ONE COMMENT

Privatizem tudo. Acabem com a história, com as memórias, com o patrimônio público. Isso aí é o que restou do Pacaembu. E ainda não terminaram o serviço.

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel
Gabriel
5 dias atrás

Andei pesquisando sobre a concessão do estádio e vi que o estádio em si deve ser mantido, com a demolição parcial da arquibancada.
Além disso, parece que a prefeitura deve receber 120milhoes como pagamento da concessão e outros 650 milhões de custo devem ser evitados com a manutenção do estádio.
Não fica melhor assim? A demolição parcial me parece um “preço” pequeno a se pagar, frente aos benefícios envolvidos.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Flavio Gomes
4 dias atrás

Não, como eu disse, tirei de uma pesquisa rápida. Segue abaixo o link onde vi tal valor. Confesso que não me aprofundei no tema mesmo, mas achei os valores razoáveis.
Considerando que são mais de 30 anos de concessão, a economia de 650milhoes me pareceu um valor plausível.

https://www.google.com/amp/s/g1.globo.com/google/amp/sp/sao-paulo/noticia/2019/09/16/covas-assina-concessao-do-complexo-do-pacaembu-a-iniciativa-privada.ghtml

Gabriel
Gabriel
Reply to  Flavio Gomes
2 dias atrás

Verdade, os 650 milhões não refletem somente custo evitado, mas também remetem a uma linha de receita adicional com impostos.
Mas Flávio, o ponto aqui é que, independente de ser um custo evitado (economia de Opex) ou arrecadação (ISS), esse valor me parece bem razoável, podendo ser reaplicado pela prefeitura/estado em prol da população.

Gabriel
Gabriel
Reply to  Flavio Gomes
2 dias atrás

Let’s agree to desagree kkk

Barreto
Barreto
6 dias atrás

Precisa explicar para estes privateiros fdp que patrimônio tombado não pode ser tombado.

Edu Zeiro
Edu Zeiro
7 dias atrás

Flávio, aqui em BH os entreguistas licenciaram, de forma totalmente irregular, um mega projeto de mineração no que restou da Serra do Curral. As consequências ambientais para a cidade e região metropolitana estão mais do que comprovadas, e vão desde o desabastecimento de água (devido ao comprometimento de lençol freático e destruição de nascentes) até poluição do ar pela poeira de minério de ferro, além do desmatamento de áreas de mata atlântica, afetando fauna e flora. A aprovação foi dada às 3 horas da madrugada de um sábado e contou com o voto de todos os órgãos subordinados ao governo estadual. Há forte movimento contrário, com ações na justiça e pedidos de instalação de CPI na ALMG, pois as evidências de irregularidades são grandes, inclusive passaram por cima de um processo de tombamento da Serra que impediria qualquer atividade desse tipo.

João
João
7 dias atrás

Já tinham destruído em 1970 com a demolição da concha acústica e a construção do Tobogã.
Segue o barco.

Luciano
Luciano
7 dias atrás

E o mais triste é o modo como isso acontece, e causa a indignação de alguns poucos… Como eu aqui, o Flávio Gomes, o Eduardo Suplicy, o Nabil Bonduki (vi o link da matéria).
É um absurdo completo! O patrimônio é tombado, e a empresa se sente no direito de destruir tudo pra construir uma “arena de e-esporte”?!? Como é que pode?!?
Isso daí que a empresa fez tem nome: chama-se crime. E é um crime continuado, com a conivência da prefeitura que firmou esse contrato absurdo e não toma as providências cabíveis agora.

victor
victor
7 dias atrás

Eu gostei da cratera. Tem bastante espaço pra enterrar os privatistas e bolsominions atuais. Depois, faz uma festa Rave pra dançarmos em cima do gramado.
Que crime ao patrimônio futebolístico e arquitetônico…

Silvioengouveia@gmail.com
Silvioengouveia@gmail.com
Reply to  victor
5 dias atrás

Bob Dylan na veia…vamos festejar dançanfo sobre eles para ter certeza que não se levantam mais!

irio akex
irio akex
7 dias atrás

Não era ” só ” o tobogã? Merda completa…

Germano JS
Germano JS
7 dias atrás

Mas aquelas arquibancadas com degraus enormes era terrível

Sergio Matera
Sergio Matera
7 dias atrás

E vale ressaltar o ótimo trabalho feito (2017) entre técnicos da UPPH (CONDEPHAAT) e do DPH (PMSP) para viabilizar a concessão menos agressiva possível. Trabalho desprezado, o projeto aprovado foi modificado ao longo do tempo para ajustar o “equilibrio financeiro” e descaracterizou o patrimônio esportivo mais importante do Estado de São Paulo.

Sergio Matera
Sergio Matera
7 dias atrás

“O meu, o seu, o nosso Pacaembu” se foi. E não volta mais, patrimônio é objeto de pesquisa, de estudo, de ciência e não volta depois de ser demolido.

O Pacaembu que conhecemos, que está na memória afetiva de todos que acompanharam futebol ou shows de música, não existe mais. Quem são os responsáveis? João Dória, que lançou a concessão, Bruno Covas que finalizou e Ricardo Nunes com a pá de cal. Juntos, obviamente, aos conselhos de preservação, que estão aparelhados para fazer vista grossa às diversas irregularidades para o bem do “mercado” e proteção do concessionário. Primeiro faz, depois aprova; não há tempo pra tanto detalhe; o tombamento é um problema, um ônus.

A sociedade brasileira perdeu a dimensão do que é público, do coletivo, o discurso rasteiro de frases prontas venceu. O resultado está aí, cidades arrasadas pela desigualdade social e pela exploração econômica sem limite algum. A estética é cafona, muito cafona. Os que promovem e defendem isso se acham uma elite, mas não podem ser classificados assim porque não têm educação, invariavelmente são ignorantes, são apenas especuladores e atravessadores que acumulam muito dinheiro; o que se entende como alto luxo é apenas cafonice.

Talles
Talles
Reply to  Sergio Matera
6 dias atrás

A lista de culpados começa muito antes quando por inúmeras vezes o velho Paca, a saudosa maloca, foi negado para que o Corinthians tivesse a sua concessão. Depois, negaram ao Santos com a desculpa de que era um time de fora da cidade. Sobrou isso aí!

Era nos últimos tempos um elefante branco que atendia apenas ao público endinheirado que mora nos arredores para fazer seu jogging matinal, sem acesso ao gramado.

Antes não fosse preciso construir a impressora de mármore em Itaquera. Antes fosse para ser a nova casa do Santos. Vai virar mais uma “arena multiuso”. Pena!

Gabriel
Gabriel
7 dias atrás

Não sou de SP, tem tempo que não ouço sobre o estádio. Estava sendo usado para que?

Alcides
Alcides
Reply to  Gabriel
6 dias atrás

Era usado para futebol, shows e diversos eventos. Se não me engano está fechado desde 2020.

Erton Leite
Erton Leite
7 dias atrás

Nossa que crime! Eu não moro em sampa, mas que crime!

Adolfo
Adolfo
7 dias atrás

Não é mais meu, não mais seu, não é mais nosso Pacaembu… Triste…

Jorge Luis
Jorge Luis
7 dias atrás

Sacanagem do c%$#%¨!!@*

luis felipe
luis felipe
7 dias atrás

A pergunta que faço é: por que tudo isso?

Albert
Albert
7 dias atrás

Num lugar minimamente sério, o Pacaembu teria sido cedido/permutado/negociado/arrendado/qualquer outro tipo de negociação com o Corinthians.

E já que estão fazendo isso com a benção do CONDEPHAAT, aproveitem e derrubem o Martinelli, o Altino Arantes, o CCBB, a Casa Modernista (olha aí, nome perfeito para um prédio cheio de vidros espelhados), a Casa do Bandeirante, Conjunto Nacional, etc., e construam condomínios com varanda gourmet, piscina coberta, com entrada de serviço para os funcionários, afinal nada mais humilhante que dividir elevador com uma empregada doméstica, não? Sim, estou sendo irônico.

Novamente, num lugar minimamente sério, essa corja encostada no conselho sob a batuta do “Jestor” já estaria sob a mira e sob artilharia do MP há tempos.

Bento
Bento
7 dias atrás

Obra do “gestor”…

Sergio
Sergio
7 dias atrás

Não dá para acreditar!! Agora querem privatizar a Petrobras

Alexandre Neves
Alexandre Neves
7 dias atrás

Não acredito!!! Fiquei sabendo agora. PQP como pode?!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
7 dias atrás

Pensei que somente o tobogã fosse colocado abaixo . Se destruírem a Curva adeus ao velho Pacaembu. Será que o projeto da privatização está disponível para consulta?

Peixotom
Peixotom
7 dias atrás

“As intervenções nas arquibancadas leste e oeste são necessárias para torná-las acessíveis a pessoas com deficiência e implementar sanitários, lanchonetes, áreas de hospitalidade e imprensa, cumprindo, portanto, as obrigações do Contrato de Concessão e melhorando muito os níveis de conforto e segurança aos usuários. Após as escavações, contenções e fundações, as arquibancadas serão inteiramente refeitas com a mesma geometria, bem como o gramado que será reconstituído”, continuou a concessionária…. – Veja mais em https://www.uol.com.br/esporte/colunas/olhar-olimpico/2022/05/11/arquibancada-do-pacaembu-e-destruida-para-ter-subsolo-com-arena-de-e-sports.htm?cmpid=copiaecola

Luiz Sergio Neto
Luiz Sergio Neto
7 dias atrás

O próximo passo dos imbecis é privatizar/diar a Petrobras e o pré-sal, o que sempre foi o objetivo acertado entre o Renwr e os EUA. Que tristeza! Eles não se contentam em desgraça nosso presente nem ameaçar nosso futuro, precisam também arruinar nosso passado!

Wagner
Wagner
7 dias atrás

A grande imprensa canalha faz há mais de 30 anos uma campanha diuturna desqualificando tudo que é público, “se privatizar melhora”. Com isso temos monopólios privados, pagando caríssimo por serviços de péssima qualidade sem qualquer ação regulatória do governo. E ainda entrega-se um patrimônio popular como o Pacaembu, palco de tantos eventos memoráveis e exemplar único do estilo art-déco. Gozado que quando os talibãs destroem um monumento da antiguidade é vandalismo de um bando de bárbaros. Não é a mesma coisa?
Se Lula e Haddad não forem eleitos (Freixo no meu caso), essa gente alienada é inconsequente merece ficar na merda em que está. Só que a gente vai junto…

Bruno
Bruno
7 dias atrás

Acho que ta invertido o titulo deste post (One Comment) com o GiraMondoGira.

hehehe