tem por obrigação “dar um cola” e dizer o que deve ser feito para ser aceito? rs

    Bom, acabou a discussão, não? Diante disso, nem adianta responderem, não existirão argumentos a altura.

    Abraços!

  4. LeoAndery disse:

    Eu fico surpreso de saber que tinha gente querendo q os difusores fossem barrados… viva a diversidade!
    Não acho que a decisão foi política, foi técnica, e cada equipe escolheu focar em uma coisa diferente. As grandes partiram para o malmeKERS, que o único benefício que trouxe foi aquela pilha que aparece no gráfico da TV e o Galvão ainda não entendeu como funciona. As sem grana focaram no que interessa: no carro. Acharam a brecha e fizeram. Se fosse uma só, até vá lá. Mas foram 3, e todas ignorando o que os outros estavam fazendo, ou acham q o Ross Brawn ligou pro tio japones da toyota e deu a letra? nem a pau!
    Vcs só estão se esquecendo de uma coisa: esse tio gordinho 4 zóio só ganhou 7 títulos mundiais, e por 2 equipes diferentes. Se a Ferrari voltou pro topo, é por causa dele e do anão francês (não o Prost…). Ninguém lembra a bomba que aquilo era?
    Neguinho tah chorando por causa de dinheiro pra ver se sensibiliza as tia véia, mas eles não cederão nem a pau.
    E pra encerrar… se não for da competência da FIA o julgamento dos critérios técnicos, vai ser de quem? Do Papa?

  5. Paulo Barros disse:

    Cassius, o único espírito que existe em um esporte competitivo como este é o de vencer, e para isso vale tudo que caiba dentro das regras. Se as regras não são claras o bastante e alguém deu um jeito de aproveitar melhor cabe a algum forum competente decidir. Esse tal fórum é a FIA, que achou normal. A F1 está repleta de casos assim. Azar da Red Bull que foi perguntar ao Charlie. Depois de pronto e instalado pela Brawn, o próprio Charlie foi um dos primeiros a concordar que era legal.
    Regulamento não tem “espírito”. Trata-se de um conjunto de normas para regulamentar uma atividade, nesse caso esportiva. Repito: se a redação não foi clara o bastante, faz parte do jogo interpretá-la a seu favor, tanto quanto aproveitar-se de um erro de um adversário para fazer uma ultrapassagem. Respeito todos vocês que pensam diferente, mas acho que a “gangue dos difusores” e a FIA estão certíssimos.

  6. Alexander Silva - From England disse:

    Cassius Clay Regazonni. Obrigado pelo apoio e entendimento.
    Aqui tem muita gente que é apenas torcedor, que nem o Galvão Bueno, mas entende muito pouco de F1, ou não quer entender….

  7. A. CESAR PARDINI disse:

    FORMULAS=== A receita de todo bolo é que determina se a iguaria vai ser boa ou não. Todo remédio tem um conjunto de ingredientes para atingir seus objetivos, Se faltar alguma coisa o cara em vez de sarar, morre. Formula 1 sempre teve como ingrediente a ajuda aerodinâmica, Dá para andar a mais de 300 sem ajuda dela? Claro que não. Porem e muito diferente querer desenvolver um avião com rodas no teto, e chamar isso de carro de corrida. Para mim, Todos os apendices e/ou corretores de fluxo da carroceria deveriam ser eliminados, inclusive as asas,,devendo permanecer apenas os recursos possiveis abaixo da linha dos eixos.(Os braços de suspensão e rodas devem necessariamente ter função aerodinãmica) . É parte de uma formula, ou mais especificamente , uma receitinha de bolinhos de chuva. Acho que a tentativa de mudanças da F1 é valida mesmo com todos os erros e poucos acertos que podem acontecer.

  8. A. CESAR PARDINI disse:

    FORMULAS=== A receita de todo bolo é que determina se a iguaria vai ser boa ou não. Todo remédio tem um conjunto de ingredientes para atingir seus objetivos, Se faltar alguma coisa o cara em vez de sarar, morre. Formula 1 sempre teve como ingrediente a ajuda aerodinâmica, Dá para andar a mais de 300 sem ajuda dela? Claro que não. Porem e muito diferente querer desenvolver um avião com rodas no teto, e chamar isso de carro de corrida. Para mim, Todos os apendices e/ou corretores de fluxo da carroceria deveriam ser eliminados, inclusive as asas,,devendo permanecer apenas os recursos possiveis abaixo da linha dos eixos.(Os braços de suspensão e rodas devem necessariamente ter função aerodinãmica) . É parte de uma formula, ou mais especificamente , uma receitinha de bolinhos de chuva. Acho que a tentativa de mudanças da F1 é valida mesmo com todos os erros e poucos acertos que podem acontecer.

  9. A. CESAR PARDINI disse:

    Que pena! Eu não tinha um rojão para comemorar a vitoria da inteligencia no caso dos difusores . O melhor de tudo,é que sem dúvida, o conceito que norteou o projeto, esta no DNA dos carros e a gang dos retrógrados vão ter de gastar o (pouco) fosfato que restou. Pena que o poder econômico dos grandes , permitirá que eles diminuam rapido a defasagem, mas ficou a lição: O principal ingrediente do automobilismo, é a inteligencia.

  10. Antonio Carlos disse:

    Estão falando que os carros com difusor vão ser mais fáceis de se manusear…

    Ninguém viu as duas primeiras corridas? Os pilotos da Toyota e da Williams tinham que controlar carros tão ariscos quanto os outros, só que mais rápidos. Glock e Trulli, por exemplo, tiveram várias saídas de pista.

    Os únicos bólidos “no chão” são realmente os Brawn, e insisto em dizer que não são só por causa dos difusores.

  11. Cassius Clay Regazonni disse:

    Daniel M. de Carvalho, você deveria aprender a respeitar os outros antes de postar.

    Essas suas afirmações são arrogantes, precipitadas e não levam em consideração todos os fatos que envolvem a decisão da FIA.

    Para que você ao menos saiba um pouco do que o Alexander está falando. Veja a declaração de Helmut Marko, conselheiro da Red Bull.

    “O que nos deixa irritados é que já havíamos perguntado ao Charlie Whiting [diretor de corridas da F1] se difusores como os que foram criticados seriam permitidos, e ele nos disse que eram ilegais. Por isso, não demos continuidade ao projeto de carro que tínhamos, que era parecido com o que usa as peças em questão”.

    Essa declaração deixa mais do que evidente a canalhice da FIA em considerar legais os tais difusores e acaba definitivamente com os argumentos de que os engenheiros de Brawn, Willians e Toyota são mais “brilhantes” do que os outros.

    Ross Brawn na verdade, ao dizer que alertou os engenheiros das outras escuderias sobre as brechas no regulamento, apenas confirmou a pilantragem. É o famoso migué: “Olha pessoal, tem um jeito de burlar o espírito do regulamento, se vocês não tiverem coragem de fazer eu vou fazer hein!”

    Quem agiu de boa-fé acabou com fama de incompetente. É a famosa lei de Gerson.

    Ficou feio para a FIA porque ficou na cara que a decisão foi política (visando enfraquecer a FOTA).

    Agora, se você não consegue entender a intenção das mudanças de regras e como esse difusor vai contra isso, além do momento político pelo qual passa a F1, sinto muito, deveria pelo menos respeitar os outros que pensam diferente de você.

  12. Marcio S. disse:

    Se ta dentro do regulamento acabou a discussão.
    Se fere “o espírito das mudanças” que se faça um novo regulamento pra 2010. Desta vez sem brechas…

    O que não pode é mudar regras no meio do jogo…

  13. Jailson Silva disse:

    Não sei a decisão foi justa, se burlou o regulamento da competição (até gostaria que o FG comentasse mais sobre se houve justiça na decisão). Mas que foi espetacular para a competição, isso foi. Ver as poderosas, Ferrari e Mc Laren, tendo que correr a atrás do “preju” vai ser muito bom p/ o campeonato que já está muito bom. Pelo menos para um leigo, como eu, que gosta de assistir corridas competitivas e com muitas ultrapassagens.

  14. Bruno disse:

    Não havia alegações técnicas para o difusor ser banido. O Rory Byrne veio dizer sobre mal interpretação do regulamento, Briatore chiou mas ninguém falou na lata como e porque técnicamente o difusor está ilegal. Lembra muito a Benneton de 94, quando ninguém provou que estava ilegal com o tal controle de tração, mas hoje é quase que uma verdade imposta (muito por antipatia ao Schumacher diga-se de passagem) que aquele carro era ilegal. A decisão foi correta.

  15. Daniel M de Carvalho disse:

    Essa Alexander é muito fraco, não sabe o que diz. Não existe acordo de Cavalheiros na F1, nunca existiu. Se o propósito desse “acordo” fosse de não procurar nada que aumentasse o downforce, vamos fabricar carros idênticos e pronto.

    Fraco… Fraco e Fraco!!!

  16. Marco Aurélio disse:

    A Ferrari tinha uma asa que em alta velocidade abria e em baixa voltava a posição normal que só foi descoberto pela camera posicionada no bico do carro Isto sim era ilegal porque era proibido ter partes moveis no carro, a ferrari ganhou corridas com esta maracutaia e n perdeu os pontos quando foi descoberto.
    Agora vem uns ferraristas enchendo o saco.

  17. Fabio Mantovani disse:

    resumo da ópera: este é grande circo da fórmula 1 que não vive sem nós – os palhaços que pagam as contas.

  18. Roberto disse:

    O que as grandes equipes não suportam,é o aparecimento de novas forças dentro da categoria, o que o público quer ver, é competição, é pega pra acapar, ultrapassagens e não uma formula 1 monótona como havia se tornado.
    A FIA agiu corretamente em não atender os interesses daqueles que se acham os donos, vamos decidir nas pistas e não nos tribunais………..
    Assisto F1 desde 1972, estava lá em interlagos, fui em vários GPs, naquela época o cara chorava e mãe num via !!!!!!!!!!!!, aquilo sim era corrida …………

  19. João Kohl disse:

    Gostei foi da postura da FIA, que já havia fiscalizado o carro na homologação, depois o fez novamente ao ser remontado na Austrália, e por último na vistoria provocada pelas reclamações das equipes chamadas grandes (hoje apenas pela grana), por que estão lá atrás no pelotão dos pontos. A FIA apenas ratificou o que os fiscais dela mesma já haviam constatados. Os difusores são legais e ponto.

  20. Roberto disse:

    Ao Alexander Silva:
    Bicho você vem falar em acordo de cavalheiros na F1, onde estão McLaren e Ferrari, você tá de brincadeira, se depender das duas o resto das equipes iriam desaparecer.
    Quem tem competência se estabelece, e a Brawn veio para provar isto.
    Que se dane a McLaren e companhia bela…………….

  21. Fabio Mantovani disse:

    a questão não é ir contra ou a favor do regulamento. a questão é que os difusores vão contra “O ESPÍRITO (se é que existiu em algum momento) QUE LEVOU ÀS MUDANÇAS”, ou seja ” A INTENÇÃO DE TORNAR OS PILOTOS MAIS IMPORTANTES DO QUE OS CARROS”, como diz o edgard de mello filho, com essa pressão aerodinâmica, isso não é corrida de carros, é corrida de autorama ( basta andar no “trilho virtual”).

  22. Roberto disse:

    Na minha opinião o que a Ferrari tem que fazer e parar de cometer tantas cagadas na corridas o que já custou um campeonato para o Massa, e também antes de projetar um novo carro,colocar alguém competente para ler e saber interpretar o regulamento.
    Uma coisa me deixa intrigado, será que o Schumacher era tudo aquilo mesmo ???????????, um ótimo piloto, mas será que era gênio ?????????pois uma coisa é liquida e certa, nos dois campeonatos pela Benetton, quem lá estava ????, Ross Brawn, nos 5 campeonatos pela Ferrari, quem lá estava Ross Brawn, nos dois campeonatos do Alonso pela Renault, O Ross Brawn ainda estava na Ferrari ?????, não me recordo, agora vem a Brawn, e esta todo mundo dizendo do tal difusor, quer dizer que o bom é o difusor ?????, o tal do Ross Brawn é um sortudo ????, é isso!!!!!!!!!!
    Brincadeira …………………

  23. Guilherme - Sto André - Alexander, tá ouvindo mal! disse:

    Caro Alexander (from England): suas fontes não são tão confiáveis rsrsrs

    Acho que prefiro as fontes do FG!

  24. Fred disse:

    Gostei da decisão, mas só uma coisinha me chama a atenção: Renault, Red Bull e BMW alegam que tinham feito algo parecido no projeto e havia sido dito que seria ilegal.
    Se isso for verdade, para mim, muda tudo: o Charles Whiting (é assim o nome do gajo?) que deveria perder o emprego, já que, como Hamilton, mentiu para ao menos três das equipes.
    Acho que o problema aí é um só: não gravaram a conversa do Chas e se ph*deram…

  25. Alexander Silva - From England disse:

    Citando:….Ô Alexander, deixa eu lhe perguntar 2 coisas:
    Você é engenheiro e/ou aerodinamicista?
    Você torce para Ferrari ou McLaren?….

    Não sou engenheiro ou aero não sei o que. Eu apenas gosto, acompanho e leio sobre F1 há muitos anos.

    Não torço por equipe, torço por pilotos. Não tenho interesse em “ajudar” nehuma equipe. Só acho que na F1 atual tem muito cartola e julgamentos. A coisa tá mais fora da pista que dentro. Torço para o Alonso, e que se dane a Ferrari e McLaren…

  26. Maicon Araujo disse:

    Fico triste pela decisão.
    Há anos presenciamos um forte trabalho para trazer mais competitividade pra a F1, esse ano seria o ano onde os carros seriam selvagens priorizando os melhores pilotos e como já vimos em duas corridas esse difusor ancora o carro no chão.

    Se fosse pra fazer um carro assim pra que mudar o regulamento?

    Todo esforço pra esse ano foi perdido.

    Quanto as escuderias a festa da brawn acaba na 2 corrida da etapa europeia, Ross Brawn sabe disso. Todos sabem que a Ferrari e McLaren vai partir com tudo pra cima.

    Esse assunto não é um assunto tecnico, é um assunto filosofico sobre qual o real objetivo da nova F1.

    Não Flavio ?

  27. Flávio Benvenuto disse:

    Flávio,

    Esta decisão não vem ao encontro da idéia inicial de possibilitar mais ultrapassagens??

    é fato que os difusores permitem uma estabilidade aerodinâmica maior, mais velocidade nas curvas e, conseqüentemente, menos ultrapassagens?

    Quem teve a idéia do difusor, foi muito esperto, no entanto, não fere tudo o que objetivavam as mudanças deste ano?

    Abraço

  28. Ricardo Bigliazzi disse:

    Muito bom mesmo… agora é que vamos ver qual das equipes “ricas” vai ser mais rápida nas alterações.

    E uma coisa é certa, acho que não é só o difusor que esta fazendo a diferença, acredito que seria uma série de pequenos detalhes que fazem a diferença no desempenho geral.

    Faça-se a Luz!!! Que a temporada continue em alto astral e que o Ruba sente no carro e guie o mais rapido que puder, não é sempre que se tem uma chance de ouro como essa para ser Campeão na F-1.

    Abraços

    Imperador Ricardo Bigliazzi

  29. Fill disse:

    Todas as regras ate hj tiveram um objetivo especifico, porem os engenheiros SEMPRE tentaram achar brechas para poder melhorar os carros. Isso SEMPRE aconteceu na F1. E a Ferrari que esta dando de pobrezinha, ano passado usou asas flexiveis e nao deu em nada. Este ano esta usando umas asas em local estranho e ninguem quis comentar. A Williams ensaiou um protesto mas desistiu depois…

    Isso de ir em contramao sempre existiu e ninguem nunca falou nada, tanto que sempre que saem novas regras, a 1ra coisa que eh dita eh: “vamos ver as soluçoes que os projetistas vao bolar!”

    Por exemplo, o esquema dos penduricalhos aerodinamicos iam em contramao do que se pretendia antes de existirem… Qdo colocaram os pneus com ranhuras, as equipes deram um jeito de aumentar o downforce…

    Nao se pode criticar essas equipes pelo que fizeram. Estando dentro das regras, mandou mal quem nao teve a ideia!

  30. Marcio S. disse:

    Alexander

    Se mudanças deixam os carros mais lentos, obviamente os engenheiros devem ir na “contramão” delas…
    O trabalho dos engenheiros pode se resumir em: dar o melhor desempenho possível ao carro sem desrespeitar o regulamento. Simples.

    Vc acha que algum engenheiro vai abrir mão de desempenho em benefício de competitividade??? Acordo de cavalheiros? Pelo amor de Deus….

  31. Paulo Barros disse:

    Ô Alexander, deixa eu lhe perguntar 2 coisas:

    Você é engenheiro e/ou aerodinamicista?

    Você torce para Ferrari ou McLaren?

    Sem querer lhe ofender, mas a choradeira em geral, tem partido dos torcedores desses chamados “principais” times e as mais detalhadas considerações técnicas vem, em geral, de quem não tem capacitação técnica para discutir o assunto. Se bem que o espírito do Blog é este mesmo, “palpiteira” geral e desenfreada.

    Agora, só reforçando minha opinião, acharam uma brecha, a FIA deixou, agora já era. Os outros que corram atrás. Não faria o menor sentido e seria muito pior para o esporte, mudar agora com o campeonato em andamento, visto que os inspetores e fiscais da própria FIA já tinham declarado a coisa legal. Seria tiro no pé. Quanto ao Ross Brawn ter descoberto o “ouro” e ficado quieto enquanto outros desenvolviam seus projetos numa direção errada, nada demais. Esperto ele. Faz parte do esporte.
    Outro detalhe interessante é que as peças da Toyota e Williams são muito diferentes da Brawn o que mostra que partiram de uma mesma idéia para chegar a resultados semelhantes. Idéias, boas idéias. A F1 andava sem isso ultimamente. Os “grandões”, vinham apenas evoluindo projetos antigos numa mesma direção, gastando tubos de dinheiro já há muitos anos. O pacote de mudanças implantado mudou muito o rumo do desenvolvimento dos carros e aí a criatividade voltou a entrar em cena. E está fazendo toda a diferença. Vai ser divertido demais este campeonato.

  32. Chico 307 disse:

    E aí Flavio…bem alguém aí já viu alguma Equipe de ponta..liderando o campeonato..desconfiar que tem algo errado em seu próprio bólido..por interpretar uma regra de maneira “diferente” e protestar junto a FIA..Pô..(Pohhh ou Pôôô)..acho que não…né!!!!…ferrari e Red bul vierarm com aletas versão retrovisor…e se tivessem andado na frente com certeza as demais equipes criariam confusão…como não apresentou espetacular diferença….ficou por isto mesmo…que desenvolvam cada um o seu difusor (mais para confusor)..e ponto final…
    Aliás…o campeontato deste ano está 10…loge daqueles passeios de veículos em linha dos últimos anos…..melhor assim…

  33. A. CESAR PARDINI disse:

    A Ferrari estva mais preocupada em desenvolver o “pirulito eletronico” do que usar a cachola para fazer um carro bom de fato. Falta direcionamento, falta estar comprometido com eficiencia. Agora chupa o pirulito, e preparem-se para demissão. E o chefão, como faz? Olha no espelho, e vocifera== VOCE ESTA DEMITIDO!!!!

  34. Marcello Lima disse:

    Acordo de cavalheiros na Fórmula 1???!!!!???!!! Vocês devem estar brincando! Desde quando as equipes respeitaram-se? Ou vocês já esqueceram das inúmeras tentativas de burlar o regulamento, sem se importar com os outros, ou o episódio de espionagem do ano passado já foi esquecido por todos? As equipes só se preocupam com seus umbigos. E essa celeuma sobre os difusores só está acontecendo porque as equipes que os adotaram estão andando na frente, porque se fosse o contrário, ninguém estaria falando e nem reclamando de nada. O próprio salvamento da Brawn não foi motivado por pena, solidariedade ou boa vontade, e sim por interesses comerciais e de sobrevivência da categoria, pois um grid com menos de vinte carros seria catastrófico para a categoria, afinal de contas, outras equipes faliram ou saíram e ninguém se mexeu para mantê-las, já que o grid estava com o mínimo de carros preservado. Qando havia excesso de equipes, com disputa de pré-classificação (ou é préclassificação?), alguns chegaram a ficar felizes pela saídas dessas equipes.

  35. Jorge Barata disse:

    YEEEEEESSSSS!!!!!!!!!!!!
    Desculpa este orgâsmico desabafo, mas tava na hora das principais verem as coisas de outro ângulo.

    Esfreguem as mãos. Isto só tem cheiro de vai animar.

    Um abraço moçambicano.

  36. Torcedor do Goiás Esporte Clube disse:

    Bom pro Rubinho. ótimo para o Buton.

  37. Squa disse:

    Sempre que eu falo mal do inglesinho Dick Vigarista, vc veta.

  38. Alexander Silva - From England disse:

    Citando: ….Não existe regulamento, existe a vontade dia FIA/FOM e pronto. Liberar os difusores significa, acima de tudo, provocar um mal-estar e racha entre as equipes. A esperança da FIA/FOM é que isso reflita dentro da FOTA, fazendo com que ela perca força e deixe de incomodar Max e Bernie.
    O que vimos foi um julgamento político nojento e nocivo à F1.
    Sonho com o dia em que a F1 será abandonada e uma nova categoria, sem FIA e FOM, será criada…..

    Ao liberar os difusores o tio Bernie ganha força, porque divide as equipes, que ficam masi fracas como FOTA. Os pilotos já são uns merdas mesmo!!!!!

  39. Alexander Silva - From England disse:

    Citando:….não sei se estou equivocado, mas as mudanças no regulamento não foram feitas para (tentar) eliminar ou, pelo menos, abrandar os efeitos aerodinâmicos (down force) dos carros?
    não é isso que os difusores geram?
    caso esta tenha sido a intenção, penso que os engenheiros que encontraram essa “brecha no regulamento” tenham ido na contramão das mudanças.
    deram um grande chute no “espírito da lei” se apegando a detalhes de um regulamento que não poderia (nem deveria) prever que – depois de tantas reuniões entre todas as equipes, para mudar os rumos da f1 – alguns engenheiros fossem utilizar expedientes dignos de poíticos e advogados brasileiros para – se valendo de artifícios de engenharia – deixar tudo como estava antes.
    estou “viajando”???
    ps: acho legal equpes menores andando na frente, mas tenho certeza de que existem formas mais éticas de se atingir esse objetivo…

    Você está corretíssimo. Interesses dear friend…..

  40. Gozado, Ô aí o pessoal que tá reclamando do regulamento. Ele não foi elaborado da noite para o dia. E quando foi publicado ninguém reclamou por quê? Antes do Todt reclamar e proibirem os amortecederes de massa (idéia velhíssima) ele tentou fazer igual. O regulamento é claro sim, boi lerdo bebe água suja.
    Aí vem o Theissen dizer “Agora o investimento vai ter que ser pesado”. Se tivesse alguém para prestar atenção nele a BMW estaria defendendo o difusor. Mas pior mesmo é a Ferrari, não à toa em uma merda de cheirar na Arábia. Vão querer entender a alegação da FIA antes de tomar uma atitude.
    É misturar um pouco os assuntos mas a Ferrari não é mais nem sombra do que era até a saída dos cabeções.

  41. Alexander Silva - From England disse:

    Citando: …caro alexandre silva. Porque é lamentavel a decisão ????….

    Porque existia um acordo de cavalheiros para não se usar nada que favorecesse o downforce dos carros. Com o uso dos difusores, o acordo foi para o saco e agora as regras serão sempre questionadas e julgadas pela FIA, de acordo como estiver correndo o campeonato. Ou seja, se a Brawn continuar na frente a Ferrarin vai achar algo “legal”, as vezes não “moeral” para correr atrás do prejuizo. Lamentável porque o esporte ficou em segundo plano, por regras pouco claras e por muitos interesses pol[iticos e finnaceiros….

  42. Rodrigo Duarte disse:

    Para mim, sem sombra de dúvida, como a maioria dos comentários acima, foi a melhor decisão, mais justa e coerente principalmente com a decisão anterior. E como eu já disse anteriormente, ninguém está contrariando as regras, nenhuma das equipes. Acontece que Brawn, Toyota e Williams usaram a cabeça para pensar e se aproveitar do regulamento, usá-lo a seu favor e inovaram os difusores, mas tudo dentro da regra.

  43. Alexander Silva - From England disse:

    Citando:…. outro lado da moeda são as confusões que estao por vir,agora foi criada uma jurisprudencia para gerar down force!vamos supor que a ferrari ou mclaren crie uma soluçao melhor que essa da brown,toyota,williams mas que escorregue nos criterios tecnicos?a fia vai vetar?e os tuneis de vento?vao ficar parados?pouco provavel…

    Perfeito. A FIA abriu uma brecha. Agora serão dois pesos e um monte de medidas. Vai dar merda até o final do ano…. Mas uma vez o esporte fica em segundo plano!!!!!!!!

  44. Alexandre Gomes disse:

    Mais do mesmo… Gangue Rules!!

  45. Silvio Taka disse:

    Eu que sou apenas um cara que gosta de assistir corridas acho um pénosaco essas coisas. Ainda bem que acabou, coloquem os carros na pista que queremos ver uns pegas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *