EN TEJAS (1)

Leclerc: pole surpreendente nos EUA

SÃO PAULO (reta final) – Pela terceira vez no ano, Charles Leclerc largará na pole-position de um GP. Será domingo no GP dos EUA, 18ª corrida do Mundial. O grid foi definido nesta tarde. Como é a quinta etapa da temporada com Sprint, a prova curta de sábado, agora todo mundo esquece o que aconteceu hoje e se concentra na pauleira do sábado.

Todos, menos Leclerc. O ferrarista, que está completando 100 GPs pelo time de Maranello, fez a 21ª pole de sua carreira contando com um bom desempenho de seu carro e, também, com uma leve pisada na bola do tricampeão Max Verstappen, da Red Bull. O holandês, no Q3, fez uma volta melhor que a do rival. Mas ela foi cancelada porque o piloto excedeu os limites da pista — uma das mazelas da F-1 moderna, esse cancelamento em série de voltas rápidas.

Vamos, então, a um resumo do dia em Austin. Lá no fim, algumas caixinhas com informações aleatórias desta semana.

Alonso, fora no Q1: Aston Martin desabou

Um calor desgraçado marcou a sexta-feira texana da F-1, com a abertura dos trabalhos em Austin. Tanto no treino livre único quanto na classificação, os termômetros ultrapassaram a casa dos 35°C, numa secura danada (umidade relativa do ar mal passando dos 10%) e mais de 40°C no asfalto — que para irritar ainda mais os pilotos é um dos mais ondulados do calendário.

O Q1 teve alguns nomes incomuns aparecendo na primeira posição, como Hülkenberg e Gasly no início. Pilotos mais assíduos no alto da tabela, como Sainz e Verstappen, também ocuparam a ponta. Mas quem ficou na frente ao final da primeira fase da classificação foi Hamilton, que tem um histórico dos mais interessantes nessa pista — cinco vitórias e três poles. Seu tempo: 1min35s091.

A zona da degola teve uma enorme surpresa: Fernando Alonso. Em 17º, o espanhol deixou de ir ao Q3 pela primeira vez no ano. O desempenho da Aston Martin desabou na segunda metade da temporada. As razões ainda não estão muito claras. Também entre os eliminados ficaram Hülkenberg, em 16º, e, depois de Alonso, Albon, Stroll e Sargeant.

Verstappen: aposta no ritmo de corrida

No Q2, as primeiras voltas foram ligeiramente piores que as melhores registradas no Q1. Hamilton, por exemplo, foi 0s7 mais lento do que ele mesmo na primeira tentativa. Verstappen manteve-se em P1 por vários minutos com 1min35s491, 0s4 pior que Lewis na primeira parte da sessão classificatória. Curioso, porque em geral as pistas vão melhorando volta a volta, com mais borracha no asfalto. As altas temperaturas talvez explicassem a dificuldade de repetir a performance de minutos antes. Quanto mais quente o piso, mais escorregadio fica. E quanto mais se anda de lado, escorregando, mais rapidamente os pneus acabam.

Quem conseguiu baixar bem o tempo foi Leclerc, com 1min35s004. Terminou em primeiro. Verstappen ficou 0s004 atrás dele, também melhorando bastante. Hamilton não evoluiu muito e acabou o Q2 em terceiro. Passaram ao Q3 cinco duplas: de Red Bull, Ferrari, Mercedes, Alpine e McLaren. Tsunoda, Zhou, Bottas, Magnussen e Ricciardo — este voltando à AlphaTauri depois da mão quebrada na Holanda — empacaram no segundo segmento da classificação.

Ricciardo de volta: ficou no Q2

Com 1min34s829, Leclerc foi o primeiro piloto a baixar de 1min35s no fim de semana. Foi muito boa, sua primeira volta rápida no Q3. Colocou 0s252 sobre Verstappen, que vinha tendo dificuldades principalmente nos dois primeiros setores do traçado americano. No terceiro, descontava.

Depois da primeira bateria de voltas, o holandês era o terceiro, ainda atrás de Hamilton — que ficou a apenas 0s056 do monegasco da Ferrari. Max fechou sua volta disparando cobras e lagartos contra a equipe — aparentemente, reclamou da proximidade para Pérez no final de sua volta voadora, o que pode ter gerado alguma turbulência em certos pontos do circuito.

E no tudo ou nada da segunda rodada de voltas rápidas, quase deu Verstappen. Leclerc melhorou seu tempo para 1min34s723 e o holandês o superou por 0s005. Mas perdeu a volta por passar dos limites da pista na curva 19. Ficou pistola da vida, mas não adiantou muito. Os comissários foram implacáveis. Caiu para sexto. Charlinho ficou em primeiro e terá a seu lado na primeira fila Lando Norris, da McLaren. Hamilton, Sainz, Russell, Verstappen, Gasly, Ocon, Pérez e Piastri ficaram nas dez primeiras colocações.

Na tela, a volta cancelada de Verstappen; na pista, Hamilton vai ao P3

Amanhã às 14h30 (horário de Brasília) acontece a classificação de tiro curto que define o grid da Sprint. Esta, com 19 voltas, terá sua largada às 19h. Mas vamos ficar de olho na prova de domingo, claro. Verstappen tem um carro ótimo para a prova. Largando em sexto, irritado, tende a dar mais um showzinho.

Que é tudo que vem fazendo neste ano, diga-se.

Andretti: no túnel de vento

JÁ TEM ATÉ CARRO – Michael Andretti está em Austin e não esconde de ninguém a indignação com a demora para a aprovação do ingresso de sua equipe na F-1, uma vez que o pleito já foi aceito pela FIA. Faltam a Liberty e as outras equipes. “Para mim é um mistério [essa reação]”, reclamou. E adiantou: semana que vem, coloca um carro com as especificações de 2023 em túnel de vento. Disse que espera estrear em 2025. Mas que se for preciso esperar por 2026, OK. Sobre pilotos, afirmou categoricamente que um deles será norte-americano (Colton Herta é o preferido) e o outro será “alguém experiente”. E ao comentar as negociações sobre motores, falou que o acordo feito com a Renault meses atrás deve expirar antes de ser colocado em operação, mas que isso não preocupa: “Há outras opções”.

Doohan: treino confirmado no México

NOVATO – Jack Doohan será um dos pilotos a Alpine no primeiro treino livre para o GP do México, semana que vem. E repete a dose em Abu Dhabi. Aos 20 anos de idade, o australiano é atual quarto colocado na F-2 e já fez dois treinos livres pelo time francês no ano passado — nas mesmas pistas.

ASTON, AUDI & LANCE – Há um diz-que-diz nas redes sociais sobre o futuro de Aston Martin e Audi. A primeira já estaria vendida para o governo da Arábia Saudita e a segunda teria desistido da F-1 — sua estreia, assumindo a Sauber, está marcada para 2026. Aviso aos caros leitores: não acreditem em tudo que andam escrevendo por aí. Outro boato que circula sem filtro: alguém disse que soube não sei bem por quem que Lance Stroll teria dito para seu pai que não queria correr mais, aí ficou de castigo e o pai não deixou. Vale o mesmo alerta: não acreditem em tudo que andam dizendo por aí.

Subscribe
Notify of
guest

11 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marco Antonio
Marco Antonio
4 meses atrás

e nao adianta nada, no fim, provavel que o Max ganhe… apesar de torcer lindamente pro LH44

Edson
Edson
4 meses atrás

O site voltou…. estava entrando num site de apostas

Marcos Bassi
Marcos Bassi
Reply to  Edson
4 meses atrás

Ainda bem que tem mais uma testemunha…tava me achando maluco…

Paulo Rickli
Paulo Rickli
4 meses atrás

O giro que a F1 dá pelo mundo está demonstrando ( empíricamente) aquilo que estamos vivendo em nossas cidades e campos : o planeta está aquecendo.
Em Balsas, aqui no Maranhão, bateu 43°C , onde o recorde anterior era 39°C . No extremo sul do mesmo município, que é na área rural onde moro, chegou a 40° , lugar onde normalmente não passa de 33° C , e a temperatura média anual varia de 18° a 27° C .

Marco Antonio
Marco Antonio
Reply to  Paulo Rickli
4 meses atrás

mas dizem por ai, na maior cara de pau, que nao existe aquecimento global… ¬¬
triste, mas a cada dia que passa, vamos a passos largos pro fim do mundo… e egoista, pq a merda vai sobrar pra quem vem

Edson
Edson
4 meses atrás

O alguém que está falando do Stroll é o nelsinho filho do chofer do bolo, ou seja, credibilidade zero.
Credibilidade zero também são esses limites de pista… que coisa estapafúrdia. Libera pra todos e pronto.
Texas é tipo o interior de SP mas falando inglês….

GVargas
GVargas
Reply to  Edson
4 meses atrás

Ou você não conhece o interior de SP ou não conhece o Texas….ou não conhece ambos

Chupez Alonso
Chupez Alonso
4 meses atrás

O VAR anulou.

Acontece.

IMG_5429.jpeg
O crítico
O crítico
Reply to  Chupez Alonso
4 meses atrás

Em compensação ajudou bastante em 2021, né, lady baba? Acontece também?

O crítico
O crítico
Reply to  O crítico
4 meses atrás

lady baba e suas babetes me negativando como se eu não tivesse falado a verdade. Triste isso.

Last edited 4 meses atrás by O crítico
GVargas
GVargas
4 meses atrás

Tu escreveu bem, melhor que assistir o treino.
Os problemas de LecLec começam geralmente após a largada e quando Verstappion chegar ele vai praticamente ceder passagem pois ele e a equipe sabem que vale mais P2na mão do que P1 disputando com Max. Acho também que Serginho chega no pódio ou será que RedBull tá ficando sem gás
Riccardão o desmunhecado se já não corria bem antes imagine agora, nem com munhequeira
Lance Stol enjoou da brincadeira porém se lascou continuar não adianta sair de mão vazia é vexame.
Tiozão Alonso perdeu o rebolado, digo o embalo mas deixou sua marcas
Jorjão Russo tá na verdade é mantendo distância do Hamiltinho
Houston , TX é impressionante
Na Corridinha e no GP Max é o Max
Porém Carreras são Carreras, tudo só acaba no fim
Uma pizza no sábado uma picanha no domingo e muito Redbull geladinho.
E o Dragãovitche não apareceu?
quem não corre a provinha de sábado sem justificativa não pode correr no domingo?
Essas sprints são legais mas precisa ser pelo menos 50% esse negócio de 1/3 é pros fracos e o resultado de sábado deve ser o grid de domingo.
O PIA não vai pro pódio provalmente mas passar muito gente boa pra trás.
Não esqueçam o ALBON tô falando
Flavio eu não acredito em tudo que andam falando e mostrando por aí faiz é tempo agora que tu avisou é que não acredito mais.