Comentários

  • Eu não entendo essa idolatria cega que aflige cada vez mais nosso país.

    Primeiro, Senna nunca foi herói de nada. Sempre adorei o Senna e acompanhei a carreira dele desde o kart. Um piloto memorável, mas herói ? Não. Nem ele, nem nenhum outro esportista. Qual o feito heroico do Senna ? Não li o livro, nem sei se lerei. Mas não vem ao caso. Não existe mais o respeito a opiniões diversas. Ou você tem uma opinião igual à minha ou você é um idiota, etc, etc, etc… Triste isso….

  • Bem. Eu já garanti o meu. Já foi devidamente pixado.
    Tô nem aí pro boicote. Bando de gente doente e alienada. Mais um passo e vão fundar a Igreja Ayrtoniana das Manhãs de Domingo. Aí é que eu fiquei com mais vontade de ler o livro mesmo.
    E o Flavio deve ter ficado igual aquele meme da Joelma triste/feliz. Claro que ler um monte de asneira nunca é agradável. Mas ganhou uma grande propaganda gratuita em redes sociais e sites de abrangência nacional.
    Daqui a pouco teremos postagens de uma segunda tiragem do livro, pois haverão milhares de e-mails implorando por exemplares.
    E admito que às vezes eu admito que ficava incomodado com algumas respostas ríspidas que rolavam por aí.
    Nunca me manifestei sobre isso, pois sei que quem é o dono do espaço faz as suas regras, e quem está nele deve respeitar. Ponto pacífico.
    Mas, depois do bando de merda que eu acabei lendo aqui e nas redes, hoje eu digo com certeza que certas pessoas, de tão babacas que são, devem agradecer aos céus e aos Deuses nos quais creiam, por só receberem uma orientação coercitiva para a execução de um coito passivo como resposta. Mereceriam muito mais.

  • Lamentável como as pessoas estão …
    Vi que você tem recebido criticas e estão escrevendo absurdos contra você por causa do livro. Que estão te xingando por que você “falou mal” do HEROÍ SENNA.
    Puta que pariu. Como tem idiotas nesse mundo.
    Será que isso acontece, por ser uma visão dos acontecimentos por outra ótica sem ser da Globo ?

    Em todo caso, tem minha solidariedade contra essas besteiras.

  • Eu não acho legal esta capa, meio apelação, o cara não gosta do Senna e usa o “visual” da sua morte como título de um livro – que deve ser bom – apenas para vender, às vésperas do aniversário do facto, estranho. O cara viveu tudo isso, escreve prá c*****, não precisa disso. Se é a história do Flávio na F1 – sabemos que ele só escreve sobre si -, porque esta capa? E vai escrever tudo que já foi escrito… Ok, é sua profissão, faz uma graninha, relax, só acho apelativo e popularesco, não precisa disso, ou precisa?

    • 1. O livro não é sobre Senna; 2. A foto fui eu que fiz, lá, em 2 de maio de 1994; 3. Estou cagando para o que você acha, não compre o livro, não leia, não me encha o saco e não ache que tem QUALQUER DIREITO de dizer a alguém o que ele deve fazer ou não na sua profissão. Você não paga minhas contas, rapaz. Respeite os outros.

  • Gente, estou horrorizado.
    Eu sem querer fui parar no Twitter e nem consegui ler tudo. O aconteceu com as pessoas para escreverem aqueles absurdos.
    Boicote? Não gostou, não compre e não leia.
    Eu já tinha ouvido falar do ambiente tóxico dessas redes sociais mas estou chocado.

  • Ah, os comentários estão sujeitos a aprovação … que pena, o autor não vai aprovar a ‘veiculação’ do meu comentário anterior … capaz até de me bloquear aqui também como já fez em outras mídias sociais. Esse é o bônus de ser proprietário de alguma coisa ! o ônus é ter que ouvir as opiniões contrárias e ficar puto com isso …

  • A situação deve estar muito ruim para o colecionador depois de sua repentina desaparição da tela.
    Tão ruim a ponto de se dar o trabalho de repetir as mesmas histórias já contadas em outros livros e meios inclusive aqui no site de sua propriedade (dele). Ainda que a comercialização do produto seja lícita, não me parece honesta nem ética … usar uma capa e frases de impacto para chamar a atenção do público sobre algo supostamente inédito apenas para angariar fundos e subsistir, por esta eu não esperava autor!