MENU

terça-feira, 2 de maio de 2006 - 16:37Sem categoria

Esse é o carro!

SÃO PAULO (acho que já disse, sei de um em SP) – O misterioso Filipe W, que andava meio sumido, pescou este comercial do Trabant e mandou para cá. Acho que já falei desse carrinho aqui, e é um dos meus sonhos de consumo.

Detalhe legal é o “teste do alce”, esse zigue-zague entre cones de borracha. Na Europa eles chamam assim porque, dizem, quando um alce invade a estrada é preciso tal reação de um automóvel. Alces costumam invadir estradas na Europa.

Mas o nome do teste não importa. O interessante é que quando a Mercedes lançou o Classe A, carrinho ordinário, diga-se, a revista “Auto, Motor und Sport” fez o teste e a bagaça capotou. Foi o maior vexame porque, para sacanear, a revista fez o mesmo com um Trabi. E o carrinho alemão-oriental passou com louvor.

A Mercedes teve de refazer o projeto do Classe A, que ficou indelevelmente marcado pela comparação com o Trabant.

Injustiça. Numa disputa Mercedes x Trabi, vai dar Trabi sempre.

21 comentários

  1. Mahar disse:

    Quem viu a foto do Classe A na revista sueca Autobild viu quatro caras de mais de 100 quilos a bordo fazendo o teste do alce com 15 libras nos pneus. Quando o aro encostou no chão fazendo curva…

  2. Milton de Mello Bona disse:

    Eu já vi um andando aqui em São Paulo. Foi na Av. Brasil. Ele era azul bem claro.

  3. Bola disse:

    Ordinário é pouco! Quem conhece o projeto daquela ratoeira sabe que o classe A tem um monte de gambiarra. Marca cara quando inventa de fazer algo “barato” não dá certo.

  4. Sergio disse:

    Prezado Gomes,

    acho que voce se enganou. O zigue-zague Não! é um “teste do alce” (Elchtest, em alemao ou Moose/Elk test, em ingles). No teste do alce o carro vem em linha reta, muda rapidamente de faixa e volta novamente para a faixa original.

  5. Bonilha disse:

    Também achei simpático o Trab…
    O mais incrível é saber que, para os alemães comunistas conquistarem o direito de ter um, tinham que esperar de 2 a 4 anos numa fila de espera.
    Quem quiser ver Trab a dar com pau, assista ao filme ‘Adeus Lênin’. Muito bom e mostra um Trabant, digamos família, estilo perua. Recomendo.

  6. vitão disse:

    nostalgia é bom, mostra respeito e conhecimento, mas não existe substituto para o progresso. Essas tralhas como fusca, trabi, etc. tiveram o seu tempo mas o progresso é inexorável ( FG, quem usa inexorável numa frase ganha uma camiseta? a minha é GG, por favor), senão não estaríamos aqui nos ofedendo pela internet, usando um computador. Mesmo com caso crônico de vertigem , sou mais a Classe A . E esses comuna que vao pra PQP !!

  7. João disse:

    Concordo com você Gomes. Nunca engoli este tal de Classe A, para mim mais uma porcaria que lançaram no mercado para enganar os incautos. Preferiria ter este tal de Trabant, pelo ao menos tem um visual retrô.

    João

  8. Edgar SC disse:

    Esse aí é aquele da alemanha oriental neh!
    Era pavorosa a diferença de carros de um lado e de outro, no fim o da oriental era muito mais charmosinho, hoje em dia é bacana passear na alemanha de Trabi. (Em qualquer lado diga-se de passagem).
    Mais a merça hein… capota assim.

  9. antonio purri disse:

    tem nada de ordinário neste carro não . ele é muito bom . o 160 anda o que é preciso e o 190 anda muito ( estou falando de automovel e não de carro de corrida ; estrada a 120 ultrapassagens a 140 ; ambos chegam a esta velô rapidinho ) .gosto do acabamento e é seguro como poucos no caso de eventual porrada . embora uns 5 anos mais velho , sou mais ele que os demais mono que tem no brasil.

  10. Roberto Valle disse:

    Menos, Flavio, menos…

  11. Ivan disse:

    Felizmente, viajei à Hungria e consegui ver um Trabant ao vivo. E até tocar em um. Pena que não tirei fotos porque dexei a câmera na casa em que estava hospedado. Pelo menos cumpri um dos meus objetivos na viajem…

  12. Jason disse:

    Já dirigi um, aí em São Paulo… O som de motor é mais para Lambretta do que para DKW. As posições das marchas são todas ao contrário (primeira na direção do painel). Apesar de diminuto, o bichinho é espaçoso. Um projeto muito legal – só não curti a suspensão, dura demais.

    Fiquei rodando pelo Morumbi, imaginando que aqueles inexpugnáveis, eletrificados e farpados muros das mansões locais me levariam ao Chekpoint Charlie. Experiência divertidíssima – também quero um Trabi!

  13. Eduardo S SP disse:

    Ordinario é um DKW que leva 5 segundos de um Fusca hehehe

    Fala mal do Classe A perto do Bob Sharp ou do Samaha pra voce ve hehehe

    Brincadeira !

    Mas, ei Gomes voce ta moderando os comentários ?

    Porque aperece no marcador 10 comentários, mas vai abrir, só mostra 1, depois de um tempo os demais aparecem de repente

  14. Renato Chedid Garcia disse:

    Classe A, ordinário? Está na hora de revermos alguns conceitos…não?

  15. Sucrilhos disse:

    Falando em Trabant, houve um acidente fatal no AvD-Sachsen-Rallye, uma etapa do campeonato de rali alemão, justamente com esse modelo. Parece que o carrinho de 1.1 litro saiu da pista e foi de encontro a uma árvore, matando piloto e co-piloto. Deve ter sido uma manobra do alce mal feita, ou uma manobra do elefante…

  16. joaquim disse:

    Flávio, tá certo que o Trabant tornou-se um ícone com a queda do Muro de Berlim em 89. São antológicas as imagens dos alemães orientais dirigindo seus Trabant rumo a Berlim Ocidental, ou ao mundo do consumo capitalista. Mas que é uma tranqueirinha, não há dúvida. Acho que o motor do bicho é 2t, não? Então é isso, teu negócio é cheirar Castrol M-50? Abs.

  17. gabriel disse:

    http://www.youtube.com/watch?v=OJV-H7cZR5w&search=GP%20Brasil

    Flavio coloca esse link em um post pra galera ve o final do GP Brasil de 93 todo mundo que ver isso e finalmente achei um abraço !!!

  18. jeff Paiva disse:

    Fala, Gomes… Estive em Leipzig no final do ano passado e fiz questao de tirar uma foto de um Trabi perto da estacao central.

    Como todo bom exemplar, judiado, rodadinho, mas firme e forte nas ruas da ex-Alemanha Oriental.

    Vou ver se acho aqui e te mando, para vc postar no Blig.

    Abraco

  19. kowalski disse:

    Ele aparece no filme jogo de espiões com Brad Pitt e Robert Redford. Na cena o Brad Pitt acelera o bichinho pelas ruas de Berlim Oriental tentando despistar agentes da polícia comunista. É muito legal ver o Trabant andando de lado nas ruelas de paralelepípedo de Berlim Oriental.

  20. Askjao disse:

    Sou mais o meu kart no teste do alce…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>