MENU

segunda-feira, 21 de outubro de 2019 - 17:47Gomes, Grande Prêmio

GP ÀS 10: VOCÊS DECIDEM

116 comentários

  1. cesar disse:

    Flávio, vá com o 13 e Lula Livre

  2. Ricardo Sandri disse:

    Pode votar em dois?

    – Fusca 66
    – Lada samara

  3. Afrânio Costa Pereira disse:

    Se é pra chocar a sociedade, ainda mais a de hje num GP de F1, nada como ir de Samara !!

  4. Geraldo Flávio Chaves disse:

    Parabéns pela sua coleção Xará!
    Sou funcionário do Correio e gostei de ver aquela magrela lá no canto!
    Já andei de mais naquele “veículo”! E você, já deu uma volta nela?

  5. Eduardo disse:

    Valorizar o produto nacional, Gurgel BR 800!!!

  6. D disse:

    Voto na Quantum ou no Chevette Jeans, só pq foram excluídos da votação.

  7. GIOVANI JARDIM disse:

    Nº 16, O SAAB

  8. mario aquino disse:

    Cara este seu Dodge 1800 é muito fotogênico, lindo carro, só precisa alinhar o Capô, o Passat também, mas o Dodge é demais.

  9. Nick B disse:

    Oi, Fla.
    Evidentemente não vou votar porque sou deveras persuasivo com você e o que eu disser pode atrapalhar a apuração dos votos.
    (Para quem duvida do meu poder de convencimento com FG, só digo uma coisa: eu o demovi da ideia de vender sua coleção de mobiletes para adquirir um lote de ações da Malt 90. A recíproca é verdadeira: foi o Fla que me tirou da cabeça o lance de ir pra Porto Rico para tentar ingressar no Menudo).

    Porém, não posso me furtar de dar um pitaquinho: eu iria de moto, Fla. Tudo parado e eu metendo marcha, cachorrão!

    E isso, queguidos, me fez lembrar de uma fase bem Easy Rider que eu e Fla vivemos.
    Flavinho, à época, se julgava uma espécie de Peter Fonda brasileiro. Tinha dias que só respondia se o chamassem de Wyatt.
    E ficava todo dia em casa, entre uma fatia de bolo de fubá e um teco de cural que minha mãe fazia, insistindo para que pegássemos uma BR para viver situações inusitadas como no filme de Dennis Hopper.
    Até que aquiesci e planejamos a viagem.
    Fla intentou em ir com uma Amazonas e me sugeriu uma Sete Galo.
    Por sérias restrições orçamentárias, acabamos indo de ML (Maria de Lourdes) e Turuna.
    Lembro bem que a Turuninha ficou comigo porque o Fla gostava de falar para mim algo como “olha aí o Juruna de Turuna”, um bullyingzinho sapeca em razão dos meus belos traços indígenas.
    Um adendo: não que fôssemos pobretões, talkei?! Eu e Fla sempre fomos comunistas abonados e abastados.
    Mas as tais restrições orçamentárias se deram porque o meu pai era um mão de vaca com o filhão e o Fla, poupador convicto, guardava uma fortuna em sua poupança Bamerindus, pois projetava gastar tudo no seu projeto de ir cantar La Bamba no Cassino do Chacrinha sem receber o troféu Abacaxi.

    Também não é verdade o que umas línguas de cobra andaram dizendo por aí que o Fla não foi de Amazonas porque não dava pé. Posso afirmar que a pontinha do dedão, à beira de uma distensão, tocava, sim, o solo. Se.fosse uma XL…

    E lá fomos nós BRs afora!

    As histórias inusitadas dessa jornada? Ah, conto outro dia. Agora tenho que sair pra fazer uma balaiagem no meu cabelo.

    Nick B
    (ao som de Simple Minds, Don’t you, Alive and Kicking e Mandela’s Day. Agora você decide, Fla).

    • Flavio Gomes disse:

      O problema de nossa fase Easy Rider era a echarpe que você insistia em usar e vivia voando de seu pescoço delgado, o que nos fazia parar a todo tempo. E sejamos honestos: o máximo que fizemos foi ir até Itu pela Castelo Branco, que você considerava “longilínea e comprida”, sempre fazendo piadinhas de duplo sentido.

      • Nick B disse:

        Hahaha, Fla.
        Quem diria você lembrar da echarpe bordada pela minha avó!

        Realmente ela e meu pescocito eram incompatíveis.
        Recordo-me que na quarta parada pra “resgatar” a dita-cuja no asfalto da Castelo você, muito gentil e parcimonioso, sugeriu a aplicação de generosa dose de um mix de superbonder, durepox e araldite entre o delicado tecido e o delgado pescoço.

        E o tempo passa, o tempo voa e a piada duplo sentido.do Nickinho continua numa boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *