1001 NOITES (2) – UH-LÁ-LÁ

bah196
Leclerc: a primeira de muitas

SÃO PAULO(Vettel vai pirar)Cara, que coisa bacana esse Jacques Leclair. Moleque de tudo, segunda temporada, primeira na Ferrari, um tetracampeão como companheiro de equipe… Na primeira corrida, só não chegou na frente dele porque a equipe pediu para colaborar. Na segunda, fez o que é necessário como antídoto às ordens do pitwall: a pole.

Se o cara larga na frente e na frente fica, ninguém tem coragem para mandar inverter as posições — OK, o Jean Todt tinha. O menino terá, inclusive, de ser assertivo na estratégia, na hora de trocar pneus, no controle da corrida. Ficar à frente das decisões, em resumo, mostrar personalidade e força mental.

Não acho que a Ferrari vá sacaneá-lo. Isso acontece menos do que se imagina. Na maioria das vezes, ordens de equipe apenas preservam aquilo que as corporações consideram mais interessantes para elas — ainda que, também na maioria das vezes, as corporações sejam estúpidas do ponto de vista esportivo. Não tem muito espaço para questões pessoais, não. Ninguém manda um piloto deixar o outro passar porque um tem olhos azuis e o outro, cor de mel.

Hoje, Leclerc ganhar uma corrida é legal para a Ferrari do ponto de vista da imagem, da renovação. Vettel tem chance de ser campeão? Tem. E continuará tendo se for o piloto que sempre foi, mais do que o novato que divide os boxes com ele, em tese. Mas, neste sábado, ele foi eclipsado pelo jovem parceiro. Em quase todos os treinos, diga-se. Charlinho (boa, Sérgio Maurício!) é bom demais, e todos perceberam isso no ano passado, na Sauber. Será uma estrela ferrarista por um bom tempo, se não se perder pelo caminho. E não dá pinta de que um dia vá enfiar os pés pelas mãos. É humilde, tranquilo, com uma história de vida que acelerou seu amadurecimento — morte recente do pai, de seu padrinho Jules Bianchi, essas coisas que transformam meninos em homens. Estamos vendo nascer um piloto de ponta, não há dúvidas quanto a isso.

Os treinos foram legais no deserto barenita. O GP #999 da história, amanhã, será igualmente legal. Hoje, no Q1, a degola deixou para trás Toninho Giovanelli, Nicolau Hulk, Lance, o Stropício e a pobre dupla da Williams, Jorge Tá Russo e Betinho da Kumbuca. A Williams, inclusive, está trazendo Patrick Head, seu antigo sócio, para ajudar como consultor. Não vai adiantar nada, porque a única coisa que ele poderia recomendar seria a demissão de Claire Williams, e ela é dona do time. Ou incinerar os carros, e não tem dinheiro para fazer outros, nem o seguro paga.

Rick Iardo, dando sinal de vida na Renault, conseguiu passar para o Q2, e portanto Nicolau Hulk acabou sendo uma decepção. Leclair ficou em primeiro nessa parte da classificação, com Tião da Vittela em segundo. A Ferrari, como já avisara ontem, era mesmo favorita para a primeira fila. Destaques nessa fase: Mini Norris em quarto com a McLaren e Alexandre All Bom em sexto com a Toro Rosso. Luis Amilton tomou 0s7 de Leclair.

No Q2, de novo o monegasco fez um temporal, e Da Vitella teve de queimar um jogo extra de pneus porque errou na sua primeira volta. Como se diz nessas horas, sentiu a pressão. Dançaram Rick Iardo, All Bom, Galynho (esse menino vai sofrer na Red Bull), Perezito e K-Vyda Loka. Passaram as duplas da Ferrari, Mercedes, McLaren (desde o GP da Malásia de 2017 que a equipe não levava seus dois pilotos ao Q3), Haas, uma Alfa (de Kimi Dera Fosse Dez Anos Mais Jovem) e uma Red Bull (de Mad Max, por óbvio).

bah195
Charlinho: amadureceu rápido

No Q3, Leclair tinha duas voltas para tentar a pole e Da Vittela, uma só. Os outros eram coadjuvantes. Ninguém conseguiria bater os tempos da Ferrari. Charlinho fez 1min27s958 na primeira tentativa, tempo idêntico ao da pole de Tião no Bahrein no ano passado. Incrível. E o alemão, na sua volta, não conseguiu superar o tempo do jovem amiguinho. Que ainda melhorou na segunda saída, 1min27s866, deixando Da Vittela 0s294 atrás no cronômetro. É bastante coisa.

Amilton larga em terceiro, 0s324 atrás. Bottinudo, que é líder do campeonato, não esqueçam, parte em quarto. Seguem, numa outra turma — as diferenças são grandes –, Verstappado (a 0s886), Magnatta (boa, Sérgio Maurício!), Sainz Velocidad, Romano da Granja, Hi, Konnen! e Mini Norris nas dez primeiras posições.

Charles tornou-se o 99º piloto da história a fazer uma pole. Considero o menino favorito à vitória, mas tudo depende de como largar, de onde vai estar ao final da primeira volta. Da Vittela sabe que uma derrota para o garoto pode comprometer seu ano, fará dele o xodó da equipe e da imprensa por algumas semanas, e reverter o quadro, a não ser que se tenha uma cabeça muito boa, é difícil. Alonso que o diga — lembrem como sofreu com Hamilton em 2007. E Tião, como sabemos, às vezes dá uma pirada.

Não percam amanhã. Vai ser um corridão.

Comentários

  • Olha a regência de Marte atuando aí gente. Olha a regência de Marte atuando aí gente. O exilado do ano Leclerc a caminho da primeira vitória da sua vida, deu azar, pro exaltado do ano Hamilton vencer e por pouco não ficou fora do pódio. E o ciclo de Saturno que se iniciou em 2017 veio pra deixar o Hamilton cada vez mais reconhecido e o Vettel cada vez mais desmoralizado. Pobre Vettel! Ricciardo também é outro Canceriano que tá sofrendo com as sub regências Saturninas desde 2017. Bem fez o Rosberg que foi Campeão em um ano que estava favorecido pelos astros(2016 foi regido pelo Sol e no eixo Câncer-Capricórnio o Sol favorece Câncer) e não quis encarar a zica desses anos de ciclo de exílio. Foi a melhor coisa que ele fez ser Campeão e se aposentar. Não precisou ficar desmoralizado como o Vettel e nem super zicado como o Ricciardo.

  • Se Leclerc pular na frente na primeira curva a Ferrari não vai se meter na briga dos pilotos, mas se Vettel pular na frente e não conseguir abrir vantagem…aí a Ferrari vai ter um PROBLEMA, os pilotos da Mercedes entram na briga pela vitória. Leclerc é um ‘fora de série’, botou pressão em Vettel na corrida da Austrália e volta botar pressão na classificação no Bahrein. Ferrari volta a ter uma dupla ‘explosiva’ como nos tempos de Villeneuve x Pironi, só que Vettel não vai arrumar confusão com o companheiro como fez o canadense. Curioso, no GP de Imola 82, Villeneuve contava com ordens de equipe para vencer(e ela aconteceu quando a equipe mostrou a placa “slow” várias vezes para os pilotos que alternavam a liderança), só esqueceram de combinar com Pironi. Já dizia Enzo Ferrari: “Uma equipe é completa quando tem um piloto veloz e sábio, e outro que apenas compõe o time”. O que não pode acontecer de jeito nenhum para a Ferrari após a largada no Bahrein? Colisão entre Leclerc e Vettel eliminando ambos na corrida…aí o clima azeda na equipe.

  • Caro escriba, o protagonismo deste início de temporada está com os segundos. Isso é ótimo. O GP do deserto promete. O leitor adorou a volta dos apelidos na análise. Ótima leitura. Bravo!

      • Bate muito mais ele passar com Leclerc o que Webber passou com ele. A começar diferença de idade. Vettel é 10 anos mais velho que Leclerc. E é 11 anos mais novo que Webber. Também tem a questão do piloto experiente vs piloto prodígio. Assim foi entre Webber e Vettel na RBR. Assiim pode ser entre Vettel e Leclerc na Ferrari. Se o Leclerc derrotar o Vettel, Vettel vai sentir na pele exatamente o que o Webber passou com ele. Será idêntico! Só que dessa vez com o Vettel sendo o experiente derrotado pelo prodígio e sendo o jogado pra escanteio pela equipe. Será um troco do destino perfeito no Vettel.

  • Primeira fila para a “rossa”. A Ferrari melhorou o seu desempenho e isso é muito bom para a categoria. Espero que a equipe não dê ordem de troca, caso Leclerc pegue a ponta e se mantenha nela. Não é bom que se repita as duas últimas vergonhas desse tipo: Alemanha/2010 – Alonso/Massa e Rússia/2019 – Hamilton/Bottas.

  • Eu acho vettel um bom piloto. Um dos grandes. Mas, dentre os grandes, é dos poucos que quem o acha top, tem que ficar justificando. Muito bom, mas superestimado pelos títulos com a red bull, onde era claramente o favorito da direção.

  • Leclerc é diferenciado, tem olhar de campeão e lembra muito o Gilles Villeneuve.
    Terá grande sucesso, se a Ferrari deixar. A Ferrari já esta de saco cheio do Vettel, que por dois anos poderia ter ganho o campeonato mas seu desequilíbrio o tirou da disputa. Acredito que a Ferrari finalmente abriu os olhos, veremos amanhã.
    Vettel nunca me convenceu, ganhou 4 títulos com um carro que na época era de outro planeta, imbatível, e tinha um morto do seu lado como companheiro de equipe (Mark Webber). Ele é desequilibrado e já mostrou isto várias vezes em sua carreira, nos momentos decisivos ele espana.
    Viram a cara de cú dele após a classificação? Ele sabe que deu ruim, e que sua vida esta complicada.
    Torcendo muito para o Leclerc, espero que a máscara do Vettel definitivamente caia.

  • Sei que vão me criticar …. acho o Vettel um bom piloto mas não é um “fora de série”.
    Como Alonso e Villeneuve já disse que o Vettel é superestimado pelos 4 titulos que possui.
    O Vettel teve sorte de estar na Red Bull quando a equipe estava em seu esplendor e mais sorte ainda de ter tido um companheiro meia boca como o Webber …. se tivesse tido na epoca um companheiro pelo meno do nivel do Ricciardo talvez hj não tivesse titulo.
    De lá pra cá só teve mais 2 companheiros …. o Ricciardo que levou toco ….. e o Kimi quase quarentão.
    Pela primeira vez na F1 tem um companheiro de primeira linha e vai levar um surra.

  • Se o Vettel tomar aperto ou principalmente se perder para o companheiro de equipe nesse ano, será um dos multi campeões mais contestados da história. Perdeu o campeonato ano passado fazendo lambança atrás de lambança e tomando tempo do Raikkonen no fim da temporada, além de ter tomado pau do Ricciardo em sua última temporada pela Red Bull.

    • O Schukrute é do tipo de piloto que não convence ninguém com olhar apurado……..Não é preciso que alguns de seus companheiros o vençam pra me convencer disso. Comento aqui no blog desde 2010, afirmando que se trata da 2ª maior farsa da F1, perdendo apenas para seu compatriota que se encontra vegetando. ………….Mas……..devo admitir que esse garoto tem muito carisma e não será difícil pra qqr torcedor da Mercêdes ou Mclaren passem a respeitá-lo. Realmente como disse um outro amigo, no quesito olhar e carisma, ele lembra o Maior de todos.

      • Até há pouco tempo, quando ficava sem argumentos para rebater, você simplesmente silenciava. De uns tempos para cá, você deu para xingar.
        Perdeu a linha ou não está suportando o tranco? Eu sei que deve ser duro perder o ídolo antes de completar sua Lenda Pessoal. E ver um jovem alemão ser hepta. E não deve ter sido fácil ver seu ídolo sobressalente ser esmagado por outro jovem alemão recém-saído da Toro.
        Por isso, eu compreendo teu ódio por Schumacher e por Vettel.
        E pra variar, deve estar sendo cômico ver o Ricciardo (que você tanto elogiou) descendo a ladeira rumo ao ostracismo.

        Quem ler o que digitei, vai entender porque você virou fã de última hora do Hamilton.

    • Não sei se é por esse motivo, mas simpatizei com o garoto. Pena estar pilotando pra equipe mais suja da história, espero que não o impeçam de botar o SchukruteFakedeBosta no seu devido lugar!

      • Se eu tivesse nascido lá por 2003/04 talvez pensasse como vc, mas tive a sorte de começar a entender esse esporte em 1984………portanto não se faça de Besta BoboPinto!

      • Está perdendo a linha mais uma vez, Sennafredo!

        A primeira vez que tomei conhecimento da Fórmula-1 foi no bi de Hill Pai através da Revista Quatro Rodas, que meu tio comprava.
        Quando a F-1 estreou na TV brasileira (GP de Mônaco 1972), eu já sabia quem eram Stewart, Ickx, Surtees, Hulme e Cia.
        Nessa época, você devia estar perdendo a namoradinha para o fortão da rua e ainda levando umas porradas pra aprender a ser gente.
        Começou a entender desse esporte em 1984? Assistiu então a maestria do Mito administrando seu talento ao longo da temporada até derrotar Alain Prost por meio ponto.

  • Ah F1! Te adoro!
    Como é bom ver uma disputa de um piloto novato contra um “medalhão”!
    Essas coisas do tipo Senna-Prost/88, Hamilton-Alonso/07, Ricciardo-Vettel/14 e agora Leclerc-Vettel, essas histórias “coadjuvantes”, muitas vezes, são mais interessantes que as histórias “protagonistas” monótonas!

    PS:
    01 – Na F1, em especial na Ferrari, não se pode “duvidar de nada”, mas prefiro acreditar que amanhã vai ter “hj sim!”, já que ficaria “complicado demais” (pro marketing e pra assessoria) explicar uma nova ordem de equipe!
    02 – Tenho preferência pelo Hamilton, mas amanhã sou 100% Leclerc “desde pequenininho”!!!!!!!!!
    03 – CHUTE-A: Verstappen em 2º!
    04 – CHUTE-B: Haas vai pro pódio! (“Pra levar o Bolão sozinho!!!!!” – disse esse sonhador que sabe que a corrida vai ter as “Ferracedes” no topo!- KKKKKKK)

  • Jacques Leclerc, tá batendo pino?

    Nenhuma palavra sobre o “Neuçinho” Piquet chutado da FE?

    Que piloto fraco, ganhou o primeiro campeonato mais na sorte do que qualquer outra coisa.

    Só se dá bem quando tá na equipe do papai. É o Stroll brasileiro.

  • Vettel realmente e um alemão bem latino quando a pressão aumenta para cima dele. Já deu provas disto várias vezes. E é óbvio que o Fecho Eclair é melhor do que ele (e de 95% do grid).
    Se a Ferrari não intervir então o chucrute vai azedar além da conta.

  • Flavio tava mais na cara que meu “pequeno” nariz( grande pra dedéu) que o Charlinho Papa Léguas ia engolir o ChucruVettel ,achava isso desde o ano passado ,mas não sabia que ia pegar a mão do carro tão rápido ,lembrando um tal de Senna quando enfrentou um irmão meu de nariga Prost. Muleque vai lutar pelo título ,minha previsão MãeDinasistica.

  • O bom treino, mas o legal mesmo foi ouvir os comentários do Giafone, gostei muito, ele diz o que precisamos ouvir, ele explica uma F1 que precisamos entender. Teve uma hora que o Giafone nos explicou o que Hamilton estava fazendo e o que ia acontecer no painel informativo da Mercedes. Em outra ocasião, na hora da pesagem, ele disse que alguns carros – excessão à Renault – era possível o piloto acionar o motor. Em outra ele cantou a pedra sobre as dificuldades da Red Bull. Isso sim é uma transmissão de automobilismo. Já na F. I NDY o Giafone dava um show. Não tenho nada contra o Galvão, mas acho que já deu pra ele na F1. A Globo podia trazer o Téo José, acho que junto com o Giafone, o Burti e o R. Leme as transmissões ganharia muito em qualidade.