NA INDY COM MARTINS

SÃO PAULO (imperdível é isso) – Victor Martins se mandou para Indianápolis para cobrir as 500 Milhas para o Grande Prêmio. A cobertura será impecável, como sempre. Mas ninguém pode deixar de ler seu blog nestes dias de América.

Os textos são de uma qualidade que já não se encontra no jornalismo brasileiro. Aliás, se tem uma coisa que merece ser lida neste fim de semana é o blog dele. Podem deixar o meu às moscas, que não perderão nada.

Victor é um cara muito observador, ácido, sarcástico, e escreve pacas. Muito bem mesmo. Me orgulho bastante de ter pinçado esse rapaz ainda na faculdade — e já se vão seis anos, por suas contas. Me mandou um e-mail, um texto muito bom, nem me lembro direito sobre o quê, guardei, precisei um dia, chamei e é isso. Assim começam as histórias.

Sei bem o que é fazer uma “500”. Quando estive na minha primeira, em 1992, passei exatamente pelo que o Victor está passando agora, arrebatado pela grandiosidade de tudo, pela ingenuidade meio boba dos americanos, pelo jeito adoravelmente cafona do meio-oeste. Então, aproveita, Martins! Solta o verbo, e leva junto a blogaiada!

E não deixe, de jeito nenhum, de comer no White Castle, o hambúrger mais trash e gostoso do mundo. Em porções.

Subscribe
Notify of
guest

23 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Diogo
Diogo
15 anos atrás

Boa Flavio, por ter repaginado e dado uns toques ao rapaz sobre o blog dele. Melhorou muito, o outro era sofrível, igual a rapaz de escola que sem qualidade quer escrever para o mundo. Finalmente parece profissional, ele passou a escrever como escreve no Grande Premio e agora dá para ler e curtir.

Parabens

Diogo

Ze Marques
Ze Marques
15 anos atrás

Pois é, esse ano vou aproveitar que estou por perto e vou na corrida de Indianapolis. Nao me impressiona muito corridas em ovais, com carros padronizados e safety car toda hora, mas tenho que conferir de perto. Minha expectativa melhorou um pouquinho depois do seu post… valeu!

José Augusto F°
José Augusto F°
15 anos atrás

Gostava da Indy até os anos 90, com chassis e motores diversos. Pequenas equipes corriam apenas em Indianápolis, tentando se classificar com motores próprios. Lembro da Greenfield.
Hoje é tudo igual.

Rafael
Rafael
15 anos atrás

O Blog ta muito bom msm.
haaua… Morri de rir da “desinformação” do Ernesto, e, mas ainda da resposta do fg

Estevão
Estevão
15 anos atrás

Ô chefe, quer que eu te mande um texto, também? Vai que numa dessas cola, né? Posso começar fazendo cobertura da NASCAR em Daytona.
Abs.

Luciano Falkowski
Luciano Falkowski
15 anos atrás

Falando em White Castle, pra quem gosta de humor estúpido, sem nexo e idiota, assistam “Harold e Kumar go to White Castle”.

Diria que é uma versão moderna de Cheech e Chong. heheheh

JP
JP
15 anos atrás

Pois é…
As 500 milhas estão completando 100 anos e a F-1 vai se desfazendo dos GPs da França, Inlaterra, Canadá, Mônaco…
Sou mais as “cafonices” da Indy.

bruno letra
bruno letra
15 anos atrás

eu vou comentar sobre os mini hamburgueres!!! relamente essa e uma execelente dica!!!! vai nessa … q passa a te mal de tanto comer.. e fora isso q depois e so curtir a corrida!!! show de bola… otimo domingo nao!!!!!!

Lidiney
Lidiney
15 anos atrás

Parabéns para o Vitor ele merece.

Renato Rolim
Renato Rolim
15 anos atrás

Ótima dica FG. Eu já estava acompanhando o blog do Victor, e também recomendo aos colegas blogueiros.

Ernesto Longhi
15 anos atrás

Bah, ms tu é pé frio heim? tava em Induanápolis em 1992 quando o Nelson arrebentou as pernas e em 1994 em Imola…
Já te benzeu?

RESPOSTA DO FG:

Não estava nos treinos em que o Piquet bateu. E estive em todas as corridas, não apenas da de Imola, em 1994. Cada uma…

Marilia Compagnoni Martins
Marilia Compagnoni Martins
15 anos atrás

adoro o Victor, lembroqdo ele fazia a cobertura online dos GPs da F1. Gosto muito dos textos dele tb, como vc disse escreve pacas… parece um outro cara que tem um blog de automobilismo e é doente por Ladas….

Aurélio Neto
15 anos atrás

É verdade FG, VM escreve pacas!

Phillipe
15 anos atrás

Quer dizer, então, que você esteve lá na carnificina que foi a corrida de 92?

MAL-HUMORADO
MAL-HUMORADO
15 anos atrás

GAGALVÃO BUENO : O Flávio Gomes agora está comentando sobre a F-Indy, que é concorrente dos amigos da Rede Globo.
Pode isso, Arnaldo ???

ARNALO CÉSAR COELHO : Gagalvão, a regra é clara. Falar de automobilismo prá nós da Globo, só se for Fórmula-1 ou Stock-Car.
Falta grave, portanto…

(Vinheta: Brahma!!! Refresca até pensamento…)

Junior
Junior
15 anos atrás

No Grande Premio fala que o Thiago Medeiros em 2007 classificou o carro mais feio que Indianápolis já teve. Não lembro deste carro, bem que vocês poderiam colocar uma fotinha dele na respectiva noticia, fiquei curioso para ver o feioso.

Lago
Lago
15 anos atrás

é isso mesmo fg, o garoto, já experiente, é dos bons e produz textos fluídos, inteligentes e interessantes de se ler; é bem informado. cobrir as 500 com certeza é resultado de seu mérito aliado a sua competência. saudações, portanto, ao ceo big boss do brv.

Dú
15 anos atrás

E nesta sexta já tem as 100 milhas com a Bia largando bem. Passa direto pelo site da Indy.

Márcio Heide
Márcio Heide
15 anos atrás

Caro Sr. Flávio Gomes,

O Sr. também “escreve pacas”… apesar de, por vezes, não concordarmos com alguma coisa.

Sds.

Antonio
Antonio
15 anos atrás

Fui a Indianapolis , em 1995, vitória de Jacques Villeneuve.
fui naquele museu, andei na pista. É bem legal. fiquei em Chicago. Valeu a pena o passeio.

Cláudio Orestes.
Cláudio Orestes.
15 anos atrás

Todos aqueles que promovem e/ou dirigem o nosso automobilismo deveriam passar antes por um estágio obrigatório numa 500. Os ingênuos e cafonas americanos fazem a mesma coisa há quase um século e sempre dá certo, por que será?

ALEX B.
ALEX B.
15 anos atrás

Putz, que inveja do Vitor, cara! Brincadeira, vai com tudo kamarada!

D.Pierotti
D.Pierotti
15 anos atrás

Bom mesmo. Parabéns !!!!