NA BAND

SÃO PAULO(lugar certo) – De início, já aviso. Não gosto de Band. Essa corruptela para Bandeirantes sempre me pareceu forçada. Mas é usada há tantos anos, que já tem, sim, uma penca de gente que nem sabe que Band é Bandeirantes. Já trabalhei na casa. Na rádio, que segue sendo Bandeirantes. Ao menos a matriz, que opera nos 840 kHz em AM e tem uma frequência em FM que já não lembro qual é — estou voltando a São Paulo agora, eu antes decorava essas coisas, talvez seja 90,9 MHz. Tem também a emissora de notícias em FM, que já nasceu como Bandnews. E tinha antes a Band FM de música popular, que não sei se existe ainda. E na TV fechada, o Bandsports. No fim, do nome original só sobrou a rádio, mesmo.

A Bandeirantes fisgou a F-1 por dois anos para TV aberta. Ontem à noite a Globo desistiu oficialmente, o que, juro, me surpreendeu. Eu achava que a Liberty tinha trucado a Globo sem nada na mão e, na hora certa, a turma do Jardim Botânico ia colar o zap na testa deles. Se vocês não entenderam nada, não tenho culpa se não jogam truco. A F-1 dava lucro para a Globo. As cotas publicitárias, com entrega de mídia em muitos programas da emissora, eram caríssimas e vendiam fácil. Entender a decisão global de abrir mão da F-1 é difícil para quem está de fora. Afinal, eram 40 anos de transmissão e o produto, a F-1, se confundia com o canal. Tem a ver com os novos rumos da Globo, que está investindo tudo, ao que parece, em streaming. Sei lá. Se eu fosse o dono da empresa, e não é porque gosto de F-1, jamais deixaria escapar. F-1 é foda, por mais que tenha gente dizendo, há anos, que acabou, que é uma merda, que ninguém vê, que está chata. Bobagem. F-1 tem público sempre. Vende bem. É pica das galáxias. Tem um status construído em 70 anos de história.

Mas a Globo perdeu a Libertadores, não quis ficar, está deixando de transmitir jogos da seleção, está tudo é muito esquisito. Assim, largar a F-1 nem devia surpreender tanto. Talvez a decisão deva ser chamada de chocante, mais do que surpreendente.

Fato é que está decidido. Vai para a Band. E isso não tem nada de ruim. Primeiro, porque é um canal com abrangência nacional. Depois, porque tem espaço na sua grade. Pode tratar bem o produto. A Globo, verdade seja dita, cagou na F-1 nos últimos anos ao deixar de mostrar a classificação para apresentar um programa chatíssimo nas manhãs de sábado, com um monte de gente encostada fazendo comida e ensinando bricolagem — além de omitir o pódio para mostrar umas merdas no “Esporte Espetacular”, o que reputo como desrespeito ao público. Resumindo, a Globo trabalhou contra seu próprio produto, o que é inexplicável.

E tem mais. A emissora do Morumbi tem tradição no esporte, apresentou a Indy para o Brasil, comprou a Stock e a Copa Truck agora, chegou a transmitir o Mundial de F-1 um ano antes de Piquet ser campeão, em 1980, e tem ótimos profissionais para conduzir esse barco. Reginaldo Leme foi para lá no ano passado. Sua volta à F-1 terá enorme impacto no mercado. Formar uma equipe de qualidade não é difícil, está cheio de gente boa dando sopa por aí. Já tenho mais ou menos ideia de qual será o time, mas vou me dar o direito de não citar nomes — além do óbvio Regi — para não ferir suscetibilidades. Só que não precisa ser muito esperto para entender, por exemplo, que Mariana Becker será a repórter nas corridas. Ela é casada com Jayme Brito, que por anos produziu a F-1 para a Globo e está envolvido nas negociações entre Band e Liberty. Mariana já deixou a Globo, inclusive.

Importante, para o público que andava meio angustiado com o destino da F-1 na TV brasileira, é que as corridas seguirão sendo transmitidas. E que ótimo que não tenha ido parar nas mãos de bispos, roedores ou negacionistas em rede nacional. A Bandeirantes tem uma trajetória bonita na formação da cultura esportiva brasileira. Vai ser bacana testemunhar esse novo capítulo da história da F-1 por aqui.

Comentários

  • A Globo agora não pode mais gastar além da conta sem a ajuda do dinheiro público que vinha com sobra dos governos anteriores, a Band que procure aproveitar essa retomada da F-1 41 anos depois, senão vai ser um tiro no pé.
    O Reginaldo Leme agradece pela F-1 retonar a Band dando a ele a oportunidade de voltar a fazer comentários numa transmissão dessa corrida no que parecia impossível de acontecer novamente depois da sua saída da Globo.

  • A globo não é a única que sabe cagar no seu p´róprio produto, a Band por muito tempo fez isso com a Indy, que por muitas vezes mesmo quando estava no canal aberto, sempre era picotada e muita vezes até nem começava no horário certo, ficava puto, por que a Indy é a minha categoria favorita.

  • Ironia, o texto critica a Globo por destratar a F1 ao remover a classificação da TV aberta e deixar só no canal por assinatura e no final das contas é EXATAMENTE o que a Banda vai fazer… já começa esculachando o produto do mesmo jeito.

  • Band me apresentou a Indy. Me apresentou a Fórmula Truck, a original.
    E agora mantém a F-1 viva.
    Melhor alternativa possível. Muito melhor ela ter caído na mão de uma emissora que tem DNA de corridas em sua história do que cair na mão de quem não ia saber o que fazer. Ou não ia querer fazer nada.
    Tomara que tratem a categoria como merece. Passem todos os treinos livres, passem a qualificação, passem toda a corrida, pódio, entrevistas com os pilotos, tudo o que tem direito. O que poderiam fazer com a Indy, mas não fazem pois os americanos gostam de cerimônias mais elaboradas.
    E dêem horários alternativos de transmissão pra quem não tem TV fechada, não tem como gravar programação ou não tem tempo, mesmo. Público tem. E muito. Mesmo sem brasileiro no grid.
    A meia dúzia de seres que fala que a F-1 morreu ou não sabe ou não gosta de automobilismo.
    Se souber vender bem o produto, a Band volta a ser o Canal do Esporte, fácil, de verdade.
    E restará à Globo virar uma espécie de Netflix de si própria.

  • Flávio,

    No início talvez a Band surfe no hábito de assistir corridas que a Globo criou aos domingos, além de se aproveitar de profissionais que trabalhavam com ela.

    Mas um problema para a F1 na Band, que acho que ninguém se deu conta ainda, é que agora ela terá um concorrente no horário, porque certamente a Globo colocará um outro produto em sua grade. Além, claro, da concorrência de um streaming da F1TV.

    Por isso, acredito que a F1 será ainda mais um produto de nicho aqui no Brasil e a audiência da Band vai revelar o verdadeiro “público” da categoria.

    Até,

  • Uns anos atras [nao lembro qdo] comentei num topico daqui …. A globo tah se livrando da f1. Principalmente qdo passou a transmitir soh 10 min finais da classificaçao e o podio com pouco tempo [as vezes nada]
    A band tah seguindo pra formar um time forte … Mariana [presencial em pista], leme deepweb da f1 hehehe], sergio [provavelmente] narrador expert. … Falta soh um comentarista para detalhes tecnicos e mecanicos [burt?]
    Quem invest assim deve voltar aos bons tempos de cobertura da f1 na tv.
    Oxala
    Saude e paz pra todos

  • “E que ótimo que não tenha ido parar nas mãos de bispos” . Preconceito religioso Flávio Gomes? Tu prega tanto a tolerância, diversidade e o escambau e dá uma dessa? Preconceito pra ti só do outro lado, quando é de vocês se chama “opinião”. Você e a maioria dos jornalistas brasileiros são hipócritas!

  • Você tem razão. A Globo há tempos vem dando as costas para a F1 deixando de transmitir o pódio inclusive, que é básico convenhamos. Adorei a ida para a Band. Azar da Globo pois este ano será show com a volta de Alonso, Vettel na Aston Martin e quem sabe Hamilton ultrapassando os limites do sistema solar.

  • Gosto muito do trabalho da Band na cobertura esportiva, entretanto ela também dá umas gafes e a mais BIZARRA dos ultimos anos foi nao ter mostrado o pódio do Tony Kanaan quando ganhou as 500 milhas de Indianapolis… INACREDITAVEL !!!!

  • Band, por favor, compre também os direitos de transmissão da MOTO GP !!!

    A única razão pela qual eu ainda sintonizava minha TV na Globo era para ver a F1 nos domingos de manhã. Agora, nem para isso mais eu vou.

    É isso aí Band, o canal do esporte motor. Ganhou moral com muita gente agora.

    #f1naband

  • Prezado Flavio Gomes !!!

    Estamos Fu…zilados!!! Reginaldo torce pro Vettel e a Mariana então, uma coisa de doido.
    Como escrevi em outras postagens, quem vai narrar é o Datena, cada vez mais fora de sí…
    – Coloca a imagem aí Latino, o cara morreu ?
    – Não !
    Claro que sim ou estou errado, t´a ok!!!

    Saudade do Serginho Maurício, Max e Lito…

    A F1 vai virar um banho de sangua !
    abs

  • A Band tem mais abertura na sua grade para fazer um ótimo trabalho com a F1, o que a gloriosa Globo não se permitia por outros compromissos ou interesses, mas eu esperaria para ver. O histórico da Band não dá segurança. Nos tempos idos, quando transmitia Indy e Stock, ela também já fez das suas, interrompendo transmissões para passar Terceiro Tempo e outras bizarices. Ou, pior, nem transmitindo determinados eventos esportivos porque tinha de passar Sport x Vitória, Corinthians x Penapolense, Cruzeiro x São Caetano ou coisas do gênero. Se a Foxsports, que é canal fechado, pretere corridas da Nascar para passar jogos do campeonato argentino de futebol, pensem nos compromissos que a Band têm.
    A notícia é alvissareira pelo que a Bandeirantes pode fazer, se quiser ou puder, e pela continuidade da F1 em sinal aberto. Porém, é esperar para ver. Tomara que corra tudo bem.

  • achei foi otimo dava raiva começava as transmitir no meio da volta de apresentação, tá exagero mas estava proximo disso, pior não mostrava o podio quando os pilotos estavam chegando nos box já subia os letreiros do fim das transmissões e isso não é exagero

  • Prezado F&G : Certa vez um astronauta conhecido pelo nome de Iuri Aleexeievitch Gagarin, em transmissão via rádio de dentro da nave disse algumas poucas palavras ” A terra é azul………. e redonda “. Muito bem a Band deu a volta por cima da Globo, e vai transmitir a F-1, com incrível Regis e com a jornalista de pista Mariana Becker, vai montar um super equipe .Parabéns, para TV Bandeirantes.

  • Nunca encontrei o Flavio Gomes, só leio o Blog e o sigo no Twitter, mas me impressiono como minhas opiniões se parecem com as dele. Sobre essas corruptelas de nomes, eu fiz questão de ensinar para os meus sobrinhos que os nomes das Tartarugas Ninjas são Leonardo, Rafael, Michelangelo e Donatelo, e não “leo, Rafa, Mike e Donny” como o pessoal da Nickelodeon queria. Eu acho que crianças são inteligentes para aprender os nomes corretos, não precisamos ensiná-los como idiotas. Por isso também, a Fórmula 1 vai passar na Bandeirantes.

    Da mesma forma concordo com a Liberty em tirar um produto que a Globo desvalorizava, cortando a transmissão no meio, tirando a classificação para passar talvez o programa mais chato da história da emissora, e na minha grade não tem SporTV, então eu não vi mais classificações e nem corridas a tarde. E nunca me senti compelido a ter um pacote com esse canal porque fora a Fórmula 1 é só futebol. E já tenho canais suficientes para ver futebol. Espero que a Bandeirantes faça um ótimo trabalho. Não vai ter que não transmitir corrida pra passar o Brazzzzzileirão ou sei lá, a chegada do Gabigol.

    Eu sinto pena do Everaldo Marques, baita narrador, cria do GP que eu tenho certeza que saiu da ESPN para o grupo Globo porque ama Fórmula 1 e tinha como sonho narrar corridas da categoria. De certo já realizou, mas ele trabalhou tão bem que merecia mais. Agora terá seu talento desperdiçado em campeonatos de futebol. Ao menos deve ganhar um bom salário, espero. E agora era a hora para a Band ter um Téo José. Seria demais ouvir um “não perde mais Lewis Hamilton!”

