MENU

quarta-feira, 6 de novembro de 2013 - 17:09Automobilismo brasileiro

PODE SER LEGAL

SÃO PAULO (tomara) – Falamos semana passada do lançamento da nova categoria da Mercedes e ela foi apresentada hoje. Legal é que vai correr com o Brasileiro de Marcas, a F-3 Sul-americana (que precisa renascer, está triste…) e às vezes com a Estoque. E os carros do Challenge vão largar no mesmo grid. Os eventos tendem a ser divertidos “racing days”. Espero que dê certo e que os promotores tentem levar gente aos autódromos, e não apenas pilotos ricos e suas famílias. Os carros são lindos.

novameraamgmmm

14 comentários

  1. José Augusto disse:

    Espero que não façam como na Stock e coloquem números ocupando metade do vidro dianteiro.

  2. Ricardo Sarmento disse:

    Tudo o que está surgindo nos últimos tempos está ficando melhor que a stock

  3. Alan Ruggero disse:

    O Brasil é um dos países com maior número de milionários no mundo. Alguns deles gostam de automobilismo. Vendo isso, promotores estão criando várias categorias para esse pessoal se divertir, com transmissão das corridas ao vivo e tudo mais. Não acho ruim. Bacana termos várias categorias por aqui, mas devemos também fazer as categorias de marcas (não o Brasileiro, caro pra burro), baratas e cheias de emoção, chegarem até o público.

    A Argentina faz um automobilismo de primeira qualidade para os padrões sulamericanos. Aqui os caras querem imitar Europa e, com raras exceções, só caem do cavalo, já que as categorias não costumam durar muito.

  4. Ernesto Longhi disse:

    Se os custos forem parecidos, adeus estoque car bolhas “Brazil”.

  5. Flavio Gomes disse:

    Eu não vivo reclamando de nada. Procure algum texto em que eu reclamo de categoria nova feita com critério e carros de verdade. Se achar, me avise.

  6. Lucas S.A. disse:

    Entao por que nao correm logo com o Brasileiro de Marcas? Alias, por que nao acabam com a Stock e enfiam toda a grana no Brasileiro de Marcas? Serio, isso e um misterio pra mim. Deve ser porque seria a melhor coisa a se fazer, e nego gosta mesmo e de fazer merda, mas encher o bolso rapido…

  7. Claudio Aun disse:

    Será recheado de pilotos de fim de semana abastados que nada contribuem com o automobilismo,como outras tantas categorias de carros importados

  8. Eric disse:

    O problema é pagar R$ 360 mil no carro. O carro sendo seu, tem que contratar equipe, etc….e daqui três anos vende por….100 mil?

    Essas categorias em que se pode usar “sua” equipe tendem a ser menos competitivas…nas entrelinhas do regulamento, o bicho pega.

  9. Peter Perfeito disse:

    E existe um carro da Mercedes feio???? rs

    Racing Days, com o máximo de categoria diferentes num dia ou num fds, com ingresso a “preço popular” é o ideal.

    E colocando a F3 no programa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *