MENU

Monday, 3 de January de 2011 - 12:49DKW & cia.

O DKW DA PRESIDÊNCIA

GUARUJÁ (parou!) – Anteontem, falamos bastante aqui do Rolls Royce presidencial que levou Dilma Rousseff ao Palácio do Planalto. E o Alessandro Zelesco descobriu uma preciosidade: a Vemag doou, em 1958, um Grande DKW-Vemag (esse era o nome do Belcar antes de 1961) ao presidente Juscelino Kubitschek. E outro ao ministro Lucio Meira, que criou o GEIA (o grupo de implantação da indústria automobilística no Brasil; a Vemag foi a primeira fábrica nacional). A entrega foi feita no Copacabana Palace, quando do lançamento do sedã e do jipe, que mais tarde passaria a ser chamado de Candango.

A história toda, com reprodução de texto da época, está no blog Scuderia Brazil. Além dos dois sedãs, a Vemag doou uma perua para as Pioneiras Sociais, que deram origem à LBA. Os sedãs eram pretos, cor rara para aquele ano, o primeiro da produção do carro, e tinham placa presidencial. A perua Universal começara a ser fabricada em 1956 e também ganharia o nome pelo qual passou a ser mais conhecida, Vemaguet, em 1961.

A pergunta é: onde foram parar esses carros? A peruinha provavelmente desapareceu no tempo, se foi mesmo usada em serviço. Mas me intrigam esses sedãs, especialmente o de JK. Será que é possível rastrear seu destino através de documentos da presidência da república? É bom lembrar que a capital federal, em 1958, ainda era o Rio, e muita coisa pode ter se perdido quando da mudança para Brasília. Mas deve haver algum registro da doação, não?

Muito bem. Temos bogueiros infiltrados nas hostes presidenciais?

21 comentários

  1. jose braga says:

    Em 1979 o Figueiredo tinha um landau preto que foi o primeiro landau a álcool do Brasil. O comboio era formado por dois galaxies nao lembro se 500 ou LTD e o landau no meio.

  2. Sidney Botafogo RP says:

    Parece que o carrinho foi visto na mudança do Lula para São Bernardo do Campo.

  3. Rodrigo M. Garcia says:

    Nessa foto está claro pelos para-lamas traseiros que é um Sedan, e existe uma perua ao lado direito na foto

  4. luis antonio da matta machado says:

    Flávio, tenho uma peruinha DKW 1958 (já te falei dela), que usamos na mini-série da Globo JK há uns 3 anos atrás. Fui buscar esse carro em BH para participar das cenas e acabei comprando a criança. No pacote de documentos que o ex dono me entregou, vieram duas páginas datilografadas e com o timbre e logomarca da Vemag, orientando sobre o uso correto da roda livre. Neste documento, original por sinal, não é cópia, a Vemag se refere ao modelo como Grand DKW. Sempre achei, depois dessa descoberta que a futura Vemaguett é que era o Grand DKW e não o Belcar como vc se refere no texto.
    Na TV, o JK recebe de presente um Grand DKW, mas é a perua. Lembro-me que foram feitas pesquisas e mais pesquisas e não conseguiram descobrir se era uma perua ou o Belcar, pois na única foto disponível do JK com o carro, só aparece a frente do mesmo. Na dúvida , gravaram com a perua.

  5. Renato says:

    Que zona nestas respostas… Que CB400? De qual blog se está falando? Que que tem o vídeo?…

  6. Eduardo says:

    Esse blog Scuderia Brazil é bem legal, valeu a dica !!

  7. Tiago Mio says:

    Só Deus sabe!

  8. Luis Fernando - fã de Isettas º(\*/)º says:

    Ah, esse Lucio Meira. Devia ser da KGB infiltrado no governo. Criou esse tal de GEIA e assim determinou que automóvel tinha que ter, no mínimo, 2 portas E assim, oficialmente, tirou o titulo da Romi Isetta de ser o primeiro carro nacional e entregando nas mãos do alemães. #%@&%[email protected]& . Mas não importa, a voz do povo é quem manda. Romi Isetta, o primeiro automovel nacional.

  9. ALEX B. says:

    Putz, nao seria mais tupiniquim se as posses presidenciais fossem atraves de um Belcar conversível?

  10. dinga boys says:

    Alguma chance deste carro estar em BH, na coleção dos Faria?

  11. says:

    A Honda deu parece a CB-400 #001 p/ o Figuereido e ele caiu no lago com ela. Diz a história..

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *