EMILIA, EMILIA, EMILIA (2)

Pérez, P2: melhor do mexicano

SÃO PAULO(¡arriba!) – Vou eleger o personagem do dia em Ímola: Sergio Pérez. O mexicano, ontem, bateu de um jeito meio estúpido em Ocon. Nenhum dolo, coisa que acontece, as equipes sem rádio, deu azar, enfim. Aí o mala do Hekmut Marko bota a culpa o coitado, que acabou de chegar à Red Bull.

Pérez não é moleque. É um piloto experiente que já passou por poucas e boas e perdeu o emprego na Racing Point no ano passado mesmo fazendo um baita campeonato. Demitido, ganhou uma corrida. Seu esforço e profissionalismo foram recompensados com uma vaga na Red Bull. Aí vem um cara encher o saco na segunda corrida?

Porra, dá um tempo, Marko!

P2 para Checo. Primeira fila. Segundo no grid. 0s035 atrás do pole Hamilton — 99ª da carreira dele. E na frente de Verstappinho. É assim que se faz. Responde na pista. Mande o Marko à mierda.

Grid em Ímola: pole #99 de Hamilton

Eis aí em cima o grid ilustrado do GP da Emilia-Romagna para dar uma força ao estagiário do Twitter da F-1 que deve achar essa arte lindona. Como se nota, dois carros da Red Bull cercando Hamilton. Um, Pérez, com pneus macios; o outro, Max, com pneus médios.

“Amo isso. É um desafio diferente do que temos tido nos últimos tempos”, falou o inglês. A Red Bull vai vir babando. Cada um com uma estratégia diferente. Não vai ser fácil para Lewis, não. Porque, como disse Pebolim Wolff, “nós não temos o carro mais rápido do grid”. “Nós”, no caso, é a Mercedes. “Se Max não tivesse errado na sua volta no Q3, a pole seria dele.”

OK, Pebolim — ou Totó, como se diz no Rio, ou Fla-Flu, no Sul. Mas é o seguinte. Mesmo sem ter o carro mais rápido, ganhou no Bahrein e fez a pole agora. Deixa de conversa.

Hamilton: mesmo com o carro menos rápido, na frente

Estou brincando, claro. A Red Bull realmente está um pouquinho à frente. Hoje, as temperaturas baixas ajudaram a Mercedes. E a pista, com curvas de média e alta, ajuda. O fato é que essa ligeira vantagem ainda não foi convertida em números e resultados pelos rubro-taurinos. E quando na outra trincheira está um cara como Hamilton, não pode bobear. Ele vai lá e crava mesmo, sem dó.

Mas e o outro carro da Mercedes?

Aff. Bottas ficou em oitavo. “Não entendi o que aconteceu no Q3”, falou. “Não confio na minha traseira.” Hum… Se eu estivesse na quinta série ainda, faria piadinha com essa traseira aí, Sapattos. Mas oitavo no grid é uma merda, mesmo.

Bottas: preocupado com a traseira

O cara que saiu mais chateado de Ímola hoje foi Lando Norris. De ontem para hoje, a McLaren deu um salto de qualidade. Talvez tenha descoberto que estava andando com um cilindro a menos na sexta-feira. Às vezes isso acontece no meu DKW. Mas percebo na hora e vou no cabo de vela.

Landinho fez uma volta espetacular no Q3. Ficou a 0s043 de Hamilton. Largaria em terceiro. Mas ele passou dos limites da pista na curva 9, acho, a Piratella, e cancelaram seu tempo. Uma pena. Caiu para sétimo. Atrás de Ricardão, que admitiu: sua curva de adaptação à equipe e ao carro papaia está “meio lenta”, como disse. “Vou levar mais tempo do que gostaria para achar meu limite.”

Eu, se sou a McLaren amanhã, mando Norris arrancar na frente de Ricardão e ir embora. Se não, vai ficar empacado atrás do companheiro numa pista onde é difícil passar. A chance de buscar algo que se aproxime de um troféu é essa.

Russell: só sorrisos

A Williams fez sua melhor classificação desde o GP da Hungria do ano passado, levando os dois pilotos ao Q2. Essa evolução sim, dá gosto de ver. Jorginho ficou em 12º. Lentifi, em 14º. A turma fixa do fundão — dupla da Haas –, assim, recebeu a visita hoje de Raikkonen e Giovinazzi, da Alfa Romeo, e do japinha voador Tsufoda, que larga em último.

Yuki bateu no Q1. E já foi falando. “Errei.” Pronto, acabou a polêmica. Já Tonhão dos Longos Cabelos foi atrapalhado pelo babaca do Mazepin. Que, mais babaca ainda, entrevistado pela Mariana Becker, deu uma resposta atravessada à pergunta “o que aconteceu?” e a repórter, sabiamente, não fez uma segunda questão. Deixou o tonto esperando. Um imbecil, esse Mazepin. Incrível. A Hass se deu muito mal com ele. Não sei se vale os rublos do pai.

Alonso: parou no Q2

Decepções? Ah, os velhinhos… Puta merda. Vettel em 13º, Alonso em 15º. “Falta confiança no carro, mas tá melhorando”, falou Tião. “Não fui rápido”, disse El Fodón. Seus companheiros, ambos, foram ao Q3. Ocon larga em nono. Stroll, em décimo.

Ajudem aí, rapazes.

Por fim, a Ferrari. Bem com Leclerc, quarto, mal com Sainz, 11º. Charlinho disse que nem lembrava quando tinha ficado tão perto, no cronômetro, de uma pole — 0s329. Sainz reconheceu que ainda falta a manha com o novo carro da nova equipe.

Leclerc: volta voadora

O segundo lugar de Pérez no grid é sua melhor posição de largada na carreira. A Red Bull não colocava dois pilotos entre os três primeiros desde o GP do México de 2018. Alonso não perdia para um companheiro de equipe no grid desde o GP da Malásia de 2017 — 27 GPs. A Mercedes colocou seus dois pilotos no Q3 pela 50ª vez consecutiva. Foram alguns números que pesquei aqui e ali depois da classificação para o GP da Emilia-Romagna.

Outro dado interessante é a diferença dos melhores tempos de cada equipe em relação à corrida do ano passado. Quem evoluiu mais foi a Williams. Quem piorou mais foi a Mercedes. Vejam:

  • Williams: -0s062
  • McLaren: +0s012
  • Alfa Romeo: +0s021
  • Aston Martin: +0s077
  • Ferrari: +0s124
  • Red Bull: +0s270
  • AlphaTauri: +0s288
  • Haas: +0s361
  • Alpine: +0s597
  • Mercedes: +0s802

E que beleza o Gasly em quinto, não? Só para registrar.

Pérez e Hamilton: primeira fila inédita

Diz que pode chover amanhã. Seria legal. Ímola é uma pista muito bacana, que não perdoa muitos erros, mas difícil de ultrapassar. Com um pouquinho de água, a prova pode ser mais bacana.

Gostei muito da transmissão da Bandeirantes hoje. Bem-humorada, informativa, de novo sem evocar o santo nome de Senna a cada passagem de alguém pela Tamburello. Equilibrada, gostosa. O problema tem sido a audiência: pico de 2 pontos, 1.3 de média. O que acontece com as pessoas? Só conseguem ver a Globo? Ruim, isso. Mas continuem lutando, companheiros!

Hoje às 19h falaremos disso na nossa “live ao vivo” no YouTube. Espero todos lá.

Comentários

  • Creio que as pessoas assistem a Globo no domingo de manhã por pura inércia; ou realmente gostam muito mais de futebol (que é só o que passa no programa esportivo da emissora), do que de Fórmula Um.
    A corrida foi muito legal mesmo, apesar de leigo, dou meus palpites:
    – Hamilton parece que sabe cuidar muito melhor dos pneus do seu carro do que o Max, é incrível como o inglês mantêm o desempenho numa fase onde outros começam a perder;
    – Hamilton é humano, o erro foi meio de principiante, não fosse isso, provavelmente ele iria chegar e ultrapassar o Max em menos de 15 voltas;
    – O carro da Mercedes não parece mais inferior ao RBR, Max e a equipe terão que ser perfeitos para discutir o título, por isso não fico fazendo coro ao massacre que o Max tomou em relação a primeira prova, que foi “afoito e ingênuo” na ultrapassagem. Era uma Mercedes-AMG aí na frente, com Hamilton guiando, provavelmente não teria uma segunda chance para ultrapassar um conjunto tão forte.

  • Em primeiro lugar, Senna é o maior de todos os tempos. Em segundo lugar, durante a semana equipes e pilotos lembraram de Senna sim e ouve homenagens redes sociais a fora. Não lembrar na transmissão não fez os números da Band melhorar. Na verdade, é o mesmo padrão Globo, os mesmos profissionais e precisa melhorar mas é muito. Erraram informação de carro, piloto e até ano de determinada informação.

    Corrida? Ótima, que venham mais pegas por que no fim o que importa é corrida boa. O resto é papo furado.

  • É simples, 3 ou 4 pilotos poderiam fazer a pole, mas apenas um não errou, e sem ter o melhor carro… Se mordam haters. Como podemos ver, o melhor se destaca, o nome dele todos sabem! Esqueçam o resto, lembrem apenas do nome. O campeonato deve ser ótimo, equilibrado – no que se refere aos carros -, no que diz respeito aos pilotos, claro, vai vencer o melhor, como de hábito. Que desculpa será a deste ano? A do carro “melhor” não cola mais, derrubaram as flechas no regulamento, sabemos. Eu vou me divertir vendo o melhor vencer, como deve ser.

  • Esse Helmut Marko está cada vez mais chato. Parece sentir prazer em criticar sem motivo. Esses dias ele malhou o pau no pobre Gasly, gratuitamente. O moleque foi lá hoje e conseguiu uma bela posição de largada. O mesmo fez Perez.
    Fico me perguntando se esse clima de tortura psicológica que ele leva ao time vale a pena.

  • Nao assisti a Live , mas deixo minha opinião aqui pois , realmente , é algo que me intriga

    Oque se percebe, entre outros pontos, é que a GLobo não formou um público fã de Fórmula 1 e sim apenas do tal : “O Brasil na Fórmula 1”, que se foi embora , em grande parte, com a morte do Senna. Acho que a audiência , que era 30/40 pts caiu , já em 94, para 15.

    Outra questão, diz respeito ao fato de que a Band deve estar vendendo mal este produto , sem dúvidas. Bom , mas estamos falando de uma emissora que vende seu horário nobre pro
    pastor R Soares , por aí a gente tira

  • A RB/H tem que aproveitar essa ligeira vantagem sobre o Hamilton, porque quando a Mercedes se ajustar vai muito difícil, principalmente ao Max disputar o título. Será igual ao Vettel, que desandou desde 2018 nas britas de Hockenheim e nunca mais achou a trilha para o polo norte.
    O Bottas, coitado, sentindo que tá apenas cumprindo contrato não tem mais cabeça para pilotar, ainda mais vendo o Russell melhorando os tempos. De Williams! O finla precisa tomar uma dose grande de Dorilton! Em 22 se houver uma troca mútua entre ele e o inglês promissor será lucro. Ou então vai sobrar uma Haas…

  • Hamilton trabalhou todo o fim de semana pensando na corrida. Tanto no FP1 como no FP2. Apenas no final do treino livre 2 ele andou com pneus macios talvez para entender o comportamento dos mesmos no horário de classificação. E tanto no Q1 como no Q2 fez voltas de 1.14.8. E no Q3, na primeira tentativa, tempo para a pole. Ele mesmo se disse surpreso com a pole. Bottas nem para segundo piloto serve mais. Ano que vem certamente não estará na Mercedes. E essa falta de segurança com a traseira do carro pode custar o campeonato de construtores para a Mercedes. Mas apesar disso Hamilton parece muito animado para a disputa com as Red Bulls.
    Alguns dirão que Verstappen ou mesmo Perez teriam conseguido a pole e, eventualmente, dominado a primeira fila se não tivessem errado. Pouco importa. Não conseguiram. Ambos terão estratégias diferentes. Será que a Red Bull sacrificará a corrida do mexicano para favorecer Verstappen? O holandês, como reagirá com esse fogo amigo? Perez não parece que obedecerá ordens de equipe tão facilmente. Será bem interessante observar o comportamento nas garagens da Red Bull.
    Ferrari bem colocada com Leclerc mas será que conseguirá manter um bom ritmo de corrida?
    Ainda mais com as duas Mclarens largando logo atrás. Principalmente com Norris, que perdeu por centímetros a terceria colocação no grid, com um carro aparentemente bem equilibrado.
    E também Gasly, logo ali, promete uma boa briga nessa parte do grid.
    Bom ver a Williams com seus dois carros no Q2, E Russel ficou a 0,123 s do Q3.
    E apesar do resultado a Aston Martin não é essa draga todo que falam. Ano passado nesse mesmo circuito, Perez com a então Racing Point, anotou 1.15.061 no Q2, ficando em 11º no grid. Stroll esse ano, no mesmo Q2, marcou o tempo de 1.15.138, apenas 0,077 s mais lento que a melhor marca do ano passado. Vettel ficou a 0,256 s do canadense. Aos poucos o alemão irá se adaptando ao novo carro e motor. Questão de tempo.
    De qualquer modo parece que teremos uma grande corrida amanhã.

  • Então vamos mais uma vez à babaquice dos babaquinhas, cuja ficha não cai, não se tocam! Senão, vejamos: Charlinho, Verstappinho, Jorginho, Carlinhos, Serginho, Gaslyzinho, Landinho (essa é ótima!), Latiffinho e Nikitinha.
    Por que essa babaquice? Pode explicar? Não dá pra chamar do nome certo? Ransos dos péssimos locutores da Globo? A doença pegou??????

  • Flávio, deu problema da Bandeirantes com as afiliadas que botaram a programação local bem no fim do treino, teve uma galera que ao invés de ver treino teve que aguentar o mala do Malafaia.

  • Flavião eu sei que não vai jogar muito pra cima essa audiência mas vale ressaltar que aqui em Rondônia a Bandeirantes não tem mais sinal aberto, quem quiser assistir a band vai precisar da parabólica, mas mesmo assim a primeira corrida não foi transmitida pela parabólica, teve outro programa da grade nesse horário. Pode ser que mais estados da região norte tenham essa mesma questão.

  • Sobre a transmissão, sem comentários, muito boa e informativa.

    Falando de audiência, imagino que muito estejam desacostumados a acompanhar classificação rsrs é meu caso. Mas hoje assisti inteirinha, mas só isso, deixei a tv ligada um pouco mais depois da classificação e vi o porque da audiência da Band estar como está, péssimos programas.

    Eu só a assisto em horários pontuais, NBA, algum noticiário local eventualmente e agora nas classificações e corrida.

  • Sobre as “pessoas”: sim, as pessoas só assistem o que passa na Globo!
    Vide o Campeonato Carioca de Futebol – a queda de audiência é enorme!!!.
    Tanto se falou e reclamou da F1 em canal aberto, tanto se falou e reclamou do modo de transmissão da Globo, mas se não passar na Vênus Platinada, parece que não existe!
    Será que a F1 se tornou mesmo um nicho, pra nós velhos, curtirmos carrinhos andando em círcuos, sem sentido????
    Lamentável

  • Grande, Flávio!
    Mudo a TV para o canal cujo o nome homenageia exterminadores e, dou de cara com o gramulhão, Silas Mala sem alças Faia.
    Ai não dá, canal que homenageia o exterminador Domingos Jorge Velho!
    A F1 sai da Globo e nós continuamos sem acesso aos treinos…

  • Grande, Flávio!
    Mudo a TV para a band e, dou de cara com o gramulhão, Silas Mala sem alças Faia.
    Ai não dá, canal do extetminador Domingos Jorge Velho!
    Sai da Globo e nós continuamos sem acesso aos treinos…

  • Contra fatos e números não há argumentos:

    1º treino livre:
    Stroll: 8ª posição
    Vettel: 14ª posição

    2º Treino livre:
    Stroll: 10ª posição
    Vettel: 15ª posição

    3º treino livre:
    Stroll: 12ª posição
    Vettel: 14ª posição

    Treino classificatório:
    Stroll: 10ª posição
    Vettel: 13ª posição

    Eu penso que o Vettel já deveria ter se aposentado em 2020. Ele estar correndo em 2021 é um caso de vergonha alheia. Se ele ainda estiver correndo em 2022, aí nós entramos na área da psiquiatria: quem o contratar é maluco!

    Sejamos MUITO sinceros: alguém consegue imaginar outros campeões mundiais como Piquet, Senna, Schumacher, Hamilton e Alonso levando uma surra do Lance Stroll?

  • E lá vai o Vettel tomando surra do companheiro mais uma vez. A alcunha de “ex-campeão” cai muito bem nele. Aliás, entre ele e Alonso não sei quem é mais limitado, isso não apaga suas conquistas, claro.