É SÓ QUERER

SÃO PAULO (gente sem noção) – A Polícia Rodoviária Federal fez uma operação em Cambuí (MG) no fim de semana que resultou na apreensão de 11 motos e na detenção dos cretinos que as dirigem. Eles fazem parte dessas dezenas de grupos que saem pelas estradas tirando racha e colocando a vida de todo mundo em risco.

Usaram câmeras, helicópteros e, sobretudo, tiveram vontade de cumprir sua obrigação.

É só querer.

Comentários

  • Tenho uma Honda XL 1000 varadero,
    Vai rapidinho a mais de 200km, mais nunca farei isso, Moto e pra me divertir curtir a natureza, sou da antiga tenho 38 anos que ando de moto, e GRAÇAS A DEUS nunca tive acidente pretendo andar mais uns 20 aninhos sem acedente.
    fico triste quando vejo esse jovens e velhos se achando pilotos de corrida em cima das suas motos.
    Sou do time dos rodas presas com muito orgulho e saúde. Rsrsss

  • Adoro dirigir e pilotar minha moto, mas estou pensando em desistir, comecei andando de
    bicicleta, com minha Caloi 10 pela São Paulo dos anos 80, comprei minha DT 180, tive XL /CB / Gol Ap 1.6 Hoje ando com um carro 1.8 e um Gol 92 CHT muito econômico por sinal. Mas ta dificil, é quase um desprazer o desrespeito a Lei e a falta de civilidade, motoristas de onibus e caminhão falando no celular, motoboys, algumas meninas de moto
    sem noção do perigo, motos superpotentes ( só exemplos, é claro que existem todos os tipos de malucos, não é generalização) Quando posso visito meus clientes de onibus, metro, trem e fico menos nervoso.

  • E olha o naipe dos comentários lá no G1…. meeeeeeeeeeeeeu Deus!

    “Pedágios, se preparem, depois dessa seremos obrigados a montar longas filas e cada motociclista pagar o seu, pois ao tentar facilitar a vida e fazer só um pagar a PF acredita ser racha………… Aos motoristas de carros………hahaha terão que aguardar muito, tira luva, abre a jaqueta, pega carteira, aguarda o troco (só pra nota de 100) e faz todo o processo de volta….10 minutos por moto, operação tartaruga. Motociclistas, vamos encher a estrada com esta operação nas próximas semanas e acabar com os feriados de natal e ano novo de muita gente. Parabéns para as filas.”

  • Sinceramente, não entendo esse pessoal que tá defendendo esses caras andando a duzentos e tralalá nas rodovias. Cruzo com esses imbecis direto na Bandeirantes. Juro que não acredito que leio coisas como “vai prender bandido ao invés de ir atrás desses caras”. Tá tendo uma inversão de valores incrível no Brasil. Quer cobrar mais ação da PRF que cobre, mas criticar essa ação porque tem bandido nas ruas é um absurdo. Não descumpriram a lei? Então são foras da lei. Se são foras da lei, são bandidos. Se são bandidos, cadeia. Simples assim.

  • O susto que gente “normal”, com “família no veículo”, leva ao ser ultrapassada por uma motoca dessas a 150 kmh, pode bem causar um acidente. Parabéns Polícia Rodoviária! Lembraram os melhores momentos do vigilante Carlos!

  • Para os que defendem babacas que fazem merda no trânsito, recomendo que ponham a família no carro e cruzem o caminho desse francês. Depois, venham aqui postar que o cara “tava só se divertindo”.

    1) http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/06/20/interna_gerais,301202/prescricao-por-lentidao-do-judiciario-garante-impunidade-a-frances.shtml

    2) http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/06/20/interna_gerais,301199/frances-que-provocou-acidente-na-savassi-se-livra-de-acusacoes.shtml

    • Amigo, ñ sei se vc se referiu a minha pessoa, mas bom… eu ñ defendo, só acho q ñ se pode crucificar todos. Estou tentando explicar o q rola por trás dessas blitz, e ñ tem critério algum, mas enfim, deixa pra lá q pelo visto é difícil de aceitar e entender.

  • Motorista ou motociclista é educado quanto tira sua primeira habilitação, pois leis de trânsito são regras para serem cumpridas. Ou você está dentro ou está fora e ponto, depois disso só adestramento com multas de doer nos ossos….. Que vão duplicando triplicando e por ai vai, o esperto é que decide até onde o bolso aguenta….. Obviamente começando em míseros R$1000,00 a bandeirada…… outra coisa poderia ser acrescido os itens: Nível intelectual e valor do bem utilizado na irregularidade para enquadrar o infrator. Ando dentro da regra e gasto sempre a metade do combustível que qualquer um gastaria para fazer o mesmo trajeto. Quem quiser é só experimentar, meu bolso aprovou esta conduta. Nada que está atrasado chegará no horário e nada se pode fazer sobre isso, a não acordar mais cedo e seguir as regras. É isso.

  • Na boa, isso aí ñ serve pra nada, é perda de tempo, ao invés de irem atrás de armas e drogas nas estradas, preferem fazer o mais fácil q é montar blitz pra pegar grupos de motos esportivas. A solução seria não vender mais esse tipo de moto, porque realmente não foram feitas para andar a 110km/h, é até desconfortável. Ou então que fosse obrigatório ter uma “superlicença” para comprar moto desse tipo, fazer um curso de pilotagem, ou restringir o uso a autódromos, o q acaba sendo caro pelo valor da inscrição, e pelo gasto excessivo dos componentes da moto, e nem todo mundo está disposto a isso.

    Não concordo com os exageros q alguns grupos cometem, gente que anda acima de seus limites e acaba fazendo merda, se acidentando e colocando a vida dos outros em risco, e isso vale pra moto ou carro. Mas a grande maioria é trabalhador, muitos pais de família, empresários e gente bem sucedida q pode ter essas motos e curte sair com os amigos, e não bandidos como são tachados aqui e pela reportagem.

    É uma alegação mais sem sentido do q outra, e eu posso falar isso pois já caí em uma operação armada dessas quando tinha esse tipo de moto e estava passeando com outros dois amigos, nada foi provado contra nós, o instituto de perícia deu o parecer alegando q ñ havia disputa de racha, mas a PRF queria porque queria mostrar serviço e ficamos sem habilitação por 3 meses, um abuso de poder absurdo.

    Os grupos não saem para disputar racha coisa nenhuma, o intuito é passeio mesmo, curtir com os amigos, curtir as motos, falar de motos e de gostos em comum, bater papo, assim como fazem os grupos de Harley, Big Trail, Lambretas, e todos os outros. E grupo de moto anda junto por uma questão de segurança, qualquer cara de motoclube sabe disso, não tem esse negócio de disputar posição, só q por serem motos esportivas e os caras estarem de macacão, pronto, estavam batendo pega!! Se fosse na saída de pedágio um monte de moto custom com os motociclistas de coletinho de caveira, estariam saindo junto da mesma forma, só q aí ñ seria pega??!! Por que? Tem muita dono de custom q vai pra estrada “raspar a pedaleira” e andar a 150, 160… isso pode??! Baita hipocrisia, isso sim.

    Essas blitz não tem critério algum, qualquer cidadão pagador de imposto q esteja de moto esportiva em grupo (a partir de dois já tá valendo) é o q eles querem para caracterizar racha. Esses aí foram bois de piranha, como eu já fui. E vem um monte de gente xingando os caras, chamando de playboy e o escambau sem saber de nada, caindo nessa encenação de poder patética da polícia, que é fortalecida por telejornais toscos como esse do vídeo.

    Enfim, isso ñ vai mudar nada, é só dor de cabeça pros caras. E antes q venham me crucificar, eu nem mais moto tenho, só q acho um absurdo um monte de gente falar sem saber o q tem por trás, sem conhecer os envolvidos. Aliás, ninguém aqui, com qualquer carro q seja, mesmo 1.0, não anda a essa velocidade máxima permitida em estrada, não tem como mesmo, até parece q só tem santo… mas vida q segue.

      • Oi Flávio,
        É o q estou tentando explicar, ñ é porque o cara anda de moto esportiva em grupo q é bandido, a grande maioria ñ tem esse intuito de pega, isso é o argumento da polícia para poder apreender as carteiras e as motos, pois se for apenas excesso de velocidade (q é a realidade) dá apenas multa. O vídeo q mostra eles saindo do pedágio ñ quer dizer nada, poderia ser um grupo de custom q sairiam da mesma forma, juntos. E passar em alta velocidade pelos carros é o q falei, excesso de velocidade, e ñ pega.

        Esse seu pensamento é meio radical, mas ok, eu respeito, só acho q crucificar uma categoria é errado. É o mesmo q chamar qualquer um q anda de carro na estrada acima do limite (q é baixo) de bandido também, e todos vez ou outra (mais vezes do q outras) passam do limite (120, 130 já passou), é comum, e nem por isso são tratados como bandidos e tem armas apontadas para si como o q acontece com os donos de motos esportivas, q já ñ basta terem q passar por isso quando são assaltados na cidade.

        Mas opinião cada um tem a sua, só acho importante ter esse debate para q todos conheçam a real história por trás dessas notícias.

        Abraço.

      • Felipe, não se faça de bobo. É um escândalo o que acontece nas estradas com esses motoqueiros. Procura lá no YouTube. São centenas, milhares de vídeos de motoqueiros a 300 km/h nas rodovias, se achando o máximo. Que sejam todos presos.

      • Felipe, quando vejo depoimento, opinião como a sua, me dá um arrepio, perco a esperança no ser humano, nas pessoas de bem vencendo os obstáculos. Que decepção, remamos pra nada, batalhamos pra nada. Rachas de filhinhos de papai em motos que ultrapassam os 200 km/h, verdadeiras armas, pra curtir, pra vc isso sendo normal. Se liga, volte pra sua escola, faça novamente seu primário, se reeduque, perceba novamente os valores da vida. E viva a democracia, tudo é válido, até um comentário ridículo como o seu, decepcionante.

      • Marco Gavioli, ridículo é vc vir aqui desmerecer o meu comentário sem entender nada do q está falando. Perder a esperança na humanidade é ter q aturar gente babaca e prepotente como vc, q se acha dono da verdade. Vc ñ tem a mínima noção do q está falando, e pelo q se percebe tem sérias dificuldades de interpretação de texto, ou preguiça de ler, pois se tivesse lido tudo q eu escrevi ñ teria falado tanta asneira. Por acaso vc leu a parte onde eu disse q ñ se disputa racha?? Q é tudo invenção da PRF pra apreender as motos?? Vc leu a parte q eu disse q ñ concordo com quem anda voando?? Ñ leu?? Então volte e leia por favor.

        E ñ me venha com essa de filhinho de papai q isso é comentário de recalcado. Saiba q são muitos empresários com mais de 45, 50 anos, pais de família.

        Isso aqui é um blog aberto, o q dá direito a ter todo tipo de opinião, e se o dono do blog permitiu meu comentário, quem é vc pra vir aqui ridicularizar??!! Vai procurar sua turma e só dirija a palavra a mim quando tiver conhecimento do q está falando.
        Sem mais.

      • Boa Tarde, tenho moto, de menor cilindrada ( 400 cc), mas meu sonho é uma 650 cc, o que para min e minha já é o suficiente para passear e viajar com respeito ao trânsito, e, principalmente apreciar a natureza, que é esse o intuito de todo motociclista. Costumo viajar sozinho justamente, pelo fator de que meu limite de velocidade é o que diz a placa da rodovia, se é limite 110/h, então ando a 110, se precisar fazer uma ultrapassagem, tudo bem acelero um pouco mais. Sendo assim, eu sei que, se vou viajar 500 km, vou levar em torno de 6 horas com paradas, não havendo necessidade de por a vida de ninguém em risco. É este o espírito do motociclista, viajar sem destino, mas respeitando os limites de velocidade e apreciando a paisagem. Até por que fica difícil você apreciar uma paisagem andando a mais de 150 km/h.
        Resumindo, podem não estar fazendo racha, mas que estão desrespeitando as leis de transito, isso estão, e muito, como vi alguns comentários, quando vocês está de carro, uma moto passa por você a mais de 150 km/h, assusta mesmo.

      • Pois é Flávio, esses loucos q andam a 300 por hora tem q ser punidos mesmo pois são verdadeiras armas humanas, e eles queimam todos os outros ñ q fazem isso. Esses q agem dessa forma colocam em risco até mesmo os outros motociclistas com atitudes como fechadas e cortadas por dentro no meio da curva em alta velocidade, ñ respeitam ninguém. Digo isso pois na época q tinha moto levei susto algumas vezes com esse tipo de maluco, e eu tinha moto igual a deles. Acho justo a punição, só ñ acho justo todos pagarem pelos erros. A PRF ñ quer nem saber, tá de moto esportiva em grupo, então tá batendo pega, apreende tudo. Por conta disso fiquei 3 meses sem habilitação, sem a moto e tive q passar 4 meses fazendo serviço comunitário, e tudo mesmo com a prova da perícia q ñ estávamos batendo pega. Quando fomos parados na blitz, ficou claro q eles só pegariam quem estava em grupo, motos esportivas q passavam sozinhas ñ foram apreendidas, o cara podia ter vindo voando, mas eles ñ queriam pois ñ daria para caracterizar o racha. Por isso acho q eles precisam rever a forma de atuação. Mas ok, agradeço sua atenção e educação em me responder. Abraço.

    • No fundo vcs são todos gays enrustidos, que gostam de por suas jaquetinhas e calças de couro coladas no tóba, empinar o butico e sair a 300 km/h pelas estradas!

      Sempre que vejo uma turminha destas de super-motos, lembro-me deste clássico episódio de south park.

      “http://www.southparkstudios.com/full-episodes/s13e12-the-f-word”

      No fundo, no fundo, o que vcs querem mesmo é dar a bunda!

      FAGS!!!

      • Esses babacas são os famosos machões de cozinha, se colocar esses caras num autódromo eles vão afinar legal. Na verdade é puro exibicionismo do tipo “vamos impressionar o pessoal e mostrar que nós somos fudidões”, coisa de gay enrustido mesmo.

      • Amigo, volte e leia o q vc escreveu… por favor… ñ é possível q em pleno 2012 tem gente tão ignorante assim, prefiro pensar q isso é recalque seu por ñ poder ter uma moto dessas, ou por curtir moto custom, ou por ser um pobre coitado sem hobby ou alegria na vida… mas sei q pra escrever isso ñ pode ser 100% da cabeça, isso com certeza…

      • O meu é que as leis existem para regular as relações humanas e devem valer para todos. Que andar de moto em uma via pública a 200 km/h não tem como ter defesa.

      • Eu infeliz??!! Pelo visto vc é mais um q ñ sabe ler direito ou interpretar texto. Eu ñ entendo a dificuldade de gente como vc aceitar a opinião dos outros. Por acaso nesse post só pode comentar quem é contra moto esportiva? Não lembro de ter visto essa observação. Recolha sua arrogância e insignificância para si e vá cuidar de assuntos em q vc tenha o mínimo de conhecimento.

    • Felipe, acho que a coisa é mais simples um pouco. Existe um limite de velocidade, feito para aumentar a segurança. Não precisa ser matemático para saber que o aumento da probabilidade de um acidente e de sua gravidade está diretamente relacionado ao aumento da velocidade.

      A polícia está cumprindo a lei, só isso. Claro que existem carros e caminhões desrespeitando a mesma lei, aos montes. Se forem pegos, serão enquadrados da mesma forma. Existem blitz para isso também, só que é tão corriqueiro que não aparece em jornal. Corriqueiro mas insuficiente, eu sei, deveria haver muito mais. Eu particularmente sou a favor de entupirem as estradas de radares e câmeras que possam fiscalizar e punir os infratores.

      Se sua indignação é de ser acusado de “racha”, não se ofenda, mas reunir-se em grupos exclusivamente para “passear” em velocidades muito (mas muito mesmo!) acima dos limites estabelecidos, parece mesmo um racha. Se não for (desconheço a classificação oficial para o que é um racha), é no mínimo uma associação para cometer uma transgressão. E ela tem sido rotineira, na cara da polícia, é só pode motivar ações destas.

      Se uma pessoa gosta de motociclismo esportivo, que vá praticá-lo em pistas. Deve ser uma delícia queimar borracha de moto em Interlagos. Se isso fica caro, ora, não pratique. Eu pratico ciclismo, cabe no meu bolso. Adoraria praticar automobilismo, mas a conta vai ficar alta, então contento-me em assistir.

      • Paulo, é gente como vc q faz os debates valerem a pena, q tem argumentos e uma forma educada e clara de expor o q pensa. Antes de mais nada agradeço pela forma respeitosa como escreveu.

        Bom, racha, ou pega, é disputar uma corrida ilegalmente, é forçar ultrapassagem, disputar posição, para ver quem chega primeiro a algum ponto. Não estou dizendo q ñ ocorre pois ñ conheço todo mundo q anda nesse tipo de moto, mas conheço muita gente, q ñ tem esse intuito de corrida. O intuito é se reunir com os amigos, passear pela estrada, bater papo, falar de gostos em comum e voltar pra casa bem, em segurança, pra suas respectivas famílias.

        Acontece q grupo de moto em estrada anda junto, é a forma de ter segurança para o caso de algum acidente ou assalto, pois os bandidos preferem assaltar quem está sozinho do q quem está em grupo. Isso funciona assim com moto esportiva, moto custom, big trail, ou scooter. Só q moto esportiva anda mais rápido, é natural delas, é difícil andar a 110, é desconfortável mesmo, elas ñ foram feitas pra isso. Sem contar q vc se torna uma “presa” fácil para bandido já q a polícia ñ faz a parte dela nesse caso… e por isso eu acho q o jeito seria proibir de vender mesmo, limitar a potência, limitar o uso a autódromo, sei lá, mas pedir pra andar a 110 ñ vai funcionar. E ñ funciona nem com carro, qualquer um aqui em estrada anda a 120, 130 tranquilamente, é corriqueiro como vc disse, e ninguém faz nada contra isso.

        Acho perigoso e ñ concordo também com as maluquices q alguns caras fazem com essas motos, mas minha indignação é com a forma como quem ñ entende se refere aos donos dessas motos, e também a forma de agir da polícia, q pra mostrar serviço pega qualquer um q esteja em grupo nessas motos, como expliquei em outro ponto acima. Enquanto isso estão roubando mais moto esportiva do q nunca em SP, com muitos registros de mortes a inocentes, e a polícia sabe os locais, mas ñ fazem nada contra os verdadeiros bandidos porque é mais fácil parar trabalhador na estrada e confiscar o seu bem, do q ir atrás dos desmanches e lojas por conta do q ganham em troca da proteção. Cadê o cumprimento da lei nesses casos?

        Esse argumento de só usar essas motos em autódromo é pertinente, é o habitat natural delas mesmo, mas ñ tem como ser assim. Primeiro q quase ñ tem autódromo nesse país, quem mora em cidades sem pista faz como? O cara compra a moto e quer andar em algum lugar, e querendo ou ñ a estrada acaba sendo o lugar “mais indicado”. E como disse, participar de bike day ñ é para qualquer um, muitos q tem moto assim (pode ser uma mais antiga por exemplo) ñ tem grana pra gastar com pneus, freios, inscrições abusivas, etc. É uma prática q gasta demais componentes da moto, e o risco de cair é maior, por incrível q pareça, já q as curvas são muito fechadas, e aí SE tiver seguro, ñ cobre acidente em pista… É muito complicado esse assunto. Mas sinceramente acho q tem coisa muito mais importante pra polícia e as autoridades cuidarem.

        Enfim, mais uma vez agradeço a forma educada como expôs sua opinião.

        Abraço!

  • Aqui no Brasil, temos a visão distorcida de que lei é só pra quem mata com arma e rouba. “Nós somos trabalhadores, pais de família”. Grande merda. Quase sempre, quem mata no trânsito é trabalhador, biscateiro, estudante, pai de família, mãe de família, ricardão, ama de leite, mordomo, entregador de gás, Bruxa do 71… E daí? A lei não vale pra esses?

    • O problema do Brasil é a complacência com tudo que é errado.

      – Em qualquer lugar no mundo onde exista vergonha na cara, o sujeito que bebe, dirige e mata é um assassino e responde na justiça como tal. No Brasil ele responde por homicídio culposo, é só uma vítima das circunstâncias.
      – Em qualquer lugar no mundo onde exista vergonha na cara, o sujeito que participa de rachas passa alguns anos na cadeia por colocar a vida dos outros em risco. No Brasil, quando muito, perde a carteira.
      – Em qualquer lugar no mundo onde exista vergonha na cara, o sujeito que dirige sem habilitação é preso e paga fiança pesada. No Brasil não acontece nada.
      – Em qualquer lugar no mundo onde exista vergonha na cara, o sujeito que dirige veículo com documentação atrasada é preso. No Brasil não acontece nada.

      Viva a República das Bananas onde todo mundo é malandrão e o “direito” individual impera sobre o coletivo.

  • Parabéns a PRF! E não foi a primeira nesta área. Tempos atrás fizeram uma semelhante em Pouso Alegre, que é cidade vizinha. Fecharam a pista e detiveram um grupo de Três Corações que costumava se “divertir” neste mesmo trecho.

  • Parabéns à PRF…Ontém eu estava indo de manhã para o Vale de Paraíba, e tinha um monte de grupos de moto barbarizando na Carvalho Pinto….comentei exatamente isso com a minha mulher….”basta a Polciia ficar com uma carreta na estrada, pega o engraçadinho, multa, apreende a moto e manda ele voltar a pé pra casa…….todo santo Domingo é a mesma merda…basta um pouco de vontade que em um mês acaba esta palhaçada”

  • Sem querer sacanear, mas pra quem passa correndo só lendo os títulos dos posts ficou meio esquisito vc anunciar a morte do cara em acidente de moto e depois mandar uma apreenção de motoqueiros que fazem merda. Só pra constar.

  • Bom, vi essa operação ontem ao passar por um pedágio na Fernão Dias.

    Estava com minha família no carro, e em determinado momento tive que ir para o acostamento em uma curva a direita, para que um deles não virasse estatística no meu carro. E olha que mesmo assim, o cara passou muito perto.

    Uma dica para quem for passar pela Fernão Dias aos domingos, é ficar sempre de olho nos espelhos e sinalizar qualquer manobra, pois os caras chegam bem rápido.

    E Flávio, não é só as motos não, tem muito babaca de carro provocando os outros. O zé mané fica a 90km/h e quando você pede passagem, na esquerda, o cara coloca a mão para fora e fica sinalizando para ir atrás. Um completo imbecil.

  • Olha o naipe dos comentários no G1:

    “A PRF ta de brincadeira as motos são 1000cc não tem como andar a 120 km/h, todos ai são pais de familias, trabalhadores que querem curti seu lazer ao final de semana com seus amigos.”

  • Em outubro estive em Volta Redonda, para participar de uma corrida de kart, de um campeonato do qual faço parte. Lá, no kartódromo de Volta Redonda, estão sendo oferecidas aulas de pilotagem. Tanto na ida, quanto na volta para o Rio de Janeiro, na Dutra, grupos como esse que foram parados, passaram por mim. Todos, apostando corrida. Nenhum cara compra uma moto dessas para andar devagar.

  • Excelente. Querem correr vão para um track day, caramba! Tem segurança, não é ilegal e pode acelerar á vontade.
    Agora, o que me trinca os ovos é esse padrão globo de jornalismo. Reparem na apresentadora: faz caretas, gestos, etc., como se estivesse muito preocupada com a notícia. Falta serenidade para esse povo.
    Abs.

  • Vamos à analise dos cidadãos:

    Primeiro troux…. quer dizer motociclista a falar: “Quero ver como vou embora daqui. Eu vim aqui só para me divertir”

    Segundo troux…. quer dizer motociclista a falar: “Aqui todos são pais de família e ninguém tira racha..”

    Pois é, FG, por ai dá para ver o nível intelectual e a arrogância destas destas pessoas. E ainda querem estar certos. Pai de família não anda a 250 km/h, empinando moto

    Parabéns à PF e ao Blog, que tem sua parcela de sucesso, pelas tantas denúncias que fez e que continue fazendo. Aliás, a BR 050 entre Uberaba e Uberlândia e a Anhanguera entre Ribeirão Preto e Uberaba estão precisando de uma operação desta.

    PS: Bando de babaca começando o ataque em 5,4,3,….

    • Vi o vídeo de novo e presumo que o motociclista que diz que é pai de família e pode andar a 250 km/h imputa esta condição como defesa.

      Quer dizer que ser pai de família virou habeas corpus?

      Saddam Hussein, Kadafi e Bin Laden também eram pais de família.

  • É sempre assim: quando o FDP é pego, deixa de ser FDP e se diz “pai de família”, que está só se “divertindo”…

    Quando mata um VERDADEIRO pai de família, alguém que produz coisas boas para outras pessoas, esse tipo de animal costuma dar a desculpa da “fatalidade”… Ah, meu Deus, foi apenas uma fatalidade.

    Se as polícias de todo o país realmente quiserem TRABALHAR e criar mais exemplos, dificilmente veremos este tipo de realidade acontecer com frequência.

  • Legal reconhecer e aplaudir quando há um trabalho sério como este.

    Até porque a PRF parece em extinção. Pelo menos aqui no Sul. Apesar de estarem construindo um QG faraônico aqui em Curitiba, sumiram das estradas do PR e SC já faz algum tempo. Fiscalização zero na BR376/101, por exemplo.