  • Tem um profissional muito bom, com experiência, história, visão e conhecimento que eu contrataria na hora pra esse time !
    E para as transmissões off-tube se desloca fácil no eixo são paulo-rio…

  • Na boa, não surpreende. Estão enfiando os pés pelas mãos. Aqui no Rio, a Rádio Globo simplesmente acabou! Era, junto com a Tupi a líder. As novelas, umas merdas, jornalismo? Os bons estão caindo fora.
    Perderam os direitos de transmissão da Libertadores, do estadual do Rio (uma merda, mas perdeu….Para o SBT!!!!
    Agora, a F 1.
    E, Como você disse, ficam pondo uns encostados… o fim não está longe. Quem sair por último, que apague a luz.

    • Cresci ouvindo a Rádio Globo. Variedades, notícias, esportes, um time de excelência.
      Agora virou uma rádio absolutamente genérica. Que toca as musiquinhas do momento.
      Enquanto quase todos foram pra Tupi. Que ganhou frequência FM, tem streaming, facebook, youtube, mas continua com sua essência. E com tudo pra ser líder por muito tempo.
      E a emissora, na minha opinião, acabará se tornando uma espécie de Netflix dela própria. Vai migrar um monte de coisa pro streaming e se sustentar pelo seu passado.
      Claro que ainda tem seu público cativo e tem conteúdo como nenhuma outra. Noveleiros, maratonistas de séries, tem conteúdo pra todos os gostos. Mas ao que indica, se restringirá a isso.

  • Acho que a equipe da Bandeirantes será a seguinte:

    No Brasil – Narração: Odinei Edson. Comentário: Reginaldo Leme, com certeza. Supondo que tenha, quem será o 2º comentarista? Fico em dúvida sobre a Alessandra Alves e o Castilho de Andrade. Deve ser um dos dois.

    No exterior, ao vivo nos autódromos: Mariana Becker. Gosto muito do trabalho da Juliane Cerasoli, mas infelizmente ela vai dançar. E o Luiz Fernando Ramos, também.

    Sempre quis fazer esse trocadilho infame com o substantivo suposição, então chegou a hora.Isso aqui é apenas um supositório.

    • Sempre assisti as corridas da F1 com o volume da TV desligado e o volume da BandNews FM a toda ! O time é sensacional, o pessoal é fera e entende de F1 (diferente dos perebas da Globo).
      Espero que haja um bem-bolado entre rádio e tv…
      E espero que a F1 venha para a Bandeirantes para ficar, com respeito ao público!!! Sem cortar a transmissão para passar programa pereba, futebol chato ou pastor picareta…
      Boa sorte a vocês e muito sucesso !!!

  • Uma dúvida: a Band irá transmitir a classificação? Teremos o streaming da F1 liberado para o Brasil?
    Só espero que a Band não comece a boicotar a transmissão completa, entregando o horário para os pastores passarem a sacolinha.

    • Sempre assisti as corridas da F1 com o volume da TV desligado e o volume da BandNews FM a toda ! O time é sensacional, o pessoal é fera e entende de F1 (diferente dos perebas da Globo).
      Espero que haja um bem-bolado entre rádio e tv…
      E espero que a F1 venha para a Bandeirantes para ficar, com respeito ao público!!! Sem cortar a transmissão para passar programa pereba, futebol chato ou pastor picareta…
      Boa sorte a vocês e muito sucesso !!!

  • Durante todo o reinado da Globo, desde os anos 70, tivemos que engolir muitas interrupções de provas e até a não exibição de várias corridas ao vivo, sendo mostrado “compactos” depois do Fantástico. Na maioria das vezes, a prioridade era o futebol (Brasileirão e Copa do Mundo), mas finais de jogos de vôlei, Olimpíadas e outros esportes também jogaram a F-1 para escanteio.

    Uma interrupção de corrida “inesquecível”, que não teve nada a ver com esporte, aconteceu em 2007,no GP da Espanha, quando o Papa Bento XVI visitou o Brasil. Sim, fizeram isso: cortaram a corrida para mostrar o Papa, fato que irritou bastante quem é fã de F-1 e ateu.

    Mas o Top 1 no quesito de irritar profundamente o telespectador é um fato mais recente: interromper a cerimônia do pódio para exibir alguma reportagem (sobre futebol, claro) no Esporte Espetacular, e mostrar o pódio apenas na internet.

    Na Bandeirantes, com certeza, os telespectadores serão respeitados.

    Finalizando, a cereja do bolo: Tchau, Cléber Machado!

    • Quer saber a coisa que mais me irritou na Globo em toda a minha vida? Então, um belo domingo, não tinha F1, mas tinha Stock. A Globo anunciou que ia passar a corrida, então fui ver. No horário da largada, corta pra corrida, beleza, largada, duas voltas, volta pro Esporte Espetacular que foi passar reportagem de campeonato de embaixadinha, não estou zoando, era isso mesmo, só gourmetizaram com o nome de “football freestyle” mas era o bom e velho campeonato de embaixadinha que todo mundo já brincou na rua.

      A partir daquilo nunca mais respeitei o Esporte Espetacular.

      • Interromperam a Stock Car, ou melhor, apenas 2 voltas, para um “sensacional” campeonato de embaixadinha! Putz, mas kimerda! Não estava sabendo que rolou essa baixaria.

  • Parabens!
    Os fãs da F1 Mercedes Hamilton não estão mais abandonados. Confesso que eu insisto em ver, mesmo ela sendo tão obvia, entediante. Assisto tem vários décadas. Acho que é vício.
    Bem, o que eu torço mesmo é que a emissora contrate um narrador de impacto. Imploro que seja não mais um desses narradores que irritam mais ainda. Nada de Kleber, Luís, Téo, Hamilton (zzzz…), menos ainda a estrela (acho que nem quer mais). Há narradores ótimos como o Guto Nejaim e o Luiz Alexandre Eiras da RedeTv!(imagino que ainda esteja). São vibrantes e sobretudo não se perdem nas informações. Conhecem de moto, mas muito rapidamente se adaptariam em narrar automobilismo.
    Valeu!

    https://youtu.be/LpdgGJ6HmAY

  • Primeiro-: O canal fechado Bandsports também fará a transmissão como acontece com a Fórmula Indy??
    Segundo: imaginem como será o fim de semana do GP de Mônaco e das 500 milhas de Indianápolis….. Vai ser um Domingasso!!!

  • Espero que isso se concretize mesmo, já que da mesma forma que davam como certo que a F1 iria continuar na Globo depois da Rio Motorsports ter sido descartada isso pode não dar certo por alguma razão. No mais, a ver se dando certo se eles vão manter a Indy (Stock nunca foi problema na época da Globo) por mais que a Liberty parece ter menos problemas com ela do que Bernie Ecclestone tinha… E que as transmissões tenham pelo jeito comentários de Reginaldo Leme e reportagens de Mariana Becker

    • A Rio Motorsports não foi descartada. Aquilo era – ou é, sei lá, não sei se os caras tão tomando fôlego pra inventar outra viagem lisérgica qualquer – uma das maiores picaretagens dos últimos tempos. Não ia rolar nunca. Nem se aqui terminasse de virar a Banânia que alguns querem que vire.
      Por sinal, picaretagem que foi escrita, falada, provada e comprovada pelo site-mãe e pelo dono do blog.

    • Putz! Você foi bem nessa lembrança. O Datena tem um ego gigantesco ( pesa 8 bilhões de toneladas) e se a Bandeirantes não o reprimir, ele quer aparecer em toda a programação da emissora. Fica a nossa torcida para que ele nunca apareça em nenhuma transmissão da F-1. Caso essa desgraça aconteça, é capaz dele querer discutir com o Reginaldo Leme pois, claro, ele se julga um profundo conhecedor da F-1.

    • Colocar o Datena narrar F-1 teria a mesma coerência de colocar o Serginho Groisman pra narrar o Brasileirão. Cada um é bom na sua área. Datena com seu programa de noticiário-tragédia-sensacionalismo histriônico, tipo uma mistura de Alborghetti com Vagner Montes e um caminhão de pizzas pra dar o volume, e Groisman com seu programa de entrevista-musical-interativo, ou seja lá como se denomine o estilo de programa dele, uma mistura de Jô Soares com Hebe Camargo sem o humor de um nem a simpatia de outra, mas que já tem seu legado. Faria mais sentido – ou menos incoerente – um Alex Escobar da vida, que arranhou nas narrações na Copa e eu sou um dos seis que achou que até que ele não foi tão mal.