DICA DO DIA

SÃO PAULO (dos meus) – Bem legal a reportagem do Alexander Grünwald com Nelson Piquet, que acabou de participar de mais uma edição das Mil Milhas Históricas. O tricampeão fala de sua paixão pelos antigos, da vida de aposentado das pistas e muito mais. Vale a leitura e, claro, babar nos carros de Nelson.

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Levi Davet
Levi Davet
8 anos atrás

Lindo o E-Type do Piquet. Muito bom gosto em carros.

Dú
9 anos atrás

Nelson tinha até Ferrari na plataforma como reserva, mas nenhum chegou. Domingo fomos na chegada prestigiar o Rodrigo DiMatar que foi navegador de um 911.
O barato foi a dupla de portugueses. Trouxeram um Fusca, com equipe de mécas, trocaram motor e riam da piada do Rally: Na serra, placa de verifique os freios. Pararam e foram sangrar…
Do Piquet tem um vídeo onde ele fala do Velo Città, da CBA e umas coisitas mais.
https://www.youtube.com/watch?v=sibQEdZWZ4Y

Marcelo
Marcelo
9 anos atrás

Foram três títulos mundiais ganhos de forma limpa sem trapaças! Também nunca dependeu de ajuda de regulamento(descartes) pra chegar ao título. No descarte a conquista fica bem “artificial”, o que manda é superar o rival na pista e nos resultados!

De quebra, Piquet nunca precisou pegar equipamento “pronto” pra ser campeão. Nelsão sempre desenvolvendo seus carros sem precisar de ajuda de companheiro de equipe!

Fez história em 81 tirando a Brabham da fila sem títulos, coisa rara na F-1. Em seguida, Piquet encarou outro desafio, desenvolver o motor BMW pra ser o primeiro campeão turbo em 83. Nos tempos de Williams, novamente fez o trabalho mais duro, desenvolveu outro motor pra configuração de corrida. Senna e Prost pegaram o fantástico motor Honda de mão beijada a partir de 88! Assim é meio caminho andado até os recordes e títulos.

Nelson Piquet é o legítimo tricampeão mundial do Brasil na Formula um! E o mais hilário, Piquet não precisou de marketing da Globo(Galvão) pra virar “herói-nacional”. Piquet conquistou tudo de fato e direito na pista e isso bastava. Quando vencia era pra saciar sua vontade, jamais pra desviar atenção do povo em favor de “interesses” de certa emissora.

Piquet jamais fez seu país de trouxa…

Não me lembro de Piquet jogar carro em cima de rival pra ser campeão. Prost, Senna e Schumacher não tiveram esse mérito no tricampeonato. A viuvada falou tanto em ÉTICA-ESPORTIVA na época de Schumacher na Ferrari, como ficam as trapaças de Prost e Senna no passado?

Nelson Piquet diz que Senna ganhou dois títulos na base da “marmelada”:

“Em 1983 Senna conquistou a F-3 inglesa ao acertar Martin Brundle na pista. E em 1990, venceu o Mundial de F-1 ao bater em Alain Prost na largada do GP do Japão”

http://esportes.r7.com/automobilismo/noticias/piquet-diz-que-marmelada-e-comum-e-que-senna-ganhou-dois-titulos-assim-20091024.html

Abaixo o vídeo como Senna conquistou o título na F-3.
Oulton park F3 83 race Senna Brundle
http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=hCBRErl7GbU

De santinho, esse não tinha nada Galvão…

Senna trapaça pra ficar com a pole no GP de Mônaco-85
http://www.youtube.com/watch?v=FStK3JlFa8w

Nostradamus de Castro
Nostradamus de Castro
Reply to  Marcelo
9 anos atrás

Piquet grande tricampeão!!! Sensacional e completo piloto, grande cara.Existem viúvas de Ayrtin Senna, mas talvez, as viúvas do Piquet vivo sejam piores e cheias de rancor e dor de cotovelo.

Levi Davet
Levi Davet
Reply to  Marcelo
8 anos atrás

Piquet não é “herói nacional” e não precisa ser chamado assim. É grandioso sem precisar ser intitulado “herói”. E provavelmente é o campeão que mais fez algo pelo automobilismo brasileiro.

RMTA
RMTA
9 anos atrás

Esse sabe aproveitar a vida. Moro a menos de 1km dele aqui em Brasília, e não raro o vejo pilotando suas máquinas (as possantes e as clássicas) aqui pela região…

Tom SemFreio
Tom SemFreio
9 anos atrás

Correu atrás do que queria e conseguiu deixar todo mundo correndo atrás dele. Merece cada décimo de segundo do trabalho que realizou. Sem frescura, sem estrelismos, apesar de brilhar espontaneamente como poucos, até hoje.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

Se o Piquet fosse Italiano, Espanhol ou Inglês seria um Deus das Pistas.Somos uns merdas mesmo… sem historia… sem memória.
Temos TRÊS pilotos espetaculares que colocaram o Brasil no topo do Mundo do automobilismo… e grande parte da mídia faz questão de desprezar dois deles.
Segue o jogo…
Imperador

Nostradamus de Castro
Nostradamus de Castro
Reply to  Ricardo Bigliazzi
9 anos atrás

Emerson, Piquet e Senna forever!!!

Fernando
Fernando
9 anos atrás

Obrigado pela dica Flavio – nao seria um site que eu encontraria sem ela.
E uma otima reportagem, mostrando esse lado descontraido do Piquet, que vale muito admirar, e principalmente divulgando o evento excepcional.

JOANNIS LYKOUROPOULOS
JOANNIS LYKOUROPOULOS
9 anos atrás

LINDA MATÉRIA!!! QUE FELICIDADE A NOSSA TERMOS UM TRI CAMPEÃO COMO NELSON PIQUET.
ANO QUE VEM, QUERO PARTICIPAR DESTE EVENTO LINDO.

Reinaldo Silveira
9 anos atrás

Grande Nelson,

piloto e acertador de carros excepcional. Dos três monstros sagrados nascidos no Brasil que competiram na Fórmula 1 entre os anos 70 e 90, o menos lembrado; acho mesmo que ele prefere assim.

E que coleção de carros! Eu, que adoro antigos, fico babando.

Vida longa e muito proveito a ele.

Reinaldo
http://reiv8.blogspot.com

Paulo
Paulo
9 anos atrás

Nelson Piquet, Muhammad Ali, Romário… Pouca gente na galeria dos ídolos.

Gus
Gus
9 anos atrás

” Realmente é uma página virada. Foi um sonho que passou. Hoje, felizmente, minha vida é muito mais prazerosa do que foi no passado. Sem muita competição, sem nada, só colhendo os frutos de tudo o que aconteceu no passado – afirma, pouco antes de entrar no carro e pegar a estrada.”

Um grande Senhor! Ele merece…parabéns Nelson!