NAS ASAS | Blog do Flavio Gomes | F1, Automobilismo e Esporte em geral
MENU

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016 - 18:15Nas asas

NAS ASAS

SÃO PAULO (tomara, tomara…) – João Francisco Amaro, presidente do museu da TAM, escreveu longa carta sobre seu fechamento. Deixou no ar a possibilidade de reabri-lo em outro lugar num prazo longo de cinco anos, pelo menos. O texto está aqui.

Só nos resta torcer.

museutammmmm

10 comentários

  1. Bem que poderiam tentar viabilizar um museu como o de Sinsheim, na Alemanha: http://www.technik-museum.de/en/

  2. Snowmeow disse:

    Tava correndo um boato de que a FAB iria ceder parte de suas instalações (Perto do Anhembi, creio) para abrigar o Museu.

  3. gilberto disse:

    Tomara que os caminhos que serão percorridos pela economia brasileira permitam que esse museu volte a funcionar.

  4. Anselmo Coyote disse:

    Em 5 anos… hummmm. O Todt tbm falou com o Maldonado que nem tudo está perdido. Quando um pobre diabo fica paraplégico nos primeiros meses eles o colocam em fisioterapia, falam em cirurgias, pesquisas, tratamentos alternativos etc etc etc. Me engana que eu gosto.
    Abs.

  5. Farid Salim Junior disse:

    Triste deixar o povo privado de ver um pouco da história da aviação…
    Deve ser realmente caro manter um espaço enorme como esse e, com tantas raridades, igualmente caras e raras.
    Se pudesse sugerir alguma alternativa, talvez um empréstimo temporário ao Museu da Aeronáutica- No Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro – até que o tal novo espaço esteja pronto.
    Também ouvi algo a respeito de um museu parecido a ser criado na Embraer… Se for verdade, quem sabe…

  6. Paulo Leite disse:

    Se a noticia for verdade, daqui a 5 anos volto a voar de Tam !

  7. Armando Aguirre disse:

    Boa noite Flávio e amigos!
    É uma perda imensurável o fechamento, ainda que temporário, deste museu. João Amaro idealizou e concretizou a construção deste sonho, dedicando vários de seus anos à sua manutenção.
    Fui o proprietário de um dos aviões que “moram” lá: o Nord Norecrin 1203 II, que é uma derivação pós guerra do Messerschmitt BF 108, Foi o avião mais sensacional que voei. Quando foi vendido para o museu, por volta de 1998, tinha uma pintura que remetia aos Flying Tigers, com uma enorme boca de tubarão pintada nas carenagens do motor. Sei que você gosta de aviação e certamente teria se encantado por este avião, construído em 1949 e entregue voando nas mãos do querido João Amaro, que ainda deu um rasante sobre a pista em Carlos Prates (BH) ao se despedir. Para você ter uma idéia das peculiaridades deste avião, tamanho era seu torque, que na decolagem era preciso “alinhá-lo” a 45 graus com o eixo da pista, e durante a corrida o motor se incumbia de corrigir o ângulo inicial até tirá-lo do chão e iniciar o recolhimento do trem de pouco com exatas 33 bombadas na alavanca localizada entre os bancos da frente. Uma experiência única.
    Apesar dos convites do João Amaro para ir visitar a minha antiga “águia” em sua nova casa, com nova roupagem, acabei nunca indo. Mesmo planejando várias vezes, não sei por que nunca fui. Quisera ter ido e visto todos os aviões, inclusive o P-47 pilotado por meu pai em sua época de FAB, mas agora parece meio tarde.
    Esperaremos ansiosos pela sua reabertura!

  8. Leandro disse:

    O que me intriga nesta história é a forma abrupta como foi feito o fechamento. Já há alguns anos namoro a ideia de ir até o museu, mas como é muito distante de casa acaba ficando para a próxima. Se anunciassem previamente o encerramento das atividades acredito que o movimento do museu, do anúncio ao fechamento, traria tantos visitantes que possivelmente custearia parte dos gastos que terão com a reestruturação. Eu mesmo obrigatoriamente iria. Mas não, nada feito. Agora é aguardamos a reabertura em outro lugar, possivelmente SP, e torcermos para que seja nos mesmos moldes do atual. Pena.

  9. Daniel T disse:

    Oi Flavio, avisa o pessoal do site para colocar a programação da FE, esta sem programação.
    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>