NO COMMENTS

Já tinha visto num grupo de WhatsApp. O Claudio Aun mandou no VocêTubo. Nada a dizer.

Comentários

  • É impressionante a quantidade de comentários expressos por ignorantes.
    Primeiro independente de ser um Gol um Opala ou uma Ferrari ali há um carro de competição Homologado pela CBA ( tirando todos seus problemas é a entidade que regulariza e fiscaliza o esporte) carro que estava passando em teste de nova configuração de motor carro que hoje chega a mais de 1000 cavalos em um motor AP carro que tem tempo e dinheiro investido carro que já está na pista a muito tempo que teve um problema em teste de dinamômetro, ( não se sabe ainda a causa, se foi uma válvula de alivio que não abril, problema no conjunto volante plato ou embreagem,) Nossa teste de dinamômetro porque ? porque é um carro de uma equipe seria profissional que sabe que nenhum carro e principalmente um carro como este seja testado na rua e principalmente em dia de prova.
    Infelizmente foi uma quebra que qualquer um que tenha um carro preparado independente da categoria ou modelo pode estar correndo quando está em busca de um melhor desempenho e acerto. Sorte ao piloto e equipe e que logo retorne as pistas.

    ARRANCADA NÃO É RACHA

    • Obrigado pelo comentário, é exatamente isso.

      É ridículo achar que só por ser um gol turbo, se trata de um rachador que faz M na rua. E as vezes até parece que quem gosta de corrida de circuito, não acelera na rua também. Não sou fã de corrida de arrancada nem de gol turbo, mas ver um carro desse feito no Brasil com +-1000hp, me deixa bastante feliz.

      Podia ser um chevrolet ou um honda, desse nível na arrancada brasileira tem um monte, e todos eles com um nível de engenharia altíssimo. Comparar o nível de um motor desses com o nosso da sotck-car é quase sacanagem…

      Hoje a arrancada brasileira é com certeza a categoria mais diversa e popular do fraco automobilismo do nosso país, todos presentes nela estão de parabéns.

      E meu amigo, se você sentar em um carro desses e não sentir tesão ao acelerar, me desculpe, mas então acho que automóvel não é a sua praia.

  • Em que se pese o fato de ser um carro de arrancada e arrancada ser a categoria mais discutível e sem sal do automobilisto (e muitos nem consideram automobilismo), acho engraçado as críticas e acusaações de muitos aqui. É um carro de competição, vai ficar na pista, não vai para as ruas. Tem vidros em lexan, gaiola de proteção, banco concha… Ese trata de uma equipe preparando e tentando levar um motor ao limite. Quandos motores não estouraram em testes na F, na Nascar, na Stock Car, em outras categorias? Não gostar da categoria é uma coisa, eu também não dou muita bola, mas porque odiar? É um segmento que faz parte da car culture. Gostos à parte, eles não estão fazendo diferente do que muitos fazem nos meios de competição: buscando os limites…

    • Diego, acho forçado comparar o trabalho desse pessoal ao de uma equipe de F-1, Nascar etc. Não acredito que a preparação do motor tenha sido feita com o rigor de engenharia que existe nas categorias citadas, antes de ser levado ao dinamômetro. Essas preparações têm uma boa dose de amadorismo, cujos excessos, mesmo quando evidentes, terminam sendo descobertos somente “na prática”. Trata-se de motores comuns, que não suportam essa preparação maluca, tão maluca que fez partir o bloco do motor! Sem falar que a sala de testes era uma oficina comum, sem a segurança necessária. Alguém poderia ter se machucado gravemente ali.

      • Sergio, você conhece a oficina ? você sabe se a sala não era preparada ? pelas seus comentários acredito que não. Você acha que fazer um motor AP que originalmente trabalha com 70 CVs chegar a 900 fazer um carro acelerar de 0 a 60 pes em 1,4 segundos aos 5,2 segundos nos 200 e menos de 9 nos 400 metros chegando a quase 300 km/h é amador ? é o “menino da sua vila “que esta acelerando na avenida ??? Como você e muitos aqui precisão estudar mais sobre a categoria arrancada entenderem que muita tecnologia ja hoje empregada em carros de rua como circuito ( exemplo os programas de injeção e controle ) tudo é desenvolvido nos carros pelos pilotos e equipes de arrancada .. Então amigo ali não tem nada de preparacão maluca ali tem muito teste, trabalho, investimento envolvido como há em qualquer categoria que quem quer andar na ponta tem que fazer.

      • Sérgio,

        Amadorismo por amadorismo, Stock, Nascar, Indy e F1 começaram pelo amadorismo e foram nessa tocada até pouco tempo atrás. Sempre se começa por algum lugar. Certo que é uma categoria que eu particularmente acho chata pra caramba, sem sal algum…mas é questão de gosto. Sorte a equipe!

  • Seja bola ou quadrado, carro preferido dos preparadores de fundo de quintal, maloqueiros, rachadores e vileiros. Quando ver um desses pelo retrovisor, dê passagem na hora e deixe o animal encher outro carro qualquer…

  • Enquanto o engenho explodia, o dono já calculava o prejuízo…
    Se fosse um Gol de Marcas, motorzinho aspirado, quase original, gastaria muito menos e teria muito mais diversão do que um carro de arrancada da categoria DTB como este.

  • Não é possível que estavam fazendo um teste desse sem telemetria. O software desses trecos vêm com tudo já incluso.
    Acho mais provável que o imbecil que tava “cuidando” da telemetria só tinha olhos pros indicadores de potência e torque.

    Ou seja, um perigo pra todo mundo ali. Alguém poderia ter se ferido gravemente.