ARÁBICAS (1)

SÃO PAULO (acaba logo) – Corrida que não vale nada em pista ruim é de doer. Ano passado, pelo menos, o GP de Abu Dhabi decidiu o título. Nesta temporada, não decide nada. Serve para testes. Como das asas treme-treme da Ferrari. E, semana que vem, para testar pilotos jovens por três dias. É o que restou aos novatos.

Hoje, a McLaren dominou. Ficou na frente no primeiro treino com Button e no segundo com Hamilton. Vettel e Alonso bateram, mas foi tudo de leve. Barrichello mal andou no primeiro treino e no segundo, com motor trocado (sem punição, está na cota), ficou lá atrás, como lá atrás ficou Bruno Senna. Grosjean andou na primeira sessão sem maiores problemas e com resultado aceitável. A briga pela vaga está mais do que aberta na Renault que vai ser Lotus em 2012.

Está meio fim de festa demais, esse restinho de campeonato. No mercado de pilotos, só resta saber, de interessante, quando Raikkonen será anunciado pela Williams, se Barrichello vai conseguir uma vaga em algum canto para completar 20 temporadas, quando Kubica vai dizer que ainda não dá. O resto é segundo escalão demais.

Comentários