MENU

Tuesday, 17 de August de 2010 - 18:29Arquitetura & urbanismo, Automobilismo brasileiro, Stock Car

ENCHE O TANQUE (63)

SÃO PAULO (completa, doutor?) – O Kato Merccato mandou. A foto é de 1982, em Jacarepaguá. Os pilotos eu espero que vocês identifiquem…

29 comentários

  1. JFO says:

    Era muito mais bonito e emocionante ver uma corrida com opalas do que hoje em dia com essas bolhas horríveis .
    Naquela época havia ” pegas ” dentro das pista com muito mais ultrapassagens .
    Outro motivo que depois das corridas , você ia para o estacionamento e pegava um carro do mesmo modelo que participou da corrida .

  2. Marcelo Maiolli says:

    O 67 é o Marcos Gracia, 0 62 éo Luis Pereira. O patrocionio da Texaco só veio em 83. Meu Avô era o ferramenteiro da equipe João Maiolli, conhecido carinhosamente como “Tio” e o meu Pai “Rubinho” levava os brinquedos pelo Brasil.

  3. SABE TUDO says:

    O comando de 1982 a 1983 é iskenderian 296°, O de 298° é mais atual.

  4. Celso Guzella says:

    Obrigado Grego e obrigado Ricardo.

  5. Leo says:

    Que maravilha era a Stock com os Opalões.
    Poderiam reviver uma categoria clássica só com os opalas da Stock…

  6. TOM SEM FREIO says:

    Nessa época sim, valia pena ir ao autodormo. Nao é como hoje em dia, com essas merdas de carroceria bolha, coisa mais sem graça.

  7. Celso Guzella says:

    Alguém aí poderia me dizer qual ângulo do comando de válvulas era usado por esses carros nessa época ?
    Com a palavra os sábios.

  8. Rafael Thielmann says:

    1 minuto de silêncio em homenagem a pista que tantos pilotos desafiou. Rei morto, rei posto (quando?)

  9. Sândalus. Puta desodorante horroroso.

  10. J4100 says:

    Nossa !!!!!!!!!!!!!!!!!!! çabe tudo tá tomando toxico forte

  11. Emerson says:

    Acho que essa é a melhor foto da série… E o posto de interlagos, ninguem tem uma foto?

  12. FES says:

    Eu gosto mesmo são das pinturas dos carros esportivos da época.

    Não havia plotagem e nada avançado. Quem pintava isto era um verdadeiro artista.

    A pintura do Opalão 62 com essas faixas brancas usam muito bem as linhas do carro. Gostei. Sândalos não era marca de Jeans?

    • Luca says:

      FES
      Nesse ano os mais bonitos disparado eram os da Equipe BASF , pilotados por Luizinho Pereira Bueno e Mike Mercede .
      Essa foi a epoca mais legal da Stock Car , na minha opinião .

  13. Mauro José Santana Júnior says:

    Linda foto!!

    Sempre preferi esta época, com a categoria só com Opalas, motores 6 cc, rodas Scorro, ou seja, “Opala Stock Car”!

    E estes modelos de Opala do início da década de 80 são os meus prediletos, e pretendo ter um desses um dia!

  14. çabe tudo says:

    Os chargers r/t saiam com motor dourado e carburador 446 com base 40, belos carros…

  15. Riba says:

    O shell luma deve ser do Marcos Troncon ou PQP o Pedro Queiroz Pereira, piloto português que correu na Stock-car.O 62 é do Luis Pereira, que foi o vencedor dessa prova, e o 67 é do Marco Gracia.

  16. ags says:

    MARCOS GRACIAS….SEI NÇAO..NESSA EPOCA EU JA TINHA ME MUDADO PARA AMERICA DO NORTE…MAS O MARCO CORRIA COM UM PATRO DE UMA FABRICA COLCHOES…CREIO EU…..ELE EM 82 AINDA NÃO TINHA HORASDE VOO NESSES OPALAS…APENAS CORRIA EM GYN..EBSB..CREIO EU….VOU LEMBRAR O NOME DO PATROCINADOR..E VOLTO……..

  17. Digo Garcia says:

    é, bons tempos de AUTOMOBILISMO, por paixão, e pegas incríveis. Que diferença de hoje em dia.

    Engraçado, qto mais dinheiro, mais artificial fica.

  18. João Cesar Colatello says:

    QUE BELA FOTO , SEM PALAVRAS VER OS TRÊS CHEVROLEZINHOS .

  19. GERALDO CASSELLI JÚNIOR says:

    Já vi várias vezes desses “alargando” a curva 2 de Interlagos ! Arrastando com as quatro rodas ! Era uma beleza !!!!

  20. Alan Magalhaes says:

    Bons tempos. Nessa época as coisas eram divertidas e o máximo do marketing era coagir um fornecedor de sua empresa particular a patrociná-lo na categoria. Assim como fez o Luiz Pereira com a marca de desodorante Sândalus, já que ele era um mega distribuidor de produtos de beleza. O 67 é do Marcos Gracia, ainda faltando a pintura Texaco e atrás, de Shell Luma, como não dá para ver o número, pode ser o carro do Marcos Troncon ou do português Pedro Queiróz Pereira, o famoso PQP.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *