OUTRO MUNDO | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

terça-feira, 27 de julho de 2010 - 14:36F-1

OUTRO MUNDO

SÃO PAULO (quem mandou?) - GP da Alemanha de 1986. Digamos que os pilotos brasileiros da época eram protagonistas mais efetivos que os de hoje. Notem Patrick Head nos boxes quando Piquet chega para trocar pneus. Ficou feliz? Será que ele esperava o Mansell? E o Prost no fim, empurrando o carro? Essas corridas da década de 80 eram, realmente, especiais.

141 comentários

  1. vgilmar@hotmail.com disse:

    Parabens, historica pra se guardar as palavras do Nelson e a coragem do Regi em não editar para poupar criticas ao se empregador, Rede Globo, pena acontecer pouca vezes.

    Gilmar

  2. Leandro disse:

    Começei a assistir Formula 1 em 1982 quando tinha tres anos ,quando assistia as corridas com meu pai no sofá como todo o garoto na minha época eu tinha sete anos quando assiti a esta corrida como o meu pai e se eu não e engano quando a Formula 1 havia chego a Alemanha Piquet estava em desvantagem na disputa com Mansell que já havia vencido quatro vezes (Bélgica ,Canadá ,França e Inglaterra ) contra apenas uma vitória de Piquet no Brasil ,Piquet utilizando todo o seu talento e mais um pouco buscou a reação na segunda metade do campeonato .
    Nesta corrida alem do talento utilizou de toda a sua experiencia e malandragem ,era outro mundo na Formula 1

  3. kado disse:

    piquet sobrandoo !!

  4. Mailson disse:

    F1 80´s nuff said.

  5. Fernando Zimmermann disse:

    eu queria ver a luta narrada pelo luciano???/ kkkk
    bons tempos…lindos tempos….outros tempos

  6. MARCOS disse:

    …acompanho F1 desde os anos 70…acho que desde o começo dos anos 80 até o inicio dos 90…não dava prá perder corrida…com a aposentadoria do Piquet…a do Prost…a morte do Senna…e a saída do Mansell…a era piloto, acabou…ainda tivemos um fora de série…o Schumacher…mas acho que o melhor anos de todos estes…foi 1986…quando os 4 chegaram disputando…e chegamos a ter em cada tempo da corrida…3 campeões numa só corrida naquele ano…na ultima…

  7. Pedro Jungbluth disse:

    a viadagem do Senna no final foi incrível, quer dizer que Piquet ganhar não importava, le chegar em segundo era BRASSSIL-SIL caralho, da pra entender essas coisas melhor agora.

  8. J. Alves disse:

    Nossa, muito bom ver isso… 1986 foi o ano em que comecei a assistir às corridas. Acho que comecei na metade da temporada ou algo assim. Tenho lembranças bem fracas de ver meu pai assistindo às algumas corridas no fim dos anos 70, mas eu era muito novo para me interessar.

    Outros tempos, com certeza.

  9. Charlles Ferraro disse:

    Outro coisa, outro mundo, outro tudo. Fantastico mesmo.

  10. LUIZ CACONDE disse:

    tem como mandar este video para o massa???? principalmente a fala do PIQUET.

  11. Rafael Martins disse:

    Era o Armando Botelho ali atrás do Ayrton???

  12. Marcelo Bonatto - 24 anos disse:

    Só consegui pegar o finalzinho dessa época, ’90 para frente, mas assisti varios vídeos do pessoal das antigas, Gilles Villeneuve, Mansell, Prost, Piquet esse pesseaol todo.

    Como diz o título do post era “outro mundo”, eram corridas entre pilotos e não entre fábricas, além é claro, de não existir um cara chamado Herman Tilke que mutilou o circuito de Hockenheimring.

    Abraço.

  13. Willian Ifanger disse:

    Putz, até me lembro dessa corrida……ainda mais da parte que o Rosberg se perde na curva no final da prova.

    Aliás, ver as ultrapassagens no retão interminável, no meio da floresta, aquele monte de faíscas dos assoalhos……que saudades!!! (suspiros)

    E o Piquet zuando com o tamanho do Troféu foi hilário…..kkkkkkkkkkk

  14. Paulo disse:

    O $$ acima de tudo hj…..q pena!!

  15. Vanderlei Julio disse:

    Cara, quanta diferença, os caras fazendo as últimas curvas balançando o carro pra pegar o resto do tanque… Impensável pra quem nasceu na era Schumacher.
    Hockenheim com a floresta toda, do que jeito que tinha que ser. Senna fazendo o jabá dele com a bandeira do Brasil. Piquet fazendo uma piada pra descontrair. Grande Era Turbo. Só espero que o Massa não seja um novo Alboreto, quanto à sua trajetória na F1.

  16. Banana Joe disse:

    Com relação a corrida: sensacional, emoção de verdade, imprevisível, valia a pena acordar cedo nos domingos aquela época.
    Com relação aos brasileiros apenas lembro que naquela época haviam PILOTOS brasileiros na F1.
    Desde que Senna morreu temos apenas MOTORISTAS, que bons ou maus são apenas profissionais que são pagos e obedecem ordem de um chefe ou patrão para dirigir da forma que a equipe quer.
    O negócio é continuar torcendo para o Hamilton…

  17. Henrique disse:

    Dias atrás estive procurando pelo clipe da música Hot Summer Nights (fez parte da trilha sonora do filme Top Gun, de 1986), do grupo Miami Sound Machine, que tinha a Gloria Estefan nos vocais, e acabei me deparando com esse highlights da temporada de 1986 da Fórmula 1:
    http://www.youtube.com/watch?v=vDzNXFJ9AJ0

    A qualidade do vídeo é muito boa e a música que toca no vídeo é justamente Hot Summer Nights. E há uma parte em que aparece essa cena do Alain Prost empurrando o carro, há também algumas batidas, muitas ultrapassagens. Acho que vale a pena, o vídeo.

  18. Marcio Premier disse:

    Tempos dourados….

    Onde seu companheiro de equipe se quissesse passar que achasse espaço….nas curvas…o cara ainda dizia com o olhar….quer passar? SE VIRA….

    Prost chicoteando o carro buscando combustivel foi o máximo….

  19. Marcio Premier disse:

    Gente para quem não acompanhou essa época de ouro, isso era Formula 1, fazia valer a pena acordar cedo, ir na padaria, tomar café rapidinho e sentar na frente da tv….

    Hoje não vale a pena nem acordar cedo para ver o bando de boçais que acham que são pilotos….

    Eu vibrei vendo esse vídeo….

    Bons tempos!!!!

  20. E o Piquet zoando com o tamanho da taça, foi ótimo.

  21. Ubirajara Martins disse:

    De fato. Grande Nelson Piquet.

  22. leonardo sampaio disse:

    saudade de uma formula 1 com carros e pilotos de verdade.

  23. Carlos Eduardo disse:

    Saudades do tempo em que nossos pilotos eram protagonista. E sobre o Massa é difícil admitir mais o Alonso está muito a frente.

  24. Ricardo disse:

    Sensacional…bons tempos aqueles, pois quem mandava no carro era o piloto e não a equipe, como na época do senna e prost juntos na mclaren…hoje o esporte é voltado totalmente ao lucro, e não ao espetáculo como antigamente.

  25. TOM SEM FREIO disse:

    Essse Galvao Bueno, é fogo. No final o Prost, desce do carro, e nem tenta empurrar e ele já diz que se acabaram as forças do Prost…….. Quem é ele pra saber se acabaram ou nao ? Todos os narradores esportivos, tem esse costuem de ACHAR alguma coisa.

  26. Juca Vasconcelos disse:

    melhor coisa é ouvir a “música do Senna” com o Piquet ganhando KKKKKKKKKKKKKKKKKK

  27. Marcelo Migliorini disse:

    interessante notar que isso era o resumo da corrida, que deve ter passado num fantastico da vida e hoje eh uma palhaçada total que nao se entende nada do que aconteceu

  28. João disse:

    O melhor do vídeio é o Piquet fazendo palhaçada para levantar o troféu.

  29. Francis Ian Ulfeldt disse:

    ÔÔÔÔÔÔÔÔÔ SAUDADES!!!!!!

  30. Estão virando uns maricas. Todos, Alonso incluso.

  31. Hélder disse:

    F A N T Á S T I C A… C O R R I D A !!!!!

  32. Cid Moreira disse:

    Acho que foi uma rara corrida em que o Rosberg andou bem com a McLaren, na frente do Prost… Que eu me lembre, ele tomou um passeio tão grande do francês que resolveu se aposentar…

  33. Thiago Sabino disse:

    Acho legal a exumação de vídeos assim. Tenho o album de figurinhas da época, e a GRID, que fazia um compêndio do ano de 1986 inteirinho…. Tão guardadinhos!

    Agora, o ridículo disso tudo é ver gente ( e um bocado deles) que diz: ” …. não acordo cedo mais pra ver essa vergonha, etc, blablablabla…
    ” e depois linhas abaixo, fica opinando da polêmica massa X alonso…

    hahahahaha como tem gente patética aqui…

    Entretanto, tem muita gente boa, a acrescentar o espaço. Valer a pena perder uns minutos pra ler boas opiniões….

    Nelsão, Senna, ambos muito fodas. Só babaquinha fica de nhenhenhem, e mimimi defendendo esse segregacionismo pachequista babaca.

  34. Mauro Andres disse:

    Cara… hoje fiquei numa discussão quase filosófica a respeito do porque da frustração de tanta gente com o Massa…

    Enfim, eu gosto disso aí! Ultrapassagens, disputa, etc… E pra quem pensa que esporte, competição e negócios não podem andar juntos, perguntem aos chefes da Yamaha na MotoGP que tem o Jorge Lorenzo e o Valentino se pegando nas curvas dos autodromos volta e meia….

  35. Jean Paul Jones disse:

    Legal é o final que o apresentador do Fantastico diz “agora vamos viver os ultimos momentos da luta narrada pelo Lu…”, e corta. Quem será que lutou? Bons tempos esses que até boxe passava na Globo…

  36. José Fernandes disse:

    Caramba.. como era bom a F-1.. Emoção do começo ao fim..

  37. Felipe Antunis disse:

    Piquet, Rosberg, Senna, Prost… se o nelsinho e o nicolas fossem um pouco mais competentes, os quatro nomes estariam na F1 hoje…

  38. marcio disse:

    Que corrida! Saudades…..

    Com os bunda moles de hoje fica impossivel esperar algo igual.

  39. Handerson disse:

    Sobre a pergunta em post anterior, foi Mansell, com Lotus, no GP do EUA Oeste, Dallas, 1984.

  40. Diogo disse:

    Se Schumacher estivesse aí, nenhum desses fracassados teria a mínima chance, convenhamos.

    Vão dormir, viúvas e pensionistas.

  41. Eduardo (PE) disse:

    Sobre a irritação de Patrick Head, Piquet disse que ele deveria estar com “dor de barriga”.

    E sobre a afirmação de Piquet de que agora ele “corria para si mesmo”, isso revela como o ambiente interno da equipe Williams estava desfavorável a ele, onde o preferido era Nigel Mansel.

    • julio Cesar Gaudioso disse:

      Pessoal, reabastecimento e troca de pneus foram algumas das (re)invenções do Gordon Murray. Cobertores elétricos (diferentes desses usados desde o final dos anos 90) já eram usados no final dos anos 70, assim como os reguladores de barras estabilizadoras e da distribuição do freio. Quanto a suspensão ativa, a Williams só tocou o projeto pra frente, mesmo com o voto contrário do Mansell, por que o Piquet, vendo as vitórias do Senna com a Lotus 99T em Mônaco e Detroit, assumiu fazer sozinho o árduo trabalho de fazer todo o desenvolvimento de pista de um sistema baseado no modelo hidropneumático de rua da Citroën, pois o Nigel negou-se (ou sentiu que não tinha competência). Um trabalho cansativo de pista-boxe-pista-fábrica que rendeu a vitória em Monza e o título 87, mas não teve um envolvimento maior com a criação do sistema, só com a afinação, coisa muito difícil por lidar com conceitos e parâmetros desconhecidos até para a maioria dos engenheiros da F1 da época, Só a sensibilidade de um Piquet ou de um Senna para poder transmitir aos engenheiros e técnicos responsáveis por tais equipamentos as reais condições dos mesmos.
      Ele foi um dos maiores de todos os tempos, pela perícia, arrojo e irreverência. Confesso que curti e vibrei com todas as suas vitórias, incluindo Hungria 86, onde demonstrou as três qualidades ao mesmo tempo. Aliás, há alguns anos ao ser entrevistado pelo jornal Zero Hora de Porto Alegre, disse que sua maior frustração era não ter concluído o curso de engenheiro mecânico.

    • julio Cesar Gaudioso disse:

      Ah, ia esquecendo: Reabastecimento e troca de pneus eram comuns nos anos cinqüenta. A maior vitória do Fangio, Nurburg ring 57, foi com essa jogada; largou mais leve, com meio tanque, parou no meio da prova e os mecânicos da Maserati demoraram demais, deixando o argentino muito atrás das Ferrari, só que os pneus novos renderam o que o mestre precisava para dar seu show inesquecível.

  42. julio Cesar Gaudioso disse:

    Naquela época, o sistema de rádio era comum aos dois pilotos e o Piquet, já cansado com a preferência da equipe sem o Frank Williams (convalescendo) pelo Mansell, ouviu a ordem para o inglês entrar e que o Nelson seria na volta seguinte. Sabendo que os melhores tempos de troca e os melhores pneus sempre ficavam com o Nigel, aproveitou a posição na pista, entrou e recebeu o super tratamento preparado pelos mecânicos para o carro nº 5. Desmontou a armação do Patrick Head na pura malandragem de quem ralou prá chegar onde estava. Não inventou nada daquelas coisas ditas acima, na área técnica só entortou o ponteiro do calibrador de pneus para não revelar as regulagens de seu fórmula 3. Mas dentro do carro, era um gênio que sempre adorei ver a habilidade e precisão na tocada. Dos pilotos de ponta da sua geração era o que mais me lembrava o Môco, seja pelo empenho em desenvolver seu trabalho com a equipe, seja pelo amor pelo automobilismo.

  43. Rodrigo Zielk disse:

    Cara, sensacional este vídeo… é de ficar arrepiado…

    Não vale nem fazer comentários com os dias atuais…

  44. DESILUDIDO disse:

    Oi Flávio, fui eu quem mandou o de Hockenhein.
    Mas para mim o melhor de todos os pegas é esse
    Abraço
    Flávio

    http://www.youtube.com/watch?v=kl2tIFxSEGA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>