MENU

Monday, 25 de March de 2013 - 13:22F-1

VÍCIO

SÃO PAULO (toma, negão) – Ross Brawn é diretor-técnico da Mercedes. Estrategista dos bons, cansou de ganhar corrida na Ferrari com táticas mirabolantes para Schumacher. De ótima reputação no meio, ganhou mais pontos ainda com sua incrível equipe de um ano só em 2009. Mas não teve cacife para bancar o time, claro, e hoje é empregado da Mercedes.

Em 2001 e 2002 foi agente ativo das papagaiadas da Ferrari na Áustria nos conhecidíssimos episódios envolvendo Schumacher e Barrichello. Ontem fez coisa parecida com Rosberg, que bovinamente aceitou e disse que se fosse com ele, tem “certeza que a equipe faria o mesmo”.

Só que Ross tem chefes, hoje: Niki Lauda e Toto Wolff. Ambos ficaram bastante contrariados com sua decisão de impedir Rosberguinho de passar Hamilton.

Ross talvez tenha de deixar de lado o vício de querer mandar em tudo de um jeito que, esportivamente, não agrada ninguém. Entre outras coisas porque em todas as ocasiões em que deu ordens explícitas para seus pilotos, ficou claro que elas eram desnecessárias e estapafúrdias.

Vai ser chamado às falas. Com toda razão.

65 comentários

  1. Nelson says:

    Se pensarmos bem, a F1 já acabou a muito tempo. Primeiro foi o DRS que faz com que os piores possam passar os melhores, usando as retas e não a coragem ou perícia. As equipes gastam no conjunto, bilhões de dolares para fazer um campeonato e ficam nas maõs dos engenheiros do MAU da Pirelli para fazerem os piores pneus possiveis e assim fazerem as corridas as mais imprevisiveis. Tudo isto para manterem a atenção dos telespectadores mundo afora. Quem gosta mesmo assiste, mas ficamos fazendo papel de bobos. Na Findy, ficam economizando combustivel, na F1 pneus. MAS QUE MERDA, é pra correr ou manerar?

  2. Nelson says:

    Pela primeira Vez não concordo com o Flavio. O hamilton fez treinos melhores, apertou as RBRs a corrida toda, e claro que com isso estava com o carro mais desgastado. Por quê entregar a posição de bandeja para o companheiro de mão beijada?
    Outro ponto : na outra corrida Rosberg abandonou, portanto tinha zero ponto, ao contrario de Hamilton. Vale lembrar que numa equipe como a Mercedes 2 ou 3 pontinhos podem fazer aquela diferença no final. Não podemos nos esquecer de um pequeno detalhe: Qual é o salario anual do Rosberg e o do Hamilton? Terá alguma razão para isto?

  3. Mauricio says:

    Não se pode esquecer que a Mercedes é uma empresa alemã e Rosberg é um piloto alemão.
    Imaginem a imagem da empresa frente a seu principal público consumidor – o alemão.
    Baita cagada do Brawn. Pensou na equipe e não pensou na marca.

  4. Hermann says:

    Acho que Lauda se esqueceu que ele venceu o GP dos EUA em 1975 porque foi extremamente ajudado pelo Regazzoni, que segurou explicitamente Emerson Fittipaldi, e acabou sendo desclassificado por conduta anti esportiva e perigosa. Mas infelizmente sempre houve jogo de equipe ao longo desses 60 anos de F-1…e de forma bem clara, primeiro piloto e segundo piloto. Uns exemplos, começando com Stewart e Cevert, 71 e 73, Fittipaldi e Hulme 74, Lauda e Regazzoni 75, Hunt e Mass 76, Andretti e Peterson em 78 (esse de forma humilhante, pois Peterson era muito melhor que o Andretti), Scheckter e Villeneuve em 79, Senna e Berger 90 e 91, schumacher e irvine 96,97,98,99, schumacher e barrichello 2000, 01,02,03,04,05, Hamilton e Kovalainen 2008, Button e Barrichello 2009 …. e Vettel e Webber 2010, 2011, 2012 e também pelo jeito, 2013.

