MENU

Sunday, 22 de June de 2014 - 12:13F-1

TIROLESAS (4)

tyrol004SÃO PAULO (só por algumas horas) – Começo de onde terminei ontem. O mais provável era Rosberg vencer, e qualquer resultado que não fosse um pódio para a Williams seria um enorme fracasso. Rosberg venceu, Bottas foi para o pódio. Portanto, deu a lógica e a Williams saiu satisfeita da Áustria.

Quem não saiu tanto assim foi Massa. Da pole, era possível esperar o pódio para ele, não para Sapattos. Mas o finlandês, como se diz, fez por onde. E o brasileiro não teve, de novo, um bom ritmo de corrida. Quando precisou apertar para não perder posição no verdadeiro jogo de xadrez entre Mercedes e Williams nas paradas, foi o que menos apertou. Terminou em quarto. Seu melhor resultado no ano, verdade; mas o pior possível, pelas circunstâncias.

A prova começou bem para Felipe, que manteve a ponta com uma largada segura, sem ser atacado por Bottas. Este, por sua vez, foi ultrapassado por Rosberguinho, terceiro no grid, e recuperou a posição no meio da volta com uma ótima ultrapassagem. É bota, esse Bottas. Muito boa, essa.

Mas quem fez uma largada espantosa, mesmo, foi Hamilton. De nono no grid, passou em quinto no meio da pista e fechou a primeira volta em quarto, colocando-se na corrida logo de cara. Se ficasse morgando lá atrás muito tempo, teria grandes dificuldades para escalar o pelotão. Resolveu tudo nos primeiros 4 km de GP.

E aí ficamos com o quarteto que decidiria a prova num joguinho de estratégia, economia de pneus, bom uso dos sistemas de recuperação de energia, alguma sorte com a posição na pista após os pit stops e, sobretudo, capacidade de fazer boas voltas nas janelas breves em que seus adversários estavam nos boxes.

Na sexta volta, a ordem era Massa-Bottas-Rosberg-Hamilton. Entre cada um deles, menos de 1s de vantagem. O resto lá atrás. Na décima volta começaram as paradas. Os pneus supermacios não aguentavam muito. Da turma da frente, pela ordem, pararam Rosberg, Hamilton, Massa e Bottas. Felipe perdeu a posição para Rosberguinho no box e para Hamilton na pista. Ali suas chances de pódio evaporaram. Bottas, por sua vez, voltou à frente de Lewis e Massa. Nas três voltas entre a parada de Nico e a sua, o finlandês da Williams enfiou o sapato e conquistou terreno. Assim, o que era Massa-Bottas-Rosberg-Hamilton antes das trocas de pneus virou Rosberg-Bottas-Hamilton-Massa. Fica muito claro perceber quem ganhou e quem perdeu na primeira bateria de pit stops.

Àquela altura, a liderança era de Pérez, que tinha largado lá no fundão, em 15°, dando pinta de que faria uma única parada. E foi só na volta 27 que Rosberguinho e Sapattos passaram o mexicano da Force India. Hamilton, na volta seguinte. Massa? Só quando Maria do Bairro foi para o box, na volta 30. Mais tempo perdido.

Nico teve um momento de pânico nessa hora. Seu carro perdeu velocidade de reta e Bottas percebeu. Mas o ataque foi pífio. Logo depois o alemão recuperou o que tinha perdido e ficou na boa. Volta 40, e a sequência de paradas dos quatro primeiros começou com Hamilton (40), Rosberg (41), Bottas (42) e Massa (43). Nessa brincadeira, foi Hamilton quem se deu bem. Passou Valtteri e recolocou as coisas em seus devidos lugares: Mercedes em primeiro e segundo. Para Felipe, a coisa piorou ainda mais porque ele voltou atrás de Pérez, seu algoz do Canadá. OK, o mexicano teria de parar de novo, a estratégia de um pit stop era blefe, mas foi o suficiente para ficar ainda mais distante de qualquer possibilidade de pódio. Ah, Alonso liderava. Liderança tão sólida quanto gelatina Royal. Era parar de novo para cair de novo.

E Pérez de fato parou, na volta 56, Alonso também, caindo para quinto, e o quarteto inicial se acomodou com Rosberg-Hamilton-Bottas-Massa. Nada mais aconteceria até o fim. Fecharam nas quatro primeiras colocações, seguidos por El Fodón de La Quinta Posición, Maria do Bairro (que fez ótima corrida, ao fim e ao cabo), Magnólia (outro que merece elogios, com uma McLaren errática), Ricardão (lutou até o fim, de parabéns, com um carro esquisito na pista da Red Bull), Hulk e Kimi Dera Fosse Feriado Para Ficar em Casa. Essa, a zona de pontos. E Vettel? Que fase, coitado. No começo da corrida ficou sem marchas. Estava abandonando, quando tudo voltou a funcionar. Mas perdera uma volta. Aí, mais tarde, teve de trocar o bico. Depois, abandonou.

Rosberguinho consegue sua terceira vitória no ano e abre 29 pontos para Hamilton, que estava de cara fechada no pódio, mas não tinha ninguém para culpar. Bottas era só felicidade, daquele jeito finlandês de ser, com seu primeiro troféu (esquisito, o troféu; parecia aquele negócio de cortar pizza). Foi o primeiro pódio da Williams, também, desde a vitória de Maldonado em Barcelona/2012.

No fim das contas, a Williams aproveitou a pista favorável com um terceiro e um quarto. Não vai ter essa moleza em Silverstone, próxima etapa do campeonato. Lá o circuito exige uma aerodinâmica mais refinada e pode ser que a Red Bull se apresente melhor. E a Force India, também. A briga pelo título segue muito aberta, mas o momento continua sendo bastante favorável a Rosberg. Ele pode até ser menos piloto que Hamilton. Mas tem uma cabeça bem mais fixada ao pescoço, pelo que se viu até agora.

Voltemos à Copa? Obrigado.

348 comentários

  1. Tarso Filho says:

    FG tem batido bastante na tecla do jornalismo de m. que vem sendo praticado. Um bom exemplo, na minha humilde opinião, é o Massa ganhar “nota 9” pelo desempenho na Áustria! VSF. Será que a escala é de 0 a 100?

    http://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2014/06/24/massa-ganha-nota-9-na-austria-mas-e-superado-por-companheiro-da-williams.htm

  2. JP says:

    Enche o pacová essas críticas ao Massa, sempre vinda de gente citando pilotos que pararam de correr há mais de 20 anos. Senna, Prost, Piquet = dead! Past! Mudem o disco!

  3. Mauricio says:

    Esse resultado prova a grande influência de Toto Wolf na F1.
    Entendam como quiserem isso.

  4. Junior says:

    Flávio na hora que Rosberg saiu do boxes na 1º parada, saiu atrás de uns três carros inclusive Peres e o Felipe estava em primeiro.Naquele momento qual era o tempo de volta do pessoal que estava na frente do Rosberg e o tempo de volta que estava girando o Felipe.
    Eu acho que a Willians poderia ter segurado eles um pouco mais, pois o pessoal que estava a frente do Rosberg estavam mais lento e eles ficaram um bom tempo por ali.

  5. PedroL says:

    Assisti ontem o VT da corrida, até a volta 16 na verdade, momento que a corrida do brasileiro foi definida, e fiz algumas anotações:
    Na volta 8 Massa estava a 0.7 de Bot, 2.3 de Ros e 2.7 de Ham, se ele parasse nesta volta, voltaria na 16º posição atrás do Maldonado. Nesse momento Pérez era 11º a 15 seg do Massa, seguido por Button.
    Na volta 9 Massa estava a 1.1 de Bot, 2.4 de Ros e 3.0 de Ham, se ele parasse nesta volta, voltaria na 13º posição atrás do Sutil. Nesse momento Pérez era 11º a 16.7 seg do Massa.
    Na volta 10 Massa estava a 1.1 de Bot, 2.3 de Ros e 2.9 de Ham, se ele parasse nesta volta, voltaria na 12º posição a frente de Sutil. Nesse momento Pérez era 10º a 18.1 seg do Massa, seguido por Button que estava a 0,8 do mexicano.
    Na volta 11 Massa estava a 1.0 de Bot, 2.5 de Ros e 3.2 de Ham, se ele parasse nesta volta, voltaria na 9º posição atrás de Pérez e Button, que estavam 19.3 e 20.2 seg respectivamente, atrás do brasileiro. Massa deveria ter parado na volta 12, como fez Rosberg que perdeu 21.4 seg na parada e voltou logo atrás de Button.
    Na volta 12 Massa estava a 1.1 de Bot, 3.0 de Ham e 19.5 de Pérez, ele voltaria nesse bolo a frente de Rosberg.
    Na volta 13 Massa estava a 1.1 de Bot, 1.5 de Ham, 19.5 de Per, 20.8 de Ros e 21.6 de But.
    Na volta 14 Hamilton parou perdendo 22.2 seg, voltou atrás de Ros.
    Na volta 15 Massa parou perdendo 21.9 seg no total, voltou a frente de Ham, porém errou ao frear muito cedo, possibilitando a ultrapassagem do inglês.
    Na volta 16 Bottas parou perdendo 21.1 seg, voltou a frente de Ham, porém o inglês vinha colado e fatalmente ultrapassaria na freada, porém o finlandês foi perfeito, deixou o carro numa linha mais defensiva – no meio da pista, e freou lá dentro deixando o carro escapar um pouquinho na curva de baixa, porém evitou com grande habilidade qualquer chances de ultrapassagem do inglês, coisa que Massa não fez, mantendo a linha de fora e freando muito cedo.
    Mesmo com uma parada de 3.3 contra 2.1 de seu companheiro, Massa conseguiu ser apenas 0.8 mais lento que Bottas em sua parada. Acredito que o erro da equipe foi não ter feito a parada na volta 12.
    Com relação a parada do Bottas, que deveria ter voltado logo atrás do Felipe, ele foi beneficiado por seu compatriota Kimi Raikkonen, é isso mesmo, o finlandês da Ferrari estava a frente de Pérez, se arrastando na pista, e fez com que todos perdessem tempo na volta 16, principalmente Hamilton e Massa.
    Eu sinceramente não consigo entender como uma equipe de F1, que possui sei lá quantas pessoas trabalhando na corrida, não consegue saber o momento certo de parar. Toda vez que isso acontece pensamos que estão indo para uma estratégia diferente, mas não, logo em seguida fazem a parada…

  6. FLÁVIO says:

    Legal o debate, todos expressam bem as suas opiniões, muitos realmente entendem do assunto, etc, etc, etc. Mas dizer que Felipe Massa está acabado, Sebastian Vettel é pilotinho sem um carro competitivo, Lewis Hamilton é mentalmente instável, já começa a parecer papo de botequim depois de Fla-Flu. Só para não me extender demais, Massa é um piloto ainda respeitado pelas equipes, considerado rápido e de pilotagem limpa, o histórico fala por si só, pelo que sei nunca pagou para correr e tem uma carreira já longa na profissão, o que é sinal positivo. Hamilton, bem, já viu como esse cara é rápido, é campeão, sempre está na luta pelas vitórias, enfim um piloto “top” como dizem. Agora sobre o Vettel, pensem um pouco antes de crucificar o cara tão rápido assim. O homem é extra classe, ganha 4 títulos seguidos, 13 corridas em uma temporada, 9 seguidas, é isso mesmo, 9(nove), 4 vitórias na segunda temporada na F1 e vice-campeonato, quebra um monte de recordes, enfim, vai saber o que se passa nos bastidores dos poderosos e interesses bilionários desse meio em que tudo, ou quase, pode ser manipulado (tecnologia, resultados, interesses, política, e o famoso botão vermelho) mas não pensem que estou imaginando alguma teoria da conspiração, apenas é estranho…Dê um carro ruim à um piloto gênio, e ele ainda assim vai incomodar e arranhar, a não ser que a F1 de hoje seja realmente o que alguns andam dizendo, que virou vídeo game e que o papel dos pilotos é muito menos relevante, sei lá.
    P.S: procurem por Driverdatabase na internet, ajuda bastante.

  7. Roberto Junior says:

    Acompanho F1 a 14 anos.
    Está claro que a Williams fudeu o Massa na estratégia
    Circuito pequeno, na primeira parada dos boxes alem de tardio, o tempo do pit foi de 3.4 s e do Bottas incriveis 2,1 s, Nem acreditei quando vi. Fez uma diferença do caralho, E massa tinha bom ritmo de corrida, o povo quer ele se mate que nem loco para ultrapssar, ficar na cola porque? Circuito dificil pra ultrapassar, se fica colado perde pressao aerodinamica e desgasta ainda mais o pneus, carro lento de curva e rapido nas retas, vai arriscar a toa, sendo que foi uma cagada da equipe? 4º lugar é como se fosse ”50% é melhor que 100% de nada”.

  8. Christian Alves (@chrisalves88) says:

    mas flavio. Silverstone é um circuito rápido de retas e chicanes. vejo a continuação da vantagem da williams, porem se a redbull funcionar, pode ser dar bem como no canadá.

  9. Tag Heuer says:

    Pinto…….acho que já ganhei a aposta ! Ou ainda prefere o desenrolar da temporada, pro baile ser ainda maior?

  10. buzenga says:

    Massa já deu, após o acidente não é mais o mesmo que por pouco não foi campeão mundial, infelizmente não espero mais nada dele.
    Alonso o único acima da media entre os pilotos de hoje, próximo dos gênios.
    Futuro do Brasil na F 1 ta sombrio rsrrs.

  11. Muttley says:

    Essa Fórmula 1 de certinhos enche o saco. Se numa ultrapassagem o cara faz um movimento mais ousado mas que é fora do “politicamente correto” todo mundo cai de pau em cima dele. Saudade dos tempos de Piquet x Mansell e Senna x Prost onde o pau cantava bonito e se preciso fosse um passava por cima do outro. Literalmente.

  12. Muttley says:

    O Alonso é foda mesmo. Com um carrinho chinfrin daquele que a Ferrari dá pra ele, ele sempre chega na frente dos outros no pelotão dos “mortais”. Impressionante. Tira qualquer diferença no braço. Queria que esse cara fosse brasileiro. Enquanto isso o alemãozinho queridinho da mídia (Vettel) a cada corrida mostra que sem o melhor carro da categoria é um pilotozinho de meia-tigela bem comunzinho.

  13. Muttley says:

    Comunicação por rádio da Williams para Massa:
    “Felipe, Sapattos is faster than you”

    Resposta de Felipe:
    “Yes, ok, yes, ok, yes, ok, yes”

  14. GustavoB says:

    A Williams está de parabéns. Mostrou senso de esportividade. Se quisesse tinha ganho a corrida. Mas, ao contrário dos picaretas de outras escuderias, optou pelo jogo limpo e isso tem que ser aplaudido. Vejam: ela podia ter pedido para o Bottas segurar o pelotão enquanto o Massa abria na frente. Se o Bottas virasse 0.8s mais lento, as mercedes não o ultrapassariam e no primeito pit o Massa teria uns 8s de vantagem. Depois era só administrar a vitória. Porém, a Williams optou pelo jogo limpo e deixou seus dois pilotos brigarem para ver quem chegava na frente, mesmo que isso tenha lhe custado a vitória. Parabéns!!!

    • Luciano says:

      Ta, e ninguém ia passar o Bo77as?

      • Pirata says:

        Gustavão assistiu outra corrida!! :)
        Nem se o Bo77as atravessasse o carro na pista o Zacarias abriria diferença… Ele não acelera e pronto.
        Difícil admitir isso, mas estamos “a pé” de pilotos.
        Creio que, como em qualquer CORRIDA, chega melhor quem sabe correr. Sorte dele ainda que o Alono estava de bicicleta, senão perdia também a 4 colocação.

        ZACARIAS, faz uma for pra nós: deixa o outro Felipe tentar a sorte!!!

      • JeronimoB says:

        Crianças… não entendem nada de F1. Ele poderia ser mais lento na maior parte do circuito. Nos pontos de ultrapassagem ele aceleraria, pois a velocidade de reta é o forte da Williams. No miolo do circuito o Bottas poderia andar “mais devagar”.

    • EDSON CASTRO says:

      O BOTTAS RECEBE P SER MAIS LENTO QUE O ZACARIAS? PELO AMOR DE DEUS.

  15. Ulisses says:

    Massa não é meu piloto preferido desse grid, mas é mais rápido que Botas e foi prejudicado novamente pela equipe.

    • Alemão says:

      Massa é mais rápido em uma volta só…chamado leão de treino, mas na corrida, sempre acaba com os pneus e não é arrojado nas ultrapassagens. Faz 5 anos que só arruma desculpas, mas ele tem o repertório vasto!! Simples, ele não é mais o mesmo piloto de 2008!! Tomou a molada, virou pai…sei lá!!
      Bottas é mais rápido em corrida!

      • Pasttel says:

        O Massa vai, vai, vai… aí quando chega em alguém, afoba-se, acelera demais nas saídas de curva, perde tempo, gasta pneu, etc. Com estas saídas “turbo”, mesmo que ele deixe para frear tarde e tentar uma manobra surpresa (coisa que não sabe mais fazer pelo que parece — entrega o jogo cedo de qual trajetória irá tomar), vai patinar demais na sujeira com toda a sua delicadeza plúmbea no pedal (nem adiantará ter espalhado na curva — o oponente tracionará melhor e ultrapassará no trecho seguinte), pois é só o que faz quando está afobado por ter pressão de alguém (ou ter que pressionar).
        Pastel de vento não mata a fome. Vai ter que andar bem na corrida, e reaprender a ultrapassar.

        http://i.imgur.com/QHGTSGF.jpg

    • Rama says:

      O rádio estava mandando ele cuidar dos pneus traseiros, que na verdade estavam ótimos.

    • Ulisses says:

      Devia estar economizando alguma coisa!
      Acompanhei os tempos pelo App da Fia, estavam “pareios”, com Massa as vezes mais rápido.

  16. Pdr Rms says:

    Aos que acham que o Pit Stop foi determinante para o mau resultado do Massa (e que ele está sendo sabotado), lembrem-se de que no final da corrida o Massa quase tomou sufoco do Alonso com aquela carroça vermelha.

