MENU

quinta-feira, 8 de maio de 2014 - 19:53Arquitetura & urbanismo

ENCHE O TANQUE

Em Ouro Preto, na foto do André Mendonça. Conhecem?

andremendoncaouropreto

24 comentários

  1. Tony disse:

    Que saudade! Morei num pensionato no andar de cima desse posto. O ano era 1985 e a dona do pensionato era a dona Wilma. Se nao me engano, o endereco era Rua Conselheiro Quintiliano 355. Tinha um botequinho no posto onde a gente (estudantes de cursinho como eu, que moravam no pensionato da dona Wilma, estudantes da UFOP que almocavam no pensionato, e um povo que trabalhava para a Itapemirim na rodoviaria e que tambem almocava no pensionato) passava mais tempo do que devia jogando sinuca e tomando umas cervejas. Todo dia! Obrigado, Gomes, pelo prazer de poder ver esse lugar inesquecivel quase 30 anos depois. Aquele abraco!

    • Tony disse:

      Esqueci de comentar que o dono do boteco era o Ceara’. O pao de queijo (e a linquica) que ele e a mulher preparavam eram os melhores que ja’ comi nos 15 anos que morei no Brasil.

  2. Poncherello disse:

    É um corsa, o do outro lado parece ser um gol bola e, na garagem, um buzão. Acertei?!!!

  3. Anselmo Coyote disse:

    Conheço e abasteci lá na semana passada. Fica a uns 400/500m da Praça Tiradentes, na saída p/estrada velha Ouro Preto/Mariana, passando pela mina de Chico Rei.
    Além dessas duas bombas, deslocando a câmera mais p/direita, existe uma outra de óleo diesel a mais ou menos uns de dez metros, encostada num barranco – funcionando.
    Abs.

  4. diego disse:

    Pessoal este é o Posto das Lages, a maioria do povo aqui está confundindo com outro posto que existe na saída para BH. Lembro muito bem do Posto das Lages, morei a 50 m deste durante 12 anos… quase todos os dias ia lá tomar uma cerveja gelada e bater papo com o Neném Marotta, que possui uma loja de tintas automotivas e que também mora na rua do posto. Era bom demais! Me faz lembrar de boa parte da minha adolescência… boas recordações. No andar de cima morava um senhor chamado Rubinho, que tinha uma paixão danada por um fusquinha que ele possuia. Hoje não moro mais em OP, mas vendo esta foto aqui no blog quase tive um troço! Parabéns Flávio Gomes!

  5. Acrisio Mota disse:

    Já abasteci nesse posto. O atendimento foi ótimo e a gasolina rendeu pra caramba!

  6. charles disse:

    O posto é um charme, pena que o atendimento seja péssimo.

  7. Leandro disse:

    Na entrada da cidade de quem vem de BH, o posto é lindo mesmo só é uma pena que o atendimento seja uma bosta. Funcionários muito mal treinados tiram todo o encanto do lugar

  8. Diego Quaglio disse:

    Já abasteci muitas vezes nesse posto…fica chegando na cidade proximo a rodoviaria e alguns metros antes da Praça Tiradentes

  9. Geraldo disse:

    Pelo morro atrás, acho que é na “passagem de Mariana” … tem outro posto muito bonito, descendo da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em direção à Matriz Nossa Senhora do Pilar … só que é de esquina … quem não visitou Ouro Preto ainda, não sabe o que está perdendo … aliás, quem for, procure passear “a pé” pela cidade … dezenas de casas possuem uma placa fixada na fachada, contando a história do respectivo imóvel (quem morou nela, o que aconteceu nela, etc) … é muita história …. aliás, acabei de voltar de lá … passei o feriado de 1º de Maio … é muita coisa para falar em tão pouco espaço … além das Igrejas e Museus, tem a Mina do Chico Rei, do Bem Querer, do Felipe, da Passagem (Mariana), tem o Distrito de Lavras Novas (Chapada também), Amarantina e seu Museu das Reduções … tem Mariana, que é do lado … dá para ir à Congonhas por uma parte da Estrada Real (menos de 1 horas) … e, claro, comida da melhor qualidade … e pessoas locais (não os turistas) … gente de uma simplicidade e cordialidade ímpar …

  10. Guto disse:

    Sim… passei uma vez nesse posto pra comprar gelo… caro pra c*****!!!!!!
    kkkk

  11. Julio Lima disse:

    Eu conheço. Na realidade, em Ouro Preto todos os postos de gasolina que ficam na entrada da cidade são em “estilo colonial”. Como é uma cidade tombada pelo patrimônio histórico, acho que isso aí é tipo uma regra.

    Andando pela cidade é fácil notar que mesmo prédios novos tem estilo colonial.

  12. Humberto disse:

    Só um alerta: o cartão NUNCA funciona! Verifique antes de abastecer: uma vez tive que retirar a gasolina que já estava no tanque!

  13. Weber disse:

    Esse eu conheço. Velha Ouro Preto! Saudades…

  14. walter disse:

    ja estive ai tambem… meio que perdido e pra pedir informaçao, que foi passada depois de uma boa prosa e um cafezinho que em minas e de praxe…

  15. Marcelo Pacheco #49 disse:

    Já passei ai, em 2012 e 2013, a trabalho. Mto simpático, a cidade toda é.

  16. Marcio disse:

    É o posto das Lajes. Fica a uns 300 metros da praça Tiradentes.

    Serve como estacionamento. Deixei meu carro lá durante dois dias no feriado da Páscoa. Estava hospedado em um Hostel num beco que fica próximo ao posto (o beco, o hostel bem longo morro abaixo). A cidade estava um caos pois a praça estava interditada para as comemorações do dia de Tiradentes e andar de carro não era a melhor opção, embora subir as ladeiras de lá não seja muito agradável para sedentários como eu. Achei um absurdo o trânsito pesado no centro histórico. Não sei quanto tempo o casario vai resistir ao vei e vem de carros e ônibus, embora caminhões não possam trafegar por ali.

    A cidade é muito bonita, tem bons bares e restaurantes, as igrejas e o conjunto arquitetônico tem um valor artístico incalculável. Vale a pena conhecer.

    A moça que aparece na foto é muito gentil.

  17. marcos disse:

    Flavio tem dois outros postos tematicos ou algo que o valha.
    http://i31.tinypic.com/24cz8jp.jpg

  18. Nita disse:

    É o Posto Horto dos Contos?
    Se for, fiquei hospedada na pousadinha ao lado desse posto no último feriado do dia do trabalhador. É pertinho da Rodoviária e do centro histórico. Lindo o lugar, e cheio de história. Vale muito a pena conhecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *