MENU

sábado, 28 de abril de 2012 - 19:20Indy, IRL, ChampCar...

PROGRAMA DE INDY (4)

ÃIN-YEMBI – Fui lá ver os boxes. Ou garagens, na Indy. Já fiz algumas corridas da Indy, mas como sempre as coisas mudam muito com o passar dos anos. Cobri as 500 nos anos 90 e estive em Jacarepaguá quando o Rio construiu um oval. Em Indianápolis vi pela primeira vez de perto esse negócio de garagens. Elas ficam longe da pista, é uma outra configuração em relação à F-1. Os carros são levados aos pits pelo Gasoline Alley, que é um ótimo nome. No Rio, usavam os boxes antigos, também distantes do leito do oval. Aqui, usam o pavilhão de exposições onde fazem salão de automóvel, feira de sapato e reunião de nerds.

O pavilhão é enorme e ninguém pode reclamar de falta de espaço. O Anhembi é bem funcional para uma corrida. A área vira uma espécie de ponto de encontro, por onde todos passam, e tem ingresso que dá direito a visitar aquela balbúrdia divertida. Nada contra, absolutamente. É legal o contato do povo enfurecido com o carros e pilotos. A Indy sempre foi assim. Na F-1, neguinho veta qualquer um perto dos carros. Olhou muito para eles, mandam te tirar do paddock aos xutos e pontapés. Imagine um ambiente fresco de gente metida a besta. Multiplique por dez, é a F-1.

Mas tem seu charme. Ultimamente, desenvolvi uma tendência de ver algum charme em qualquer coisa. Pastel de feira, caldo de cana, calçada esburacada, prédio velho, janela quebrada, Del Rey dourado com escada no bagageiro e Crocs com meia.

Bem, infelizmente, quando fui às garagens, já não havia muita gente por lá. Como tem um hotel dentro do Anhembi e todos nele se hospedam, a turba que trabalha tratou de encerrar cedo o expediente e se mandou. Esse hotel, durante décadas, foi um esqueleto na Marginal. Achava, eu, que jamais seria concluída sua construção. Até que um dia passei lá e estava pronto. Dizem ser um bom hotel.

Saçariquei de um lado para o outro, vi os carros de perto e constatei que são de fato feios. As laterais e a proteção traseira fazem deles uns monstrengos desengonçados que levariam qualquer bom designer a cometer haraquiri. A Dallara poderia ter caprichado na estética. Já que são todos iguais, mesmo, era só dar um tapinha naquele calombo que desvia o ar dos pneus traseiros e redesenhar os parachoques.

Não encontrei fãs enlouquecidos. Na verdade, só duas meninas, e uma delas pediu para tirar uma foto comigo, me confundindo com alguém. Disse que achava o Will Power bonito, “apesar do nariz”, o Viso um gato, “apesar de parecer que levou uma martelada na cabeça”, o Newgarden lindo, “apesar de ter uma carinha de 15 anos”, o Pagenaud interessante, “apesar daquela cara de safado”, e a Simona de Silvestro fotogênica, “apesar de parecer um homem”. Scott Dixon mereceu uma análise mais crítica: “Parece uma lagartixa”.

Consegui uma foto do Will “Apesar do Nariz” Power, outra de Scott “Lagartixa” Dixon, e a outra é da moça que traçou o perfil de cada um, achando que eu era alguém famoso.

 

37 comentários

  1. Paulão disse:

    A garota deve ter te achado bonito. Tem gosto pra tudo, até pra usar crocs com meia.

  2. André disse:

    Essa japa é meio lesadinha, famosa nas redes sociais por se abrir toda ao ver um piloto. Aliás, tá cheio dessas malucas quando é Indy ou F1, nas portas dos hotéis.

  3. charles disse:

    Pensaram que você fosse o Rob Schneider.

  4. Fabio de Deus disse:

    Gomes, seu canalha! A Japinha é uma coisinha de louco, hein! Quem me dera ser confundido com alguem famoso pra me dar bem assim tb!

  5. Luiz G disse:

    Os carros são, oficialmente, horrorosos….Saudades dos carros dos anos 90…

  6. João Oliveira disse:

    essa japa é famosa já, desde 2004 ela fica tietando piloto no hotel que eles se hospedam antes do gp brasil e etc… basta o cara vestir um macacao que ela tá tietando

  7. Juliano C. disse:

    Luciano do Valle e esse diretor de TV, pelamor… que porcaria de transmissão, hein Bandeirantes?

  8. Marcos Rosa disse:

    Flávio, pelo amor de Deus, te dou meu carro se você der uma rasteira no Luciano do Valle antes dele subir na cabine de locução… e já grita chamando o Téo José pra ajudar, pois ele caiu e não vai poder narrar a corrida… MEU DEUS DO CÉU! O cara é muito ruiiiiiimmmmmmmmmm.

  9. Marcio disse:

    Acho a pista legal, mas o grande orgulho de ter a maior reta da indy, em uma pista de rua e com todas aquelas ondulações me dá medo. Tomara que pela primeira vez consigames ver uma corrida por que nos anos anteriores…

  10. fernando carvalho disse:

    Mal comparando: “….assim como os boxes da “classic ” atual ? ou como disseram , da F1 dos anos 70 meados do 80 ? Mas hoje, mesmo na F1 há equipes ( RED BULL , opsss, RBR )que ” entendem “(ou seria estratégia de MKT ? não importa ) ser importante falarem com o “público ” de forma “descolada ” …..
    Tudo a sua hora, concorda ?

  11. Dyego disse:

    Só sei que a Band precisa comer muito feijão com arroz pra poder transmitir qualquer coisa.. Transmissão ridícula!

  12. francisco disse:

    Oi Flavio tudo bem? Se tiver colega da midia que venha pra Munique para o jogo da final da Champions por favor passe o contato caso queiram um motorista particular para o periodo, ok?
    Abs, Chico (de Munique).

  13. Julio Diaz disse:

    PQP, esse FG é foda … Chegar de um casamento, meio (?) chapado ler um post e ficar gargalhando, tem que ser gênio. Flavio quando te encontrar vou querer fotos suas com meu filho, autógrafo e tudo. Vc já é celebridade(Daqui Há pouco vai parar no BBB) Abração e bom Domingo à todos !!!

  14. Aliandro Miranda disse:

    As garagens.

    Quando fui ano passado às 500 Milhas, deslumbrado com toda grandiosidade do Indianapolis Motor Speedway, fui parar no Gasoline Alley. O legal de tudo é que eu NÃO sabia que as garagens eram exatamente lá. Tira foto daqui, observa dali, e de repente vejo um carro da Newman-Haas sem a tampa do motor, e os mecânicos trabalhando. De garagem aberta e todo mundo vendo! E o melhor: sem problemas, isso pode! Praticamente tropecei na chave de fenda da equipe. Torcedor comum, sem credencial de nada.

  15. Leo disse:

    HHAAHAHA A Patty é foda!!!

  16. Segurança John disse:

    Entrou nas garagens igual faz na F1? Sem credencial e ferrando com os seguranças?

  17. Batista Lara disse:

    Que japinha linda!

  18. Sérgio Luiz disse:

    Flávio, durante este tempo que você tem o blog mais outras atividades no automobilismo que desenvolve, é claro que tem muitos fâs ou fans (sei lá, nossa língua é dose), jamais
    substime sua pessoa. Existem pessoas, meu caso, que nunca tiveram contato com você,
    mas vê o que você produz diariamente; pode ter certeza é muito mais produtivo que essa turma que se diz “very important people”. Continue sempre com essa clareza de posição.
    Seu fâ ou fan (Sergio 54 anos). Boa sorte amanhã na Indy, depois vamos aos comentários.

  19. Andre disse:

    Discordo, acho os carros da Indy bonitos e apesar de ser mais fa de F1 os corros deste ano sao feios demias, salvo Mclaren.

  20. Moacyr Lopes disse:

    E depois de um dia inteiro, só o crocs com meia para ,e fazer rir.

    O mundo sofre da falta desta irreverência.

    PS: Qual a cor do seu crocs?

    Um abraço.

  21. Fernando Monteiro disse:

    Olá Flavio. Eu gostaria de te perguntar uma coisa. Eu sempre andei pelos boxes da F1, mas isso era lá no final dos anos 70 e início dos 80 quando o circo vinha fazer testes aqui no Rio em Jacarepaguá. Ah! Eu adorava aquilo. Quando vi o Gilles de perto em seu carro vermelho fiquei emocionado. Quando dizia para os meus amigos que eu pulava o muro do autodromo, na época meu pai tinha um caminhão basculante, então era só levantar a caçamba e depois amarrar uma cordinha nela e descer pelo muro para o lado dentro e ir perambulando até os boxes, eles ( meus amigos) não acreditam, mas é verdade. Depois dos testes era só esperar pela prova de abertura da temporada, que era sempre aqui. Bom, cresci, a F1 cresceu tambem, ficou rica e eu não, e não tenho dinheiro nem sou jornalista para ter uma credencial. Tambem não tenho mais tempo, ânimo e dinheiro para ir à São Paulo ver uma corrida. Mas voltando a minha pergunta, se vc puder me responder agradeço muito: Nessa questão de padock, box, ver carros e os pilotos, a F Indy se parece bastante com a F1 dos anos 70 não se parece? Aqui de fora tenho essa impressão. Abraço

  22. Felipe Lima disse:

    brincadeiras a parte.. ela deve medir de altura 1,40 m pelo menos.. confere?

  23. José Morelli disse:

    Você tirou foto com a Patrícia Sayuri, minha amiga de Facebook. É impressionante, ela consegue tirar fotos com todos os pilotos, seja de F1, seja de Indy e vive publicando fotos do Will Power.

  24. Ricardo disse:

    “Programa de Indy” hahahahaha só notei esse título dos posts agora.

    A moça deve ter achado que você era o irmão mais velho do Barrichello.

  25. totiy disse:

    olhei bem a foto e percebi que os olhos da moça não abrem até o limite ,digamos igual ao dos ocidentais ,está explicadaa cofusão!

  26. totiy disse:

    se sentiu gatão e até o lado critico do seu texto ficou light,alias o que aconteceu com a indy lights?

  27. Carlos Pereira disse:

    Queria saber o perfil que ela traçou de você.. hehehe

  28. Eduardo Britto disse:

    Muito legal uma entrevista hoje na Jovem Pan com o Reginaldo Leme, no Anhembi. Me escapa o nome do repórter, mas vi que manjava de automobilismo. O papo não teve quase nada de Indy, mas muito de F1 e um bocadão da carreira do Reginaldo, do seu envolvimento com o rock (é irmão de um dos caras dos Mutantes). O cara falou dos tempos morando em Londres, dos shows de rock que ouvia pela janela de casa (morava ao lado de uma arena de shows), disse que fora os Beatles, “ó-concurs”, gostava do Pink Floyd , de Rolling Stones e de Yes (o que exultei, porque também sou fá dos progressivos). Respondeu a diversos “pingue-pongues” com o repórter, e meio que anunciou um livro de memórias. Que será bem legal de ler, o cara tem muita classe.

  29. Danilo Candido disse:

    Tudo é perdoável. Menos Crocs com meia…

  30. Fernando Melo disse:

    Xutos e Pontapé é Flávio? Curtes “Circo de Feras”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *