SAI RENAULT, ENTRA NISSAN

RIO(normal) – A Renault vai deixar a Fórmula Edepois da quarta temporada, apesar do sucesso até aqui na categoria, com três títulos entre as equipes. Enorme surpresa? Não. Primeiro, porque quem assume o time é a Nissan, que vem a ser parte do conglomerado automobilístico liderado pela… Renault, claro. Em outras palavras, para quem não está acostumado ainda com essas fusões, uniões e aquisições, a Renault é dona da Nissan, e portanto Renault e Nissan são a mesma coisa.

[bannergoogle]No final dos anos 90, inclusive, a Renault fez a mesma coisa na F-1, depois de empilhar vitórias e títulos com Benetton e Williams. Foi embora porque considerava a missão cumprida. Um dirigente na época me disse que por conta do estabelecimento de uma era hegemônica, a Renault vencer deixou de ser notícia. E passaria a ser quando começasse a perder. Antes que isso acontecesse, se mandaram.

A diferença para agora é que além de deixar o rabicho na Fórmula E com a Nissan, a Renault deixou claras as intenções de investir pesado na Fórmula 1 para ser campeã até 2020. É possível? Eu diria que sim. Acho que as fichas estão todas na McLaren, com Alonso, mais do que na equipe própria.

Saberemos se deu certo daqui a alguns anos. Seria bem legal.

Comentários