ACABOU DE VEZ

GUARUJÁ (praia já) – Não que seja uma surpresa, mas merece registro a pá de cal em Jacarepaguá dada ontem pelo prefeito do Rio Eduardo Paes. A área será fatiada. Parte será vendida e outra, destinada à construção do Parque Olímpico para os Jogos de 2016. A ideia é começar as obras já no primeiro semestre de 2011, segundo a matéria d'”O Globo”. Enquanto isso, a CBA segue dizendo que Jacarepaguá só sai do ar quando um novo autódromo estiver pronto.

Brinca muito, essa CBA.

Bem, dessa forma o Rio enterra de vez seu automobilismo. Esse autódromo de Deodoro, claro, não vai sair nunca. Jacarepaguá foi sendo assassinado aos poucos desde que resolveram colocar lá algumas instalações dos Jogos Pan-americanos. E, da parte das autoridades automobilísticas, tudo que se ouviu foi papo furado. Um crime.

Comentários

  • Pronto, fecha-se o ciclo. E a afirmação de que aquele terreno serviria à especulação imobiliária – tantas vezes rechaçada pelas autoridades à época – se concretiza. O argumento inicial era de que apenas aparelhos olímpicos seriam instalados lá. Agora vê-se que não passava de fumaça, para confundir os bobos. Trata-se de um lugar de muita valorização, com infraestrutura pronta, à beira da lagoa deJacarepaguá e até com pista do aeroclube nos fundos. Um luxo para os neoricos da Barra. Nem vou falar sobre o crime em si, já tão comentado, mas sim de uma outra faceta deste imbróglio. Nesse tipo de negociata, sempre alguém se dá bem, geralmente quem tem a caneta. Além das figuras funestras como a do Nuzmann, havia também o holandês Peter Van Vader, que lutou como louco pelo retalhamento do autódromo. Depois que o fato se consumou, sumiu de cena. E do lado do automobilismo, como se entrega aos leões um autódromo maravilhoso como aquele, assim, tão fácil? Quem se deu bem? Essa é a pergunta que ficou. O esporte é que não foi.

  • É lastimável que uma cidade do porte do Rio de Janeiro fique sem autódromo. Moro em Salvador e sei que aqui tem demanda de público e, em consequência, viabilidade para um autódromo com diversas datas ao ano. Estamos com as nova Fórmula Future e as tradicionais, Stock Car e F Truck. Seriam pelo menos três datas de competições nacionais, além da possibilidade de um campeonato local – que já existe mas é num autódromo de barro.
    E, se em Salvador tem demanda, no Rio tem muito mais. Então não se justifica essa amputação. Se eles querem a área de Jacarepaguá, que seja efetivamente construído um novo autódromo do mesmo nível.

  • Eu moro no RJ e frequentei muito autódromo. Nunca vi aquele autódromo cheio de verdade. A culpa não são só dos políticos, a culpa é do povo que colocou os políticos lá, que reclama de não ter autódromo mas tb não o frequenta.
    Deu pena de ver a Porsche com 150 pessoas na arquibancada em 2009, esse ano a TRUCK peitou todo mundo da prefeitura e da CBA e mostrou como se faz um evento automobilístico decente, incluindo a Porsche na sua programação. Mesmo assim, passou muito longe da etapa da Truck que assisti em SP. O autódromo do RJ, morreu por culpa dos cariocas que não sabem votar e daqueles que não fazem questão do autódromo.
    No último trackday promovido pela oktaneclub.com, rodei e me perdi no meio do mato. Tem mosquito voando dentro do meu carro até hoje.

  • Um GP de F1 por ano, movimenta muita grana mesmo, em todos os setores dos puteiros rampeiros aos de luxo, locadoras de carro, pastel do chines cria-se um ciclo de consumo antes, durante e depois da prova…sou do rj fui a gps aqui e em sp…e fiquei matutanto a grana gerada… e apos as competições olímpicas o que teremos aqui movimentando estas obras…nada. A vila panamericana está desabando, a ocupação é de 15% os aps estão todos rachados…só está morando lá o babaca que vendeu até as cuecas pra arrotar que mora na barra…que comprou pra investir (romário comprou 10) já colocou na justiça pra reaver a grana

  • Pessoal, sem “romantismo”!! Sou amante do automobilismo e inclusive já fiz algumas provas lá. Ocorre que infelizmente os caras estão certos!

    Aquila pista está uma lástima faz anos, construir um autodromo novo ou reformar bem um desses não sairá por menos de 200 milhões!!

    Quem vai bancar isso? Em beneficio de quem? Com qual retorno? Temos “meia dúzia” de pilotos e equipes filiados, que são a maioria uma cambada de sangue-sugas!

    A verdade e que categorias amadoras com 10 ou 20 carros não vão sustentar um empreendimento desses!

    Interlagos só não foi loteado ainda por conta F-1 , que deve contar com uma boa divisão da “pizza”, resta saber até quando!

  • Continuo achando que o louro José ( cesar maia) e o lingua presa ( nusmam) mais o ministro cantor deveriam estar pendurados no mastro da bandeira. Se isso aqui fosse mesmo um país sério. Incluindo aí o elefante que “dirigiu” a CBA e o jegue que “dirige” agora. Claro que os verdadeiros bichos são muito melhores e inteligentes. Dinheiro Público é de ninguém né?
    FG, Belíssimo 2011 com o valente meianov!!!!!!!!!

  • Porra automobilismo e competições a motor em geral estão condenadas a desaparecer quer queira ou não. O que agente vê ainda são alguns países com capital para investir nesse “esporte”, alguns apaixonados e alguns interressados, um esforço que deve minar nas próximas 2 decadas. Odeiem minha opinião ou não, é só olhar ao redor, carro virou instrumento superfulo do dia a dia, objeto simbolo de problemas e gastos na vida das pessoas.

  • Eu não acredito no autódromo de Deodoro, acho que perderemos mais um. Deveríamos nos espelhar no autódromo de Londrina, pois é compacto e ocupa uma pequena area, tão pequena que as retas oposta e principal são paralelas, mas mesmo assim tem um dos melhor traçados do Brasil, e é muito bem cuidado, temos que nos contentar com a realidade brasileira que não gosta de automobilismo, e sim de futebol, um bom exemplo disso é quantos autodromos foram embargados nos ultimos 10 anos? eu me lembro de 4

  • Bom dia Pessoal. Sou aqui de Niteroi e fui muitas vezes assistir os testes que sempre aconteciam por aqui em Janeiro e Fevereiro. Foi uma época incrível. Vão gastar milhões em obras que depois do evento, como sempre acontece no Brasil, vai ficar largado. Ficamos agora só com as doces lembranças. Uma frase de consolo: “Uma grande pista deixou de existir assim como não existe mais a grande F1.”
    Abraço a todos e Feliz Ano Novo.

  • Dá do mesmo , sou de Goiânia nunca tive a oportunidade de ir a Jacarepaguá , mas o Autodromo Internacional Ayrton Senna ta tendo o mesmo fim como o de Eusebio no Ceara . Na realidade as praças esportivas no Brasil estão a Deus dará .Até hoje não sei como existe ainda automobilismo profissional , a f 3 anda capelando , a stock e até legal mas tem um regulamento que como fã que sou não entendo e playof num campeonato de 12 etapas e brincadeira e pilotos que se acham os supra suma do automobilismo , o que se salva mesmo e a Truck que possui de fato a participação de 5 montadoras de modo amplo possuindo equipes proprias e bom regulamento . Já em relação ao Kart acabou mesmo nem pra classe média da mais os custos são elevadissimos , 15 mil num final de semana só pra milhonario.

  • Prezado Flavio. O Rio perdeu o autodromo quando resolveram fazer o PAN, agora e Copa e Olimpiadas, mais um elefante branco que ficara pros fantasmas. O Rio nao merecia ter Copa nem Olimpiadas, espero que seja um merda esta Copa. Quanto ao Autodromo é o mesmo que acreditar em Papai Noel. Isso é Brasil, pais de terceiro mundo. Um feliz 2011.