“GP ÀS 10”: A INCRÍVEL BRAWN GP



Acho que me enganei sobre os pódios do Button no final da temporada de 2009, mas está valendo.

Comentários

  • O regulamento de 2009 que tinha o dedo de Ross Brawn transformou sua Brawn GP de um carro nanico em um carro de ponta ao lado da Red Bull, com isso foram rebaixadas a Ferrari e a McLaren.
    Jenson Button agarrou a chance que Deus lhe deu vencendo seis das sete provas iniciais do campeonato 09 pra ser Campeão, na fase final administrava sua liderança na ponta dos dedos sem se arriscar vigiando até o Rubinho, no final deu tudo certo pra o Button conquistando o seu único campeonato no GP Brasil 09.
    Enquanto o Rubinho festejava sua permanência na F-1 indo pra Brawn GP, ele assistia o Button vencer quase tudo no início, no Final tentou alguma coisa, mas já era tarde demais, e pra piorar o novato atrevido Vettel da Red Bull surrupiou o seu Vice deixando ele em Terceiro.
    O Button conseguiu nove pódios e Rubinho seis pódios na Temporada 2009.

  • Um carro bem nascido e com uma solução engenhosa, um dono de equipe competentíssimo e dois veteranos pilotos com fome de um sonhado título. Junte tudo e sirva a dose exata de acordo com cada corrida.

    • A Brawn GP nasceu com um carro incrível. Tanto que, na estreia, fez dobradinha e ganhou várias corridas. Ocorre que, como não era uma equipe tradicional, não tinha o aporte financeiro para desenvolver o carro durante a temporada e, aí, o Adrian Newey fez o foguete que viria a ganhar os quatro títulos dos anos seguintes: 2010 a 2013. Aquele carro da Red Mula não nasceu em 2010, mas, sim, na metade de 2009, quando o Button já tinha um caminhão de pontos e o Barrichello, segundo o próprio piloto, resolveu-se entender com os freios. Aí, já tinha mais competidores pelas vitórias.

      • Deixa ver se eu entendi teu raciocínio, Renato professor de F1.
        O Barrichello começou a freiar o Ross Brawn GP para o Adrian Bull ganhar…

  • Saudações Flavinho Gomes ! que bolão no fox nitro, hein ! Só Hamilton e o sr. Edgard, de vestapen…Estão todos certos. Se não me engano, a atual Mercedes é essa Brawn. Estou certo ? abs e vamos de Hamilton…

  • Não sei se o Flávio já comentou no GP às 10 mas essa história do espanto com a Brawn me lembrou o espanto com a McLaren, em Melbourne 1998 (achei que fosse 20 anos, em 1999, mas é 21).

    Meteram uma volta no terceiro colocado!!!!! Como? Por quê?

    Gostaria de ver o Flávio lembrar essa história.

  • A sua cutucada na orelha foi raiz..fantástica.. chega a ponta do dedo sai brilhosa kkkkk

    Abc . Ótima.lembranca

    Lembro , se não me engano, que até fevereiro matérias davam.conta que Rubens ainda.nao tinha carro pro ano

  • Em 2009 o Massa era um dos favoritos, para seu azar apareceu Brawn detonando na pista e uma mola do carro do Rubens.

    Rubens Barrichello como sempre dando desculpas por ser detonado pelo companheiro de equipe…a culpa da vez eram os freios. Porém sua vitória em Valência (primeira corrida lá) foi sensacional.

    Flávio como sempre não poderia deixar de enaltecer, endeusar, paparicar o Schumi, com montagem de equipe, etc…..mas na verdade o alemão se arrastava com a Mercedez. Teve uma fala do Webber quando este deu volta no alemã e disse algo no rádio, algo como “o mundo da voltas” ou “nada como dia após o outro”.

    • Pouca gente se lembra que o Schummy foi para a Ferrari em 1996 e só ganhou em 2000. Foram 4 anos “pastando” numa equipe com mais de 50 anos ininterruptos de F-1. Na Mercedes (recém criada) ficou 3 anos, deixou a base montada dessa equipe campeã. Lembrar que em 2013 o Rosberg e o Hamilton tiveram um ano bem meia boca com o motor convencional e em 2014 passamos a ter uma outra Formula-1 com motores híbridos.

  • Foi muito legal, sensacional e inesquecível. Se procurar por imagens da Brawn GP é possível encontrar chacotas em razão do carro sem patrocínio e algumas avaliações de que a performance deles não era real coisa e tal e que claramente era para conseguir mais patrocinadores. Aí chegaram as corridas de verdade e pau geral!!! Curiosidade: além do Ross Brawn, quais outros chefes estavam no grupo de estratégia quando elaboraram o regulamento técnico?

    • Da mesma forma que falaram da Harding do Colton Herta, lá na Indy. O moleque arrebentando nos treinos e quase todo mundo dizendo que era fogo de palha, equipe pequena fazendo brilhareco artificial.
      Aí o moleque na segunda corrida põe todo mundo no bolso e ganha.
      E a gente descobre que realmente o carro é bom.