MENU

Saturday, 16 de July de 2011 - 23:16#69, Automobilismo brasileiro, Classic Cup

HOJE LÁ

SÃO PAULO (calor danado) – Com um monte de categorias em Interlagos neste fim de semana, foi duro o intervalo entre a classificação, 8h, e a largada, às 14h. Como nosso motorhome ainda não está pronto (deu problema no ar-condicionado e na banheira de hidromassagem), tivemos de queimar a moleira no paddock, andando para lá e para cá, entre um churrasquinho e outro.

Mas foi legal. Muitos blogueiros interesseiros foram ao autódromo com camisetas do Meianov para tentar ganhar uma passagem para Moscou. Eu ia premiar os primeiros dez mil, lembram? Algo assim. Pena que não leram o regulamento direito e foram com as camisetas erradas. Só valiam as produzidas em agosto de 2010. Mas legal, mesmo, foi ver dois Ladas Laika no estacionamento. Um do blogueiro Roger Federer e outro do colega Alfredo Ecclestone Gehre.

Éramos 26 no grid. Larguei em 24º depois de um treino medíocre, 2min18s218. Fui uma decepção. Estreávamos um blocante e algumas peças de fibra que tiraram uns 50 kg do Meianov, e não adiantou nada. O blocante é legal, o carro parou de destracionar, mas fica meio amarrado. Sei lá. Continuo em minha eterna batalha para voltar a virar em 2min15s para, depois, dar o passo seguinte: 2min10s. Mais uns cinco anos e chegamos lá.

A pole ficou com o Cirello, de Puma a ar, que corre na minha categoria: 2min00s499.

Planejei queimar a largada, mas nem isso consegui. Acho que passei só uns dois carros e na segunda volta rodei no Laranjinha. O blocante me traiu. É desculpa, claro. Eu que caguei miseravelmente. Perdi a posição para o Waldevino Jr., a quem deveria marcar para buscar um pódio. Minha sorte, e azar dele, é que seu Puma teve problemas e ele acabou abandonando.

Mas desta vez, pelo menos, consegui brigar quase a corrida toda com alguém, o Karmann-Ghia do Mauro Kern, que corre na CCC, a categoria mais light, mas estreou na Classic Cup para pegar quilometragem. Guiou muito bem, trocamos de posição umas duas ou três vezes, mas nas voltas finais fui ficando para trás. Meus tempos não estavam bons. Virei 2min17s434 na melhor, e o Mauro fez 2min15s981 na melhor dele. Tinha mais carro, mas eu tinha condições de segurá-lo, e não consegui.

O Meianov voltou a sair muito de frente com o blocante, e algumas curvas são uma tortura, como o Pinheirinho e o Bico de Pato. No mais, até que foi razoável. Na última volta, assim que recebi a bandeirada, o motor apagou estranhamente. Cortei tudo e fui parar lá no S do Senna. Quando cheguei rebocado de volta ao paddock, vi que fiquei em segundo na categoria, porque o Puma do Edson Furrier teve problemas no final. Deu troféu. Na geral ganhou o Cirello de novo, imbatível neste ano. E o Meianov terminou em 16º, apenas uma volta atrás do vencedor.

Como tivemos tempo de sobra, fui dar uma espiada nos carros do Brasileiro de Marcas e gostei do que vi. São bonitos, carros de verdade. Gostei tanto que já nem ligo mais para essa história de motor padronizado, já que não tem jeito de mudar, mesmo. Os tempos de Marcas ficaram entre 1min46s e 1min50s. Achei bem mais legais que os Stock.

E fica a nota triste para a F-3 Sul-americana. Uma categoria que já foi tão importante não teve nem espaço nos boxes. Fizeram um puxadinho com umas tendas atrás do paddock para acomodar os menos de dez carros que estão disputando o campeonato.

Aqui tem um vídeo da corrida da gente, enviado pelo Twitter. E a foto lá em cima é de Dyonysyo Pyerotty — que, como notaram os amigos, engordou 14g esta semana.

48 comentários

  1. Thiago Azevedo says:

    Pelo visto, é quase reaprender a guiar. O duro é que quando o caro sai de frente fica bem desconfortável. Vosmecê deve ter estranhado bastante.

    Putz, assisti a F-Futuro aqui em Londrina e, infelizmente, o grid estava bem magro. As outras corridas ocorreram ao mesmo tempo que o jogo do Tubarão…

  2. João Cesar Colatrello says:

    Flavio, estive no sábado, em Interlagos para ver amigos e também a Classic , entrei até no seu Box tirei foto do seu carro, não conversei com você devido ver que você estava prestes a entrar no Bolido, estava curioso para ver o ronco do Meia Nove, foi bem legal, apesar que quase fui espancado quando no paddock fiz um pequeno comentário ” parece que o alivio de peso não está ajudando o Ladinha em nada” seus admiradores presentes ali acharam que estava fazendo piada com o Carrinho….Mas valeu foi bem legal ver interlagos cheio e as equipes disputando lugar nos boxes.
    Abraço e mando as fotos que tirei no seu email.

  3. José Augusto says:

    Tirando o fato de ser monomotor, Marcas é muito bacana. Tem tudo para ser o melhor campeonato brasileiro. Muito melhor que o lixo da Stock e seus carros de papelão.

  4. Paulo says:

    Fui até Interlagos nesse domingo. Que decepção!! Tinha uma credencial para os boxes e resolvi chegar cedo para proveitar as “N” categorias que estariam correndo.
    Em primeiro lugar é difícil compreender o que está acontecendo. De repente alguns carros começam a movimentação nos boxes, vão para a pista e começa uma corrida. Impossível saber qual é a categoria. Com exceção da prova de Marcas (que facilmente se diferencia das demais) eu assisti a uma série de provas sem saber do que se tratava.
    Para completar o meu dia, por volta das 12:30 hs resolvi ir embora. Tinha combinado de almoçar com a família e, afinal, já tinha visto umas quatro corridas até aquele momento. Quando chego no estacionamento para pegar o meu carro, descubro que ele está bloqueado. Os gênios que promovem a corrida colocam um pessoal usando um colete preto para dizer onde você pode ou não pode parar, mas esse pessoal não é capaz de prever que alguém (como eu) queira sair antes do final das atividades do dia. Resultado, fiquei mais de 40 minutos procurando uma forma de tirar o meu carro do estacionamento e ir embora para casa.
    Não é por acaso que as arquibancadas do autódromo não tinham mais de 5% de ocupação. Que zona!!!!

  5. Luizinho says:

    Belíssima foto e relato. Caro Flávio, ainda que compreenda a sua nova aprovação pelos carros do brasileiro de “marcas”, peço que atente-se para o que há(também desconsidero a questão dos motores padronizados) de ILUSÓRIO e que fica bem explicado nas fotos que “linko”(neologismo?):

    -Os “carros” são chassis tubulares e não “monoblocos/carros de verdade”, somos levados (mesmo de perto como foi seu caso) a acreditar que sejam carros, porque ao chassis estrutura tubular (assim como há na Stock) são fixados (e tão somente isto) duas laterais da lataria de um carro mais uma folha de teto. Não há assoalho, paredes corta-fogo, painéis dianteiros ou traseiros (tampouco, mas aí estávamos avisados e é desimportante, parala-mas, porta-malas ou qualquer item interno original). O piloto senta-se “atrás” porque é esta a posição no chassis tubular (idem Stock). Não sou “apenas” eu que estou dizendo-o. Bob Sharp também está “encabulado”. As fotos nos deram tristeza:

    Veja(tem mais no site oficial da categoria) :
    http://www.flickr.com/photos/[email protected]/5734473676/in/photostream

    Abraços

  6. Marcelo Rezende says:

    A corrida do Brasileiro de Marcas foi muito boa, os carros realmente ficaram lindos e nos dão a esperença de que a gente tenha no Brasil o que já vemos faz anos lá fora, o pessoal torcendo pela marca do seu carro, os pilotos com fãs clubes de verdade, gente que vai ao autódromo com gosto, não só porque ganhou ingresso do lugar onde trabalha porque é fábrica ou patrocinador. Já tivemos isso no passado, espero que volte. Mas está faltando a VW neste grid…

  7. marcão says:

    A quem possa interessar::

    Quando roparem com os “””seguranças”” da vicar, é esses ai do fim de semana, não argumenta nada não!!!

    Essas ”otoridades” só entendem uma coisa..
    Pra entra é dé real !!!! Tem dé real aí tio?? Se tive libero …

    Fica a critério de cada um, se quizer entrar é assim, embora os box do paulista são liberados a muitos anos pra quem chegar…
    Mas como tava o circo de “”””sloei”” instalado lá neste fim de semana…As palhaçadas começaram mesmo antes do espetáculo…..
    E pior que um dos “”otoridades”” especialista no dé real, ostentava a camiseta de “””bozo”” da CBA….
    Que dizer, o cara vestiu mesmo a camisa…

    Na minha opinião esses da v.Olimpia vestidos todos de CBA estragaram totalmente o Paulista…
    Bom que daquia duas semanas tem outro Paulista…

  8. Roberto Martinez says:

    Um belo dia em Interlagos. Fiquei meio chateado pelo meu amigo Jr da Puma 27. O cara quer só diversão e lazer, não pretende ser piloto de ponta, não tem o ego lá em cima para gastar mais do que deve numa Classic para andar na frente, mas já virou 2m09s com aquele Puma, que poderia virar 2m05 ou 2m06 nas mãos de algum “speedeiro” experiente, mas faz um bom tempo que não vira abaixo de 2m18, quando não quebra, como aconteceu sábado. Desanima qualquer um!
    Ele não treina, não se dedica, como disse, quer só um dia de lazer com amigos, mas essa Puma tem obrigação de virar “sozinha” 2m12 ou 2m11 para ser bem conservador…já dava pra ele brincar…

    Quanto a Copa Petrobrás de marcas, apesar dos carros lindos(especialmente os Civics e os Focus), estrutura de equipe profissional, ronco maravilhoso, achei um caça níqueis daqueles, caríssimo para virar 1m46 ou 1m47 e com limitações de treinos. Na minha época de Spyder Race em 2004/05, eu virava 1m45 (andando na frente), agora com injeção e pneus melhores, viram 1m42 ou 43…com 20% do valor de marcas.Em todo caso, são lindos…

  9. Dario says:

    Flavio, fale sobre o Paulista de Marcas e Pilotos, ajude a divulgar, 93 pilotos em 70 carros de verdade para 62 vagas no grid – recorde de sucesso, coisa fantástica, possuem um site http://www.marcasepilotossp.com.br/ bastante dinâmico (aliás, o site da Classic Cup esta fraquinho, falta à atualização dos pilotos e seus carros faz tempo, não fornece informação geral sobre a categoria, enfim, não fala nada de vocês, pilotos e equipes que são a Classic Cup, a classificação em PDF dificulta a visão, bla, bla, bla…, e a gente que esta seguindo de longe, fica sem poder acompanhar).
    A iniciativa privada formando um VERDADEIRO CAMPEONATO DE MARCAS E PILOTOS, sem a interferência das montadoras (que acabaram matando o Marcas e Pilotos da década de 80) merece toda a nossa atenção e apoio. Eu daqui torço como um alucinado para que este Campeonato com, Corsa, Gol, Celta, KA, Clio, (VW, GM, Ford, Renault), cinco modelos, quatro marcas decole e vire preliminar no Brasileiro e atraia mais uns dois ou três modelos.
    Quanto a não ter vindo tempo com as modificações do Meianov, tenha calma, não assuste o menino, afinal o Meianov já não é um garotinho, mesmo em ótima forma dê tempo a ele de se acostumar com as novidades, tire um dia de treino na semana e leve-o para passear em Interlagos (há quanto tempo você não faz isso por ele?), e recomesse a ajusta-lo, vocês dois vão adorar. Começando lá pelas nove (que é pra não estressar acordando o coitado cedo) e passando a manhã só buscando acerto, para pra almoçar, descansa bem, recomeça o treino de mansinho pra o deixar reaquecer lentamente, e assim que você sentir que ele esta pronto, senta a chinela pra buscar tempo, e se mesmo assim você insistir em continuar a fazer o Meianov passar a vergonha de continuar classificando com 2min18s218 e fazendo a melhor volta em 2min17s434, e ainda tenta calunia-lo, jogando nele, a culpa pela rodada no Laranjinha e ainda dizendo que sai de frente. Pode preparar o passaporte e um bom casaco, na Sibéria deve estar frio pra caramba, porque o Kremlin vai querer bater um papinho com você.
    Mais antes de, talvez, você ir passar umas férias nesta agradável região, gostaria de propor que as duas categorias de Carros Clássicos de Competição voltassem a se unir em um único grid mesmo que com campeonatos distintos, e quem sabe, voltarem a se fundir no futuro como era antes da Fasp meter o bedelho e conseguir reduzir o grid desta categoria barbara, e prova do que digo, foi o duelo entre o Meianov e o Karmann-Ghia do Mauro Kern, que corre na CCC e não tem a foto do seu carro em nenhum dos dois sites das categorias, alias, como muito outros (só de passagem, que Karmann-Ghia lindo).

  10. Marilia Compagnoni says:

    “Na última volta, assim que recebi a bandeirada, o motor apagou estranhamente.”

    Talvez essa foto do Dyo explique o que aconteceu: yfrog.com/kgccdecj

  11. Carlos Caldeira says:

    Pois eh a transmissão do Brasileiro de Marcas insistia em dizer que eram carros de verdade e eu achando que era balela…jurava que eram bolhas

  12. Vitor says:

    Hoje eu fui a Interlagos ver o BR de Marcas, e quando fiquei no S do Senna, pra ver os pegas do final da reta dos boxes, vi uns carros que pareciam de brinquedo, debaixo de tendas.

    Um amigo meu até perguntou: “Será que aquilo ali são simuladores de corrida?” – traduzindo: vídeo game com carroceria.

    Eu até respondi com outra pergunta (!?): “Será que é a empresa do seu primo, que vive viajando para eventos e montando o simulador?”. Prontamente ele respondeu que o primo dele tinha somente dois simuladores e não tantos quanto víamos de longe (uns 30 metros).

    Quando deparamos com os carros da F-3 Sulamericana, fiquei com o mesmo sentimento triste do FG.

    Deu dó (que dó, que dó, que dó!).

    Pareciam os gordinhos/nerds/cheios de espinha da festa, isolados num canto, sem chance de convidar as meninas mais bonitas do bailinho pra dançar.

    A corrida do BR de Marcas foi legal, mas a nota triste do dia ficou por esse “escanteio” que se encontra a F-3 Sulamericana.

  13. Luis F. says:

    ví seu lada passeando pela Av. Ricardo Jafet hoje, pegando uma carona em cima de um cegonha …

  14. Vicente Pellegrini says:

    Assisti a super classic uma vez, quando você corria de dkv, Construiram aquela gincana na curva do café ?

  15. Marino says:

    Sorte minha que fui na Sexta, entrei sem problemas com os homens de preto (Faqui) e matei a vontade de ver carros de corrida como ha um monte de tempo não fazia, mais Gomov, não basta ser piloto, tem que “pilotar”, o 69 ficou todo o dia na sombra só olhando para uma Alfa rossa bonita de morrer mais assim o autoblocante nunca vai se acertar com o motorista e o 2:14 ni para de aqui a cincuecentos anos.
    Um monte de carros, alguns protótipos (inclusive um Piquet-bmw, todo de solda reforçada com tubos), uma bandada de corsas, celtas y etc´s com os pilotos girando contentes como crianças que bajaram ao playgarden depois de uma semana de chuva, estoques velhos, uma Ferrari de verdade e outra fantasiada de Puma, e etc. e etc..
    Alem disso o setor VIP com os carros de Marcas, bastante bem logrados (a pesar da tração dianteiras) e o setor da F-3 com carros de corrida “de verdade” y meninos que aceleram mais que vão ter que fazer alguma coisa para não virar “Formula Cezario” se é que já não é.
    Resumindo, para mim, na Sexta “Interlagos era uma FESTA”, voltei para casa à noite, senão feliz pelo menos contente.
    PS: Não tenho queixas do T4F, por culpa destes cambistas de luxo (acredito que eram eles) não consegui comprar os ingressos para a Indy-SP e ME SALVEI!!! Você que é geralmente bem informado, Sabe onde comprar ingressos para a F1 sem cair nas mãos de cambistas? (Bons eram os tempos em que os piratas usavam tapa-olho)
    me \spõPoudo efestaEntãoOutrossim, n ´posi,verparadomizo o

  16. Carlão says:

    Gomes, bem que poderiam acabar com a Escroque car e passar a Marcas como categoria principal, e, porque não o LINEA se juntar a Marcas ??? As duas categorias iriam se beneficiar . Assim como a F Future e a F3 Sudam.

  17. Celio Ferreira says:

    FLAVIO E A TAL CHINCANE , ??????

  18. Rogério Magalhães says:

    Ainda bem que essa etapa largou às 14h, porque finalmente senti a possibilidade de tentar chegar a tempo, afinal de contas, trabalhando quase todo sábado pela manhã (sim, funcionário público trabalha de sábado, vai trabalhar na Cultura, que tudo só acontece à noite ou final de semana) não tava conseguindo com largadas na parte da manhã ou comecinho da tarde. Mas ontem a maratona de breve carona até o Sacomã, metrô até o Jabaquara e ônibus deu certo e conseguir sair da junção da Imigrantes com o Rodoanel 10 pra meio-dia e chegar 13h45 no templo acho que foi um milagre dos grandes…

    Só não consegui entrar nos boxes, porque dei de cara com aquelas cabanas do pai tomás (o que tu chama de puxadinho) que montaram atrás dos boxes e travaram o meu “atalho”, o que certamente me impediu de encontrar os nobres amigos que há muito não vejo. Resolvi voltar rapidinho para a arquibancada do setor A, para dar tempo de ver a largada. Deu tempo, tempo até para chegar ali perto e mandar cumprimentos ao dono do Meianov… encontrei o amigo Mário na arquibancada e ali ficamos vendo a prova.

    Como faz uma eternidade que não via a Classic (ainda nem tinha visto ao vivo a pintura nova do Meianov), me surpreendi com algumas coisas. A mais notável delas certamente foi ver os Mavecos andando finalmente na Classic e não na Força Livre. E mais notável ainda: finalmente acelerando sem aquele medo todo de antigamente, tanto que o couro comeu ali na ponta. Roncão show dos Mavecos. E o pega do porão ali entre o Meianov e o KG tava da hora, até que uma hora o Meianov não subiu à frente no Café e acabou, hehehehe… aliás, FG, tava rindo muito era daquele Passat 190, parecia o carro do Chips, até brincamos que uma hora que tu deu um passão nele que o Passat ia mandar você parar, ia descer o Poncherello de bloquinho na mão e meter multa pelo atrevimento e a alta velocidade do russinho folgado, hahahahahahaha…

    Depois ainda fiquei vendo a Força Livre e o treino dos carros do Brasileiro de Marcas, com direito a um cidadão lá conseguir rodar seu Corolla em plena volta de saída dos boxes ali no Pinheirinho, bração total… mas carros bacanas, não dão sensação de meras bolhas apesar do motor único…

    Enfim, serviu para matar saudades do templo e para descobrir que corrida depois das 14h dá tempo de chegar mesmo saindo do trabalho no fim do mundo… só espero que na próxima o caminho para chegar aos bastidores do templo esteja livre dos puxadinhos, para rever os amigos…

    • says:

      Rogério, NOTA ZERO em não ter avisado…

    • Mário Sérgio says:

      Foi isso mesmo que o Brother Rogério disse, o passat 190 estava fazendo a ronda… depois parou logo após à curva do lago pra montar uma “blits” esperando o FG, porém teve que ser rebocado.
      Dos Mavecões, realmente, são um assombro.
      Mas é maldade falar que o Dyonysyo “engordou” 14g.
      Um abraço.

  19. Рикарду да деревне says:

    товарищ Гомес
    Матушка Россия приветствует вас на подиуме достигнута, но время классификация оставляет желать лучшего. Товарищ divila уже сообщал, что пройдет в Бразилии в августе осмотреть жемчужины советской промышленности и оказания технической помощи. Однако, если предупреждение = обнаружили провал человеческий элемент в случае Гомес товарищ, уже получил место в Сибирском ГУЛАГа. Марксистско-ленинская приветствия

    • Flavio Gomes says:

      Aguardamos ansiosamente. E não, o problema não é de material humano. Antecipamos que o orçamento já está definido para os meses finais da temporada: 367 reais, entre mão-de-obra e peças.

  20. galileu says:

    com o tempo voce se acostuma com o blocante, aprende a diminuir ou aumentar a carga do mesmo e aí é só mandar o pé.
    coitado do 69 virou sanduche de passat.
    aquilo foi marcação do piloto.

  21. Carlos Santista says:

    essa setinha logo abaixo da grade e do farol, indica o quê?

  22. says:

    Você é um fanfarrão, Flavio Gomes. Não havia regulamento algum sobre as camisetas, tá?
    Mas, no fim das contas, valeu a pena.

    Sobre a corrida, o comentário da galera que estava ali no heliponto é de que você estava com a “faca nos dentes”.

  23. emerson neves says:

    pergunta
    Qual o velocidade maxima do 69 na reta??
    bacaninha o video ..

  24. Luis Tucci says:

    Muito bom ver um grid de clássicos com 26 carros!

    Tem algum tempo perguntei ao FG no Bem, Merdinhas se valia a pena sair aqui de Minas para ver a Classic. Mal resumindo, a resposta foi: ‘se você gosta de carros, vale a pena.’ Também escrevi para o André Mello, piloto e um dos entusiastas que ajudam na organização, que me esclareceu algumas dúvidas sobre o evento. Horário, estacionamento e tal…

    Convenci mais dois amigos a sair 5h e andar por quase três horas até Interlagos. Isso em maio. Acompanhamos os treinos e a corrida da Classic. No fim, unanimidade: Valeu muito a pena!

    O chato disso é não ver arquibancadas movimentadas em categorias como esta, que é tão valiosa para o automobilismo quanto uma Stock, por exemplo. Na Stock você até tem contato com os pilotos (exceto o Cocô Bueno, que nem do box sai pra dizer bom dia aos fãs…), mas na Classic você conversa com mecânicos, pilotos, vê os carros de perto. Sente o cheiro de gasolinha e até pode se sujar de graxa.

    É diferente. Pode não ter toda a estrutura e firulas das categorias enfeitadas com adereços do marketing e$portivo. Mas é diferente. E vale muito a pena conferir de perto!

    • Fabio Rogers says:

      Concordo com tudo que você disse Luis,sai de Mogi das Cruzes e levei em torno de 1hora e 20 minutos pra chegar nesse sabado ,mas se tivesse levado 3hrs ou mais,valeria a pena do mesmo jeito,o pessoal da Classic é tudo gente boa,os boxes são show e os carros os mais bonitos.Não vejo a hora de ir novamente!

  25. regi natrock says:

    Hummm. também não pude aparecer. Uma pena, mas a family desta vez teve precedência.
    Queria saber qual a mágica do Dyonísio pra engordar 14 kg em 15 dias. E qual foi o ponto de onde fizeram o video. Heliponto? Torre?
    Grid cheio, apesar da salada com até os mavecões se empilhando por ali.
    Isso é muito bom.
    Agora, essa lacraia ambulante tem jeito nao FG.
    Desde a estréia do tijolão socialista apostei com vc que não baixa de 15″ com essa configuração. Ou então a pecinha chegou no limite.
    Abraço a quem foi.

  26. Ron says:

    Olha aí!
    Já tem um vídeo para a gente poder assistir. Tá melhorando.
    Foi boa a disputa com o KG.
    Que briga essa do Passat e do Fusca, hein? O que foi isso em 07:01?!
    Muito legal.

  27. Fabio Rogers says:

    Camarada Flávio,foi um prazer conhecer o Meianov de perto e você nos boxes hoje(apesar de eu ter ido com o meu Laika cor grená e não ter ganho o boné nem a camiseta kkk)cara nunca tinha ido a uma etapa da Classic e nossa achei muito legal,fiquei igual pinto no lixo la nos boxes no meio dos carros todo feliz..Cheguei atrasado por causa de obras na saída da cidade(Mogi das Cruzes)e peguei a corrida pela metade mas tava muito legal,realmente a F-3 ta osso,tinha umas 3 testemunhas na arquibancada assistindo e 10 carros no grid…o que acontece com essa categoria?A Classic foi Show,voltarei mais vezes e chegarei no horário.Depois te mando no seu E-mail fotos do meu Laika,vulgo “Czar”,irmão do Meianov!
    Aliás,tirei umas trocentas fotos do Meianov,o carro mais belo do Grid!
    Um abraço camarada e valeu pela simpatia!

    • Flavio Gomes says:

      E pinta as rodas do seu Laika de branco. Prata é muito feio.

    • Fabio Rogers says:

      Concordo com você Flávio,só o estepe é que esta branco,mas as outras rodas serão pintadas,pois eu não curto tambem elas prata como estão(cagada do ex-dono),vou aproveitar que ja tem uma descascando e pintar todas de branquinho original.Ai sim vai ficar show,legal é o povo me parando na rua e perguntando e elogiando o carro,isso não tem preço.

  28. D.Pierotti says:

    Calúnia. Meus advogados, liderados pelo brilhante Dr. Paulo Tohmé, irão tomar as devidas providências. 14 g, onde já se viu isso.

  29. Ricardo Barbosa says:

    Fui ver a corrida com meus sobrinhos, adoraram, pena que não conseguimos ver os carros de perto pois com a Marcas nos boxes o acesso foi “proibido” para mortais, mas ficamos no estacionamento do Brasileiro de Kart, na saída do S vendo a briga.

    Realmente o Lada e Kharmann-Guia ficaram varias voltas trocando de posição….Gostei tambem de ver o Maverick saindo de traseira no S….muito legal, na próxima vou de novo.

    Alias a foto acima é do carro que meus sobrinhos de 10 e 12 anos elegeram como o mais bonito : o número 3, Puma

  30. Romeu Nardini says:

    Infelizmente não pude ir a essa Etapa da Classic.
    Mas um grid de 26 carros já é uma boa noticia.
    Significa que continua aumentando o interesse pela categoria.
    A vitoria de um Puma “a vento” é outra ótima noticia.
    As outras noticias envolvem endocrinologia: O Meianov perdendo peso, pode melhorar os seus, tempos, ao contraio do Dionisio que, de corpinho novo 14g mais gordo, pode ter prejudicado o seu desempenho fotografico, com falta de “mobilidade e agilidade”.

  31. Douglas says:

    Ficou a bandeira amarela permanente no café?

    abraços e muito legal o vídeo da corrida

  32. Willian says:

    E ai Flávio, vocês da Classic Cup usaram a lindissima chicane que a CBA mandou fazer na Curva do Café? Abs!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *