DO BAÚ

SÃO PAULO (Dia D)Fórmula 2 Sudam, lembram? Eu não lembrava. Corrida de 1986 em Interlagos, Galvão Bueno narrando, argentinos dominando. Veio do baú do Alessandro Neri. Quem tiver recordações desse campeonato, conte aqui.

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Alessandro Neri
Alessandro Neri
8 anos atrás

Mto obrigado Rodrigo e Granito pela correção na data e categoria. Esse video demandou um grande trabalho de restauração e nas pesquisas que realizei na minha coleção de Auto Esporte não encontrei a reportagem dessa corrida. Deduzi erradamente que era 86. Graças ao conhecimento de vcs já está td devidamente corrigido. Obrigado mais uma vez! Abs.

marcos
marcos
Reply to  Alessandro Neri
8 anos atrás

alessandro vc teria o gp da inglaterra de 1975 ???

perna quebrada
perna quebrada
8 anos atrás

“Circuito de 7823 metros…”

Outros tempos…

Rodrigo Mattar
8 anos atrás

F-3 Sudam, 1987. O Esporte Espetacular não estava no ar em 1986. Tinha saído da programação da Vênus Platinada em 1983 e voltou em 1987 às 22h dos domingos.

Fernando Monteiro
Fernando Monteiro
8 anos atrás

Nossa, dava gosto ver Interlagos em seu traçado original. Os traçados de antigamente eram bem melhores, os carros andavam em altíssimas velocidades. Que pena que não temos mais os famosos Zandvoort, Zeltweg, Spa, Nuburgring, Clermont Ferrand, Monza antigocom sua grande curva inclinada (não é a parabólica), Kyalami, Paul Ricard, Hockenhaime, nossa quanto circuito bom. O que aconteceu com o mundo heinnn!!!!

Marcos Aldred Ramacciotti
Marcos Aldred Ramacciotti
8 anos atrás

Pena que não mais essas corridas. Se a narração do Galvão fosse sempre assim o pessoal não pegaria tanto no pé dele.

Granito
Granito
Reply to  Marcos Aldred Ramacciotti
8 anos atrás

Lembre que em 1987 ele não era o principal narrador e acima do bem e do mal na Globo, alias em 86 salvo engano Osmar Santos narrou os jogos do Brasil na Copa. Hoje ele é a prima dona ,mas ele já foi mais humilde….

marcos
marcos
Reply to  Granito
8 anos atrás

galvao revezou com osmar santos os jogos da copa 86 mas hj ele da nojo como pessoa.

Carlos Ganhadeiro
Carlos Ganhadeiro
8 anos atrás
Carlos Ganhadeiro
Carlos Ganhadeiro
Reply to  Carlos Ganhadeiro
8 anos atrás

Mar del Plata.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
8 anos atrás

Eu me lembro, só dava Argentino mesmo, os caras eram bons, mas os motores deles eram melhores dos que os nossos. Depois de um par de anos os Brazucas dominaram novamente o cenário.

Imperador

Leoak
Leoak
8 anos atrás

E ai eu pergunto: pra quê os “errres” exagerados na transmissão Galvão, se antigamente não tinha isso?

Salvador Costa
Salvador Costa
8 anos atrás

Galvão Bueno muito mais comedido que hoje! Época em que os narradores ainda não haviam se transformado em “animadores”.

Pablo Habibe
Pablo Habibe
8 anos atrás

O bacana da categoria, que permaneceu ainda nos primeiros anos da F3, [e que ela tinha vida própria, não se limitando a ser uma “categoria escola”. Vários nomes correram nela por anos, valorizando o campeonato.

Os pilotos mais jovens, inclusive, se beneficiavam de ter de lutar contra os veteranos locais…

Fundaço do Bauzaço
Fundaço do Bauzaço
Reply to  Pablo Habibe
8 anos atrás

É verdade, não era exatamente uma categoria-escola pois a maioria dos pilotos era de veteranos que não tinham muitas pretensões de ir para categorias maiores e migrar para a Europa. Guillermo Kissling, Leonel Friedrich, Fernando Croceri, César Bocão Pegoraro, Augusto Cesário Formigão, Nestor Furlan, Pedro Muffato… Nomes que permaneceram durante vários anos, até a chegada da geração de Christian Fittipaldi e Rubens Barrichello, quando a categoria rejuvenesceu e adquiriu outro caráter.

Pablo Habibe
Pablo Habibe
Reply to  Fundaço do Bauzaço
8 anos atrás

Penso que foi ai que a categoria se perdeu. Acho que seria uma boa maneira de tentar recuperá-la, incentivar a participação de veteranos e, até, gentleman drivers…

Granito
Granito
8 anos atrás

Essa prova valeu pelo campeonato sulamericano de formula 3 de 1987. O erro comum na imprensa brasileira que continuou chamando o campeonato de formula 2 sulamericano, pois na verdade neste primeiro ano houve uma adaptação dos antigo Berta de F2 . A Quatro Rodas cobriu este campeonato como f2 até o mundialito, a partir dai denominou f3 na revista.
Algumas imagens no vídeo mostram o carro #1 de Maldonado com patrocínio da Acrialba e capacete branco, só usado por ele em 87 já na F3 , de 83 a 86 ,anos da F 2 codasur ele usou o Berta dourado da 43-70. Outros carros que mostram o ano são o 4 de Scarrazini com patrocínio das Aerolineas Argentinas enquanto em 86 era da J PS igual ao de Senna na F1. O 10 de Benano Orient era companheiro de equipe de Leonel Friedrich .
A despeito deste pequeno erro do Galvão, na verdade um erro de denominação da imprensa brasileira, este arquivo é histórico pois mostra a primeira prova de F3 sulamericano em Interlagos, com carros q corriam na Europa como o de Gustavo Sommi. No decorrer deste campeonato houve o domínio do gaúcho Leonel Friedrich que acabou se tornando campeão no fim do ano de 87, sendo o primeiro campeão da F 3 sulamericano e do mundialito, onde se unificou o regulamento F3 da. FIA, categoria que hoje tem 27 temporadas consecutivas e revelou dentre outros Cristhian, Negri, Zonta, castroneves,Barrichello,Junqueira e Nelsinho

Fundaço do Bauzaço
Fundaço do Bauzaço
Reply to  Granito
8 anos atrás

Não estou maluco, ha ha ha! Eu lembro que o Maldonado usava um carro dourado! Lindo carro, por sinal. Por isso estranhei este vídeo. Valeu Granito pelo comentário!

(A propósito, o Guillermo Maldonado não era uruguaio?)

Leonel Friedrich começou o domínio brasileiro nessa época. Até então, só dava Argentina…

Robertom
Robertom
Reply to  Granito
8 anos atrás

Tem razão, é a F3 Sudam de 1987, as tomadas de ar com entrada pequena não deixam qualquer dúvida e já tem alguns Reynard e Dallara misturados aos Berta.
Lembrava perfeitamente do Berta dourado 43 70 do Maldonado, mas saber em que ano ele trocou o patrocinador e a pintura é coisa de doido…

Granito
Granito
Reply to  Robertom
8 anos atrás

Doido não , maluco mesmo, eu tenho um arquivo de fotos enorme da F 2 e F3codasur , além de arquivos e estatísticas de todos os vencedores destas categorias, de todas as provas que garimpei em dezenas de sites e revistas antigas, além dos inscritos por temporada. Cheguei a mandar um e- mail para a Codasur sobre este assunto, mas em vão , eles não mandaram nada, nem resposta se tinham ou não dados das corridas. Acho q eles não respondem e- mails de malucos kkkkkkk

Daniel Magnani
Daniel Magnani
8 anos atrás

O melhor foi o pessoal descapotando o carro com o piloto dentro. Técnica de segurança dez!!!!
Naquela época o Galvão ainda não se envolvia diretamente com o automobilismo, se preocupava em apenas narrar o que estava acontecendo na pista. Hoje… se puder solta até foguete dentro do estúdio.

Paulo Roberto Peralta
8 anos atrás

PÔ!! O Galvão sabia narrar uma corrida, porque mudou o estilo??? Piorou!
Belo circuito não? Já pensaram nele com os recursos de hoje em dia?

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
Reply to  Paulo Roberto Peralta
8 anos atrás

Mataram Interlagos… deviamos fazer isso com as pernas do Prefeito que fez essa barbaridade… pergunte para qualquer um se os 22Km de Nurburgring foram dilacerados nesses ultimos 70 anos.

Imperador

Diogo
Diogo
Reply to  Ricardo Bigliazzi
8 anos atrás

A Erundina?

igor
igor
Reply to  Diogo
8 anos atrás

o Senna!

marcos
marcos
Reply to  igor
8 anos atrás

ACORDEM …….se nao fosse a hulidade da erundina interlagos nem existiria mais pois teria sido vendido para imobiliarias ……….o circuito teria que ser curto em função da formula 1 moderna exigir isso mas infelismente aquele ……….FDP dakele senna tinha que dar palpite e estragar o projeto que incluia as curvas 1,2,3,4 que no minimo trariam algo magico do passado e salvaria o circuito antigo pra provas nacionais mas infelismente escutaram o santo senna .

Dú
8 anos atrás

D de Dar certo.

Roberto Costa
8 anos atrás

Na verdade a Fórmula 2 não passou de um batismo dado a antiga Fórmula Super V quando a Volkswagen parou de patrocinar a categoria. Nas primeiras provas eram os mesmo mos carros até o Pedro Mufato construir o Mufato, que um projeto do Berta, e aos poucos resolverem implantar a Fórmula 3 internacional por aqui.

Ou seja não tinha nada em comum com a Fórmula 2 internacional. Cheguei a ser comissário de duas provas.

Robertom
Robertom
Reply to  Roberto Costa
8 anos atrás

Já era F3, todos estavam andando com gasolina, pneus P7 Pirelli e a vantagem dos argentinos era no acerto de chassi. O Leonel Friederich
Motores 2,0L, VW, Renaul e Alfa-Romeo.

Robertom
Robertom
Reply to  Robertom
8 anos atrás

O Leonel Friederich foi o campeão da temporada, correndo com uma equipe argentina,

Marcos
8 anos atrás

Por causa da legislação brasileira da época os carros brasileiros eram movidos a alcool e os argentinos a gasolina. Não havia como competir de igual para igual.

Pablo Habibe
Pablo Habibe
Reply to  Marcos
8 anos atrás

Quais eram os motores? Eram de F3 mesmo ou adaptados de carros de rua?