MENU

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016 - 18:14F-1

JOGUEM NO BICHO

SÃO PAULO (nunca joguei…) – O Rafael Bilibio estava com tempo hoje e resolveu fazer um levantamento dos números utilizados pelos pilotos na F-1 desde que foi implantada a numeração fixa — cada um escolhe o seu. Querem saber, para jogar no bicho, na megasena ou qualquer coisa do tipo? Lá vai:

3 Daniel Ricciardo
4 Max Chilton
5 Sebastian Vettel
6 Nico Rosberg
7 Kimi Raikkonen
8 Romain Grosjean
9 Marcus Ericsson
10 Kamui Kobayashi
11 Sergio Pérez
12 Felipe Nasr
13 Pastor Maldonado
14 Fernando Alonso
17 Jules Bianchi
19 Felipe Massa
20 Kevin Magnussen
21 Esteban Gutiérrez
22 Jenson Button
25 Jean-Eric Vergne
26 Daniil Kyviat
27 Nico Hülkenberg
28 Will Stevens
30 Jolyon Palmer
33 Max Verstappen
44 Lewis Hamilton
45 Andre Lotterer
53 Alexander Rossi
55 Carlos Sainz Jr.
77 Valtteri Bottas
88 Rio Haryanto
94 Pascal Werhlein
98 Roberto Merhi
99 Adrian Sutil

22 comentários

  1. Vicente Majó da Maia disse:

    Creio o Barrichello correu com o 23 na Brawn. Poderia estar na lista.

  2. Fontana o Poderoso disse:

    Bom sábado, Gomes.

    A verdade é que esse regulamento por numeração fixa é uma verdadeira merda. A numeração deveria ser fixa sim, mas não por pilotos, e sim por equipes, porém não consecutiva. Por exemplo, a Toro Rosso usa atualmente #33 e #55., mas o certo seria que mesmo caso Verstappen por exemplo vá pra Ferrari, o substituto dele (provávelmente Gasly) assuma o carro número #33 que era de Max. O ideal seria uma numeração idêntica à usada na Indycar e na Fórmula-E. Na Venturi por exemplo, Villeneuve saiu, mas não levou o #12 com ele. Já na Indycar, Kannan deixou a KV, mas não levou o #11 com ele para a Ganassi. Na Fórmula 1, preferia que a numeração fosse algo como vou mostrar abaixo.

    Ferrari 27/28
    Williams 5/6
    Renault 15/16
    Mercedes 18/20
    Force India 16/32
    Sauber 29/30
    Toro Rosso 33/55
    Red Bull 3/4
    McLaren 7/8
    Haas 14/41
    Manor 88/99

    A equipe campeã teria o direito de ir com os carros 1/2 no lugar da sua numeração original, que não seria usada na temporada. E o Hamilton se quisesse correr com o seu adorado #44, a única solução seria fazer o mesmo que Emerson fez, bastaria montar sua própia equipe, que se chamaria Hamilton Racing, sendo que essa equipe usaria a numeração #44 em um de seus carros.

    Muito melhor do que o atual sistema, não?

  3. eduardo vinicius disse:

    façam suas apostas… pode ser cercado pelos 12, cercado pelos 5, Terno de dezena, duque de dezena, no duro, na cabeça, terno de grupo… mas lembrem-se: so vale o escrito! KKKKK!

    Grupo 1 – Avestruz (1, 2, 3, 4)
    3 Daniel Ricciardo
    4 Max Chilton

    Grupo 2 – águia (5,6,7,8)
    5 Sebastian Vettel
    6 Nico Rosberg
    7 Kimi Raikkonen
    8 Romain Grosjean

    Grupo 3 – Burro (9,10,11,12)
    9 Marcus Ericsson
    10 Kamui Kobayashi
    11 Sergio Pérez
    12 Felipe Nasr

    Grupo 4 – borboleta (13,14,15,16)
    13 Pastor Maldonado
    14 Fernando Alonso

    Grupo 5 – Cachorro (17,18,19,20)
    17 Jules Bianchi
    19 Felipe Massa
    20 Kevin Magnussen

    Grupo 6 – Cabra (21,22,23,24)
    21 Esteban Gutiérrez
    22 Jenson Button

    Grupo 7 – Carneiro (25,26,27,28)
    25 Jean-Eric Vergne
    26 Daniil Kyviat
    27 Nico Hülkenberg
    28 Will Stevens

    Grupo 8 – Camelo (29,30,31,32)
    30 Jolyon Palmer

    Grupo 9 – Cobra (33,34,35,36)
    33 Max Verstappen

    Grupo 10 – Coelho (37,38,39,40)
    Não há representantes
    Grupo 11 – Cavalo (41,42,43,44)
    44 Lewis Hamilton

    Grupo 12 – Elefante (45,46,47,48)
    45 Andre Lotterer

    Grupo 13 – Galo (49,50,51,52)
    Não há representantes

    Grupo 14 – Gato (53,54,55,56)
    53 Alexander Rossi
    55 Carlos Sainz Jr.

    Grupo 15 – Jacaré (57,58,59,60)
    Não há representantes

    Grupo 16 – Leão (61,62,63,64)
    Não há representantes

    Grupo 17 – Macaco (65,66,67,68)
    Não há representantes

    Grupo 18 – Porco (69,70,71,72)
    Não há representantes

    Grupo 19 – Pavão(73,74,75,76)
    Não há representantes

    Grupo 20 – Peru (77, 78,79,80)
    77 Valtteri Bottas

    Grupo 21 – Touro (81,82,83,84)
    Não há representantes

    Grupo 22 – Tigre (85,86,87,88)
    88 Rio Haryanto

    Grupo 23 – Urso (89,90,91,92)
    Não há representantes

    Grupo 24 – Veado (93,94,95,96)
    94 Pascal Werhlein
    Grupo 25 – Vaca (97,98,99,00)
    98 Roberto Merhi
    99 Adrian Sutil

  4. eduardo costa disse:

    façam suas apostas… pode ser cercado pelos 12, cercado pelos 5, Terno de dezena, duque de dezena, no duro, na cabeça, terno de grupo… mas lembrem-se: so vale o escrito! KKKKK!

    Grupo 1 – Avestruz (1, 2, 3, 4)
    3 Daniel Ricciardo
    4 Max Chilton

    Grupo 2 – águia (5,6,7,8)
    5 Sebastian Vettel
    6 Nico Rosberg
    7 Kimi Raikkonen
    8 Romain Grosjean

    Grupo 3 – Burro (9,10,11,12)
    9 Marcus Ericsson
    10 Kamui Kobayashi
    11 Sergio Pérez
    12 Felipe Nasr

    Grupo 4 – borboleta (13,14,15,16)
    13 Pastor Maldonado
    14 Fernando Alonso

    Grupo 5 – Cachorro (17,18,19,20)
    17 Jules Bianchi
    19 Felipe Massa
    20 Kevin Magnussen

    Grupo 6 – Cabra (21,22,23,24)
    21 Esteban Gutiérrez
    22 Jenson Button

    Grupo 7 – Carneiro (25,26,27,28)
    25 Jean-Eric Vergne
    26 Daniil Kyviat
    27 Nico Hülkenberg
    28 Will Stevens

    Grupo 8 – Camelo (29,30,31,32)
    30 Jolyon Palmer

    Grupo 9 – Cobra (33,34,35,36)
    33 Max Verstappen

    Grupo 10 – Coelho (37,38,39,40)
    Não há representantes
    Grupo 11 – Cavalo (41,42,43,44)
    44 Lewis Hamilton

    Grupo 12 – Elefante (45,46,47,48)
    45 Andre Lotterer

    Grupo 13 – Galo (49,50,51,52)
    Não há representantes

    Grupo 14 – Gato (53,54,55,56)
    53 Alexander Rossi
    55 Carlos Sainz Jr.

    Grupo 15 – Jacaré (57,58,59,60)
    Não há representantes

    Grupo 16 – Leão (61,62,63,64)
    Não há representantes

    Grupo 17 – Macaco (65,66,67,68)
    Não há representantes

    Grupo 18 – Porco (69,70,71,72)
    Não há representantes

    Grupo 19 – Pavão(73,74,75,76)
    Não há representantes

    Grupo 20 – Peru (77, 78,79,80)
    77 Valtteri Bottas

    Grupo 21 – Touro (81,82,83,84)
    Não há representantes

    Grupo 22 – Tigre (85,86,87,88)
    88 Rio Haryanto

    Grupo 23 – Urso (89,90,91,92)
    Não há representantes

    Grupo 24 – Veado (93,94,95,96)
    94 Pascal Werhlein
    Grupo 25 – Vaca (97,98,99,00)
    98 Roberto Merhi
    99 Adrian Sutil

  5. Dan Patricio disse:

    Ninguém ousa usar o #69, muita moral…..

    Pra mim o número 21 deveria ser aposentado, ninguém nunca mais deveria usar esse número……….

  6. Gustavo Lucena disse:

    Na minha opinião, melhor teria sido que a numeração fixa fosse atribuída às equipes, afinal são elas, e não os pilotos, que ficam na categoria.

    Além do mais, a questão da numeração fixa tem muito mais identidade com as equipes e os pilotos:

    Ferrari 27-28
    Williams 5-6
    Renault 15-16
    Mercedes-Benz (que é a antiga Tyrrell) 3-4

    etc.

    • Marcos Brás disse:

      Essa numeração antiga era muito mais legal mesmo, dava uma cara para as equipes! Mas não era propriamente uma numeração fixa, mudava de acordo com os campeonatos.
      A Tyrrel só passou tanto tempo com 3 e 4 porque não ganhou nenhum campeonato depois de 1973 (ano em que estabeleceram o critério da numeração). O 5 e 6 eram da Lotus em 1978 (ano em que Andretti levou).
      A Williams usava o 27 e 28 antes de ser campeã em 1980, dando à Ferrari (campeã de 1979) essa numeração que ficou clássica, já que os vermelhos passaram um longo jejum que durou até a abolição desse critério.
      Até esse título da Ferrari, eles usavam o 11 e 12, que acabou indo para a Lotus (que ficou com eles até a falência, com um breve intervalo em 1988, quando Piquet para lá foi levando o 1). Senna, portanto, foi campeão pela McLaren usando o 12, o mesmo número que usava até 1987 na Lotus.
      Lembrando que depois do título do Prost em 1989 pela McLaren, ele foi para a Ferrari levando o 1 que usou ao lado do 2 de Mansell. A McLaren, portanto, usou o 27 e 28 por apenas um ano em 1990 já que o Senna ganhou de novo e devolveu o 27 e 28, o que tornou a Ferrari ainda mais identificada com a numeração.

  7. Brabham-5 disse:

    GERAÇÃO DE BUNDA MOLES QUE NÃO QUEREM OU FOGEM DOS NÚMEROS “1″ E “2″ NO CARRO.
    Falsa modéstia, hipocrisia, arrogância e medo de responsabilidade.
    Pra mim é tão vergonhoso quanto no futebol, jogador “pipocando” de usar a camisa 10, de goleiros fugindo da camisa 1…
    Lamentável.
    Sou contra a numeração fixa e a.numeração de inscrição fixa na F1 e no futebol.
    Numeração de 1 a 22 e PRONTO!
    Jogador de futebol e caros de F1 usando números como “44″, “37″, “86″…
    Uma porcaria.
    Saudades eternas dos anos 70,80, 90…

  8. Ricardo Sandri disse:

    Se eu fosse um corredor escolheria 71 (ano do meu fuscão)

  9. Issac Nemach disse:

    Os números são imortalizados, como são nos esportes nos EUA? Por exemplo, alguém poderia usar o #17 do Bianchi?

  10. Junior disse:

    Pra conhecimento ….Como está disponível, o 69 já foi requisitado…… Por mim….. Ok Flavio?

  11. Saima disse:

    O 12 seria a escolha mais óbvia. Mas pra fugir disso, fico com o 26, pra homenagear um piloto que admiro muito e a equipe que nunca fez um carro feio: Jacques Laffite na Ligier.

  12. Caco disse:

    11 Pérez
    22 Button
    33 Verstapen
    44 Hamilton
    55 Sainz Jr

    77 Bottas
    88 Haryanto
    99 Sutil

    Dos números iguais em sequência, só o 66 que ainda não foi usado. E o 00, que não sei se pode.

  13. E não é que o 13 ainda pode ser visto como azarado?

  14. Rafael disse:

    Algum motivo ou superstição fora do Brasil para ninguem utilizar o número 24?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>