2016, DIA #2

f1testbarcelona2016jk_1842634

SÃO PAULO(tô gostando) – Antes de mais nada, não se iludam. A Ferrari virou 2s mais rápido que a Mercedes, fechou na frente pelo segundo dia seguido, está invicta na pré-temporada, mas… O tempo de Vettel hoje, 1min22s810, foi obtido com o pneu ultra-macio. Sim, tem isso agora. E não sei se tem hífen. Com hífen, apareceu um risquinho vermelho debaixo da palavra que sempre me apavora — é como se o computador me chamasse de burro, ignorante, analfabeto.

Em ordem decrescente de capacidade de melecar os dedos, os pneus da Pirelli para este ano são dos tipos ultra-macio, supermacio, macio, médio e duro que nem pau — fora os de chuva. Esse ultra aí só será usado em pistas como Mônaco, Cingapura e Budapeste. e olhe lá. Se for. Mas para impressionar, vale. Tião Alemão e Ricardão Sorrisão, os dois primeiros hoje, foram com ele. Maria do Bairro, o terceiro colocado, usou os supermacios. E Rosberguinho, o quarto, fez seu tempo com médios.

Hum… Imaginem esse carro com ultra-macios. Pois é.

[bannergoogle] Mas tudo bem. O que impressiona mesmo, nestes dois dias, é a resistência dos carros e seu grau de confiabilidade. Nico-Nico no Fubá enfiou 172 voltas debaixo do capacete, mais de 800 km, um recorde para um mesmo motor no mesmo dia, segundo a Mercedes. Vettel virou 126. Alonso, o que parece um milagre, 119 — ano passado, nessa altura, eram 119 tentativas por dia de ligar o motor, sem conseguir.

Abaixo de 100 voltas, apenas Gutierros, Wehrlein e Palmer (ainda não temos apelidos para esses dois, tudo em seu tempo). A Haas foi muitíssimo bem, mesmo assim. Esteban ficou em sexto, com 79 voltas. Seu tempo foi obtido com os pneus macios. Parece ter nascido direitinho o carro americano, uma ótima notícia. O mesmo pode-se dizer da Manor de Pascal, 71 voltas — coisa de 5s mais rápida que na classificação para o GP da Espanha do ano passado, para a gente ver que diferença faz um bom motor. A Renault foi que andou menos, com 42. E Verstappinho, em último, fez a melhor de suas 121 voltas com pneus médios.

Fez sol em Barcelona, com temperatura na casa dos 20 graus. Ideal para testes. Em Melbourne, na abertura do Mundial, não será muito diferente. Promissor, até agora, este início de ano-fiscal da F-1.

PS – Depois de ler todos os comentários, observar as fotos melhor, com um pouco mais de bom-humor e condescendência, revejo minha opinião sobre a pintura da Manor. É simples, OK, mas não está feia, não. Fui rigoroso demais, e acho que a primeira foto que vi estava pálida e ruim. E o Lucas Chianello chama a atenção para os macacões estilo retrô, que lembram Steve McQueen em “24 Horas de Le Mans”. Sendo assim, decretamos: a Manor é linda e não se fala mais nisso.

FRASE DO DIA
“Sobre o motor, é legal sentir um pouco mais de barulho vindo de trás. Ainda não é tão alto quando poderia, ou deveria, mas está bem melhor que antes, é um ronco que parece mais com a F-1.”
Vettel, sobre as mudanças no escapamento para melhorar o barulho de liquidificador dos motores híbridos e turbinados

Comentários