    • samucon says:

      disse tudo… 1º e 2º sempre existiram na F1 de forma mais ou menos explícita… Diferente da nossa Pachecada que fica totalmente histérica o Rosberg foi frio e inteligente o suficiente para engolir esse sapo e numa situação, se houver, que lhe seja favorável, como ele mesmo disse “eu não vou me esquecer disso” cobrar. Deixou Trucado moralmente tanto o chefe como o companheiro de Equipe…. Bem melhor do que a choradeira Massa e Barrichello que a gente já conhece. Engraçado que na transmissão o Razia, o Lito e narrador que eu não me lembro o nome, Esbravejando contra o Rosberg, chamando-o de covarde. Queria ver se fosse com o Alonso atrás e o Massa na frente, se eles criticariam a Ferrari. Muito pelo contrário, bateriam palmas… pachecada do inferno….

    • Bellissimo says:

      De fato, no exemplo que você deu, excluindo os 2 brasileiros, Massa e Barrichello, o piloto que ocupava o vaga de segundo piloto, não negava a condição de escudeiro (como foi chamado o Berger). Webber é o segundo do Vettel isso é mais que evidente,,,a Red Bull que faz um teatro e diz que não..

  5. ignacio says:

    Eu queria ver ele dar esta ordem pro Lauda….

  6. Brasileiro José says:

    Flavião,
    PERGUNTA:
    NÃO SERIA INTERESSANTE TER SOMENTE UM CARRO POR EQUIPE NO GRID?
    ISSO EVITARIA QUE ESSE TIPO DE PROBLEMA ACONTECESSE?
    O QUE ACHAS?

  7. Fernando - Foz says:

    O Rosberg deu uma “surra” no Schumacher e em nenhum momento foi feito jogo de equipe entre os dois. Rosberg é um bom piloto, claro que Hamilton é melhor. Mas o que aconteceu sem Sepang foi uma total falta de respeito que está na empresa há 03 anos produzindo mais que o companheiro, venceu uma corrida inclusive. E agora acontece isso. Claro que Hamilton não daria passagem, ele neste caso não tem culpa alguma. Quem tem culpa é o chefe e quem tem parte da culpa também é o Rosberg. Piloto alemão numa equipe alemã. Se tivesse ido pra cima e ultrapassado hoje seria herói e não cordeirinho.

  8. Carlos Oliveira says:

    Mercedes é uma marca mundial, que buscou a F-1 para divulgar uma imagem esportivamente positiva. E o Brawnbaca acha que, na segunda corrida, já tem que favorecer seu queridinho.

  9. Se tornou necessario que a FIA faça alguma coisa, de verdade. Colocar em palavras oq é jogo de equipe e oq é manipulaçao de resultados. Se houver algo descrito no livro de regras, acaba o mimimi.

    O problema é que o presidente da FIA é Jean Todt, o criador do monstrinho. Nisso, mvamos ficar na vontade.

  10. Wallace says:

    Penso que depois dessa, o cangurú deveria dar umas três bandas no tiãozinho e falar….. Foi mal cumpanhero…… Foi sem intenção.

  11. Rob Pedrera says:

    Esses caras estão transformando as corridas de F1 em corridas de videogame.

    Se o negócio encrespa eles tratam de por no modo fácil. Po, deixem os caras correrem.

  12. Ricardo Bigliazzi says:

    O Ross Brawn ainda acaba perdendo o emprego…

    Fez cagada em Singapura.

    Imperador

  13. Fabio says:

    Mercedes não é Ferrari…

    • Fernando - Foz says:

      Tem razão. Uma é vermelha e a outra é prateada. Fora isso o Modus Operandi é exatamente o mesmo.

      • LUZ PRATA says:

        ai Fernando…a Mercedes Benz…e ouuuuuutra Parada…o que aconteceu neste gp e permitido pelo regulamento…a Mercedes Nunca deixaria acontecer nas suas Lendarias Flechas de Prata …nem 10% da Sujeira Tradicional do Cretino Team 147…ex : deixar seu n2 que largava na pole em cima do cavalete…colocar pouca gasolina no carro do n2 que liderava o gp Brasil Propositalmente…Pneus descalibrados…fingir problemas na troca de pneus para segurar seu n2…etc…etc…cara poderia facilmente enumerar umas 1000 Absurdas Piranhagens 147… para vc refrescar sua curta memoria…agora…a Lisura e Honestidade com seus privilegiados Clientes e Torcedores …e ponto Chave de Honra da Estrela de 3 Pontas…quando puder compre uma MB e vera como sao tratados de forma Totalmente VIP em TUDO seus Importantissimos Clientes…valeu.

  14. Macario says:

    Eu acho que incidente da Red Bull não foi totalmente esclarecido. Se o Webber tinha mudado o mapeamento do motor, como conseguiu vender tão caro a ultrapassagem? Creio que o Vettel, que é mais piloto, teria passado com facilidade e não foi o que aconteceu. Na Mercedes, por exemplo, parecia que se o Rosberg fosse realmente para cima teria passado o Hamilton fácil fácil. Eu acho que Red Bull mandou que as posições fossem mantidas, mas tenho dúvidas sobre o mapeamento dos motores. Pelo que se viu, se o Webber estivesse com o mapeamento normal o Vettel não passaria de jeito nenhum, o que é estranho dada a disparidade de talento.

    • OBSERVADOR says:

      VOCE SÓ CRE QUE O VETTEL É MAIS PILOTO ???? ENTÃO O TRICAMPEÃO DO MUNDO É O WEBER ??? VOCE É TOTALMENTE SEM NOÇÃO…

    • Gabriel says:

      Faz sentido e também acho isso.
      Se a diferença ficou tão grande após o tal mapeamento, Vettel iria passar fácil,fácil.
      E se Webber fosse tão competitivo qto Vettel, teria mudado também e passado.
      Além do mais Webber sempre ficou lá atrás (mesmo largando junto na 1ª fila)
      Tá bravo e chorando de alegre, ou talvez como imagino seja só cena pros torcedores.

  15. Fininho says:

    Eh, Rosberg mostrou q tbm é um bunda mole!!

  16. Wolfpack says:

    Já tina falado que o Ross Brawn seria chamado, iria levar uma tremenda de uma coça, pois Mercedes não é Ferrari, porque Mecedes tem um Mercedes Way, um código de conduta na companhia que não combina com sua atitude no domingo e pior fez isso contra um piloto alemão, vai levar uma advertência daquelas e se aceitr o golpe, pede pra sair.

  17. Yorran says:

    Gostaria de levantar uma outra questão que não vi ninguém comentando…

    Quando o Ross mandou o Rosberg ficar atrás do Hamilton a “Tchurma” de comentarista da globo achou CERTO a decisão do Ross, alegando que o Hamilton estava em 5º no mundial e o Rosberg em 7º. E ai veio outra pérola de Reginaldo Leme…”..até por que o Hamilton é muito mais piloto que o Rosberg” kkkkkkkkkk….quando foi entre Massa e Alonso no meio da temporada eles reclamaram feito condenados, agora em time que não tem Brasileiros a “verdadeira” opinião apareceu….sinceramente eu queria ter outra possibilidade de assistir as corridas…..e o Burti que foi ex-piloto e fica o tempo todo chutando as coisas….”ahhh se ele parou só pode ser por que o pneu furou”….ele não tem acesso a telemetria da corrida com todas as parciais setor a setor? Ele não pode olhar e comparar as voltas para emitir uma opinião?

    • Ao Yorran says:

      Yorran, na falta de Galvão na corrida, Reginaldo Leme faz o serviço!

      No momento que Leme achou certo a decisão de Ross Brawn, alegando que o Hamilton estava em 5º no mundial e o Rosberg em 7º, “até por que o Hamilton é muito mais piloto que o Rosberg”. Logo lembrei dos tempos de Schumacher e Rubinho na Ferrari! Ao apoiar Ross Brawn na Mercedes, Leme simplesmente ABSOLVEU Schumacher de TODAS AS MERDAS que a Ferrari fez. E todos sabem, a ordem naquele GP da AUT-02 veio de cima, do alto escalão Montezemollo-Brawn-Todt. Quando Rubinho perguntou se Schumacher sabia da ordem, o mesmo TOMOU nos ouvidos:

      “Não cabe a Schumacher decidir nada”, quem disparou foi justamente Todt!

      E ainda Barrichello-paz-e-amor afirmou que voltaria pra Ferrari se fosse chamado, e ao lado de Alonso, mesmo depois de ver o jogo de equipe na Alemanha 2010!!! PUTA QUE PARIU, para o mundo que eu quero descer!!! Rubinho deve estar com muita saudade do altíssimo salário isso sim!

      Curiosamente, hoje achei essa entrevista de Rubinho em 2002!
      http://formula-2.blogspot.com.br/2013/01/entrevista-de-barrichello-em-2002.html

      MB: Ah! Áustria! Você já sabia que eu chegaria a esse assunto espinhoso a qualquer hora! Conte-me o que você achou de todas as coisas anti-Schumacher e anti-Todt que apareceram depois na imprensa.

      RB: Para ser honesto, senti muito por eles, principalmente por Michael. Não estou certo de que era desejo seu que eu devesse deixá-lo ultrapassar. O conheço há aproximadamente três anos agora e sinto que ele não queria que isso acontecesse. Depois da corrida ele veio até mim e admitiu que a corrida havia sido minha. Ele disse: “Como você fez isso? Você foi fantástico hoje!” Ele sabia que era o meu dia e foi o meu dia. Senti muito por ele e pedi aos jornalistas que não o vaiassem [na coletiva depois da corrida]. Era muito rude.

      Yorran, vou fazer como o Didi Mocó, cometer suicídio abrindo a boca com as duas mãos…

  18. Andre says:

    Cara, nao vi os comentarios do Lauda ainda mas…
    Excelsior… excelente.. finalmente alguem com nocao e respeito com quem acompanha a F1.

    Toma Brawnn.

  19. sérgio castro says:

    Exatamente por esse motivo, passei a detestar a Ferrari, por adorar a F1, nunca torci por ninguém (exceto Senna), mas agora torço sempre contra a Ferrari e seus carcamanos…

  20. Jesus says:

    Flavio,
    Na verdade, o wolff tava muito satisfeito, com a decisao da equipe, duranres as entrevistas pra BBC e sky sports. Inclusive, tbm estava satisfeito e comentou sobre a reacao do nico, que deu uma entrevista, apos a corrida, concordando com a decisao da equipe
    Saudacoes

  21. Everson says:

    Ate concordo com jogo de equipe, mas, no inicio do campeonato onde quase todos teoricamente tem chances disputar o titulo é complicado.

  22. Jaime wc says:

    Esportivamente falando, o que aconteceu na Malasia eh deploravel. Como diria antigamente que corrida soh termina na bandeirada. Mas F1 deixou de ser um esporte. Virou um show business. Na qual, qualquer dinheiro a mais e maior esposicao da marca vale muito.Os caras pensam na grana que vai entrar se fizerem 1 e 2 e na grana que deixariam de ganhar se os dois baterem. Alem do estragos dos carros e da imagem do patrocinador. E tem aquele negocio de limitacao de motores. Nem tudos sao flores.

  23. Clayton Araujo says:

    Esse negocio de jogo de equipe é viadagem pura, que vença o melhor. Automobilismo é isso. Se continuar assim com essas “cartas marcadas” nas corridas, quem tem a perder somos nós telespectadores. Nós queremos ver sair lasca até a última volta, que vença o melhor!

  24. LUZ PRATA says:

    ai Gomes e galera… a regra atual da f 1 permite ordens de equipe…
    agora… Vettel… fez Certo !!! ficar atras do canguru Manewebber ??? hahahaharsss so rindo mesmo !!!
    Rosbarbie nao teve Coragem de desafiar o Ross…se colocou no seu devido lugar de n2 das Flechas de Prata… e .

  25. Eduardo says:

    Vimos,2 situaçoes,Vettel lutando e não se conformando com a ordem da equipe e Rosbergue aceitando .Vettel está certo o Weber raramente o ajuda nas corridas , ele iria se sujeitar porque? Luis fazendo valer sua condiçao de 1o piloto.

  26. Vander says:

    Ontem Vettel, entrou para a lista dos mitos do esporte, todo grande campeão foi um mau caráter, na pista, vide Senna, Prost, Piquet e Shummi, bonzinhos como Rubinho e Massinha, são somente funcionários bem remunerados, vão sempre se foder, e Rosberguinho, é mais um do mesmo time, ou alguém acredita de a mercedes iria punir um piloto alemão por ganhar posições em uma corrida #VettelMito

    • André França says:

      Putz, fato!

    • Ricardo Bigliazzi says:

      Opa… o Piquet foi tudo… menos mal carater. Diga uma equipe que nunca burlou um regulamento que Eu para de ver a F-1.

      Quando falamos de mal carater estamos falando de pilotos que jogam os carros para cima dos outros, se apoiam na Equipe prejudicando os seus parceiros e na hora de ganhar um campeonato não tem a minima piedade… é adversário na grama e trofeu na mão.

      O Piquet (e Equipes para quem correu) sempre trabalhou no limites técnicos que o regulamento não limitava.

      Lembro ainda que em 1980 o Alain Jones jogou o carro para cima do Piquet o alijando da disputa do titulo… e em 1986 (ou 87) o Prost também não perdeu a oportunidade de atrapalhar uma corrida do Nelson… o mesmo já havia acontecido em 1983.

      Isso sim é ser mal carater… e essa baixeiza o Nelsão nunca fez.

      Segue o jogo… se o Ayrton estivesse vivo acredito que também teria um monte de boas historias para contar sobre os segredos de seus carros… lembrando apenas que o primeiro carro que ganhou um campeonato na F-1 havia sido projetado pelo Gordon Murray… ex-projetista da Brabham… com dois titulos de campeão na F-1… titulos esses em parceria com um tal de Nelson Piquet.

      Alguem já chegou a imaginar os “segredos” que a Lotus e a Mclarem do Emerson tinha quando ele ganhou os seus titulos… se for assim ele tambem seria um mal carater.

      Imperador

      • Vander Fernandes says:

        O Piquet não era mau caráter, aí vc brincou, ele jogou sujo com o Mansel ou não, e pra deixar claro, falo no âmbito esportivo e gostava dele pra caralho, abs

  27. lucius says:

    Se as especulações sobre a saída dele eram frequentes, agora que a batata vai assar mesmo.

  28. Rabugento says:

    Ah, Flavinho, não foi só Áustria 2001-2002…

    Canadá 2000: Rubens diria depois do GP: “Não vejo problemas em ter escoltado Michael quando isso me foi pedido pela equipe. Eu confio neles e tenho certeza de que quando estiver à frente de Schumacher me será permitido vencer”.

    E ainda San Marino 2002, França 2002, EUA 2005, Mônaco 2005…

  29. Jaime Boueri says:

    Olha, cada vez mais tô gostando das atitudes e comentários pós corrida do Lauda. Torci o nariz com sua vinda para a Mercedes e estou quebrando a cara.

    Primeiro, o lance dos “pneus de biscoito Globo”… E agora uma repreendida no jogo de equipe. É, é bom ter gente “das antigas” comandando os garotos de agora para ensinar o que é a F1.

    • Celso Hora says:

      Exatamente.
      Acho que precisamos mais desses grandes das antigas pra ver se resgatamos esse espírito da real F-1, onde antes de tudo, é uma corrida entre pilotos. E os melhores ganham.

  30. gilles says:

    Ciao Flavio, tem razao esportivamente, mas com os milhoes de euros ou dolares que ganham na Copa de Construtores, dependendo da posiçao final, o chefe de equipe nao vai querer que os dois pilotos acabem com os carros sem marcar pontos. Ontem o Webber se queria dava uma “porrada” no Wettel e um abraço para os pontos, Ficou “puto” e claro mas pelo menos nao bateu, O Ross e “macaco velho” vc sabe e o campeonato apenas começou, Abraços.

  31. Matteoni says:

    Não só ele, mas o Christian Horse da RedBull o maior responsável pelo incidente em Sepang ao tentar impedir que o tricampeão fizesse seu trabalho também deveria ser chamado às falas pelo Homem de Asas.

  32. Eltontoptec says:

    Isso muito me alegra. Torço para que além das asas, lhe cortem tbm as unhas. Horrível o episódio de ontem na Mercedes.

  33. Fernando says:

    Flavio,
    Que dor de cabeca toda essa discussao de ordens de equipe… talvez satisfaca ao discurso de falem bem ou mal, mas falem de mim, nao sei – para mim eh uma macula a mais no esporte, infelizmente.
    Aprecio muito seus comentarios e opinioes e nao me sinto em direito nenhum de contrapo-los, apenas aprecia-los – e na maior parte dos casos ainda poder dar boas risadas com o excelente modo em que trata algumas divergencias.
    Sobre a atitude do Ross e do Horner, sem tomar partido, gostaria de trazer a tona apenas o ponto levantado pelo Gary Anderson em http://www.bbc.co.uk/sport/0/formula1/21918537 – acho que ele quer dizer que, se for para tomar a ordem, que seja com autoridade, e assim distingue a situacao do Ross Brawn com respeito aquela do Horner… embora eu nao acho que nem a maior autoridade do mundo por vezes mudaria o resultado final.
    Com relacao a reclamacao do Lauda e Wolff, sim, sao seus chefes, mas eu soh posso imaginar que, com a “batata do Ross assando” por aqueles lados, tudo serah motivo para discordar e critica-lo…

  34. Flavio says:

    O Patrão dele deveria ser o Briatore…

  35. Gerson says:

    Errado na RBR. Errado mais ainda na Mercedes. Se Webber tem algum direito em reclamar, Rosberg então nem se fale!

    Ross Brawn, muito competente, fez escola do pior que fazia na Ferrari.

    Claro, que um ex-PILOTO (e ex-campeão) como Lauda não iria gostar.

    É correto uma equipe “encerrar uma corrida antes da bandeirada” mandando seus pilotos ficarem no “Multi 21” nas 10 voltas finais???

    Concordo com o locutor da Sportv: “É caso pra se reclamar no Procon. Tem gente que paga pra ver corrida, acorda cedo pra assistir pela tv e a equipe vem com essa palhaçada? Parabéns ao Vettel!”

    Inclusive na transmissão da Indy, o Téo José deu muitas indiretas irônicas á F1 referentes ás corridas decididas por ordem dos boxes a seus pilotos.:

    “Cresci aprendendo que corrida se decide nas pistas. E até pouco tempo sempre foi assim…”

    Se a F1 fosse admistrada por quem se importasse mais com o esporte do que com o dinheiro (ou pelo menos equilibrasse e soubesse separar as 2 coisas) quem deveria ter de dar explicações e passar vergonha ao final desta corrida seriam os dirigentes da Mercedes e da RBR.

  36. Mauricio says:

    Quanto a outra bananada do fim de semana, na RBR, acredito que inferno desceu inteiro na casa do Horner. A vida do Vettel não será mais tão fácil daqui pela frente, não se depender do Webber.

  37. Mauricio says:

    Realmente já ta na hora de Mr. Marrom se aposentar.
    No ritmo que vai ele será aposentado agora no fim do ano. Acho melhor ele focar bem quietinho e deixar a coisa correr mais solta na corrida. Alguns momentos antes, quando o Rosberg e o Luizinho quase se enroscaram, ele levou a mão a cabeça e ficou muito assustado ou nervoso (não da para saber, a imagem foi muito rápida). Algumas voltas depois ele dá aquela ordem estapafúrdia pelo rádio. Esse jogo de equipe só se justifica no final da temporada e ainda sim, com ressalvas de todos os tipos.

  38. Eduardo Schmidt says:

    Concordo…

  39. Antonio Duarte says:

    Essas corridas de F1 estão ficando cada vez mais chatas por causa dessas interferênicas do pitwall. Hoje o camarada não precisa embolar com o companheiro para passar. Os carros são iguais, mas se entrar junto na reta e apertar o DRS faz a manobra sem muito susto. Se o Hamilton não podia brigar com o Niko, que abrisse e garantisse o 4o posto. No caso na Redbull, o único problema foi o Vettel aproveitar da obediência do Webber. De um jeito ou de outro, é palhaçada.Tá na hora de arrancar o rádio da porcaria desses carros.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *