AUSTRALOPITACOS (6)

SÃO PAULO (os coadjuvantes) – Antes de descascar a corrida, seus destaques e seus fiascos, algumas figurinhas merecem post à parte depois dessa prova de Melbourne.

A começar por Sergio Pérez. Quem vive criticando os pilotos pagantes deveria repensar um pouco suas convicções — que, em geral, servem para sustentar a tese de que os brasileiros são injustiçados, coitados, tão bons e sem lugar na F-1 porque tem um monte de piloto cheio de grana por aí.

Pérez é um pagante, como Petrov — apoiado por empresas russas, entre elas a gloriosa Lada. O comedor de nachos só está na Sauber porque Carlos Slim, um dos homens mais ricos do mundo, comprou a vaga. Como comprou a Embratel, também. E quem, depois da corrida de hoje, é capaz de contestar o investimento? Pérez tem 21 anos, fez um grande campeonato na GP2, chegou a ser o mais rápido num dia da pré-temporada em Barcelona. Foi o melhor estreante no grid e fez uma corrida exemplar. Brilhante, daqueles cartões de visitas que poucos foram capazes de apresentar em suas primeiras corridas.

Para começar, foi o único a fazer uma só parada. Uma façanha. Que deve ser creditada também à Sauber. Foi a equipe que, aparentemente, mais se preocupou em fazer um carro que gasta pouco pneu. Típico de Peter Sauber, um sovina juramentado que não gosta de gastar nem grafite do lápis. Fico imaginando-o na sala dos engenheiros, quando o carro estava sendo projetado. “Olha aí esse negócio da borracha, hein! Pneu tá caro, não dá pra ficar trocando o tempo todo! Tratem de economizar! Não pode gastar muito não!” Kobayashi fez duas paradas, e talvez isso se deva ao fato de ter largado com pneus usados, já que foi ao Q3 — e os dez primeiros, como se sabe, largam com os pneus usados na classificação.

Vai dar muito trabalho essa equipe em 2011. Trabalho para aqueles do pelotão intermediário, que fique claro. Nada de ganhar corridas, nem de namorar o pódio com frequência. Mas vai andar bem, com consistência. E o menino deu um show de maturidade e talento. Nunca tinha andado nessa pista. Aprendeu rapidinho. Não cometeu um erro sequer. Nadica de nada. Chegou em Massa como se estivesse enfrentando alguém com um velocípede. Só não precisou passar porque o brasileiro resolveu ir para os boxes antes de sofrer uma humilhação inesquecível.

É justo, pois, dizer que o Chapolim é ruim só porque entrou com grana? A grana não é dele, ora bolas. Pilotos só se sustentam com patrocinadores. Raros, raríssimos, são os que colocam a mão no próprio bolso. Mais ainda aqueles que ascendem do nada, sem grandes apoios, “descobertos” por alguém — caso de Hamilton. Quase todos, em algum momento, contaram com dinheiro de outrém. Barrichello, por exemplo, chegou à F-1 via Arisco. Errou, a Arisco? Claro que não. Schumacher só ganhou um cockpit porque a Mercedes bancou os 300 mil doletas que Eddie Jordan pediu pela vaga naquele GP da Bélgica de 1991. Errou, a Mercedes? Claro que não. E por aí vai.

(Ah, mas vejam que injustiça com o Bruno Senna, o Heidfeld é uma porcaria!, dirá algum nacionalista mais exaltado. Heidfeld não é uma porcaria. Foi muito mal o fim de semana todo, mas não tomem o alemão por essa corrida. É estupidez. Ele fez uma baita largada, pulou de 18º para 12º na segunda curva, mas foi abalroado por alguém não identificado. Seu carro ficou todo detonado e não teve como andar decentemente. A Renault mostrou que tem bala para pódio. Nick, assim, vai buscá-los ao longo do ano. E vai encher o rabo de pontos.)

Pérez ofuscou os demais debutantes e podem ter certeza de que olhos crescerão em sua direção a partir de algumas equipes de ponta que andam fartas de certos pilotos. Mas tem mais gente que merece ser citada neste GP australopiteco, para o bem e para o mal. Buemi, por exemplo, que vai a cada dia se firmando como primeiro piloto da Toro Rosso, foi bem e pontuou. Já Schumacher, que como largou no pelotão da merda ficou exposto às cagadas que frequentemente acontecem do meio do grid para trás, foi mal. Péssimo. Barrichello, que fazia uma prova excepcional depois de cair para último na largada, se entusiasmou demais quando foi passar Rosberg. Aí estragou tudo de bom que fizera nas 20 primeiras voltas, chegando até a nona posição. Se o resultado foi um desastre (acabou sendo punido por acertar o piloto da Mercedes no meio e abandonou com problemas de câmbio), o carro deu alguma demonstração de força. Mas que ninguém se iluda demais. A Williams não tem muita grana e sua curva de evolução tende a ser pouco acentuada.

Das grandes, e da cara que deve ter essa F-1 de pneus inconstantes, asas que abrem e fecham, muitas paradas e otras cositas más, falo daqui a pouco. Enquanto isso, levantem-se, coloquem a mão no peito e chorem, infames capitalistas! Reconheçam a superioridade soviética e aplaudam sempre que virem um Niva por aí.

Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Bruno
Bruno
10 anos atrás

o rubinho pode ter saido da prova mas eu acho que ele está mais agressivo que o massa, pelo menos nesse início de temporada.

gleitef
gleitef
10 anos atrás

Genial! Esse povo tem fairplay.

luiz oliveira
luiz oliveira
10 anos atrás

Sergio Perez é um piloto em ascenção. Vale a pena prestar atenção nele. No outro cucaracha (Maldonado) é um zonta da vida. Não vale a pena nem ver, É um desastre. Como na F1 está cheia de casos de pilotos em ascenção que cairam mais rápido que subiram, é esperar o que Perez vai conseguir. Não pode é dar azar de encontrar os barrichellos fazendo suas barrichelladas.

claude bes
claude bes
10 anos atrás

mandaram medir o carro da sauber entregar o segredo de nao gastar tanto pneus, pequenos não pode encomodar de cara…na primeira corrida. ,

gUSTA
gUSTA
10 anos atrás

As máquinas da F1 são carros tão extremos e hostis que – sendo pagante ou não – o piloto têm que ter dotes superlativos para andar no fio da navalha com eles.

Quem está lá, podem ter certeza, são o melhor que o automobilismo de pista pode produzir. Muitos andariam a 80, 90% capacidade de um F1, andar sempre no limite..é para poucos.

Fabio de Deus
Fabio de Deus
10 anos atrás

Só discordo com relação à curva de de evolução da Williams. Ano passado o time começou razoável, depois apresentou uma queda, ficando o Barrichello, inclusive fora já no Q1 em Barcelona, mas depois, na segunda metade do campeonato, cresceu bastante, indo aos pontos regularmente, inclusive tve a pole do Hulk em Interlagos. Acho que podem crescer bastante ao longo do ano, e, com um pouco de sorte, até beliscar um pódio na temporada.

Banana Joe
Banana Joe
10 anos atrás

Sweet Home alabama, praticamente um hino do sul dos USA cantada pelo exercito vermelho.
Cara… na minha época de colégio e faculdade era mais fácil afirmar que em 2011 teríamos dinossauros caminhando sobre a terra do que ver isso aí.
Grande som do Skynyrd.

FES
FES
10 anos atrás

Se tem uma coisa que o Rubinho não é, é ser um piloto afobado e irresponsável. Ontem, eu acho que ele exagerou na confiança e deu no que deu.

Acredito nele. Acho mesmo que ele nao tinha a intenção de ultrapassar, mas prestando atenção no vídeo, o dedão dele estava no Kers instantes antes da batida. Simples: o Rosberg freou cedo demais e fez a tangencia, o Rubens estava rápido demais e não conseguiu parar. Acidente de corrida.

galileu
galileu
10 anos atrás

o video é até legal, mas o johnny van zant do lynyrd skynyrd é muito melhor, pena que tenha falecido junto com parte da banda na decada de 70, mas o irmão ressucitou a banda que hoje é uma das maiores bandas de rock sulista dos eua. vale a pena conferir o show de 1996 no loreley festival.
barrichelo entusiasmado,como sempre, acabou exagerando, (acho que o nico errou, abriu demais e voltou fechando o barrica),
O luiz alfredo acabou salvando a transmissão, muito melhor que o pavão bueno, proponho um abaixo assinado.
Galvão, vai narrar a seleção, deixe a f1 para o alfredão.

Felipe Gatica
Felipe Gatica
Reply to  galileu
10 anos atrás

Não seria o Luiz roberto?

MSM
MSM
10 anos atrás

Ao lado do Vettel e do Petrov, o Perez foi outro nome no Gp, andou rápido, fez uma parada (coisa inacreditável) e deu pressão nos carros da frente, de quebra ainda chegou na frente do bom Kobayashi, vai render mais na temporada.
NA Toro Rosso, o Buemi teve todo o fim de semana muito bom, ao contrário do Alguersuari, o carro parece melhor do que o do ano passado e o suíço é um bom piloto.
NA Mercedes, o Schumi teve uma péssima classificação e na corrida foi tocado, furou o pneu e depois se arrastou até parar, o Nico foi melhor, mas mesmo assim, acho que não faria muita coisa, o carro parece que ainda não está bom, de qualquer forma foi tocado pelo Barrichello e teve que sair.
A Willians é outra que vai precisar melhorar um pouco o carro, o Maldonado não vai ser melhor que o Hulkenberg, e o Barrichello, esse nem é melhor escrever nada.

Zé Maria
Zé Maria
10 anos atrás

Com o FG ‘separou’ o Perez e o Petrov em posts diferentes, vou comentar por aqui o baile que ambos deram hoje em Melbourne.

“PePe Legal” : Petrov e Perez fizeram a diferença!!! O Flávio já esmiuçou a atuação gloriosa de ambos, não quero me tornar repetitivo. . .

E o mexicano, estreante e uma só parada, nenhum erro sequer, realmente assombroso. . .

O russo já vinha mostrando desde o final de 2010 do que seria capaz. . .

E sem a pressão do polones parece que desabrochou de vez. . .

PS: Hiedfeld foi um zero à esquerda, tiro aqui publicamente o chapéu para o Rubem da BR que desde sempre vinha dizendo que ele era um zé mané. . . Boa, Rubão!! Valeu!!

Zé Maria

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
10 anos atrás

Os Russos capitalistas são bem melhores… um dia se igualam aos americanos… esses sim muito bom em tudo… rs!!!!

Segue o jogo… “Alonso is better than YOU!!!”

Imperador

Bossoi
Bossoi
10 anos atrás

Demais esse video!!!!

J
J
10 anos atrás

Grande Coral do Exército Vermelho… O véio russo que trabalha comigo aqui de vez em quando toca umas músicas deles lá na bancada dele. Eles ainda tem grande orgulho do grupo, parece.

O mais engraçado foi a cara do camarada tocando aquela balalaika enorme… E legal acabarem com um toque de Ej Ukhnem, canção bem épica.

HC
HC
10 anos atrás

Caubóis de Leningrado cantando sweet home alabama auxiliados por um coral do exercito do Kremlin.
O mundo não chega a 2012 nem a pau…

Luiz AG
Luiz AG
10 anos atrás

Falando em vagas compradas: Já houve um Brasileiro que teve vaga comprada, Pedro Paulo Diniz, que foi financiado pela empresa que vendia leite para o mercadinho de seu pai.

Aliandro Miranda
Aliandro Miranda
10 anos atrás

Está eleito o apelido: Chapolin!

Marcelo Martinez
Marcelo Martinez
10 anos atrás

Bem, eu não vi a corrida e não posso falar muita coisa.
Mas, em relação ao Heidfeld, independentemente de brasileiro russo mexicano etc, pra mim ele é um piloto apenas médio!
Quando ele foi escolhido para o lugar do Kubica eu já tinha dito que ele iria andar no pelotão do meio atrás do Petrov e eu não me lembro bem qual foi o blogueiro que disse que eu não entendia nada!!
pois é…

Samuel
Samuel
Reply to  Marcelo Martinez
10 anos atrás

Concordo com vc e acrescento que o Heidfeld parece muito com o Rubinho que até pode ser um bom piloto mas na hora do vamos ver só faz cagada ( e bota a culpa em alguma coisa mas nunca nele mesmo, desta vez foi o pneu). E o Petrov que muitos falavam que era um piloto meia boca , inclusive o FG, foi bem pra caramba e está de parabéns.

RobertoJP
RobertoJP
10 anos atrás

Vendo os treinos livres, parecia ser mais um daqueles novatos extremamente cautelosos com o carro para não fazer besteiras e queimar o filme logo de cara… depois, vi o Reginaldo Leme dizer no ‘Redação SporTV’ que o mexicano já tinha mostrado ótimos serviços na GP2 e que, na opinião dele, não seria nenhuma surpresa se ele chegasse aos pontos logo nas suas primeiras participações se o carro ajudasse para tal; no entanto, não disse o mesmo sobre Pastor Maldonado e Jéròme D’Ambrosio… no caso do belga, não vai dar pra se ver muita coisa mesmo devido ao péssimo carro, certamente pior do que o do ano passado. Mas confesso que caí do cavalo quanto ao Perez ,achando que ele seria só mais um pagante braço-duro…

Rogério Magalhães
Rogério Magalhães
10 anos atrás

Ao lado do Kamarada Petrov – que certamente teria deixado nosso kamarada Veloz profundamente satisfeito, ainda mais por estampar no alto do triunfo supremo a fantástica marca da Lada -, pra mim o Pérez foi o grande destaque da corrida. Foi incisivo quando precisou, deu um baita calor no Button, ia jantar bonito o Massa desandado e nessa F-1 que querem pneus derretidos que transformem os boxes em filiais do Graal, só precisou de uma parada…

Tem investimentos que se mostram furados, mas outros perfeitamente justificados. O caso do Pastor pra mim, pelo que vi, cai na primeira alternativa. O caso do Pérez fica na segunda fácil…

Maurício MV.
Maurício MV.
10 anos atrás

Talentoso o moleque mexicano.

Rovilson
Rovilson
10 anos atrás

Vídeo genial. Muito engraçado.
São 5:48. Nem vou dormir mais. Vou lavar o lada, e levar ele pra passear pela 23 de Maio, pra comemorar a vitória da fábrica de Togliati.

VIVA A MÃE RÚSSIA!