MINHA MENINA! | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

quarta-feira, 11 de junho de 2014 - 8:35Automobilismo brasileiro

MINHA MENINA!

RIO (e acelera, viu?) – Delicioso o relato da Evelyn Guimarães sobre o curso de pilotagem que fez no Velo Città com Ingo Hoffmann & cia., tendo o Eric Darwinich como mentor intelectual e guru. Está aqui. Quem puder fazer um dia, que faça. É demais.

evelynemit

31 comentários

  1. Conde disse:

    Parabéns . Vi uma vez uma reportagem no UOL Carros , mas o reporter-piloto era muito braço . Meu sonho tb : O carro e o curso .

  2. VEMA disse:

    Belo texto, cativante leitura. Ha tempos venho cultivando o interesse em fazer um curso de pilotagem e depois participar de “track days”. Interessante a evolução da piloto/aluna e a segurança que os profissionais transmitem para ela explorar seus limites e curtir toda a situação. Parabens!

  3. Eric disse:

    6500 Dilmas para o curso de 1 dia, para o de 2, avançado, nem falam o preço. Por isso o esporte a motor no Brasil é e está assim. Nem pra começar você consegue sem desembolsar uma boa grana.

    • Alberto disse:

      R$ 13.000. Fonte: http://www.flatout.com.br/eu-fiz-o-curso-de-pilotagem-premium-racing-school-com-o-mitsubishi-lancer-evo-r-e-foi-epico/

      Não tenho essa grana sobrando para fazer um curso como esse agora. Porém, analisando os relatos do FlatOut e da Evelyn, acho que vale cada centavo.

    • Anselmo Coyote disse:

      Com essa grana vc compra um kart (completo – chassis e motor Honda 400) ano 2010 ou 2011. Quando quiser vai a um kartódromo, paga pista – cerca de R$70/80,00 e corre o dia inteiro com a assistência de um mecânico que vai lhe cobrar cerca de R$100,00. Faz amizades fantásticas, aprende pra caramba sobre o kart (chassis, acerto, mecânica, pilotagem), diverte a valer e é o feliz proprietário de um kart. Não é barato, mas o aprendizado é certo e o kart é seu. Vc vai poder andar quando quiser. Um curso desses vc faz uma vez, não tem condições de fazer mais, esquece tudo e… é isso.
      Obviamente não estou desfazendo do curso, mas, realmente, R$6.500,00 por um curso de 2 dias é um absurdo.
      Abs.

      • Carlos Onofre disse:

        Quem tem ou já teve kart sobre o quão ilusória é esta conta. Eu já tive um Honda 400. O custo de aquisição é uma fração do custo de preparo/manutenção. Até porque, para começar, kart com pneu ruim não funciona. E só os jogos de pneus já começam a fazer um furo no orçamento. Sem falar no resto.

      • Anselmo Coyote disse:

        Carlos, realmente tem um custo. Mas é bem mais baixo do que um curso de pilotagem de 2 dias por R$13.000,00 (eu disse erradamente R$6.500,00 no comentário). Para quem pode pagar esse valor, comprando um bom kart pela metade do preço ainda fica com R$6.500,0 para gastar nele e para gastar isso leva anos. Pneus de 20/30 voltas custam menos da metade do preço e ainda têm 200/220 voltas até a próxima troca. É muita diversão para ser trocada por 2 dias.
        Obs. Um motor 400 dura no mínimo 1,5 ano pra quem anda só finais de semana. E ´para fazer um motor desses o preço é R$700,00.

        Abs.

      • Allez Alonso! disse:

        Anselmo, seu raciocínio está correto. Um curso de pilotagem só faz sentido pra quem já passou pelo kart. Mas kart de verdade é dois tempos, aí você pode multiplicar sua conta por três, pelo menos…

      • Allez Alonso! disse:

        Um pneu MG vermelho aqui dura no máximo 150 voltas.

      • Anselmo Coyote disse:

        Allez, eu tenho dois karts. O kart de 2T realmente é bem mais rápido e uma delícia de andar. Mas um piloto acostumado num 4T quando anda num 2T se sente no céu. A recíproca não é verdadeira. Um errinho mínimo que cause a perda de giro no 400 custa várias posições e até uma corrida inteira. No 2T isso não é problema – basta alinhar e acelerar que o giro voa nas alturas instantaneamente. Então, o aprendizado está no 4T – aprender a guiar sem errar e depois aplicar isso no 2T. Neste aspecto apenas eu discordo de vc quanto a 4T não ser kart. E quanto aos pneus, o 4T gasta mais mesmo pelo giro muito mais alto. Mas no F400 com pista medianamente emborrachada vc dá 240/250 voltas tranquilamente com MG Vermelhos.
        Abs.

      • Anselmo Coyote disse:

        Allez,
        O Vettel em um piloto de 2T num 4T. O Ricciardo é um piloto de 4T num 2T. Está feliz igual pinto no lixo. Rsrsrsrs.
        Abs.

      • Allez Alonso! disse:

        Cara, eu acho o F400 um lixo, parece um indoorzão, caga com todo o centro de gravidade do kart, já que o motor pesa igual a uma geladeira, mas serve pra aprender a carregar a velocidade certa nas curvas, se carregar demais, mata a saída, e é bem mais barato. Um piloto que saí de f400 mesmo preparado, sente muito o dois tempos, principalmente nas saídas de curva e velocidade final, o motor dois tempos tem uma faixa de torque e potência mais limitada, você não percebe mas o cronometro mostra. E a tocada é bem diferente, assusta bem mais.

      • Allez Alonso! disse:

        Cara, sei não. Apesar dos v8 gritarem mais, como faz um 2t, o difusor soprado gerava muito mais downforce, se entrava mais rápido e acelerava mais cedo, o motor tinha sua faixa de torque bem alto também, 10 mil rpm’s pra cima. Atualmente, os carros tem muito menos downforce, se carrega menos velocidade nas curvas, e a faixa de torque vem vem antes, especula-se entre 8 e 10 mil rpm’s. É um motor que tem muito mais baixa. Antigamente se priorizava a entrada, como os f400, hoje a saída, como os 2t. Pra mim os dois tempos são os atuais, veja uma volta lançada de 2013 e 2014, esqueça o barulho, só a característica do carro e tocada:
        http://youtu.be/nRRx7DoeA2c

      • Anselmo Coyote disse:

        Allez,
        Nada vai fazer um 4T igual a um 2T. Mas hoje, com biela forjada, trabalho no balancim, alívio do volante, retrabalho no carburador, rebaixamento correto do cabeçote e vela correta, andando com álcool chega-se facilmente a 29cv num Honda 400. Os indoor tem 13cv, o que dá uma diferença de quase 2,5. Isso só falando em motor.
        Agora se olhar o chassis do indoor e ainda aquele borrachão, rodas e aqueles pneus horrorosos a diferença de peso vai de 85kg para cerca de cerca de 120kg.
        Não dá pra comparar mais.
        Eu gosto dos dois e quando quero refinar a tocada vou p/400.
        Abs.

      • Adriano disse:

        Anselmo, gostaria de saber mais sobre custos no F-400. Por exemplo, quanto se gasta de pneu e combustível por hora de uso? E a cada quantas horas precisaria de revisão gastando quanto? E essa análise, seria com um motor de quantos HPs?

        Se puder me ajudar, desde já agradeço.

  4. disse:

    Podia ir de Lada no Paulista oras!

  5. Fred disse:

    Legal demais o relato!

    Tenho um Lancer, sou louco pra fazer, mas… muito caro!

  6. Marcelo disse:

    Bacana. Vendo o Alemão, me lembrei de quando fiz o curso do grande e saudoso professor Expedito Marazzi, em meados da década de 1980. Na primeira aula prática, em Interlagos, um camarada disse que ninguém poderia abaixar mais o tempo que ele conseguira com seu Fusca. O Marazzi então pediu o carro do camarada emprestado e deu umas 3 voltas, em todas elas diminuindo em muitos segundos o tempo. Impagável a expressão do coitado.

  7. Allez Alonso! disse:

    Muito bacana, aprender do jeito certo, parabéns pra ela!

  8. legal…fiquei com vontade, porém R$ 6500 não para qualquer um… :(

  9. Valente disse:

    Só de passar o dia com o Ingo escutando o Mestre e guiando essas baratas da Mitsu já valem o curso, e dizem que o lugar é muito bonito mesmo.

  10. Charles Henrique Schweitzer disse:

    Flávio,

    Há 3 semanas, vivi, na Estônia, a incrível experiência de pilotar, primeiro um F-Renault e depois um F-1. No caso, foi uma BAR 006, usada por Jenson Button na temporada de 2004. Gostaria de lhe enviar o vídeo que editei com os melhores momentos, mas não consegui localizar seu e-mail.

    Eu me reconheci em várias das falas da sua menina. Inclusive, rodei também!

  11. Carlos Onofre disse:

    Estou muito interessado em fazer a versão “completa”. Com certeza vale os R$ 13k. Mas a con$ciência ainda não me deixou fazer a inscrição.

  12. André França disse:

    Putz. É meu sonho! Ainda chego lá!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>