Comentários

  • O título do post me lembrou de uma parlenda que ouvia quando criança, mas nunca havia percebido que era uma alusão ao mundial de F1 de 2017 na visão dos italianos:

    Hoje é domingo
    Pede cachimbo

    O cachimbo é de barro
    Bate no jarro
    O jarro é ouro

    Bate no touro
    O touro é valente
    Machuca a gente

    A gente é fraco
    Cai no buraco
    O buraco é fundo
    Acabou-se o mundo

    Domingo se refere à corrida, cachimbo é claramente o motor Honda, o jarro dourado é o troféu da Mercedes, o touro nem precisa explicar. E agente é a Ferrari… CQD

  • Eu diria que é a Ferrari sendo Ferrari. Porque, Ferrari anglofrancosaxônica da era Schumi/Todt/Brawn à parte, a SF sempre foi um exemplo macarrônico de falta de confiabilidade, Prost, Mansell, etc que o digam. Anormal foi a fase consistente da Ferrari neste início de campeonato.

  • A impressão que tenho olhando de fora, é que a Ferrari precisa forçar demais o equipamento pra chegar perto da Mercedes, e isso tem cobrado seu preço agora no final com essas falhas mecânicas nas unidades de potência já desgatadas, já que motor e câmbio trocados antes da hora para escapar de falhas rendem punições no Grid, acho que o campeonato acabou mesmo, ainda mais que Hamilton não precisa forçar, pode correr pra chegar.

  • A MERCEDES fez um grande mal a F1 este ano, tirando Bottas da disputa com Hamilton. O FinlandÊs vinha bem, até que ” o carro dele misteriosamente anda menos que RED BULL”. Enfim, a FERRARI não aguentou andar o tempo todo no limite, e a MERCEDES, COM MEDO, capou BOTTAS, e ferrou com a nossa diversão. BEm feito. Estão todos errados. God Save the Queen. Sou fã de ciclismo de estrada e a SKY SPORTS acabou com esse esporte monopolizando com um orçamento 10x maior que as outras equipes. Infelizmente , a F1 só piora, mesmo caminho. God Save the Queen. Engraçando mesmo pé brasileiro babando ovo de inglÊs, a Rede Globo conseguiu, povo sem cérebro facilmente manipulado. Torci para o VEttel, torci para o Bottaas,, perdi, mas não só eu, todos os fãs de automobilismo perderam “corridas de F1 até o final do campeonato”.

      • Nem o tetra do Mirtão, nem se o Schukrute ganhar mais 10 campeonatos, nem os 7 do Alface……….nada disso tira de Ayrton o posto de maior piloto da categoria, reconhecido várias vezes por várias pesquisas!……como eu disse: *Chorem na cama Schukruzetes*…..

      • Entenderam, suas Schukruzetes? O meu amado é o maior piloto da categoria, reconhecido por pilotos esquecidos querendo aparecer e profissionais aposentados com sede de palco!

        O problema é que essa FIA não reconhece listas! Não passam de um bando de gravatinhas invejosos, iguais a vocês!

  • Claro que falar em retrospecto é fácil, mas pra mim Vettel perdeu o campeonato em Baku, por conta daqueles dois toques bisonhos no Hamilton antes da segunda relargada. Nenhum piloto é campeão com tamanho descontrole emocional.

  • O Vettel poderia ter jogado o carro para cima do Hamilton na primeira curva de Suzuka, ou ficar na pista e jogar o carro na Mercedes do inglês quando fosse levar uma volta, mas….
    As viúvas sofrendo de recalque alemão desde 1994. Comemorando o azar do Vettel.
    Odiosas. Lamentável. Só sabem ser anti.
    Idiotas.

  • o problema da ferreari é o alonso o cara é tão zicado azarado cagado de urubu que ao passar pela equipe impregnou a equipe com sua uruca o mesmo vai acontecer co a mclaren tem que chamar Pai Galo de Borrazópolis pra fazer um descarrego e desenterrar a caveira de burro enterrada em maranelo

  • Concordo com tudo, mas que o Alonso e o Massa fizeram uma p…sacanagem com o Verstappen, fizeram…eu nem gosto do pivete, mas como ele não tira o pé para ninguém, os caras também não gostam dele…O Alonso fechou o moleque na maior…e, que foi aquela do Massa de ir atrás do Hamilton, pegar o vácuo? Bicho, o cara tá disputando a 12 ou 13 posição, levando bandeira azul na cara e resolve complicar a vida de quem tá disputando a liderança da corrida?? Foi sacanagem…

    • Como assim que Alonso não gosta do Verstappen? Alonso, sabemos, respeita muito o Max, e vice versa, já que o Holandês declarou várias vezes que Alonso é o melhor piloto do grid. Ele se dá muito bem com Verstappinho. Lewis também respeita muito. Os três que não gostam dele são Massa, Vettel e Sainz.
      Alonso foi simplesmente Alonso. Max não quis falar nada mal dele depois.

  • Oi, Flavio, bom dia. Acompanho assiduamente a F1 desde o começo de 1981 (tive sorte) e há muito tempo acompanho seu blog, embora raramente escreva. Fico chateado com essa perda de interesse pela categoria, embora eu seja fã mesmo sem brasileiros nela. Sei que você já criticou ideias parecidas, mas vou me arriscar a colocar aqui algo que imagino há tempos (digo isso porque os haters são patrulhadores do mundo): um campeonato que comece com um sorteio de duplas que seguem juntas até a metade do mesmo, sendo que cada dupla corre cada corrida em equipes diferente. Terminada a primeira metade os pilotos escolhem, de acordo com a ordem de classificação alcançada ao final desta etapa, as equipes que querem correr até o final do campeonato. Ao final do campeonato teremos visto todos os pilotos em todas as equipes, podendo ver um Hamilton lidar com uma Sauber e um Stroll com uma Ferrari. Os pilotos ganhariam muito mais visibilidade bem como as equipes menores por conta disso. Dois pilotos disputando apenas a metade final do campeonato na mesma equipe ou em equipes “parelhas” saindo fogo da disputa! O gasto com adaptações aos cockpits seria alto para a primeira metade do campeonato? Sim, mas creio que salários de pilotos seriam um pouco mais baixos também e o retorno que a visibilidade aumentada daria certamente compensaria. Negociações de equipes no meio do campeonato para atrair os pilotos para a metade final do mesmo aconteceriam ou então não permita a escolha: a classificação de cada piloto os designa automaticamente para as equipes melhores colocadas. No fim do campeonato acho que teríamos mais certeza de quem é o melhor piloto, além de ficar claro qual a melhor equipe. É tão absurda assim a ideia? Por quê?

  • Meu Top 5: Ayrton Senna, Nelson Piquet, Alain Prost, Michael Schumacher e Lewis Hamilton (não necessariamente nessa ordem, e são os que eu vi correr, os grandes do passado não posso avaliar). Parabéns, Flávio. Fazes um trabalho excelente. És o melhor jornalista de F1.

  • Flavio, boa noite. Estava assistindo o vídeo do Piquet vencendo a sua primeira corrida na F1, em Long Beach. Notei que a Brabham era o único carro que não tinha a asa dianteira. Você sabe me dizer como era feito o downforce na dianteira?°

  • Em 1985, como em 2017, a Ferrari tinha um carro melhor que as outras equipes em certa altura do campeonato. O Alboreto liderava, mas aí tudo na equipe começou a dar muito errado. O Prost e a McLaren cresceram e a Ferrari não pontuou nas 5 últimas provas, tudo deu errado.
    Em Brands Hatch, o Alboreto perdeu o título de vez e não teve a paciência que o Vettel está tendo e jogou a coisa toda no ventilador.

    https://www.youtube.com/watch?v=vWpZw2h4-jQ