DICA DO DIA

RIO(e por hoje deu) – Meninos e meninas, isto é incrível. Leiam:

Demorou 56 anos, mas desde a última sexta-feira o torcedor brasileiro já pode ver, na íntegra e com narração em português, o primeiro título mundial de sua história no futebol. O responsável pelo resgate histórico foi o engenheiro Carlos Augusto Marconi, 64 anos, um especialista em telecinagem que montou um verdadeiro quebra-cabeças durante anos até concluir o trabalho em 2008. Só nesta semana, no entanto, por ocasião de uma reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”, o material foi disponibilizado no Youtube.

Para construir a transmissão da vitória brasileira por 5 a 2 diante dos donos da casa, a Suécia, o engenheiro utilizou áudio ambiente retirado de uma película inglesa, com imagens obtidas em 2006 e narradas em russo. Ele as usou como base em vídeo e cobriu as imagens com áudios de rádios brasileiras.

O trabalho com o som foi ainda mais difícil. Além do áudio ambiente, ele queria usar narrações brasileiras da época. Mas os arquivos que obteve da Rádio Bandeirantes e da Rádio Nacional não tinham a narração completa. Cada um omitia uma parte do jogo. Por isso, ele resolveu juntar as duas. Como naquela época havia um narrador para cada lado do campo, a versão final ficou com quatro narradores. Faltou apenas um minuto do jogo para cobrir com o áudio, que ficou apenas com o som ambiente da partida.

É simplesmente espetacular. Emocionem-se. Meu amigo Celso Itiberê mandou.

Comentários

  • Tenho esse video inteiro no original….é domínio público, Assim como a semifinal brasil x frança. Tenho alguns jogos na íntegra da Copa de 70. Brasil x Romenia mostra o quanto de habilidoso era o Clodoaldo. Naquele jogo, Gerson e Rivelino foram poupados. O meio de campo foi Piazza e Clodoaldo. Como jogava o Corró (Clodoaldo)!!!! Adoro esses vídeos dos meus bons tempos de criança!!!!

  • Ola Flavio Gomes! Agradeço suas palavras gentis e também dos outros que comentaram a sua dica.
    Eu fiz apenas por hobbie e curiosidade. Para me divertir junto com os amigos. Nem sabia que poderia colocar no Youtube. Na época que foi feito o Youtube não aceitava videos maiores que 10 minutos. Foi um trabalho artezanal que durou meses. Não havia compromisso de terminar. Fico muitíssimo feliz por ter dado um prazer a muita gente.

  • parabéns pela iniciativa. assisti na íntegra e acho que todos que gostam de futebol deveriam fazê-lo. um trabalho que vale como um documento para a história! para ser guardado e preservado. o que mais me chamou a atenção foi a verticalidade dos dois times. jogando o tempo todo para a frente. fala-se que o futebol ficou mais rápido e corrido, e ficou mesmo, mas tenho a impressão que o tempo de bola em jogo era maior do que hoje. ainda que fosse permitido recuar a bola para o goleiro não havia cera. e, sem querer idealizar o passado, acho que havia mais ética e disciplina. em um tempo em que não se falava em flairplay havia, de fato, flairplay. não notei em muitas faltas duras nem desleais. outra coisa: com 4 a 2 no placar, e o jogo ganho, o brasil atacava até o último minuto. parece que só caiu a ficha de que o time era campeão quando pelé marcou o quinto gol.

  • Parabéns pelo excelente trabalho ! O que me deixa triste é saber que conseguem restaurar um vídeo de uma partida de futebol de 1962 , mas a gloriosa Globo ou seja lá que detenha este material, não restauram e divulgam os vídeo dos GPs do Brasil de Formula 1 de 1973, 1974 e 1975 ! Só vitórias brasileiras também !

  • E ainda comparam Maradona, Messi, Di Estefano e outros a Pelé.
    Façam-me o favor vão para o quinto dos infernos!
    Monstro! Pelé só tinha 17 anos.
    Bola na trave, domínio espetacular e Rivelino dizia que aos 29 ele ainda inventava coisas novas.
    É uma final de copa do mundo. O cara tem 17 anos e faz 2 gols.
    E o futebol era total. Não param de correr. Impressionante.
    Como disse Carlos Alberto – capitão do TRI – ” Essa é a melhor seleção brasileira de todos os tempos.”
    Isso acaba com os idiotas de hoje que acham que o futebol foi inventado nos anos 80.
    Roberto.

  • Muito legal mesmo poder assistir, ter a sensação de fato de como jogava a Seleção de 58. E como jogavam! Zagalo, muito raçudo, participativo. Moderno. Sensacional.

    A principal evolução foi a percepção dos espaços, que foram dizimados, aumentando a velocidade do jogo. Mas é natural.

    O talento e a raça estavam aí, e ainda são essenciais.

    Ah, e Brahma Chopp, aumentando o prazer dos seus momentos alegres.! Demais.

    Parabéns, Carlos Augusto Marconi.

  • Sensação de ver Aquiles, Ulisses e Heitor em ação.
    Minhas impressões: o campo era menor;
    Orlando jogou demais, desarma duas bolas incríveis;
    esse Didi era um Djalminha com Mauro Silva num corpo só;
    entendi o respeito pelo Zagalo, jogava demais. Notem que ele some um pouco e começa a errar passes depois dos 80 minutos, mas ainda cansado, consegue folego para quase fazer um gol perto do fim;
    Garrincha marcava(!);
    Vavá é muito bom;
    Pelé também errava passes, mas tinha um domínio que grudava a bola nos pés, como faz o Messi, porém mais lento (talvez pela qualidade das imagens). Tinha visão especial do jogo já naquela idade, pois se posicionava bem e abria o jogo com muita facilidade.
    Valeu, Gnomes!

  • Maravilha, adorei rever em ação esses jogadores todos que vi ao vivo, garoto, há tantos anos atrás, no Maraca e em General Severiano!
    Alguns destaques: Garrincha, claro; Pelé, monstro aos 17 anos; a elegância de Didi; Zito era o nosso Xavi; Zagalo era um jogador 50 anos à frente do seu tempo…

  • Simplesmente fantástico. Que coisa linda, e quanto significado histórico do que é o Brasil hoje passando em filme. Lamento meu velho não esteja mais aqui, eu adoraria ver esse jogo completo com ele. Muito emocionante mesmo, parabéns e obrigado ao Carlos Augusto Manconi