LADALAND

RIO (parabéns, crianças) – Foi num dia 20 de abril, há exatos 50 anos, que o primeiro Lada saiu da fábrica de Togliatti, na velha e boa União Soviética. Uma triangulação entre os governos da URSS, da Itália e a Fiat resultou na cessão dos direitos de produção do modelo 124 para a potência comunista, que precisava dar uma modernizada em seu parque industrial. A Fiat mandou maquinário, ferramental, estamparia e projetos de um carro que estava prestes a sair de linha, em 1966. Em troca, os italianos receberam aço soviético.

A URSS escolheu a cidade de Stavropol-on-Volga para abrigar a fábrica. Mas em 1964 ela foi rebatizada como Togliatti, numa homenagem a um dos mais proeminentes dirigentes do Partido Comunista da Itália, Palmiro Togliatti — que morreu naquele ano.

A fábrica foi construída em quatro anos e inaugurada em 1970. O carro recebeu várias modificações técnicas para se adaptar ao clima e, principalmente, às condições das estradas do país. Tem ótimas matérias (em inglês) com comparações entre os dois modelos aqui e aqui.

Como vocês sabem, este escriba tem uma especial atração por esses modelos produzidos pelos proletários soviéticos. São seis na coleção, todos lindos de morrer. O VAZ-2101, nome-código do primeiro modelo, nasceu com motor 1200 e foi fabricado por 42 anos.

Cerca de 20 milhões de unidades (há algumas fontes que mencionam um total de 18 milhões) foram montadas até o encerramento da produção, em 2012. O nosso Laika é o carro mais vendido de todos os tempos, considerando que do primeiro ao último ele é basicamente o mesmo — as alterações foram apenas estéticas e de cilindrada do motor. Se vocês pesquisarem as várias listas dos automóveis de maior produção na história, vão encontrar modelos como Corolla, Civic, Escort, Fusca, Golf, Ford série F e outros que, na verdade, só mantiveram o nome ao longo de tempo. O primeiro Corolla não tem nada a ver com o último. O mesmo vale para o querido sedã da VW — os recentes New Beetle e Beetle entram na conta geral dos Fuscas. E para todos os outros.

Sendo assim, muito respeito pelo quadradinho mais simpático e valoroso de todos os tempos. Parabéns, meninos e meninas, vocês são demais! Veloz-HP está comemorando lá no lugar para onde foi levado pelo sedã branco.

Comentários