BACK TO THE OFFICE (2)

MOGYORÓD (rapidinho) – Não se passaram nem 24 horas. Depois de romper o acordo que nem tinha começado com a Honda, a Sauber anunciou que vai continuar usando motores Ferrari no ano que vem. E, pelo menos, serão atualizados — nesta temporada, a equipe suíça está correndo com as unidades de potência de 2016.

Isso deixa a Honda numa sinuca de bico, junto com a McLaren. Os japoneses precisam de uma equipe, e a F-1, de certa forma, precisa que eles fiquem. Seria um vexame para a categoria ter apenas Mercedes, Renault e Ferrari como fabricantes ligadas a ela. A McLaren, porém, prefere hospedar o capeta de rabo e chifrinho no seu motorhome a ter de encontrar simpáticos hominídeos de olhinhos puxados em sua fábrica.

Pelo que pude apurar por aqui, a equipe inglesa ainda tem a esperança de conseguir algo com a Mercedes, mas se resume a isso: esperança. Mais factível é fazer alguma coisa com a Renault, desde que a Honda compre a Toro Rosso e faça dela sua equipe de fábrica.

O mais provável, porém, é que Honda e McLaren sigam juntas, desse jeito aí. O que está levando Fernando Alonso a pensar cada vez mais seriamente em deixar a F-1.

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Pangaré 14
Pangaré 14
5 anos atrás

Alonso pretende deixar a F-1? A F-1 já o deixou faz tempo!

marcelo silva
marcelo silva
5 anos atrás

Uai , qual o problema de ter apenas três fornecedores de motores ? A Indy só tem Honda e Chevrolet !! E convenhamos , quem quer correr com esse motor Honda na F1 ?

TARCISIO FRASCINO FONSECA
TARCISIO FRASCINO FONSECA
Reply to  marcelo silva
5 anos atrás

Pergunta pertinente.
Uma época era Ford Cosworth DFV ou Ferrari.

Carlos
Carlos
5 anos atrás

Ok, alguns dizem que Alonso é o piloto mais completo em atividade. Não concordo. Mas está entre os melhores, certamente. O que o impede de encontrar espaço nas três maiores equipes da atualidade? Eu acho que o espanhol cavou sua própria cova com todas as polêmicas e encrencas nas quais se envolveu ao longo dos anos. Para essas equipes, ele representa mais um risco do que uma vantagem. Para mim, a única chance dele voltar a ser campeão na F1 é a Honda dar o pulo do gato em 2018.

Natanael Oliveira Neto
Natanael Oliveira Neto
5 anos atrás

Bom dia. Ouvi essa expressão na transmissão da corrida passada: unidades de potência. Antigamente era motor. O mecânico que troca pneu então passará a ser chamado de ‘agente de substituição pneumática’ ?

Daniel
Daniel
5 anos atrás

Sinceramente Flavinho se eu fosse a Honda seria eu que daria uma bica na bumbum da Mclaren ignoraria esse regulamento esdrúxulo da F1 , arrancava essas porcarias de recuperadores de energia do carro, ignoraria também o limete de giro que existe e torcia o parafuso de pressão do Turbo até o talo e fazia esse mile seis deles virar a 22.000 rpm gerando uns 1400 cv nem que isso acarretasse desclassificação, só pra ver o Dick Vigarista/2 do Alonso se borrar todo.

Marcos Pereira
Marcos Pereira
5 anos atrás

Cade a foto do carro do Hamilton? Tô curioso…

Rafael Pacheco Velho
Rafael Pacheco Velho
5 anos atrás

Toto Wolff vai trazer o Pascal Wehrlein para a Williams ano que vem, aposentando Massa em definitivo.

Carlos Alexandre
Carlos Alexandre
Reply to  Rafael Pacheco Velho
5 anos atrás

A Martini vai permitir? Pelo que eu saiba, a patrocinadora master exige um piloto com certa idade…
É mais fácil o Wehrlein no lugar do Stroll viu.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
5 anos atrás

Só de Km,a Sauber tem mais quê a Mclaren. E de motor velho! Por aí o negócio já seria ruim para a Sauber,Mas quem estava no negócio saiu, e a razão voltou a Sauber.

guest
guest
5 anos atrás

Quem será o primeiro a deixar a F1: Alonso ou a Honda?

Bola da Vez
Bola da Vez
Reply to  guest
5 anos atrás

Tchau – Tchau!