MENU

Monday, 5 de January de 2015 - 18:30F-1

BELTOISE, 77

SÃO PAULO – Dois AVCs, em coma desde o dia 2, e se foi Jean-Pierre Beltoise, aos 77 anos. Estava de férias no Senegal.

Eu sempre gostei dos Jean-Pierre da F-1. Beltoise, Jarier, Jabouille. E da França. Matra, Ligier, Paul Ricard, Dijon-Prenois, Magny-Cours.

Beltoise ganhou um único GP, em Mônaco, 1972. Debaixo de uma chuva considerável. As imagens abaixo são muito legais, de uma F-1 que não existe mais.

29 comentários

  1. Ricardo Diniz says:

    Talvez muito pouca gente conheça a história do acidente de Ignazio Giunti que era a esperança da Ferrari e da Itália na F1 para a década de 70…pilotou uma terceira Ferrari no campeonato de 1970
    Aqui tem as imagens ….Beltoise é o que empurra o Matra….BsAs 1971….absurdo, pra dizer o mínimo. Muita sorte também.Foi punido pela FIA por um tempo. Pouco pela irresponsabilidade.

    https://www.youtube.com/watch?v=WsTS15ZCZCQ
    https://www.youtube.com/watch?v=p9P4hFC-9eM

  2. Magnum says:

    Poxavida, 2014 mal acabou e já começou 2015???? Putz!!!!!

  3. Marcelo says:

    Por falar em outros tempos, encontrei um vídeo interessante do Mario Andretti com uma câmera onboard em Anderstorp na Lotus 79. Dá a impressão que todos os pilotos estavam “tirando uns pegas”, curtindo o circuito, sem nenhuma preocupação extra. Todos andando juntos, acelerando e depois deixando os outros passarem. Será que isso era no treino livre de sexta-feira?

  4. Alvaro Ferreira says:

    O Beltoise ganhou só uma na F1, mas que vitória! Botou uma diferença de 38 segundos pro segundo colocado, o Ickx, que andava uma barbaridade na chuva, e uma volta inteira de diferença pro Emerson em terceiro. Emerson que seria campeão naquele ano.
    Grande piloto, RIP.

  5. Alex says:

    Pior é que uns dois ou três dias antes de sua morte eu estava assistindo um vídeo sobre a CB 750k (https://www.youtube.com/watch?v=mK_JvwpGETY) e o Beltoise apareceu, por ser ex-motociclista, coisa que eu não sabia.
    Vai deixar saudades.

  6. Antonio says:

    Grande Beltoise e sua BRM. Mônaco 1972 foi o primeiro GP que assiti na TV. Na época apenas sabia tratar-se de uma corrida de carros, que se tornou interessante porque era Mônaco e porque caia um dilúvio.
    Lá se vai mais um. Daquele grid não restam muitos, Estou ficando velho.

  7. Thiago Sabino says:

    F-1 em estado puro…

    Um aguaceiro ferrado, banheiras lotadas de gasolina de aviação…..

    Os caras eram fodas.

    Imagina entrar na “reta curva” (BUENO, Galvão) do túnel, sem ver nada, sem iluminação, e encontrar um cara parado no meio dela….

    E nem a luz de sinalização traseira tinha….

    Fudencios.

  8. Razor says:

    Por uma dessas questões que o coração sente mas não sabe explicar, Jean Pierre Maurice Georges Beltoise foi um dos meus ídolos antes do Emerson sentar na Lotus 49C número 28 em Brands Hatch…deve ter sido a sonoridade do nome, ou o capacete azul e branco…sei lá!

    Campeão nas motos antes de ter idade para sentar num carro, também mostrou talento ao volante, vencendo várias corridas pilotando para René Bonnet. Numa corrida em Reims, seu carro escorregou numa poça de gasolina deixada por outro carro, saiu da pista, caiu numa vala à beira da pista e explodiu. Beltoise tinha sido lançado fora do carro na capotagem e se salvou, mas seu braço foi esmagado em algum momento e teve que ser imobilizado numa posição fixa, ele não moveria mais o cotovelo. Então ele sentou-se na cama do hospital, colocou-se em posição de pilotagem e disse “Fixem nessa posição.” Desde então, 1963, ele às vezes tinha que virar o volante com o movimento do ombro e da mão esquerdos, enquanto trocava a marcha com a mão direita…Imagina fazer isso amarrado no cockpit de um F-1…Amor ao esporte é assim…
    Quando Jean-Luc Legardére comprou a fábrica de René Bonnet, Beltoise foi junto. E conduziu a Matra em sua escalada da Fórmula 3 até a Fórmula 1, tornando-se campeão frances de F-3, europeu de F-2 e vencendo do GP de Mônaco de F-3 no processo.
    Seu azar no projeto da Fórmula 1 foi a união entre a Matra e Ken Tyrrell .
    BELT não falava inglês…e estava numa equipe escocesa que tinha um piloto escocês…e ainda por cima um dos melhores piloto de todos os tempos. Não deu liga…
    Quando Tyrrell deu adeus aos franceses, Beltoise seguiu com a Matra, mas o motorzão de 12 cilindros era pesado e beberrão…e o projetista do carro campeão de 1969 tinha ido embora junto com Tyrrell, daí que o chassis era…complicado.

    Além da vitória em Mônaco/72, Beltoise também venceu uma corrida extra-campeonato em Brands Hatch, no dia em que Pace estreou na Surtees (e quase venceu!).

    Jean-Pierre teve alguns fortes desgostos na carreira, além do acidente de Reims.
    Primeiro foi o terrível acidente nos 1000 Km de Buenos Aires, quando Ignazio Giunti bateu na traseira de sua Matra e a Ferrari explodiu, matando o jovem e promissor piloto italiano.
    Depois, a morte de seu cunhado François Cevert em Watkins Glen. Foi ele quem teve que consolar sua esposa, irmã de Cevert, que viu o irmão morrer ali do lado.
    E finalmente a traição de Guy Ligier: depois de ter feito todo o desenvolvimento do primeiro JS-5 e ajudado a convencer e Elf a investir no projeto, Beltoise foi posto de lado e substituído por um jovem inexperiente. Coisas do automobilismo.

    Como curiosidade, Jean-Pierre foi personagem nas histórias em quadrinhos do Jean Graton, ao lado do astro fictício Michel Vaillant.

    Adam Cooper disse que um campeão se foi. O Lance comentou que morreu uma lenda do automobilismo francês. O próprio presidente da França se manifestou e disse com com Jean-Pierre morre um certo jeito de ser.

    Eu só posso dizer que o grid lá em cima ficou mais rico com a chegada do Braço-Duro mais talentoso que jamais existiu.

  9. Britto says:

    Beltoise, Jarrier, Jabouille… Diz bem a idade que temos… rsrs.

  10. Cláudio F1 says:

    Atenção aos 4 minutos do vídeo, Beltoise aparece dando entrevista com Maysa Monjardim ao fundo, danadinha fã de automobilismo!!!

  11. Paulo Emilio says:

    Jean Pierre Beltoise se foi ! Estou muito triste ! Em 1972 li o seu livro É PROIBIDO MORRER lançado no Brasil pela editora da revista AUTO ESPORTE ! O seu amor pelas motos e pelo automobilismo eram cativantes ! Foi um dos últimos grandes pilotos franceses dos anos 60 e 70, um pouco mais velho do que a geração de Servoz Gavin , Pescarolo, Jaussaud, Jabouille, Depallier e Cevert, entre outros ! Seu BRM de 1972 foi um dos mais belos Carros de Formula 1 que já vi e sempre disputava com a Lotus, Tyrrell, Ferrari e Mclaren , até aonde sua maquina permitia, geralmente não terminava as provas ! Isto mesmo os carros de Formula 1 quebravam na época! O seu grande dia na Formula 1 foi no GP de Monaco de 1972 onde conseguiu a vitoria de forma esmagadora, liderando a prova , debaixo de um temporal , por mais de 02 horas !Também venceu a prova de F1 Race of Champions em Brands Hatch, no final de 1972 ! Na Matra brilhou na categoria Sport Protótipos de 1969 a 1974, com várias vitórias ! Quanto ao acidente de 1971 em Buenos Aires foi uma combinação de vários erros ! Do próprio Beltoise que tentou levar a sua Matra aos boxes, sem gasolina, empurrando o carro. Dos comissários de pista que não sinalizaram de forma correta e que poderiam te-lo impedido de tentar chegar aos boxes, até do proprio Ignacio Guinti , que passou pela Matra sendo empurrada por 02 voltas mas mesmo assim atingiu o carro do frances, ao tentar ultrapassar uma Ferrari mais lenta do Mike Parkes ! Em 1976 ficou enfurecido e até ameaçou processar o Guy Ligier por preteri-lo em favor do Jacques Lafitte na nova equpe , enfim sua época na categoria já havia passado ! O importante é que duelou contra os grandes: Clark, Hill, Stewart, Ickx, Regazzoni , Fittipaldi, mesmo com o braço esquerdo deficiente devido a um acidente em 1964 em Reims, no inicio de sua carreira nos carros ! Seu capacete era lindo , não esta coisa despersonalizada e mais ou menos igual para todos de hoje ! Repito, é muito triste ver que os últimos de uma era ainda romântica se vão, automobilismo com cheiro de gasolina e borracha, com disputas verdadeiras e não apenas um negocio de milhões de dólares como é a categoria hoje ! R.I.P Jean Pierre !

  12. Tevez says:

    Só o Jarriei, o beltoise matou o ignacio giunti em Buenos Aires de uma forma totalmente estupida e irresponsável…Hoje seria banido das pistas…Ta no colo do capeta esse animal…

  13. Burn Baby Burn!! says:

    Nossa assisti esta corrida, tinha 10 anos de idade.. adorava os pegas daquela época.. os carros quebravam.. os pilotos erravam marchas, morriam como baratas..a dinamica da velocidade era maior que as de hoje.. mesmo sabendo que um f1 de hoje despacha uma avenida de diferença nos antigos F1..

    tinhamos o karroussel em Nurburgring https://www.youtube.com/watch?v=a8z0YZyB8Mk

    Alás tinhamos Nurburgring inteiro.. rs https://www.youtube.com/watch?v=n6aNnZ4q80s

    O Beltoise me lembra muito um cantor brasileiro que igualmente só fez sucesso no mundo inteiro uma unica vez..om uma única musica..

    https://www.youtube.com/watch?v=8OJTnbnzzsE

  14. A curiosidade que fica naquele GP de Mônaco de 1972 é a primeira Pole de um brasileiro na F1 que foi do Emerson. Beltoise assim como Cevert eram duas promessas francesas na década de 70 na conquista de um primeiro campeonato Francês na F1, mas o destino escolheu Alain Prost como único campeão Francês até agora.

  15. Julio Cesar Gaudioso says:

    O problema com o braço acompanhou Beltoise o resto da vida, a ponto de ter de usar tipoia (tipóia) de vez em quando. O que não o impediu de uma grande carreira, só maculada pela morte de Giunti em Buenos Aires, 1971.

  16. Paulo F. says:

    Cunhado de Cevert e amigo do grande Pesca!
    RIP
    Um punhado daHistória vai com ele!

  17. jbchaves says:

    Que descanse em paz, e que abrace e se desculpe com o Ignazio Giunti, onde estiverem.

  18. RobertoM says:

    Grande rival do meu ídolo Dereck Warick.

  19. Celio Ferreira says:

    Se a CBA não se mexer daqui a alguns anos o Brasil será a França de hoje,
    sem quase nada na F1.

  20. Roberto Fróes says:

    Saudades de uma F1 decente…
    A atual virou comércio, puro business. Uma merda.
    É ver e e comparar!

  21. Jayme says:

    O homem da Red Bull está no vídeo,.

  22. Luis Eduardo says:

    Aqueles tempos do automobilismo foram tão marcantes que até pilotos de resultados medianos, como ele, permaneceram na memória dos fãs, porque, cada um a seu modo, foram personagens de grandes histórias, gloriosas ou trágicas. No caso do Beltoise, ambas.

    E é realmente uma pena a França, um país de tanta tradição, distanciar-se da F-1. Curioso isso, considerando que o presidente da FIA é um francês – Jean Todt. Diante disso, fica mais absurdo ainda um calendário com 19, 20 corridas, GP na Malásia, em Abu Dhabi, sei lá onde, mas sem o GP da França. Não há mais uma equipe francesa – temos apenas a Renault fornecendo motores, e olhe lá. Parecia que entre os pilotos a coisa ia engrenar de novo. Mas Bianchi – o mais promissor deles – se acidentou; Vergne perdeu a vaga no grid e Grosjean (um franco-suíço) estagnou.

    • Burn Baby Burn!! says:

      grande Luiz, é verdade concordo com vc, acho mais acho que a frança está enfrentando uma entre safra do mesmo nivel que enfrentamos após a morte do Senna..
      E depois de descobrirmos que o vettel não era aquilo tudo.. apenas um bom piloto com um super carro..

      Agora é a vez dos ingleses.. com hamilton. que ao meu ver vai ganhar quase tudo que vir por aí..

      Logo piloto bom + carro bom+ vitórias.. hj é assim..

  23. Paulo says:

    O Jarrier arrasou certa feita num GP Brasil. Acho que foi no que o Moco venceu…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *