EN TEJAS (2)

Verstappen: sexta vitória em Sprints

SÃO PAULO (tudo como dantes…) – Sem nenhuma dificuldade, Max Verstappen venceu a Sprint do GP dos EUA em Austin. Colocou mais oito pontos no bolso e recebeu uma plaquinha comemorativa para deixar na estante. Foi a 11ª Sprint da história. Max ganhou seis delas. A F-1 inventou as corridas curtas na temporada de 2021. Foram três naquele ano, mais três em 2022 e, nesta temporada, serão seis no total. Interlagos fecha a sequência. Os outros vencedores de Sprints, para quem certamente irá perguntar: Valtteri Bottas (duas), George Russell, Sergio Pérez e Oscar Piastri (uma cada).

Hoje, Hamilton foi o segundo e Leclerc, o terceiro. Como se sabe, o que acontece na Sprint fica na Sprint. Diferentemente dos anos anteriores, a corridinha não interfere mais no grid de domingo. Este foi definido ontem, e Leclerc larga na pole amanhã para o GP dos EUA. Verstappen parte em sexto e, mesmo assim, é favoritíssimo à vitória.

Mas vamos contar a história rápida desse, como diz o Fábio Seixas, “Pequeno Prêmio” norte-americano.

Largada em Austin: só Sainz com macios

O grid da provinha texana fora definido algumas horas antes com Verstappen na pole, Leclerc em segundo, Hamilton em terceiro e Norris em quarto. Russell, oitavo, perdeu três posições por ter atrapalhado Leclerc e caiu para 11º. Na largada, o único piloto com pneus macios era Sainz, sexto no grid. Todos os demais escolheram os médios.

Verstappen largou bem, mas foi atacado por Leclerc. Se defendeu, e quem aproveitou a refrega foi Hamilton, que acabou passando o monegasco. A Mercedes, toda espevitada, largou bem também com Russell, que recuperou as três posições que perdera no grid ainda na primeira volta.

Lewis não deixou Max escapar muito, o que não deixou de ser uma surpresa no início da prova. Neste ano, o mais habitual foi ver o holandês desaparecer rapidamente na frente. Com um novo assoalho, já parte dos estudos para o carro do ano que vem, o time alemão deu a sensação de que melhorou bem em Austin.

Sainz: enquanto pneus duraram, foi bem

Vendo Hamilton muito perto pelo espelho, Verstappen entrou no rádio e observou: “Minha dirigibilidade não está lá grandes coisas”. Sim, juro que ele falou “dirigibilidade”. “Talvez você tenha levado uma lufada de vento, Max”, respondeu o engenheiro. Juro que ele falou “lufada”.

Na volta 6, porém, o tricampeão conseguiu abrir mais de 1s sobre o inglês, evitando assim ataques com asa móvel. Aí sim, as coisas voltaram ao normal. Foi embora, desapareceu. Russell, com o outro Mercedão, recebeu um pênalti de 5s por ter passado Piastri pelos jardins de Austin. Verstappen, Hamilton, Leclerc, Sainz, Norris, Pérez, Russell e Gasly eram os oito primeiros. A corrida teria 19 voltas.

Norris passou Sainz na décima volta, quando os pneus macios do espanhol da Ferrari começaram a abrir o bico. Foi para quarto, mas estava muito longe de Leclerc, o terceiro, para almejar uma medalha de honra ao mérito. Pérez passou na volta seguinte, jogando Sainz para sexto.

Albon, nono: mais um pouquinho pegava o ponto de Russell

E nada mais aconteceu. Verstappen recebeu a quadriculada com 9s465 de vantagem para Hamilton. Leclerc, Norris, Pérez, Sainz, Russell e Gasly fecharam a zona de pontuação, que vai até o oitavo na Sprint. Por causa da punição, Jorginho e Pierre trocaram de posição.

Max saiu do carro que nem suado estava. Disse que a prova de amanhã será “divertida”. Para ele, certamente. Para aqueles que serão trucidados mais uma vez, menos. De qualquer forma, ainda temos uma briga pelo vice-campeonato em curso. Pérez chegou a Austin 30 pontos à frente de Hamilton. Com o resultado da Sprint, a diferença caiu para 27. Checo, dizem as línguas ferinas que espalham veneno pelo paddock, foi intimado pela Red Bull a ficar pelo menos em segundo no Mundial. Caso contrário, terá de pedir o seguro-desemprego no final do ano.

Final em Austin: só um abandono, de Stroll
Subscribe
Notify of
guest

7 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando (Pai do Clark)
Fernando (Pai do Clark)
7 meses atrás

Três certezas pós-Pequeno Prêmio:
1. Pilotos e engenheiros lêem esse blog e sabem que é melhor falar direito no rádio;
2. Se essas ondulações obscenas fossem num autódromo na Zona Sul de SP, talvez nem tivesse GP, fora o escândalo;
3. FIA e Liberty deixam a galera andar (literalmente) pelo traçado recuperando energia e causando riscos e grita geral GP após GP, enquanto com essa porcaria de track limits tomam ações imediatas e desnecessárias… O passão do Russell no Piastri foi coisa linda, e levou 5 segundos… fora as 200 voltas canceladas treino após treino. Mete aquela tinta com tungstênio de Paul Ricard na área fora da zebra (daquela mais braba), o reflexo nos pneus seria real e o piloto estaria “punido”. Puta saco virou esse VAR na F1.

Veremos daqui a pouco, mas se o assoalho teve tanto rendimento assim, uma vitória da Mercedes no GP de São Paulo não parece tão irreal (Red Bull já tá olhando pra ’24 faz tempo)…
Abraços!

CHAGAS
CHAGAS
7 meses atrás

E Sargeant segue batendo suas metas.
Ultimo na classificação Sprint.
Ultimo na corrida Sprint.
Ultimo na classificação do GP.
Em casa o americano esta impecável.

Carlos
Carlos
7 meses atrás

O bom e velho Verstappen deu as caras em Austin. Espremeu Leclerc até o muro do pit e um pouco além. Leclerc depois da sprint disse que faria o mesmo. Interessante que a FIA sequer cogitou investigar o ocorrido. Russel foi penalizado com um acréscimo de 5 s no seu tempo de corrida por ultrapassar Piastri por fora da pista. Mas uma volta antes o próprio piloto da McLaren forçou Perez para fora da pista. Novamente nem uma investigação. Ficou barato. E segue o Ford nem sai de Simca da FIA em relação aos limites da pista. Vamos ver o que a corrida de hoje reserva.

Last edited 7 meses atrás by Carlos
GVargas
GVargas
7 meses atrás

Ok FLA.
Fora o óbvio sobre MAX/RBR eu destacaria o oportunista Hamiltinho e Serginho Perez.. o resto foi o resto. E talvez no Domingo seja mais ou menos isso de novo

Celio Ferreira
Celio Ferreira
7 meses atrás

É a Mercedes ta chegando….e Max ta andando tão relaxado , após
o titulo, que errou ontem na classificação , e hoje tambem.
Perez , 5 decimos de Max , acho que o Chefão não vai perdoar .

Chupez Alonso
Chupez Alonso
7 meses atrás

Hamilton virou um especialista em ultrapassagens por fora.

Por fora da pista, claro.

Toda corrida ele sai léguas na largada e nada acontece.

Ainda bem que só ele sabe esse atalho.

Se a moda pegasse, correria-se o risco de não ter nenhum carro dentro da pista na 1ª curva.

Aliás, se a FIAcedes puniu o Russel por uma ultrapassagem por fuera (da pista) em cima do Piastri, por que não puniu o Hamilton por uma ultrapassagem por fuera (quase na arquibancada) no Leclerc?

Precisava nem de VAR.

A resposta já sabemos.

Enquanto isso, na Sala de Justiça… já são 6 and counting…

Rumo ao 8cta!

IMG_5487.jpeg
O crítico
O crítico
Reply to  Chupez Alonso
7 meses atrás

lady baba e sua fiacedes é piada pronta desde 2021.