MENU

quinta-feira, 29 de agosto de 2019 - 19:41F-1

SPA EM CHAMAS (1): SÓ NOVIDADE

POÇOS DE CALDAS (mais um) – Oxe, hoje o dia foi cheio das notícias em Spa. Mercedes, Renault, calendário, contusão de piloto veterano, prato cheio. Está tudo lá no Grande Prêmio. Aqui, alguns pitacos em meio a centenas de DKWs no 17º Blue Cloud:

- Bottas fica mais um ano: a Mercedes apostou na bola de segurança. O cara não atrapalha, de vez em quando ganha uma corridinha, não enche o saco e, pelo jeito, não reclama nem do tempero da comida no motorhome. A equipe não tem necessidade de mexer na dupla, essa é a verdade. O cara do time é Hamilton. Trazer um novato — especulava-se Ocon — faria com que se gastasse energia à toa. E Ocon não é também nenhum gênio.

- Ocon na Renault: não é gênio, mas é sangue novo que, no caso do time francês, vai ajudar. Hülkenberg deu o que tinha de dar. Ficou sem carro para 2020, mas pode ser que arrume uma boquinha, ainda.

- Calendário sem Alemanha: está definida a temporada de 2020, com 22 corridas. É coisa pacas. São as mesmas deste ano sem a Alemanha e com a inclusão de Vietnã e Holanda. Para mim, uma surpresa. Mas países que corriam risco, como México e Espanha, se mexeram. E o GP da Alemanha dançou porque lá, se a conta não fecha, não tem mesmo. O país já tinha ficado fora do calendário recentemente, sem choro nem vela. Fiquei meio chocado porque me parece esquisito um Mundial sem a Alemanha num momento em que uma equipe alemã domina o campeonato do jeito que a Mercedes tem feito. E ainda tem um tetracampeão em atividade pela Ferrari, Vettel. De qualquer forma, se é verdade que a Alemanha fará falta, esse traçado mutilado de Hockenheim não vai deixar muita saudade.

- Interlagos, claro: só para não deixar dúvidas, GP do Brasil em São Paulo no dia 15 de novembro. A temporada começa na Austrália em 15 de março e termina em Abu Dhabi no dia 29 de novembro. O Vietnã fará seu GP em 5 de abril. A Holanda, em 3 de maio. Dobradinhas: Austrália e Bahrein (15 e 22 de março); Holanda e Espanha (3 e 10 de maio); Azerbaijão e Canadá (7 e 14 de junho); França e Áustria (28 de junho e 5 de julho); Bélgica e Itália (30 de agosto e 6 de setembro); Singapura e Rússia (20 e 27 de setembro); EUA e México (25 de outubro e 1º de novembro).

- Distribuição geográfica: serão dez corridas na Europa, sete na Ásia, quatro nas Américas e uma na Oceania. O Vietnã será o 34º país a receber um GP na história da F-1.

- Raikkonen machucado: poderá ser substituído por Marcus Eriksson se não melhorar das dores na perna. Pelo menos tratou a situação com graça. Disse que se ficasse bebendo em vez de fazer esporte, talvez tivesse condições de correr. A Alfa Romeo perde muito se ele não correr mesmo. Kimi é especialista em Spa.

13 comentários

  1. Arthur Schieck disse:

    Como você bem disse, o traçado mutilado de Hockenheim não deixa saudades. Eu ainda choro de saudades do antigo, mas paciência! Por lá os caras gostam de cuidar de floresta, não comem baleia e, não menos importante, sabem bem que nazismo é de direita.

  2. Andre disse:

    Sem Alemanha não dá. Entretanto, os caras são sérios. Não são como os daqui que até inventam mais um autódromo para maracutaias.

  3. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : A equipe Mercedes-Benz , joga na retranca não quer confusão, só no sapatinho (Bottas)e o incrível L. Hamilton, agora F-1, sem a prova do GP da Alemanha . Rapaz Putuz Grilla, essa medida de economizar foi radical , que cabeçada das empresas alemãs de Marketing, vender salsicha com cerveja não pagou a conta.

  4. Eder Félix disse:

    Fala, Flávio! Sou de Poços, ano passado estive no evento, mas não te encontrei. Será que desta vez consigo uma selfie?
    Abraço

  5. Ed disse:

    22 corridas é muita coisa. Tem muita pista ruim: Abu Dhabi, Cingapura, Azerbaijão, podiam ser limadas sem dó. Vietnã acredito que seja outra porcaria também. É lamentável não ter o GP da Alemanha com essas porcarias no calendário.

  6. Paulo F. disse:

    A MB poderia economizar um troco e correr com um carro só! Lewis dá conta do recado e sobra.
    Flavio, explica, GP da Alemanha se não for em Hockenheim aconteceria aonde? Em Norisring?

  7. RAFAEL PIQUEIRA CHININI disse:

    tiraria facil umas 5 corridas inuteis dai!!
    China, Espanha, França (devia volta pra Magny-Cours), Singapura, Abu Dhabi, Mexico (na boa o traçado é ruim).

  8. Nick B disse:

    Aí, Fla malandrão.
    Mais um Blue Cloud. Diliça!

    Fla, me responde uma coisinha porque não posso bater as botas sem saber: depois do Templo, seu coração bate mais forte por qual autódromo da F1? Spa?

    E só pra constar: me resseca as cutículas ficar sem gp alemão.

    Nick B
    (ao som do inesquecível David Bowie, Heroes. Meião da trilogia de Berlim com o genial Brian Eno).

  9. Alfredinho disse:

    Nessa dança das cadeiras, um já dançou! Tomara que Hulkenberg vá para a Haas.

  10. CHAGAS disse:

    Da-lhe Bottas.
    Deu a lógica.
    E Hulk vai pra Hass.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>