  17. ROBINSON says:

    Parece-me que a disputa pelo título irá ser decidida mesmo nos abandonos, assim como havia defendido ainda na terceira etapa. Quando ambas flexas de prata cruzam a linha ao final do GP Hamilton tende a ter um aproveitamento ligeiramente melhor, porém Rosberg com sua constância e conservação do bólido consegue buscar resultados que lhe garantem a liderença já que o adversário inglês já é conhecido pelo mau gerenciamento de seu equipamento.
    Ao início da temporada eu a havia comparado a 1988, com a briga interna SennaxProst, porém está cada vez se tornando próxima a 1987 PiquetxMansell. Naquela data as Williams tinham um equipamento superior e o brasileiro foi campeão devido a sua constância e controle deste, característica que já havia lhe dado outros dois canecos. Ambos ingleses são mais velozes e com controle emocional limitados o que, em um meio onde erros mínimos geram consequências máximas, faz com que a constância de chegadas não aconteça como necessário. A continuar assim o alemão aumenta o domínio do país iniciado em 1994.
    Aproveitando. Massa está tendo dificuldade reais em ritmo de corrida e principalmente nas ultrapassagens chave. No Canadá tinha carro para vencer e sequer disputou o podium. Na Austria poderia chegar muito bem entre os três e quem sabe brigar por algo um pouco melhor. Este tinha Bottas como escudeiro e poderia abrir uns quatro ou cinco segundos que possibilitaria uma troca com vantagem suficiente para não perder a posição, mas o que vimos foi exatamente o contrário. O companheiro do piloto brasileiro vem mostrando que quer agarrar essa oportunidade e que pensa realmente em ter uma carreira no circo, já Massa demonstra que sua despedida se aproxima e que, a não ser por abandonos, dificilmente chega a uma posição diferente da deste último final de semana.
    Ahhh. Gostei do circuito Austriaco, lembra muito a estética das pistas dos anos 80, bem próximo aquele em que De Cesares capotou por diversas vezes e só sujou o macação (incrível como ele nunca tinha consequencias físicas com seus acidentes).
    Vamos aguardar o mítico Silverstone e, quem sabe, assim como em 1987, uma corrida de recuperação com uma ultrapassagem próximo ao fim para o público inglês delirar com o piloto da casa.
    Uma boa semana a todos!!

    • Burn Baby Burn!! says:

      Gostei do teu texto Robinson… Mass não acho que o Massa está acabado, afinal impôs uma pole nas Barbas da Willians que segundo o Lito tem como Pupilo e protegido o Bottas…por isso que os Pitts do BoTass sempre foram em média 1 segundo mais rapidos que os do Massa. que ao meu ver fez uma corrida limpa e estratégicamente inteligente o tempo todo após o famigerado 1o Pit de 3.6. lembro que o Bottas só conseguiu passar o Peres porque na uutrapassagem do Rosberg o peres ficou travado perdeu velocidade e o Bottas passou no embalo.. já o massa teve que aguardar duas voltas até o peres parar nos Boxes.. porque passar o cara não seria possivel… Logo acho que esta competição mesmo que estranha entre os dois é saudável e a consistencia vai mostrar que fiará na frente no final do campeonato.. Quanto as mercedes.. esqueça.. vão sumir.. ponto

    • Tag Heuer says:

      Gostei da nova comparação…….1987 se encaixa melhor com o cenário atual!

  18. ROBINSON says:

    Parece-me que a disputa pelo título irá ser decidida mesmo nos abandono, assim como havia defendido ainda na terceira etapa. Quando ambas flexas de prata cruzam a linha ao final do GP Hamilton tende a ter um aproveitamento ligeiramente melhor, porém Rosberg quem sua constância e conservação do bólido consegue buscar resultados que lhe garantem a liderença já que o adversário inglês já é conhecido pelo mau gerenciamento de seu equipamento. Ao início da temporada eu a havia comparado a 1988, com a briga interna SennaxProst, porém está cada vez se tornando próxima a 1987 PiquetxMansell. Naquela data as Williams tinham o equipamento superior e o brasileiro foi campeão devido a sua constância e controle do equipamento, característica que já havia lhe dado outros dois canecos. Ambos ingleses são mais velozes e com controle emocional limitados o que, em um meio onde erros mínimos geram consequências grandes, faz com que a constância de chegadas não aconteça como necessário. A continuar assim o alemão aumenta o domínio do país iniciado em 1994.
    Aproveitando. Massa está tendo dificuldade reais em ritmo de corrida e principalmente nas ultrapassagens chave. No Canadá tinha carro para vencer e sequer disputou o podium. Na Austria poderia chegar muito bem entre os três e quem sabe brigar por algo um pouco melhor. Este tinha Bottas como escudeiro e poderia abrir uns quatro ou cinco segundos que possibilitaria uma troca com vantagens suficiente para não perder a posição, mas o que vimos foi exatamente o contrário. O companheiro do piloto brasileiro vem mostrando que quer agarrar essa oportunidade e que pensa realmente em ter uma carreira no circo, já Massa demonstra que sua despedida se aproxima e que, a não ser por abandonos, dificilmente chega a uma posição diferente da deste último final de semana.
    Ahhh. Gostei do circuito Austriaco, lembra muito a estética das pistas dos anos 80, bem próximo aquele em que De Cesares capotou por diversas vezes e só sujou o macação (incrível como ele nunca tinha consequencias físicas com seus acidentes).
    Vamos aguardar o mítico Silverstone e, quem sabe, assim como em 1987, uma corrida de recuperação com uma ultrapassagem próximo ao fim para o público inglês delirar com o piloto da casa.
    Uma boa semana a todos!!

  19. Davi Ribeiro says:

    Tem alguma coisa muito estranha nos pit-stops? do Massa. Seja por algum erro ocasionando perda de preciosos segundos, seja na estratégia – volta escolhida muito cedo ou tarde que o faz perder tempo durante a corrida. O fato é que isso tem atrapalhado significativamente seus resultados. Uma pergunta aos universitários sabem tudo do blog: o piloto não pode mais solicitar ao box para antecipar a parada?

  20. Dk says:

    Estão todos loucos, paranóicos. Seguindo essa lógica torta o Vettel também está sendo sabotado. De queridinho do titio Marko à excluído em poucos meses. Sim, pq até agora teve bem mais problemas que Daniel. E o Hamilton, contrataram ele por milhões só para puxarem seu tapete, ou só para valorizar a vitória de um alemão. Seria mais fácil contratar o Vettel que está sendo deixado de lado na RB. Ou mais fácil ainda contratar o Hulk. No caso da Williams o Bottas é um baita piloto, vai ser campeão esse cara. Massa já foi bom mas agora é apenas um piloto experiente e fácil de lidar, seu papel é bem claro no time, piloto-consultor.

  21. Déo Neto says:

    Ainda na Ferrari o Rob Smedley já errava na estratégia de corrida e o Massa continua com ele. Já passou da hora de mudar de engenheiro.

  22. giovanni says:

    Tem piloto bom, tem piloto ruim, e tem piloto gênio, no momento não temos gênios na F1.

  23. giovanni says:

    Pavão dourado foi show!

  24. Tailor Jr says:

    Algo ficou claro para mim nesse fim de semana, a paixão que tenho por este esporte chamado F1, a minha esposa se apavora, rola até suor nas mãos e batimento cardíaco acelerado, e sempre foi assim, Neste sábado, foi meio que um grito de gol entalado aquela pole, inclusive com um pulso machucado ao final, que arrancou gargalhadas de minha mulher e de sua neta. Eu sabia que a corrida seria decepcionante pois não vejo o Massacrado como um super piloto, é um bom piloto mas não é um Senna, um Alonso, E após o acidente em 2010, Massa perdeu alguma coisa que fudeu seu gerenciamento de gasto de pneus, esse rapaz perde performance muito rápido nas corridas, e só analisar, e não é o carro de agora, na Ferrari ele sofria do mesmo problema. Mas prefiro assim, mesmo que termine na porrada ou no muro como foi a outra corrida, valeu alguma coisa.

  25. Alberto says:

    – Massa não teve um bom pitstop, mas não justifica chegar tão longe
    – Massa tem dificuldade com o desgaste dos pneus traseiros, Bottas consegue conserva-los melhor sem perder velocidade, por isso Massa perde rendimento durante a prova.
    – A Williams tem um bom carro, apenas de reta. O circuito austríaco não tem grandes retomadas (ponto fraco da Williams este ano) onde for assim eles irão bem, onde tiver que parar o carro para retomar estarão encrencados.
    – Bottas tem se apresentado ser mais piloto no sentido amplo; maduro, disponível, interessado e focado. O cara é bom
    – Se o RedBull desse ano fosse como o do ano passado Riccardo seria campeão, não Vettel
    – Acho que os engenheiros não estavam enganados quando viram no peso do Hulk um grande empecilho na contratação
    – Rosberg esta consolidando uma liderança que eu não esperava acontecer, se Hamilton pirar agora já era.

    • PedroL says:

      “- A Williams tem um bom carro, apenas de reta. O circuito austríaco não tem grandes retomadas (ponto fraco da Williams este ano) onde for assim eles irão bem, onde tiver que parar o carro para retomar estarão encrencados.”
      Ao contrário amigo, falta pressão aerodinâmica nos carros da Williams, logo sofreram em circuitos com curvas de alta velocidade.

      • Alberto says:

        Pedrol,
        se faltasse pressão aerodinâmica e não tração os carros iriam bem em Monaco e não iriam bem na Espanha.
        No Canadá era claro que Massa não conseguia ultrapassar ninguem(apesar da boa velocidade de reta) porque não tracionava bem no grampo de baixa velocidade.
        A traseira do carro é o crítico, mas a dificuldade deles não é na estabilidade, é colocar a potencia no chão nas saídas de curva, quanto mais lenta pior.
        abraço

  26. JP says:

    PQP, que circuito lindo!!

  27. Joseas Ruela says:

    Caros,

    O Massa continua rápido, visto no sábado.
    Mas no domingo…..
    O carro dele parece não ser bom de corrida, ele perde tempo…não sei onde, pois o carro é rápido na reta e não é ruim nas curvas, com a ressalva do desgaste dos pneus, que segundo o Barrica, é precoce principalmente nos traseiros.
    Será nas estratégias?
    Creio que não tem complô contra ele, né? De novo esta história? Que saco.

    p.s.> Tá muito bom estas “férias” do Galvão da F1. E o Regi? Este faz falta.

    • Muttley says:

      Eu às vezes gosto do Galvão, ele fala algumas coisas legais de F1, mas só às vezes. Quanto ao Reginaldo Leme, sabe tudo; realmente faz falta.

    • Muttley says:

      Achei o verdadeiro Zé Arruela!

    • Alberto says:

      O Massa tem dificuldade em conservar os pneus traseiros, o Bottas consegue fazer isso sem perder velocidade, por isso na corrida Massa tem dificuldade em manter o ritmo

      • Allez Alonso! says:

        Massa sempre anda bem com os option, opção macia, desde a Ferrari, eu se fosse ele começava a tentar option, option, prime.

      • Alberto says:

        É verdade, Massa consegue melhor temperatura com os pneus mais moles.
        No caso destes pneus macios não fica grande a evidencia de desgaste porque todos andam pouco na corrida com estes pneus(as vezes menos de 10 voltas); na realidade para todos o pneu mais mole gasta muito rápido independente da forma do cara guiar; com os pneus mais duros o acerto e a forma de guiar influenciam bem o desgaste

  28. Luiz Auguto says:

    Não há dúvidas de que o pit do Massa foi mais de 1s pior que o de Bottas. OK ! Acontece. O pit do Hamilton de 4s deve ter sido o pior dos quatro ponteiros, mas o cara na pista tira o prejuízo.
    Basta ver como os três primeiros avançaram pra cima do Perez – destaque para o Bottas aproveitando a passada do Rosberg – e como o Massa ficou passivamente atrás dele por duas vezes. Aí o cara mete que a pista é difícil de ultrapassar (?!?).
    Kct !! A pista tinha uma pinguela em descida onde todo mundo se embolava no final e só ele teve dificuldade ??
    Como já disseram, falta ao Massa a “maldade” dos campeões. Vergonha alheia quando o cara me mostra o boneco do Neymar como amuleto e no grid confirma que o boneco tá carro !! Ah vá pra PQP !!!

  29. Seinfeld says:

    Tem sal-grosso na Alemanha?

    Vettel meu filho vai se benzer!!

    A força do OLHO GORDO DAS VÍÚVAS te alcançou mesmo!!

  30. John Player says:

    A corrida foi tudo o esperado. Deu Mercedes, Massa frustrou seus fã (esses tem fé mesmo! Teimosos!…ou são apenas loucos).

    Mas essa corrida, foi diferente num ponto fundamental para quem a acompanha F1 há mais de 30 anos: A Narração/transmissão da Globo.

    Transmissão de F1 sem o Galvão Bueno (ou o Luiz Roberto), é outra coisa.

    Sem pachequismo, sem conversa mole, sem choradeira de “viúva”, sem interrupção nem atropelo nos comentários dos comentaristas e sem conversar em cima da transmissão de rádio equipe-piloto! O assunto é só a corrida e só a temporada de hoje, do PRESENTE. Até os comentários de Barrichello foram mais “profissionais”.

    Com Sergio Mauricio narrando (sem GB e Luiz Roberto), foi um UpGrade de 1000% na transmissão da F1 da Globo.

    Faltou apenas o Reginaldo Leme comentando, mas, pra mim, foi a melhor transmissão de F1 dos últimos 30 anos. (principalmente dos últimos 20 anos!)

    Descontraida, mas sem perder o foco, objetiva, sem papo furado nem “fofoca” do locutor que toda hora quer mostrar que é amigo e conhece a família deste ou daquele piloto e ex-piloto, cutuca “inimigos” dos brasileiros na F1, etc, etc.

    Chega do “Ah aquelas saudosas manhãs de domingo!” em toda transmissão!!

    CHEGA!!

    Galvão Bueno e Luiz Roberto, só no futebol. E olhe lá!

  31. Eltontoptec says:

    O mais legal, ou talvez a única coisa legal dessa corrida foi a ultrapassagem de Ricciardo, na marra e na fé, na última volta em cima da Force Índia.

  32. Tiago says:

    Que pista animal! Circuito à moda antiga, sem áreas de escape, com grama e brita nas saídas, isso é demais! Até Suzuka tem um monte de área de escape de asfalto, enfim uma pista de verdade!

  33. Walter Borges says:

    Caro Flávio. Tenho visto alguns comentários parciais, alguns sem sentido, até. O Massa não é o melhor piloto do mundo, mas é notório que a equipe o está prejudicando em todas as corridas. É sabido de todos que o Bottas é protegido do Toto Wolf, que tem grande influência na equipe. Juntando todas as peças, que cada um tire suas conclusões. Uma coisa que me chamou a atenção foi a infantilidade do Massa atribuindo sua pole à “boa energia” de um boneco do Neymar, que lhe teria sido dado pelo filho… pô, velho, esse piloto é ateu ou o quê? Me lembro que Senna creditava muitos dos seus feitos a Deus, que fora quem lhe dera o dom de ser o melhor piloto do mundo. A questão é que o Massa precisa amadurecer, largar mão de ser bobo e passar a acreditar em algo mais que amuleto da sorte. Só assim sua sorte e carreira vão, de fato, mudar.

    • Sigfrid says:

      concordo plenamente, precisa confiar mais em Deus e enfiar o pé. A equipe ta mancando MUITO!!

    • thiago says:

      Sempre que um piloto brasileiro tomar tempo do companheiro de equipe estará sendo sacaneado pela equipe?

      • Martinho says:

        Pois é. O Hamilton tb perdeu tempo na primeira parada, até mais que o Massa, mas ninguém está acusando a Mercedes de nada. O Massa tinha que ter acelerado mais no início, mas ele não conseguiu abrir do Bottas. Aí é que ele perdeu a liderança ou, sendo mais realista, o pódio.

    • Magno Santos says:

      Você tem razão.
      Tem muito coisa sem sentido, até.

    • Disqueoxes says:

      Toto Wolf fez o pódio da Áustria no domingo, além disso td o regulamento foi feito para beneficiar a Mercedes esse ano, não consigo enxergar de forma diferente, triste que a competitividade tenha ficado em segundo plano uma fez que o plano deu tão certo que agora não tem como disfarçar, bom Mercedes campeã, Nico alemão campeão, a alguns anos que um campeonato de pilotos já se ganhava no contrato bem feito, mas o de equipes me assustou…boa sorte a F 1 triste ver td isso…p.s: Felipe Nars melhor se ajeitar em outra equipe pois daí não sai nada.

      • l alberto says:

        Porque beneficiada? O regulamento era de conhecimento de todas as equipes e a uns três anos no minimo,e todas concordaram.Ser competente em construir um carro(coisa,caso não saiba,a Mercedes Bens, dona de equipe ,que não é fabricante de energéticos e nem vive crises de comando interno intermináveis) é bem competente.E o atual presidente da FIA é francês e era funcionário da Ferrari e não da Mercedes,se alguém poderia ser beneficiado não seria os alemães.Não confunda capacidade com cumplicidade isto só demonstra que você é completamente néscio no assunto,talvez entenda muito é de futebol ,que é o esporte do momento no país.(ou melhor; de todos os momentos)

      • Giuliano SPFC says:

        Respeito sua opinião, mas não concordo, que culpa tem a Mercedes, se a Renault e a Ferrari não fizeram bons motores, é consenso no Grid que na aerodinâmica o carro do Newey da Red Bull continua perfeito, mas fazer o quê se o motor Renault não empurra como o Mercedes!!!!, e pior, ontem o carro do Vettel pegou literalmente “no tranco”, no crtl+alt+del!!!!, veja que todos os carros empurrados pelos motores Mercedes estão melhores que o resto.

    • Felipe says:

      Concordo. É só comparar o tempo de pit stop de todas as corridas de Massa com Bottas. Nesta por exemplo, no primeiro pit:
      Massa: 3,3s
      Bottas: 2.1s

      Isso quando a Williams não caga nos pit de Felipe (apenas dele). Pra mim o fato de Toto Wolf ser o manager de Bottas influencia muito sim.

    • José says:

      Gosto do Massa, mas colocar a culpa na equipe é ser leviano demais. Bottas não é um baita piloto, mas é bom, Massa não é um baita piloto, mas é bom. Mas está apanhando do novato. Simples. Não vi em nenhuma corrida até aqui a Williams prejudicar o Massa, seus resultados (os bons e os ruins) são fruto de seu trabalho.

      E sobre o amuleto do Massa e a crença do Senna, me desculpe, cara, mas é ridículo seu ponto de vista. Quero deixar claro que não sou ateu e acredito em Deus, além de achar amuletos um imensa bobagem. Mas você creditar as vitórias do Senna a Deus é forçar demais. Primeiro porque Senna não era santo e segundo que você está dizendo que pilotos ateus ou de outras religiões não podem vencer corridas? Religião é importante e faz muito bem à pessoa, mas tem que saber separar muito bem as coisas pra não ficar cego.

      Não tome como uma crítica, mas talvez um dica.

      Abraço.

    • Pedro Thadeu Liguori says:

      Acho que esse é o comentário mais idiota que eu já vi aqui.

    • Marcos says:

      Declaração da Claire após sobre a corrida. “Estou feliz por esta recompensa e também pelo primeiro pódio de Bottas na F1. Ele tem feito um ótimo trabalho para nós. Estou emocionada”, falou Claire.

      E o Massa? Nada? Nadinha? Nem dicas, experiência que levou a equipe?

    • samuel says:

      Acho que vale ressaltar também a diferença entre Kimi e Alonso em 2013 e a diferença entre Massa e Alonso em 2014. Na 8º corrrida de 2013 o placar estava 111×57 para Alonso, enquanto agora está 79×19 para Alonso em cima de Kimi.

      A performance de Massa em 2013 é muito melhor que a de Kimi em 2014. Ele é um grande piloto com velocidade suficiente para ganhar, mas peca muito na consistência e ritmo.

    • EL BRITON says:

      Acho engraçado a defesa ao ilustre Zacarias Massa. Todos sabemos que ele é um piloto ta”lentoso”… ou diríamos o piloto de uma volta só!? Vence corrida quem é constante, quem arrisca e quem tem sorte. Faltou um desses elementos, é quase certo que o fracasso irá acontecer. O Felipe não perdeu a corrida no box, perdeu na falta de arrojo ou medo de atacar o Perez. Perdeu na falta de velocidade nas janelas de parada e principalmente da falta de sorte, mandinga ou seja lá o que for que este piloto acredita! Sejamos francos, nunca estivemos tão mal representados em uma formula 1 tão sem graça!
      Arrisco a dizer que o Felipe só continua na F1 pela estatura de anão que lhe foi concedida! Os pilotos estão mais parecidos com jóquei que qualquer outra coisa, nanicos e principalmente esquálido!

    • Fabiano Lacerda says:

      Você creditou a maturidade e o sucesso do cara pelo fato de acreditar em um deus ou não? É isso mesmo?

      Ainda bem que a tua raça está em extinção. A esperança que nutro por um mundo melhor reside nesse fato.

    • Itamar says:

      Mais uma teoria da conspiração. Torço muito pelo Massa, mas é óbvio que ele não é mais um piloto de ponta! Todo piloto tem seu auge, o do Massa já passou, infelizmente. Mas a corrida foi ótima numa pista ótima.

  34. Aos críticos de Vettel says:

    Semanas atrás Lauda cutucou com a má fase de Vettel: “Agora ele está sentindo a pressão”

    Lauda só se esqueceu de um detalhe, em seu retorno a F-1 ele tomou ‘sova”do companheiro John Watson.

    http://www.statsf1.com/pt/1982.aspx
    http://www.statsf1.com/pt/1983.aspx

    Watson sempre foi considerado mediano, mas Niki Lauda já era bicampeão consagrado. Fica a pergunta: “o que faltou para Lauda para bater Watson no mundial de pilotos 82 e 83?”.

    E não adianta inventar desculpas, o austríaco foi superado em dois campeonatos seguidos pelo companheiro. Vettel esta trabalhando duro e pode reverter a situação, coisa que o grande Lauda não fez em 82/83! Vettel em nenhum momento minimizou Ricciardo na RBR, pelo contrário, mas o alemão esta sofrendo com azar, coisa fora se seu controle.

    Agora comparem os problemas Vettel com Ricciardo em treinos-extras, classificações e corridas,

    Parabéns a Ricciardo, mas ele não estaria rindo a toa em condições normais…

    • Allez Alonso! says:

      Riccardo está colhendo os frutos de um melhor trabalho. Lembre-se que Vettel abandonou a equipe em Jerez, e só fez reclamar, barulho, downforce, ERS, DRS, Chassi trincado (só ele viu!).
      Agora, tem que ser debilóide pra comparar o retorno do Lauda com a atual situação do Bettel. Lauda quase morreu, deveria lembrar que aquele troço com quatro rodas o mutilou e quase o matou todas as vezes que olhava no espelho. Todo piloto sente falta de ritmo, veja Shumi, Kimi e Lauda. Vettel não ficou parado, Ricciardo simplesmente destronou seu Vettel, que se mostrou um piloto medíocre, gênio é o Newey, E Alonso.

      • Muttley says:

        Putz, falou tudo, poucas vezes concordei tanto com a opinião de alguém (inclusive com relação a Alonso ser gênio). Parabéns pela lucidez e clareza em sua análise. Assino embaixo tudo o que você escreveu.

    • Alberto says:

      Ah sim, rico seu comentário…por isso que o Watson foi campeão, né? ah, é verdade… o campeão foi o Lauda e não o Watson…

    • Anselmo Coyote says:

      Em condições normais a Red Bull teria um carro até 3s mais rápido que os demais, o Webber estaria lá fazendo figuração, as outras equipes estariam abnegadas lutando entre si pelo 2o lugar, o 1o lugar do verdadeiro campeonato, e o Vettel, 1o piloto e queridinho da equipe, levantando o dedão (ui) a cada pole e a cada vitória para delírio de seus fãs. Que belo roteiro.

      Mas a realidade é outra, companheiro. Eu sou torcedor do Kimi, um cara que sempre foi ultra-rápido, foi campeão com um carro que não era o melhor, em cima de Alonso bicampeão e Hamilton. Depois de uma aposentadoria de 2 anos, quando todos pensavam que ele estava acabado, ele voltou à Lótus e fez duas temporadas fantásticas, batendo recordes de número de corridas marcando pontos e ainda venceu corridas com um carro sofrível.

      Hoje ele está tomando o maior varêio do Alonso. Eu acredito que ele não se acertou com o carro, assim como o Schumacher também não quando correu pela Mercedes, o que explica ambos terem tidos resultados tão ruins, e se aplica também ao Vettel. Mas, quer saber? Eles que se virem, já que ganham milhões para isso. As equipes Red Bull e Ferrari que se virem também e entreguem carros mais acertados aos seus pilotos para que eles possam pilotar em suas plenitudes. Eu sou torcedor. Não estou aqui para garimpar desculpas para o piloto de minha predileção.

      Se fosse para arrumar desculpas eu diria que o Kimi tem um equipamento muito pior e lhe está sendo imposta a condição de segundo piloto pela Ferrari, já que esta equipe tem este histórico público e notório e coisas piores ainda.

      Isso deixaria o Vettel em situação pior ainda em relação ao seu público, pelo simples fato de que é público e notório que ele é o 1o piloto da Red Bull, o que significa que mesmo sendo privilegiado ele está sendo enrabado sem dó nem piedade pelo Ricardinho.

      Mas não estou aqui pra isso. Os pilotos que venham a público, se quiserem, óbvio, dizer o que está acontecendo, porque até que se prove o contrário os equipamentos de Kimi/Alonso e Vettel/Ricciardo, são exatamente iguais assim como eram também Vettel/Webber e Alonso/Massa..

      Eu não invento desculpas. Sou apenas torcedor.

      Em suma, o Vettel está tomando um varêio horroroso de um garoto imberbe e sorridente, com equipamento igual ao dele. O mesmo diga-se do Kimi, só que seu companheiro não é o smile-boy e sim um bicampeão que é quase unanimidade como o melhor piloto em atividade na F1.

      Chupa Vettel.

      Chupa Kimi.

      Entendeu agora como um legítimo torcedor faz? Vaia também se achar que deve. E se o cara deixar de merecer a sua torcida ele a perde.

      Demorou muito para que os deslumbradinhos torcedores do Vettel levassem essa enrabada para aprenderem a ser mais humildes e a procurar entender o esporte, em vez de ficarem apenas como macacas de auditório.

      Chupa vetteletes!!!

      Abs.

      • Allez Alonso! says:

        A Lotus era sofrível? Grosjean fez 210 pontos com uma Lotus sofrível. Se a Ferrari tinha junto com a mclaren o melhor carro de 2007/2008. A Lotus era o carro que melhor gerenciava os pneus, lembre-se que naquela época os testes da Pirellli eram com um Renault. A Lotus sempre teve um difusor eficiente, tanto é que tinha Allen, melhor engenheiro da nova safra junto com Key.
        Shumacher vinha de uma carreira guiando os Bridgestone e nunca tinha visto um pneu Pirelli. Importe um dunlop pro seu kart e sinta a diferença que um pneu faz.
        Shumacher teve oito quebras a mais que o Niko, mas sempre virou tempos parecidos em qly.
        Kimi foi contratado para entregar o que Massa não estava entregando. Os brasileiros e italianos detonaram o Felipe, sem dó. Acontece que Kimi leva mais do Alonso que Massa o levava. E, considerando o que fez Bottas com o Maldonado, esse finlandês merece o apoio que Claire e Toto depositam no garoto. Felipe tem que se dar uns tapas antes de colocar o capacete e guiar como na ultima volta do q3, até nas saídas e entradas dos boxes.

      • Giovani Bogo says:

        Parabéns Anselmo… como deves saber, também torço por Kimi, e repudio esse protecionismo de fã sem limite… este ano nosso piloto está tomando uma sova, muito porque não se adaptou ao carro… piloto bom não pode só querer andar com o carro dos sonhos… infelizmente, Kimi perdeu o ano… mas é vida que segue, e devemos reconhecer o talento e qualidade dos adversários, apenas isso.

      • Muttley says:

        Se o Vettel está sendo enrabado (e está mesmo) então não é Ricardinho, é Ricardão.

      • Anselmo Coyote says:

        Sim. A Lotus era sofrível. Tinha consistência como um volvo bege, não quebrava, mas não tinha velocidade, o que é mortal para este esporte. Por aquela draga em posições de pontuar foi puro mérito (obstinação) dos pilotos.

        Quanto ao Grosjean, podem falar o que quiserem, dadas as “maldonadas” que ele cometeu. Mas ele sempre foi muito rápido e negar que ele melhorou demais… só se for por má-fé.

        Quanto ao Schumacher, não tenho a menor dúvida de que o carro não correspondeu às características dele. Repetindo, o mesmo se aplica hipoteticamente a Vettel e Kimi. Mas eles que se virem.

        Pneu dunlop p/kart melhora? Assim genericamente? Óbvio que não. Depende do chassis, da pista e da tocada. Pode ser um tiro na mosca ou uma merda fenomenal.

        Se sua tocada é quadrada, ponha pneus MG amarelos (macios) e vá para uma pista bem emborrachada. Vc vai simplesmente ficar agarrado no chão e não vai virar tempo algum. Depois ponha vermelhos (médios) e vá para mesma pista. Vai escorregar gostoso virar tempos bons.

        Vc sabe que em muitas pistas pneus usados viram melhor do que novos.

        É óbvio que existem pneus que nem merecem serem chamados de pneus, tamanha a irregularidade da construção. Mas isso é outra coisa.

        Abs.

      • Allez Alonso! says:

        Eu não disse que melhora. O que eu quero dizer é que pneu muda a característica da kart. Aí você tem que mudar todo o kart, manga, eixo, bitola pra sua tocada, senão não vem tempo. Imagina na f1, onde Shumacher vinha de pneus frisados… E ele quebrou muito, oito vezes a mais. A Lotus não deu carros iguais ano passado, só na oitava etapa os carros ficaram iguais. De onde você tirou que a Lotus era sofrível?
        Olhe os resultados do Lotus E20:
        http://en.m.wikipedia.org/wiki/Lotus_E20
        Na primeira prova, Grojã classificou em terceiro, mas bateu. Kimi saiu de 17 pra 7.
        Grojã teve três pódios, nove vezes entre os dez. Kimi, teve 7 pódios, uma vitória e 19 vezes pontuando. Sofrível é você chamar esse carro de sofrível. Como eu disse eles tinha James Allen, que hoje está na Ferrari, o melhor motor da f1, e ainda, o carro te testes da Pirelli eram um chassi Lotus/Renault de 2009.
        Sua afirmação de que não tinham velocidade também está errada. Em Monza, 2012, Kimi classificou em oitavo e foi o carro que mais andou em reta, 342,7 km/h. D’ambrosio que
        substituia o Grojã, depois da cagada em spa, ficou com o segundo maior top speed, 342,4. Kimi foi quinto, D’ambrosio foi 13o na corrida, sem nunca ter sentado no carro antes. Se sua tocada é quadrada, antes de trocar o pneu, marque a pista com pneus e cones e aprenda o traçado da pista. A questão não é colocar pneu e achar que vem tempo e sim você saber o que mudar quando colocar um pneu novo.

    • Mario Dominguez says:

      Aí eu pergunto, se fosse o Vettell tivesse saído da equipe e ficasse a dupla Webber-Ricciardo? Iriam colocar a culpa nos pilotos do mal desempenho da Red Bull? Igual a Renault 2006-2007?

    • Fernando says:

      Pode ser. Mas que o Vettel está perdendo mesmo para o Ricciardo, isso tá sim ! Ou é azar; ou o Ricciardo é bom pra caramba; ou o Vettel não é isso tudo. Escolha uma das três hipóteses. Abs.

      • Mario Dominguez says:

        Acho que é azar, o Vettel venceu com uma Toro Rosso… mas o Ricciardo é bom, assim como o Bottas. Abs.

      • Muttley says:

        A minha é a última. Vide o que faz El Fodón de Las Astúrias com um carro igualmente ruim.

      • Anselmo Coyote says:

        O Vettel não é tudo isso. Um piloto comum. E façanha muito maior do que ganhar com uma Toro Rosso foi o Maldonado ganhar com uma Williams sem sem qualifying atípico, sem largar na pole, sem chuva e sem spray e disputando no braço com o Alonso, Isso do Maldonado e do Vettel nestas equipes foram pontos fora da curva. Como a pole do Massa agora.
        Abs. .

  35. Chupez Alonso! says:

    Nossa, o Esperando Octaonso liderou uma corrida!

    E ainda chegou na frente do Kimi! De novo!!!

    É Tetra, é tetra, é tetra!!!

    • l alberto says:

      É meu caro, tanto Alonso como Massacradozarado estão pagando a maldição de Hermes,um por ter ganho indignamente e o outro por ter permitido!!!!!!!!!!!!!!!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Médico says:

      Hum, acho que esse usuário aí em cima tem alguns problemas de ordem mental. Deve ser o massacre que o seu idolozinho de barro vem levando dentro da RedBull e tomando volta toda corrida que está provocando esta desorientação. Vou prescrever Hadol para você e uma sessão de eletrochoques experimental.

  36. Rama says:

    Flávio e amigos,

    eu já tinha falado algumas vezes dessas estratégias surreais do Rob Smedley.
    Na primeira parada, Deu pra ver que Massa, o único a não trocar pneus, virava um pouco mais rápido que Hamilton e cia, porque Pérez segurava todo mundo. Não era pra ter esperado mais um pouco e reconquistar a posição que perderia pro inglês? Aquele pneu não segurava mais 2 ou 3 voltas? Não dava pra calcular rapidinho se poderia voltar à frente de Pérez.

    Na segunda parada, novamente. Se andasse mais um pouco voltava na frente de Pérez. Precisa parar na volta combinada antes sempre? O atenuante nessa parada, é que notei que na primeira parada o pneu esquerdo de massa tinha uma faixa enorme de macarrão. Pneu usado e lascado.

    No final da corrida, os caras mandaram Massa cuidar dos pneus traseiros. Câmera onboard virada para traseira, mostrando Alonso, mostrou pneus ótimos faltando 10 voltas pro final e também quando faltavam 3 ou 4. Jeito besta de mandar baixar o facho e segurar as posições. Enquanto isso Mercedes liberava pilotos pro “pau”.

  37. Rafael says:

    sua visão sobre a primeira parada de Massa está equivocada. A parada de Massa foi de 3,3 seg e a de Bottas de incriveis 2,1 seg. Um amigo meu estava na pista sentado defronte aos boxes e viu esta informação no telão. Ademais o tempo de volta de pneus gastos do Bottas era de 1,14 e o Nico voltou virando 1,13. Vi no aplicativo da F1. Nao to defendendo o Massa, mas me atendo aos fatos para evitar uma barriga, como voce ensinou esses dias.

  38. O Rosberg e o Bottas estão aproveitando bem as falhas dos seus parceiros de equipes. O Hamilton vai ter que usar mais a cabeça que é o seu ponto fraco se quiser o Bicampeonato! O Massa vai fazendo bem o seu papel de coadjuvante dentro de sua própria equipe, mais um ou dois anos é Fim de Carreira! Esse lance de Pontuação Dobrada na última etapa só beneficiará o Piloto Irregular que nem nos tempos dos Descartes.

  39. Rubens Bueno says:

    Massa é o piloto mais consistente da F1. Nunca ultrapassa ninguém quando é preciso, é sempre facilmente ultrapassado, sempre perde posições nas paradas porque é lento nas voltas anteriores à parada, etc, etc.

    Quanto à transmissão da Bobo mais um voto para o Sérgio Maurício. Ele foi um pouco melhor que o Galvão. Só umas 100x melhor que a diva deslumbrada e mal educada de ego deformado, que monopoliza e fode qualquer transmissão.

  40. Evandro says:

    …pra ver como Emerson, Piquet e Senna realmente eram pilotos….essa turma de agora é de coadjuvantes…..esperar mais deles é frustrante. Os carros novos realmente bagunçaram tudo mas aos poucos a ordem vai se reestabelecendo. A redbull já deve ter abandonado o carro atual e está pensando no próximo, pois só isso explica a calma do Vettel depois do abandono. Enfim, enxergou muito o Hamilton quando saiu da Mclarem e foi pra Mercedes só não esperava o acerto do Rosberg com o carro, mas isso já faz parte do jogo e o que se vê é ele na luta o tempo todo. Bottas, já era uma boa promessa que está se consolidando. A grande frustração da temporada é a Lotus…que fase ein…

    • l alberto says:

      Tanto RedBull como Lotus usam o mesmo motor,por tanto o problema pode não ser do carro mas do motor. Eu acreditava que a Renault faria um motor mais potente,pois na era “turbo” anterior, ela tinha um dos mais potentes e foi a primeira a acreditar no turbo quando este ainda era opcional (1500 cc turbo ou 3500 cc aspirado) e foi a criadora da mola pneumática para o comando de válvulas,que possibilitou os motores modernos atingirem rotações inimagináveis a algumas décadas.
      Eu gostaria muito de ver uma REDBULL

      • l alberto says:

        Complementando: RedBull com motor Porsche,para quem eventualmente não saiba Herr Ferdinand Porsche era Austríaco e não alemão,ficaria tudo em casa como Mercedes e Ferrari.

    • JP says:

      AFF ! Esqueça anos 70/80 pelo amor de Deus!!

    • Giuliano SPFC says:

      Cara, os tempos são outros, o Massa ontem foi claramente prejudicado pela equipe, se tivesse sido o 1º a parar, não tinha perdido a liderança, e hoje em dia o sujeito sai do carro p…da vida com a equipe, mas não pode falar nada, até o que eles dizem é controlado pela equipe, quando o carro quebra, não pode nem dizer porque, nos tempos de Senna e Piquet, não tinha nada disso, e os caras já chutavam o balde ali mesmo na pista!!!

  41. Alvaro Ferreira says:

    No final, com o Alonso chegando no Massa, quase que o Smedley mandou um “Fernando is faster than you”….

  42. Calexis says:

    Comentário do Frank Williams quando contratou o Bottas, em novembro de 2012:
    – Valtteri é simplesmente um dos mais talentosos jovens pilotos que eu já me deparei e esperamos grandes coisas dele no futuro. Ele também é muito fácil de lidar, o que sempre ajuda na construção de boas relações com engenheiros e no desenvolvimento do carro. Valtteri é parte da Williams há três anos e sua habilidade de assimiliar informações rapidamente é excelente. Ele mostrou nos treinos livres que pode rapidamente ser veloz em uma pista nova. Isso será importante no próximo ano, porque a primeira temporada é sempre a mais difícil.

  43. Fernando says:

    No GP do Canadá fiz um comentário sobre Massa, ai vão alguns tópicos – “Eu até torço para o Massa, como torcia para o Barrichello, para que de tudo certo e nos dê alegrias que há anos não temos mais. O problema é que Massa e Barrichello são dois bons “mocinhos”, são gentis e muito “gente-finas”… não possuem o sangue de campeões, não arriscam, não põem fogo no adversário, são dóceis e fazem tudo ao contrário do que um Senna, um Schumacher faziam e o Hamilton e o Vettel fazem hoje. Massa e Barrichello adotam a postura de levarem os carros pra casa na melhor posição possível, se contentam com um 4º ou 8º lugares. Para se chegar em 1º, 2º ou 3º lugares precisam de algo mais, competência, habilidade e saber dar o bote certo no momento certo e, isso, esse dois não têm e nunca vão ter, são competidores fadados a companheiros de primeiros pilotos, acho que até Barrichello era melhor como segundo piloto, Massa, positivamente é fraco e o que mais chama atenção é um baita pé frio, azarado em dose dupla”… … “não adianta, temos que reconhecer e nos conformar que o espírito de campeões não temos mais, não temos mais os Fittipaldis, os Piquets e os Sennas, só temos coadjuvantes e olhe lá, não sei se ano que vem ainda teremos ao menos isso”…

    Bem, isso foram alguns tópicos do comentário do Canadá que poderia servir para Áustria. Normalmente nas classificações Massa comete algum erro que dificilmente outros cometem, mas na Áustria deu sorte pelo erro de Hamilton que ainda estragou a volta de Rosberg, então, só tinha que superar Bottas e ficar com a pole. Agora, na corrida é onde seu desempenho fraquíssimo, ele não consegue manter uma regularidade agressiva, faz duas voltas rápidas e depois se amofina e começa se distanciar dos que vão em sua frente e o que é pior, os que estão atrás chegam nele com facilidade e até ultrapassam. Não sei se é a forma de dirigir ou seu preparo físico que o deixa de acompanhar os que vão à sua frente. Lembram de Barrichello que chamavam de chorão, Massa está igual, sempre tem uma desculpa do pitstop ou que pegou tráfego. Gozado que quando isso acontece com um Alonso ou um Hamilton, esses fatos não interferem até o final da prova como acontece com Massa… Pilotos top de linha sempre conseguem extrair leite de pedra, Massa nem água ele tira…Podem escrever, com o carro e motor que a Willmans tem hoje seria obrigação estar sempre em terceiro lugar e quando tivesse a oportunidade de estar na frente de um deles fazer tudo para não entregar a “rapadura”. Essa tarefa podem cobrar, será Bottas que irá fazer esse papel, nem que seja pelo seu próprio nome.

    Porra, o cara não sobe num pódium desde 2008 como também não fazia uma pole, e isso que tinha uma Ferrari que levaram algumas pole e vitórias de Alonso, já ele nada. Até pelos pontos que Bottas tem, não me admiro que depois da metade do campeonato não se vai escutar com alguma frequência Felipe, Bottas is faster than you…

  44. FTrack says:

    Massa foi o que eu esperava dele. Bem na largada (uma de suas características), bom primeiro stint, segurando as Mercedes (para minha surpresa), em um primeiro momento vítima da falta de ousadia na estratégia de pits habitual da Williams, e no momento seguinte, como de hábito, sucumbindo à sua falta de ritmo de corrida. Dá a impressão que se Barrichello estivesse naquele cockpit e não na cabine da Globo, as duas Williams teriam chegado ao menos juntas.

    P.S.: Àqueles que teimam que a parada de Massa foi 1,5, 2, 3 segundos mais lenta que a de Bottas, o brasileiro chegou 9,2 s atrás do finlandês

    • Oi? says:

      Ele estava a 3,2s, mas logo a equipe mandou um aviso para poupar o pneu traseiro, um código claro de manutenção de posições, enquanto a Mercedes liberou a briga. Só depois disso ele tirou o pé.

    • Glauson says:

      Ftrack eu acompanho o live timing F1, na verdade ele vinha na média de 3,5 s atrás do Sapattos, entre as voltas 65 e 67 ele acelerou p mostrar pro Alonso q não dava para o Espanhol passar, por fim nas 2 últimas voltas ele tirou muito o pé mesmo, por isso ficou uma diferença de 9 ao invés de 3 ou 4s pro Bottas.

      • Muttley says:

        Meu caro, se o Rubinho Lentinho Tartaruga Barrichello estivesse lá ia aparecer um “problema hidráulico” e ele iria abandonar a corrida.

    • Muttley says:

      Meu caro, se o Rubinho Lentinho Tartaruga Barrichello estivesse lá ia aparecer um “problema hidráulico” e ele iria abandonar a corrida.

  45. Glauson says:

    Não acho o Bottas um GRANDE piloto, pra mim ele é bom, não ótimo, faz só o feijão com arroz mesmo. Já o Massa depois que levou a mola na cabeça virou um piloto mediocre, perdeu a combatividade, a agressividade e a constância em corridas. A Willams ta perdendo tempo com esses dois pilotos, fossem Alonso e Hulkenberg a dupla de Sir Frank, o pavão dourado do Rosberg já estaria preocupado não só com o zangadinho do Hamilton.

  46. Marcelo Araujo says:

    Não tem jeito, torcer pro Felipe Massa é certeza de decepção.

    O cara larga na pole, não anda nada, chega atrás dos principais adversários e coloca a culpa no pit stop???

    E o pior é que a Globo não faz as críticas que deveria fazer. São todos amiguinhos do Massa e não falam nada. O próprio Barrichello, outro chorão, falou a mesma coisa (culpando o pit stop), para justificar o péssimo, horroroso e sonolento desempenho do Felipe.

    E a corrida em si foi um pé no saco.

    Quando se assiste a uma prova da Moto Gp fica fácil constatar como a F1 está chata.

  47. Francisco says:

    Está faltando garra ao Massa. Dá para notar claramente que o Bottas é mais combativo e veloz. Seria melhor trocar de Felipe (sangue novo).

  48. Gilvan says:

    Sinceramente, tenho achado um pouco clichê e um tanto quanto falsa essa ideia que Rosberg está na liderança por ter mais cabeça do que Hamilton. Não vi em nenhuma corridas nenhuma falha da Mercedes #44 que possa ser atribuída ao emocional do seu piloto. A liderança de Rosberg pode ser atribuída ao 2 abandonos da Mercedes, que ocorreram justamente o Hamilton. O diferença de 29 pontos poderia ser até maior, já que nas provas que Hamilton não terminou Rosberg acumulou 43 pontos.

    • Icaro says:

      Concordo com Você Gilvan.
      Rosberg tá fazendo o trabalho dele, mas se beneficiou definitivamente dos 2 abandonos estranhos de lewis, da sacanagem de Mônaco e dos pit-stops de Rosberg que sempre são mais rápidos.

      1- Início da temporada aquele abandono de Lewis foi sacanagem, aquilo irrita qualquer piloto.
      2- Lewis corre atrás do prejuízo e tira a diferença na pista e no braço literalmente.
      3- A sacanagem de Mônaco foi surreal, qualquer um perderia a cabeça com uma situação daquela. Depois até o próprio lewis deixou pra lá aparentemente,
      4- Ele errou em Montreal, recuperou na pista e quando poderia consolidar e liderança e a vitória, o carro dele quebra. Além disso, nesta corrida Rosberg se beneficiou de uma manobra(passou reto justamente no ponto da pista que o beneficiaria) na pista e não foi punido.
      5- Os pit-stops de Rosberg são mais rápidos que o de Hamilton, e é bem mais rápido, Ontem foi 1,5 perdido por Lewis nos 2 pits. A equipe só pode tá de sacanagem com o cara.

      Por fim, não vejo Lewis com cabeça fraca ou algo do tipo. Isso é coisa que falam porque não tem justamente o que dizer do cara.

    • Boca says:

      Perfeito seu comentário.
      É matemática básica. Comparemos apenas as corridas em que ambos terminaram: Hamilton teria 14 pontos de vantagem.
      O “se” não entra na pista, mas se Hamilton tivesse chegado uma posição atrás de Nico nessas corridas em que abandonou, estaria liderando com 4 pontos de vantagem ainda.

      Outra coisa não citada: ele perdeu mais de 2 segundos nas trocas de pneus em relação ao Nico. Pode não ser determinante, mas ajudaria muito num eventual ataque.

      Mas concordo quando dizem que ele precisa se concentrar e ter foco, e não ficar indo a jantares de celebridades com a Nicole. Tem que se decidir se quer ganhar o campeonato ou se quer sair bem nas colunas de fofocas.

    • Zétros says:

      Concordo contigo, até agora quem eu vejo errando é o Rosberg, que errou na classificação em Mônaco e deu umas travadas estranhas durante a corrida, errou durante a corrida no Canadá e precisou passar reto, cortando a chicane e errou ontem na Áustria fazendo com que o Bottas se aproximasse dele e que quase lhe custou a primeira posição.

  49. PedroL says:

    Bom, tirando alguns comentários coerentes aqui, a maioria não passa de babacas que ontem estavam babando ovo do Massa e agora ficam enchendo o saco falando mau do cara, não entendem um pingo de automobilismo e comentam como se fossem especialistas no assunto, acredito inclusive que nem assistem as corridas, pois precisam levar os cachorros passear se não apanham da mulher…
    A equipe Williams ferrou com Massa mais uma vez, a primeira parada do brasileiro foi feita em 3,3 seg (ou 3,6 não lembro direito), enquanto de Bottas, na volta seguinte, foi em 2,1 seg, pronto, inverteram as posições sem dificuldades.
    Tanto Massa qto Bottas não puderam dar 100% na corrida, precisaram poupar e administrar o carro, pois a equipe estava preocupada que andando no ritmo das Mercedes não chegariam ao final, e mesmo que Massa conseguisse chegar no Bottas em algum momento da corrida, não iria conseguir ultrapassá-lo, pelo mesmo motivo que Hamilton não ultrapassou…

    • Fernando says:

      Cara, desculpe mas acho que vc é um desinformado, parece que não tem memória. A maioria dos comentários aqui não se restringe há essa corrida e sim sobre um comportamento que desde 2008 é sempre o mesmo, a fragilidade, a inconstância, a falta de combatividade, de garra e de se contentar em levar o carro limpinho pra casa. Na Ferrari esse zé mané levava meio segundo do Alonso em classificação. Em corrida mesmo largando ao lado de Alonso chegava meio autódromo atrás. Apesar de perder tempo torcendo por ele, sempre torço desde seus bons tempos, mas é coisa de masoquismo, o zé mané não ajuda… Imagina o Hülkenberg com essa Williams e motor Mercedes não faria. Rosberg e Hamilton levariam um dobrado do alemão…

      • PedroL says:

        Fernando, não tenho memória curta não, sei exatamente do que se trata, porém a forma com que vejo as corridas talvez seja diferente da maioria dos brasileiros.
        Foi bom vc citar Hulkenberg, o melhor resultado da Force India este ano foi com Pérez, que passou Hulk para subir no pódio no Bahrein, pódio este que Hulk ainda não possui na F1 e mesmo assim é considerado um grande e talentoso piloto.
        Voltando ao Massa, como qualquer brasileiro logicamente que torço por ele, até pela pessoa que é, porém o torcedor brasileiro é barra, detona o cara em sua melhor corrida pela Williams, que na minha opinião foi ótima, conquistou a pole e só não foi para o pódio por um erro no 1º pit stop, mas são coisas que acontecem, infelizmente sempre com Massa é bem verdade.
        Com relação aos seus últimos anos na Ferrari, sucumbiu ao talentoso Alonso, e não pode fazer muita coisa, assim como Raikkonen este ano, o GP da Alemanha de 2010 selou seu destino na equipe de Maranello, Massa nunca mais foi o mesmo a partir de então. Sei que é difícil para o torcedor brasileiro compreender essa situação, para quem teve grandes campeões nas décadas de 70, 80 e 90, ver seus representantes sendo massacrados pela política que reina na F1 é barra, mas infelizmente faz parte do esquema, assim como Senna foi agraciado em todas as equipes que passou como 1º e único piloto da equipe, cabendo a seus companheiros (com exceção de Prost claro) aceitar as condições impostas pelo brasileiro.
        Vimos Rubinho ser sacaneado varias vezes na Ferrari, depois Massa, o fato é que ambos não possuem perfil de um verdadeiro campeão de F1, ali, naquele mundo, gentilezas não geram gentilezas, ser um cara gente boa é sinal de fraqueza, o campeão, com raras exceções, é considerado arrogante e até mau caráter, pois é capaz de tudo em prol do seu objetivo, sem peso na consciência. Piquet em várias oportunidades falou a respeito disso.
        Em 2008 Massa não precisou se impor dentro da equipe, pois Raikkonen permitiu e inclusive ajudou o brasileiro, assim como Massa havia feito em 2007, porém são dois pilotos completamente diferentes de Hamilton, Vettel e Alonso por ex., estes podem até ajudar se for preciso, porém ninguém consegue imaginar isso acontecendo realmente.
        Massa e Rubinho são bons pilotos, o primeiro muito rápido e o segundo muito técnico, ambos tiveram boas chances na F1, porém não conseguiram o objetivo principal, mesmo assim, possuem carreiras de grande respeito na F1, e é por isso que não concordo com a grande maioria dos comentários maldosos que são feitos, não consigo assimilar esses comentários com o que de fato ocorre na pista, talvez por ser uma pessoa mais racional, sei lá.

    • Victor says:

      Concordo com o que você disse. Só não acho necessário agredir ninguém para demonstar seu descontentamento com algum comentário. Sei que é difícil, mas não vale a pena esse tipo de atitude. Ainda mais por que muitas vezes você está lidando com pessoas que não conseguem fugir do óbvio sem serem medíocres. Se o cara vai bem, falam bem, e se vai mal, o contrário. Sempre acompanho as corridas pelo aplicativo da F1, e analiso os stints de cada piloto volta a volta. Em nenhum momento da corrida observei um desempenho superior do Bottas em relação ao Massa quando ambos estavam numa mesma situação de pista (se teve alguma, não chegava nem a 1 décimo por volta). Agora é fato que a primeira parada do Bottas foi fantástica e a do Massa uma das piores da corrida. Desconsiderar esse fator na minha opinião é um erro.

      • PedroL says:

        Realmente peguei pesado Victor, e peço desculpas se ofendi alguém. Porém ontem qdo entrei e li alguns comentários não me contive e acabei me excedendo.
        Fico realmente indignado com certos comentários, o brasileiro é de fato movido pela emoção, os esportistas tupiniquins vão do céu ao inferno num piscar de olhos, acho que deveríamos tratá-los com mais respeito. Sds.

    • Cachorro Maltês says:

      “Entender” de automobilismo, na opinião do senhor-dono-da-verdade acima, é atribuir à equipe qualquer falta de desempenho de um piloto nascido na pátria amada. Já cansei de ver esse filme. É sempre o mesmo nhém-nhém-nhém, a Ferrari que arma contra o Barrichello, o Smedley sabotando o Massa na Ferrari e agora Sir e Miss. Williams ferrando com o Massa.

      Perder 2 ou 3 segundos em um pit é coisa corriqueira em uma corrida, caro senhor. Os bons pilotos descontam isso durante a prova. Baixe o aplicativo da FIA e acompanhe os tempos do Massa com relação ao seu companheiro de equipe e você vai entender o porque ele chega sempre atrás. Isso era arquievidente na Ferrari e ainda é visível na Williams. Na hora de virar rápido e mudar os rumos da corrida, ele se borra.

      E eu acho que quem anda levando cachorrinho pra passear na hora da prova é você mesmo.

    • Luciano says:

      Nossa! Concordo com vc! Como enxerga longe! Agora que entendi! A Willians paga milhes pro Massa fazer um papel ridículo na pista só para destacar o bom desempenho do Bottas! Fantástico, sem duvidas, ninguém entende de F1 mais que vc! Parabéns !

      • Victor says:

        Pela lógica de alguns aqui, o Raikonen desaprendeu a pilotar de repente esse ano. O Massa não teve nenhum problema nas corridas. E o Vettel é uma farsa. E por aí vai! Voltando ao Massa, é interessante jogar a culpa só na pilotagem dele. Não vi uma diferença absurda no desempenho entre ele e o Bottas esse ano que justificasse a diferença entre eles na pontuação. Está bem equilibrada a disputa em relacão a velocidade (Até essa pole foi conquistada por um fio de cabelo!) Nessa corrida para o Massa “buscar” como alguns Ayrton Sennas de sofá aqui queriam, ele teria que andar mais, só que tanto ele quanto o Bottas estavam no mesmo ritmo e tirando tudo do carro. Então qualquer desvantagem causada por um fator externo seria difícil de ser descontada. Não dá para desconsiderar que a parada do Massa foi ruim, e pior que a do Bottas. Por mais que algumas viúvas (de Senna, Piquet, etc.) fiquem se retorcendo, dizer que a excelente parada para o Bottas não foi uma vantagem em relação ao Massa é ser míope em relação aos fatos da corrida. Para essas pessoas, eu sugiro pararem de assistir a uma corrida (ou até mesmo a um jogo de futebol!) e olharem somente os resultados finais, visto que os seus comentários só se baseiam neles.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *