O MUSEU

SÃO PAULO (boa notícia, mas…) – E parece que todo o acervo do Museu Paulista de Antiguidades Mecânicas, aquele do Roberto Lee, fechado e se degradando há décadas em Caçapava, foi doado para a cidade. Muito bom isso, desde que a cidade encontre meios para reabri-lo, mesmo que desfalcado de tantas peças importantíssimas.

Tem um Tucker lá, ainda. Já seria o suficiente para encher um museu inteiro, sozinho.

Comentários

  • Que eu saiba, tem um antigomobilista da região, reconhecido, responsável pela restauração dos exemplares (menos os Willys/Ford, que foram para Brasília, pelo Nasser). É um lugar (a região, a cidade, o espaço rural etc) ótimo para o renascimento de um Museu. Eu mesmo preciso de um motivo a mais para visitar The Parahyba’s Ticket (Vale do Paraíba).

  • Galera, pára de dizer que o Tucker está depenado, por favor! O carro, quando chegou às mãos do Lee, já tinha o Painel central de Buick! Portanto, o rádio se perdeu bem antes disso!

    Quanto ao estado dele, quando o Lee o comprou, já era um carro para restaurar – tinha amassados e afins. Que ele teve peças subtraídas no museu, é fato – painel de instrumentos, por exemplo. Outras, como o farol central, jamais esteve presente em Caçapava.

    A título de curiosidade: Tem muita coisa no Museu que ninguém sabe… Enfim: Chassis da Mercedes-Benz SSK, chassis de Rolls Royce…..Está tudo jogado, empilhado. Fiquei sabendo que transportaram um Cord a capotadas – isto mesmo: Foram girando o carro a capotadas de um galpão para o outro!

    Eu estive por lá recentemente, na cerimônia de “doação’ do acervo, realizada pela prefeitura. Tive acesso a informações e fotos atuais do que há lá dentro!

  • SABEM O QUE A SUEDEM FAZIA COM OS EMPREGADOS ANTIGOS NA EPOCA EM QUE SE Aposentavam? IAM NA CONCESSIONARIA CHEVROLET ONDE EU TRBALHAVA, COMPRAVAM UM CHEVETTE ZERO KM E DAVAM AO TAL EMPREGADO, UM GESTO MUITO GRANDE DE CARINHO DA FAMILIA LEE COM OS FUNCIONARIOS, E ELA GANHOU A GERRA COMTRA O SEU DELFIN. O PRJETO FORD FOI ARQUIVADO E NINGUEM MAIS FALOU SOBRE O ASSUNTO,

  • REALMENTE, TEM UM TUCKER LÁ SE BEM QUE PARECE QUE ROUBARAM O RADIO, QUEESTAVA A VENDA NO MENTIRODROMO, (SAMBODROMO), SEGU8NDO, UMA REPORTAGEM. A MIRIAM LEE, (ESPOSA DO ROBERTO), E DONA DAS MOLAS SUEDEM NA EPOCA DA DITADURA, ENFRENTOU O TODO PODEROSO MINISTRO DA FAZENDA O SR DELFIM NETO QUE QUERIA ABRIER UMA FABRICA DE MOLAS NO NORDESTE FAVORECENDO A FORD

  • Doado??? O Acervo era tombado pelo Ipham, não podia ser vendido sem antes ser oferecido pro Estado (que aliás, nada fez por ele). Não deixa de ser surpresa a iniciativa de de doação. Só o Tucker deve valer US$ 1 milhão, mesmo bem deteriorado. Conheci o museu na década de 70, era espetacular para a época, ainda o seria hoje, se não tivesse virado um monte de sucata em razão de anos de criminoso abandono, vilipendio e saque. A maioria não faz nem idéia do que tem por lá, inclusive no galpão que guardava peças e carros para futura restauração. Pena que o acervo não foi doado logo em 1975, depois do passamento do Lee, pois 35 anos depois muita coisa se perdeu.

  • Tomara que estejam fazendo a coisa certa . Visitei uma vez , com meu pai qdo era criança e lembro que fiquei maravilhado . Sempre que passo por Caçapava me lenbro disso . O Tucker está todo depenado e talvez por gente que nem saiba o valor de um carro desses .

  • Espero que a cidade reconheça a importância histórica e turística do museu.
    Frequentei diversas vezes o local, desde pequeno, pois tenho parentes na cidade. Era o máximo!
    Temo pelos interesses políticos que possam estar envolvidos. Ao menos é uma esperança, mas os caçapavenses mais novos nem devem saber de sua existência, infelizmente.

  • Com os imbróglios que ainda envolvem o inventário dele e a briga de foice entre os herdeiros, penso que ainda ficará bem pra frente algo efetivo para salvação do pouco que sobrou.
    Só para tirar o Capeta de lá, que nem era do Lee, mas sim da Ford foi um parto do Everest de difícil.
    Sei lá. Tomara esteja errado.