MENU

Friday, 27 de October de 2017 - 19:42Dica do dia

DICA DO DIA

Ótimo trabalho do Rodrigo França, na “Senna TV”, visitando Roger Penske e o carro da Indy que Senna dirigiu no final de 1992, quando seu futuro com a McLaren ainda era incerto. Incrível a humildade do dirigente, figura histórica do automobilismo mundial.

10 comentários

  1. Eduardo Britto says:

    Realmente, muita categoria do cara…

  2. Rodrigo Moraes says:

    Além de figura histórica no automobilismo, Penske é um super empreendedor, com patrimônio estimado em mais de 1,5 bilhão de dólares, o que apenas reforça sua humildade.

  3. Sergio Ribas Pacheco says:

    O que me chama a atenção é a simplicidade de Roger Penske !!

  4. Patriotasemcamisadaseleção says:

    Se Senna estivesse vivo poderia acontecer tanta coisa, inclusive tinha todas as qualificações para ter encabeçado o movimento dos fantoches vestidos com a camisa da CBF e com uma panela numa mão e a bandeira do brasil na outra e a Globo com o tema da vitória ao fundo.

  5. perna quebrada says:

    Puta, como eram bonitos esses carros da Indy.

    E o cara já chegou botando tempo no Emerson…

    Imagina um campeonato com Senna e Mansel na Indy… Ia ser divertidíssimo…

    E de fato, a simplicidade do Roger é comovente…

  6. Paulo Pinto says:

    Desde esse teste que eu tenho um pensamento em relação ao não acontecido. Senna, se aceitasse correr na Indy, com certeza seria campeão e depois disso poderia voltar à F-1, cortando o destino trágico que foi a ida para a Williams.

    Seriam outros tempos, outros caminhos.

  7. Elmo says:

    Histórico é pensar que aquele mesmo monocoque pode ter sido pilotado por três gênios como Fittipaldi, Mears e Senna.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *