PREZINHO (3)

Terceiro dia, fim da pré-temporada: Ferrari na frente, mas com macios

SÃO PAULO (fim) – A pré-temporada da F-1 acabou hoje no Bahrein com Ferrari na frente de novo e uma unanimidade nas opiniões: Max Verstappen será campeão outra vez. Como se diz sempre, folhas de tempos em testes devem ser relativizadas, e tanto a volta de Carlos Sainz ontem, 1min29s921 (a melhor dos três dias), quanto a de Charles Leclerc hoje, 1min30s322, foram feitas com pneus C4, os mais macios que a Pirelli levou para o Bahrein. E esse composto nem será usado na corrida, semana que vem.

Verstappen e a Red Bull não se preocuparam em fazer voltas rápidas para impressionar os incautos. O holandês fechou o dia hoje em quarto, com pneus médios. Mas o que deixou muita gente boquiaberta no circuito barenita foram suas longas sequências de voltas com tempos idênticos em configuração de corrida. Levar o carro ao limite foi algo que o time dispensou. Não precisa. O que conta pontos é chegar na frente.

E há consenso nos pontos de vista colhidos aqui e ali no paddock. O mais enfático foi Fernando Alonso, que viu tudo de perto. Além de fazer previsões pouco otimistas para sua Aston Martin (“Um pódio no Bahrein será muito difícil”, disse), o espanhol vaticinou: Max leva o tetra e a Red Bull vai continuar dominando. “Temos 19 pilotos aqui que sabem que não serão campeões. Depois de ver o que eles fizeram nestes três dias, há menos chance de qualquer outro ganhar corridas este ano”, concluiu.

Verstappen: rápido em corrida, que é o que importa

Convém levar a sério diagnósticos que venham de gente experiente como ele. Outros disseram a mesma coisa, talvez com menos eloquência. Lando Norris, da McLaren, acha que seu carro está “muito atrás” do RB20. Lewis Hamilton, da Mercedes, falou que o W15 é melhor que o modelo do ano passado, mas ainda está longe do que a equipe gostaria. Leclerc pediu aos torcedores da Ferrari que não esperem vitórias da equipe em condições normais.

Análises dos tempos de volta de todas as equipes em stints longos — de tanque cheio e pneus médios — nestes três dias chegaram a resultados desanimadores para a maioria. E indicam que poderemos testemunhar algumas decepções em 2024. A maior delas pode ser a McLaren. A equipe papaia terminou bem a última temporada, mas o sorriso rasgado das provas derradeiras de 2023 desapareceu do rosto de seus principais integrantes.

Por essas análises, a Red Bull é 0s45 por volta mais rápida que a Mercedes, a segunda nesse ranking, 0s5 mais veloz que a Ferrari, 0s55 melhor que a Aston Martin, e pode colocar 1s1 por volta sobre a McLaren no GP que abre a temporada. Depois vêm a Visa RB etc. (1s15), a Williams (1s35), a Sauber (1s45), a Alpine (1s5) e a Haas (1s6). Semana que vem poderemos checar a exatidão desses dados assim que sair o grid para a prova no autódromo de Sakhir — grid que será definido na sexta-feira, dia 1º de março, já que corrida inaugural será disputada no sábado.

Alonso: Red Bull está bem na frente

Ao final das três sessões de testes, que começaram na quarta-feira, a Haas foi a equipe que completou mais voltas (441), seguida por Ferrari (416), Red Bull (391), Sauber (379), Aston Martin (379), Visa etc. (367), Mercedes (361), Alpine (334), McLaren (328) e Williams (299). Ninguém teve problemas muito sérios — uma embreagem aqui, uma bomba de gasolina ali, coisas fáceis de resolver. Não houve acidentes, felizmente. As dez equipes encerraram os trabalhos com seus carros e pilotos inteiros.

Sainz: melhor volta dos três dias

Em geral, como é normal antes de começar um campeonato, todos falaram bem de seus novos modelos e ninguém disse que está pior que no ano passado. O que não é o bastante para bater Verstappen. Seria preciso melhorar muito para desafiar o atual tricampeão mundial. Deu para perceber que a Haas vai segurar a lanterna da tabela de pontos, e que a Alpine errou a mão no que entregou a Esteban Ocon e Pierre Gasly. Já a Cash App etc. tem um carrinho mais esperto e deve subir um pouco no pelotão. A McLaren, como já dito, decepcionou. Williams e Sauber estão no mesmo balaio, perto da Cartão de Crédito etc. Por fim, Mercedes e Ferrari tendem a repetir a disputa pelo vice-campeonato.

E para passar a régua na pré-temporada, vamos a algumas caixinhas coloridas com informações aleatórias da semana.

FALA, TINO – Günther Steiner, demitido do cargo de chefe da Haas e de estrela da Netflix, anunciou que será comentarista da temporada na RTL, a emissora alemã que transmite as corridas.

CASA NOVA – Laurent Mekies, novo chefe da Ticket Restaurante etc. informou que a equipe vai construir uma nova fábrica na Inglaterra, em Milton Keynes, perto da matriz Red Bull. Hoje o time usa instalações em Bicester, ali perto. A fábrica de Faenza, responsável pela construção dos carros, permanecerá ativa. A nova planta será destinada a estudos aerodinâmicos, túnel de vento etc.

A GIL – A McLaren fez mais homenagens a Gil de Ferran, morto em dezembro do ano passado. O ex-piloto, que vinha trabalhando na equipe, teve seu nome inscrito na torre do autódromo iluminada com as cores do time. Nos três dias de testes, Norris usou um capacete igual ao do brasileiro.

ESGOTO – Os treinos de hoje tiveram de ser interrompidos depois de 40 minutos de atividade porque, mais uma vez, uma tampa de bueiro se soltou na curva 11. Os organizadores, agora, têm alguns dias para solucionar o problema.

AUSENTE – O único piloto que não participou das atividades no encerramento da pré-temporada foi Logan Sargeant, da Williams. Estava previsto. Ontem ele andou o dia todo. Hoje foi a vez de Albon.

Melhores tempos no geral: quatro primeiros com macios

BORRACHA – No quadro acima, a classificação geral depois dos três dias de testes. Nota-se que os quatro primeiros registraram suas melhores voltas com os pneus C4, macios. O mais rápido de médios foi Sergio Pérez, seguido por Verstappen.

DE SAÍDA – Hamilton falou pela primeira vez de corpo presente sobre sua saída para a Ferrari em 2025. “Foram 26 anos com a Mercedes, uma jornada incrível da qual me orgulho muito. Mas estou escrevendo a minha história, e era a hora de começar um novo capítulo”, filosofou.

Subscribe
Notify of
guest

22 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Chupez Alonso
Chupez Alonso
1 mês atrás

Resumindo:

Próximo…

Rumo ao 8cta!

IMG_1169.jpeg
Formiga
Formiga
1 mês atrás

Sei que você é enjoado com a precisão dos termos, como jm excelente jornalista. Não é tampa de BUEIRO, e sim tampa de Poço de Visita. Bueiro é uma passagem de água (geralmente circular ou quadrada) que fica sob a pista, parecida com uma ponte, mas menor. Essas estruturas no meio das ruas do mundo são locais de inspeção, chamados Poços de Visita ou PV, para os íntimos, e fazem parte do sistema de micro-drenagem.

Abraços e parabéns pelo Blog, FGomes, e Placar…. dá parabéns para o Pipo para mim

Danilo
Danilo
1 mês atrás

De surpresa mesmo foi o passo para trás da Mclaren em comparação com Mercedes e Ferrari e a diferença ainda maior da RB para as outras mesmo trazendo um conceito diferente do carro em relacao aos anos anteriores. Se não houver um strike de largada nos carros da RB e nenhuma invasão alienígena nos GPs a RB deve bater o recorde do ano passado. A torcida agora é q na próxima mudança técnica dos motores a RB erre no motor e tenha uns 50 vc a menos do q a concorrência para termos uma disputa no campeonato.

Rodrigo da Silva
Rodrigo da Silva
Reply to  Danilo
1 mês atrás

Agora RB é o nome da ex-Alpha Tauri. Melhor usar RBR para se referir a equipe principal.

Afonso
Afonso
1 mês atrás

Vamos esperar a corrida para saber com quem ficará as duas vagas restantes no pódio. 

Diogo
Diogo
Reply to  Afonso
1 mês atrás

Duas vagas? Cara é um ônibus espacial contra carros comuns. Maria Mercedes já garantiu o vice também, a não ser que não tenha feito o Pix pro psicólogo nas férias, sei lá, coisa que o valha.

O crítico
O crítico
Reply to  Diogo
1 mês atrás

Putz, FG, “Maria Mercedes” é demais também, não? Sujeito até tenta disfarçar, mas a boquirrotice não deixa . Coisa de fã doentio do motorista do capetão e do próprio, lógico.

Diogo
Diogo
Reply to  O crítico
1 mês atrás

Ele chamava de Maria do Bairro, hahaha. Você não entendeu nada e eu adorava a Maria do Bairro, ponto final. Quanto ao motorista ele é um bosta fora da pista e dentro um deus. Fiquei pensando aqui quem diabos seria esse até que lembrei que ele carregou o imbrochável. Ah, tenha a Santa paciência. Sou esquerda mas não sou Woke, capice? Não a patrulha de moral e maus costumes que você não pode nem dar um apelidinho. Não sou tão moderno, beijos.

O crítico
O crítico
Reply to  Diogo
1 mês atrás

Não entendi mesmo. Non capice. Nem sei quem é ou foi Maria do Bairro. E eu também tenho uma certa preguiça com o politicamente correto. Mas você há de convir que aqui está cheio de criadores de apelidinhos bastante mal intencionados.

Paulo Leite
Paulo Leite
1 mês atrás

Apenas uma solução para animar mais um passeio anual de Max: Alinhar um Copersucar-Cosworth, carro lindo demais da conta e ligeiro feito uma piaba. Valeu, Wilson.🙏🏻

Celio Ferreira
Celio Ferreira
1 mês atrás

Como diz o ditado : tudo como dantes no quartel de abrantes.
Max vai passear o ano inteiro , no campeonato mais longo da
história da F1. ( Adrian na prancheta e Max no volante fazem a
diferença )

Paulo Toledo
Paulo Toledo
1 mês atrás

O quadro de tempos é ótimo, fornecendo os principais dados para compreender as causas dos tempos alcançados. As caixinhas coloridas, como sempre, ótimas, sem contar o texto. Trabalhando muito bem desde os tempos da Folha. Dá gosto de ler. Quanto ao campeonato… Aguardemos 2025

Last edited 1 mês atrás by Paulo Toledo
Luke
Luke
1 mês atrás

Verstappen só vai ter um trabalho em 2024: adicionar mais uma estrela em seu capacete!

imagem_2024-02-23_194929209.png
Luke
Luke
1 mês atrás

É comovente ver torcedor da ferrari se iludindo e dizendo “não vejo a Red Bull com essa superioridade toda, a Ferrari vai brigar com eles pelas primeiras posições” kkkk imagina em 2025, quando nem mesmo o Hamilton for capaz de entregar vitórias pra Ferrari?
Se até o Alonso (O Alonso) já cravou que Verstappen será tetra em 2024, quem sou eu para desmentir?

Last edited 1 mês atrás by Luke
Diogo
Diogo
Reply to  Luke
1 mês atrás

Concordo quase totalmente. Hamilton vencerá com a Ferrari, sem dúvida alguma. Mas em 2025 pelo menos, será provavelmente na sorte e no braço. Ele não é milagreiro e nessa tocada aí pra tirar a RedBull só mudando o regulamento e olha lá!

André
André
1 mês atrás

2024 será mais um ano entediante. Não vou perder uma corrida.

PowerGuido
PowerGuido
1 mês atrás

Essa temporada promete….. ser longa e tediosa, exceto para o verstapen.
https://www.facebook.com/share/r/7oHkkKMvS4VDVGsA/?mibextid=oFDknk

Last edited 1 mês atrás by PowerGuido
Wagner
Wagner
1 mês atrás

Preciso como sempre Flávio Gomes, parabéns!

Chupez Alonso
Chupez Alonso
1 mês atrás

Não dá para entender por que uma equipe usa o tempo precioso do teste para testar pneus macios C4 que nem sequer vão ser usados na corrida.

Se quer aparecer, tem jeito mais barato.

É, literalmente, perda de tempo.

Mas deu para a Red Bull ver que Mercedes e Ferrari estão próximas. Entre elas!

Já é tetra na Austrália?!

Rumo ao 8cta…

IMG_1140.jpeg
O crítico
O crítico
Reply to  Chupez Alonso
1 mês atrás

O sabonete tenta passar um sabão na Ferrari, mas se ferra ao não pensar que em determinado momento do campeonato esse C4 vai ser utilizado. Ou seja, pra mim a equipe estava é ganhando tempo, testando o carro com esse compostobantes se antecipando às demais. Já sobre aparecer, nisso você é especialista, né?

Markonikov
Markonikov
1 mês atrás

é, já era, que venha 2026 … mas enfim, no meio do pelotão a briga vai ser boa ….

sei lá, acho que deveria fazer como a indy e a dallara, chassis padrão, feito pelo newey, e o resto livre kkkkk

PowerGuido
PowerGuido
Reply to  Markonikov
1 mês atrás

Mas aí não seria mais F1…. seria indy