2016, DIA #5

alonsotest2

SÃO PAULO (vai dar certo) – Ninguém quis fazer muita graça hoje no primeiro dia de testes da semana em Barcelona — a última sessão oficial, que representa o quinto dia da pré-temporada considerando os quatro da semana passada (precisa mesmo tudo isso para explicar o título de uma nota?). Quase todo mundo usou os pneus médios e macios. Ultra-gosmentos e supermacios ficaram para outro dia, com exceção da Williams, que optou por fazer uma voltinha com a borracha mais aderente de todas. Não é hora de impressionar os outros. É hora de testar de verdade.

E, testando de verdade, a Mercedes pulou para a ponta. Rosberguinho andou pela manhã e usou os pneus macios. Fez algumas simulações de voltas de classificação. Sua melhor foi cronometrada em 1min23s022. No ano passado, foram três baterias de testes, uma em Jerez e duas em Barcelona. No circuito catalão, a melhor marca obtida na pré-temporada foi de 1min22s792, do mesmo Nico-Nico no Fubá. Curiosidade: o melhor tempo de Hamilton nos testes de 2015 foi idêntico ao do alemão platinado hoje. Haja precisão. Já no GP da Espanha, pouco mais de dois meses depois, Rosberg fez a pole em 1min24s681.

[bannergoogle] Sapattos ficou 0s2 do líder com pneus ultramacios, aumentando um pouco a autoestima da Williams — mas é ilusório, claro, pelo tipo de composto usado. Alonso, com macios, ficou a 1s7 de Nico, em terceiro. Olha ele lá na foto, todo borrado. Ano passado, essa diferença era maior. No mesmo dia de fevereiro de 2015 em que Rosberg fez 1min22s792, Button, com a McLaren e a Honda ainda tentando descobrir onde ligava o motor, foi 2s798 mais lento. Constatação óbvia: os mclarianos melhoraram, mas não muito. Pelo menos as quebras têm sido bem mais raras. El Fodón de La Depresión teve um problema no último dia da semana passada e nem andou, mas hoje completou 93 voltas e a única coisa que aconteceu nos boxes foi perder a telemetria pela manhã. Nada de errado no carro.

Raikkonen, com médios, ficou em quarto. Depois apareceu Kvyat, seguido por Hamilton na sexta posição. O trabalho do inglês, hoje, foi simular corrida no período da tarde. A Mercedes é a única que está usando seus dois pilotos todos os dias. As demais equipes optaram por escolher um e deixar andando até cansar.

Nasr estreou o C35 da Sauber e, se não fez tempos impressionantes, saiu satisfeito por ter completado 103 voltas sem maiores problemas. O mesmo não se pode dizer da Haas, que vinha andando sem grandes preocupações desde a semana passada, mas hoje teve um piripaque no sistema de alimentação de combustível que permitiu a Gutierrez completar apenas 23 voltas. Até que demorou para quebrar alguma coisa.

Os testes prosseguem até sexta-feira.

FRASE DO DIA
“O que não te mata te fortalece.”
Günther Steiner, chefe de equipe da Haas

Subscribe
Notify of
guest

15 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcelo Kiilian
Marcelo Kiilian
8 anos atrás

Galera.. Vamos participar do bolao da F1 http://www.bolaogp.com.br

Rodriguera
Rodriguera
8 anos atrás

Flávio Gomes….tem as manha de fazer um combinado dos tempos após o treino de amanhã e sexta pra gente avaliar/supor a hierarquia das forças pra 2016?
Absss

Speed Racer da Mooca
Speed Racer da Mooca
8 anos atrás

A grande questão para a temporada é: Rosberg ou Hamilton, quem a Mercedes fará campeão este ano? Só! E segue a era dos domínios. Ferrari teve um “mandato” de 5 anos, Nos cinco anos subsequentes, de 2005 à 2009, Renault, Ferrari (ó ela de novo), McLaren e Brawn garantiram certa “alternância de poder”, mas já em 2010 Vettel e a Red Bull se elegeram para um novo “mandato” de quatro anos. Ao que parece, estamos em pleno “governo” da Mercedes e Hamilton. Chega um momento que isso cansa, só não digo que parei com a F1, porquê não consigo. Mas tenho conseguido trocar de canal sumariamente em certas corridas nos últimos anos.

Cranio
Cranio
8 anos atrás

Gomes, viu o esquema do qualifying knockout?

Os caras mudaram e agora Q1 e Q2 no esquema nocaute (16 minutos de duração, após os 7 minutos, nocaute a cada 90 minutos, 8 pilotos degolados). E o Q3, com apenas 8 carros e no esquema antigo (sem nocaute).

Achei melhor assim. Pelo menos a briga pela pole fica mais verídica, apesar que vai ser difícil brigar com as Merças…

Se rolar, já vai ser a partir da Austrália. O Bernie disse que seria punk alterar os softwares no meio da temporada (Espanha). Eu concordo.

Eddie
Eddie
8 anos atrás

Mercedes e Mclaren estao bem iguais…… acredito que vou correr em uma categoria a parte esse ano, terminando corridas pelo menos 30 seg a frente do resto do pelotão

Eddie
Eddie
Reply to  Eddie
8 anos atrás

*ferrari

Eddie
Eddie
8 anos atrás

Na globo.com diz que bottas foi o unico ao usar os ultras hoje….. ou seja tempo bastante mediocre !!!! Tenho a impressao que a Williams foi a equipe que menos evoluiu esse ano, e considerando o orçamento limitado para desenvolver o carro ao longo do campeonato, acho que vai terminar o campeonato suando para ficar entre os 10 !!!! Nao creio em podio da Williams em 2016

Jaime Belmiro
Jaime Belmiro
8 anos atrás

Francamente, o tal Günther Steiner só gourmetizou o “se não matar, engorda”, que ouvimos a vida toda.

Paulo
Paulo
Reply to  Jaime Belmiro
8 anos atrás

Isso sem contar que um filósofo “desconhecido”, um tal de Nietzsche (que morreu há mais de 100 anos) um dia disse que: “that which does not kill us makes us stronger”. Mas deve ser apenas coincidência!!!!

Adriano Santi
Adriano Santi
Reply to  Jaime Belmiro
8 anos atrás

Não é gourmetização, é que em inglês é assim mesmo. What doesn’t kill you makes you stronger.

Sandro Karam
Sandro Karam
8 anos atrás

O tempo do Bottas foi com os chicletes e levando em consideração que entre o chiclete do Bottas e o Macio do Alonso ainda tem os supermacios o Alonso tem um carro muito próximo da Willians.

Thiago Moyses
8 anos atrás

E o Alonso foi mais rápido que a Red Bull com os mesmos pneus (3 décimos). mais rápido que a maioria, só atrás do Rosberg com o mesmo pneu, ficou na frente da Ferrari por pouco, mas a Ferrari estava de médios, e como o Bottas estava de ultra macios pode ser que a McLaren esteja bem próxima da Williams. A McLaren-Honda pode ter pulado para terceira ou quarta força, mas só saberemos na Austrália de verdade.

Fabrício
Fabrício
8 anos atrás

Flávio, na verdade o melhor tempo do Bottas foi obtido com pneus ultramacios e não médios como você colocou no post. Seria realmente um sonho se a Williams conseguisse andar a só 2 décimos da Mercedes e ainda com pneus mais duros!!! Só que não, ainda não!!

Cranio
Cranio
Reply to  Fabrício
8 anos atrás

O tempo do Bottas com os macios foi 1.23.572 Ele nem puxou muito com os ultra macios. Acho que foi mais pra conhecer os pneus mesmo e puxar alguns dados.

Artur
Artur
8 anos atrás

Vi em outro site q esse tempo do bottas foi com os ultra macios, e não com os macios.