MENU

quarta-feira, 29 de abril de 2009 - 17:17DKW & cia.

VEMAG HOJE

SÃO PAULO (cada vez mais difícil) – Apenas para atualizar o assunto, hoje o blogueiro Maurício Costa, que trabalha pelos lados do Ipiranga e da Vila Carioca, passou pela antiga fábrica da Vemag. E fez a gentileza de fotografar a fachada do prédio da administração sobre o qual falei ontem. Parece que estão fazendo uma estação de metrô por lá. Mas a parede resiste bravamente, embora tenham tapado suas janelas e a porta principal.

Não sei por quanto tempo.

10 comentários

  1. Janus disse:

    Não sei bem como funciona aí, mas em muitas cidades é mais ou menos o seguinte. Se vc derruba a fachada e constrói tudo novo, precisa entrar na legislação atual, que exige um recuo muito maior com relação à rua. Então vc perde área construída, lógico. Já se deixar apenas a fachada, do jeito que está aí, e reconstruir o resto, enquadra-se como “reforma”, e aí não precisa mudar o recuo.

    Provavelmente a única e cruel razão dessa fachada ainda estar aí …

  2. Rodrigo Duarte disse:

    O problema de tudo, só pra completar, é que o museu, como tudo, adquiriu um grande caráter mercadológico hoje em dia e a grande pergunta é:”Dá dinheiro? Dá retorno?” Se não, não vale a pena. Como tudo, se não der dinheiro, “seria perda de tempo”.

  3. Rodrigo Duarte disse:

    É, a idéia de museu é legal, mas essa idéia deveria ter sido antes de demolirem quase tudo por lá. Eu particularmente sou defensor de tudo que uma comunidade valorize e se identifique, e se fizessem um museu ali, seria de grande valia tanto pra quem sempre morou e continua morando perto da fábrica, e de certa forma aquilo fazia algum sentido para algumas pessoas que tiveram no seu cotidiano a fábrica da Vemag inserida, ao mesmo tempo com certeza muita gente de longe compareceria ao museu por vários motivos diferentes, mas realmente um grande marco é o de ser o primeiro carro nacional. Pra mim, o museu devia ter claro, os objetos materiais, ou seja, os carros, e tudo relacionado a marca, mas também deveria ter um sentido de educação, de conhecimento, hoje em dia os museus tem uma idéia errada de que educação é dar respostas prontas e na verdade a educação vem em incitar mais perguntas e dúvidas, para a pessoa ir atrás de mais conhecimento e mais dúvidas, mais perguntas. Mas tudo bem, isso tudo tá mais pra uma utopia do que qualquer outra coisa. Devemos então nos conformar com os muros mesmo.

  4. Andre Benevides disse:

    Não derrubaram porque será um muro.

  5. Matheus disse:

    É uma pena ver um prédio histórico deste jeito, podiam construilo de novo e fazer um museu da DKW ou então um museu do automovel do Brasil com os modelos fabricados até o momento.
    Daria um grande movimento nele, se existisse.

  6. antonio stricagnolo filho disse:

    Olha Flavio pra dizer a verdade estou muito mais preocupado com o fato de nunca ter conseguido juntar gente para fazer uma vaquinha para fazer peças de reposição,a maior desilusão que eu tive foi quando entrei em contato com a Mahle para fazer pistões e eles colocaram como condição um pedido minimo de 300 jogos de uma só vez e via um distribuidor,pois bem ,sai por ai gastando o e-mail da Audi e só ouvi que era caro, e para minha surpresa saiu metade do pedido com venda direto ao consumidor.Gastei uma nota preta para fazer os moldes dos parabrisas de Puma DKW e Malzoni e tambem só escutei que é caro,já tentei fazer pino de biela que precisa ter um pedido minimo de 100 peças e tambem nada.Gostaria muito de usar e participar de eventos com os carros mas sem peças de reposição não dá.É obvio que peças são necessarias para manter os que estão andando e tambem para restaurar o que ainda sobra por ai.Guardada as devidas proporções olhe o exemplo dos carros americanos,tem tudo para comprar e o mercado gira em torno disso.Sera que é muito dificil canalizar energias ($) no assunto peças?

  7. Deveria ser da VW até hoje.

    A mesma VW que mandou tirar os carrinhos do site do irmão do Décio.

    Só na terra brasilis mesmo.

  8. Samuca- Puma GTI disse:

    Ainda dá, gente !!! Pessoal aí das cercanias, vamos nos movimentar !!! Quem tem um vereador amigo pra começar o movimento ?

  9. Eric disse:

    Judiação.três vezes judiação.

  10. Adilson disse:

    É uma pena que esse nosso País não dê o devido valor o nossa história automobilistica. Esses prédios deveriam virar museu e colocar na vitrine os carros da marca. E isso deveria ser feito também com as outras marcas de automoveis pioneiras no Brasil. “País sem memória, País sem história”. Só nos resta lamentar…
    Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *